Ruas de Bequimão se transformam num mar vermelho na inauguração do comitê do PMDB

DSC_6976A primeira impressão é a que fica. E foi assim que a população de Bequimão mostrou mais uma vez  apoio aos candidatos Zé Martins (prefeito) e Magal (vice), durante o primeiro grande ato da campanha. No sábado (20), aconteceu uma carreata e em seguida a inauguração do Comitê Central da coligação “Pra fazer muito mais”.

DSC_7152

A festa começou no Portal da Cidade, na MA-106 e se estendeu pelas principais ruas e avenidas do Centro. Depois, a multidão se reuniu na Praça da Matriz, onde fica o comitê central de campanha. A cidade virou um verdadeiro mar vermelho e reuniu gente de todas as partes do município, de moto, carro e até a cavalo. A passeata chegou a mais de dois quilômetros de extensão.

DSC_7046

Participaram lideranças, candidatos a vereador e simpatizantes do trabalho realizado pelo candidato a prefeito Zé Martins (PMDB) e do vice Magal (PT), além do atual vice-prefeito, Pedro Acará.

Os candidatos Zé Martins e Magal receberam o apoio e o carinho do público, que mostrou que “O trabalho tem que continuar”. Os moradores nas calçadas acenavam para os candidatos mostrando a confiança e o quanto é forte a credibilidade de quem trabalha e respeita o povo.

FOTOS: Rodrigo Martins

VEJAM MAIS FOTOS CLICANDO AQUI…

Imagem

Ruas em Bequimão ganham asfaltamento pela primeira vez na história

WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.28A Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria de Infraestrutura, está trabalhando a todo vapor no asfaltamento de ruas em bairros da cidade. São seis ruas beneficiadas nessa etapa do asfaltamento que irá beneficiar milhares de pessoas, dando mais mobilidade aos moradores.

WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.37

As Ruas Eupídio Couto (rua que passa em frente à Rodoviária e se estende até a Avenida Antônio Dino), Sete de Setembro (que sai da antiga delegacia e vai até o Estádio Vivaldão, também é conhecida por Travessa João Reis Martins), Avenida Jacarerana (que sai da rodoviária e liga a Vila Juca Martins), Rua Acelino Cunha (Cidade Nova), Rua Balbino Rodrigues (Cidade Nova) e a Rua Manoel Beckman (que passa pela ETA até a Avenida do Capinzal, passando pelo Colégio Pedro Silva), também no bairro Cidade Nova.

WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.19

Além do asfaltamento, a Prefeitura vai construir meio fio e sarjeta em todas as vias pavimentadas, num total de mais de sete mil metros quadrados de novas ruas asfaltadas em Bequimão.

WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.11 (1) WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.11 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.19 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.22 (1) WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.22 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.27 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.28 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.32 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.37 WhatsApp Image 2016-08-19 at 12.37.54

Prefeitura de Bequimão avança com calçamento em bloquete na Estiva

image
A Prefeitura Municipal de Bequimão segue com o calçamento em bloquete no bairro da Estiva. O trabalho começou pela Rua da Marinha e vai continuar até a Rua 07, que é a via principal do bairro. O convênio assinado pelo prefeito Zé Martins com a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (SECID) prevê, ainda, o calçamento de ruas da Cidade Nova.

“Mesmo sendo oposição ao governo do Estado, o prefeito Zé Martins é bem articulado e tem a competência de buscar os benefícios que a população de Bequimão tanto precisa. Os convênios não caem do céu. É preciso que o prefeito corra atrás e viabilize os projetos que possam desenvolver o município”, destacou o secretário de Administração e Transporte, José Orlando.

A população da Estiva está aprovando o trabalho. “Essa rua era atolando, a japonesa ficava lá no fundo do barro. Agora tá melhorado, tá muito bacana”, comemorou o morador Aurino Lobato. “Antes era bem difícil a gente passar pela rua. A gente fazia ela estreitinha, os moradores mesmo que faziam. Agora está ficando bem melhor mesmo. Eu estou achando excelente o trabalho do prefeito Zé Martins”, avaliou Edivaldo Pereira.

O convênio assinado pela secretária das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Flávia Alexandrina Coelho Almeida Moreira, e o prefeito Zé Martins prevê o repasse de R$ 1.450.00,00 pelo Governo do Estado e a contrapartida de R$ 72.500,00 com recursos da própria Prefeitura Municipal de Bequimão.

Na Cidade Nova, três ruas extensas receberão os bloquetes: a Rua das Flores, que começa em frente à Assembleia de Deus, na Rua Barão do Rio Branco; a Rua Isaque Martins; e a Rua Princesa Isabel.





 

por A Tribuna de Bequimão

ZÉ MARTINS: O Trabalho tem que Continuar!

VANIABequimão vive, desde 2013, um tempo de crescente desenvolvimento. Tenho trabalhado muito para que o povo bequimãoense sinta orgulho da nossa terra. Passei a dedicar cada dia da minha vida em busca de projetos, recursos e parcerias, como forma de cumprir o compromisso que fiz com a nossa população. Agora, posso andar de cabeça erguida por toda parte do município, como candidato à reeleição, certo de que Bequimão está muito melhor do que encontramos.

Tenho responsabilidade e humildade para reconhecer que ainda é preciso fazer mais. Por isso, com a experiência da primeira administração e o conhecimento que temos da realidade do nosso povo, eu, o nosso candidato a vice-prefeito, Magal, e a nossa equipe construímos uma proposta que dá continuidade ao trabalho sério que tem proporcionado mais qualidade de vida aos bequimãoenses.

Você tem como avaliar a minha capacidade de transformar propostas em realidade. Basta ver o trabalho que tornou a saúde de Bequimão uma referência em todo o Maranhão. Com muito esforço, estamos mantendo a qualidade do atendimento no Hospital Lídia Martins, com serviços nunca antes oferecidos no município, como os exames de raio-x e atendimento em pediatria. Três ambulâncias fazem o transporte de pacientes, 20 leitos adulto e infantil estão disponíveis para quem precisa de internação e os dois centros cirúrgicos garantem que problemas de menor complexidade sejam resolvidos em Bequimão mesmo. No Centro de Saúde, são oferecidas consultas médicas de segunda a sexta, ultrassonografia e já realizamos diversos mutirões da catarata, glaucoma e pterígio.

Além disso, a nossa cidade está mais bonita, com a nova pavimentação que colocamos no Centro, Cidade Nova e Ferro de Engomar. A Estiva já começou a receber o calçamento em bloquete. Bairros e povoados receberam iluminação pública. Estamos finalizando a construção da Praça da Matriz. Mais de 300 km de estradas vicinais foram recuperados. Sistemas de Abastecimento de Água chegaram a mais pessoas. Distribuímos fardamento escolar gratuito, trocamos o mobiliário das escolas e sete novos ônibus escolares foram adquiridos.

Essas são apenas algumas das obras e ações que podem servir de referência para que você tome a sua decisão. As imagens de um município abandonado e de gestores públicos que não tinham compromisso com Bequimão ficaram no passado. Tenho convicção de que o nosso povo não vai admitir um retrocesso.
Convido você a relembrar, nos próximos dias, o que já foi possível fazer pela nossa terra e também a conhecer as nossas propostas. Eu aceitei mais esse desafio, tendo desta vez a parceria de Magal, como vice-prefeito, porque sei que juntos podemos fazer muito mais por Bequimão. Vamos seguir juntos, porque “O TRABALHO TEM QUE CONTINUAR”!

Zé Martins, 15
Prefeito Trabalhador

 

Secretaria de Saúde de Bequimão vai realizar atividade física com moradores na Praça da Matriz nesta terça (16)

FISICAA Secretaria Municipal de Saúde de Bequimão, através do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) convida todos os bequimãoenses para participarem do grupo de atividade física “Saúde em Movimento”, que irá realizar atividades físicas nesta terça feira (16), na Praça da Matriz, em frente a Igreja de Santo Antônio, no centro da cidade.

O grupo “Saúde em Movimento” será coordenado pela terapeuta ocupacional Drª Luciana Almeida Ferreira. As atividades do grupo começarão às 17h e espera contar com o maior número de pessoas que queiram cuidar da saúde somente se exercitando. O traje será esportivo adequado para quem for participar das atividades.

O grupo foi criado com intuito de trabalhar apenas os idosos, mas a Secretaria acabou achando melhor abrir para todas as idades e gêneros. Como a população de Bequimão gosta de atividades físicas, a secretaria de saúde uniu o útil ao agradável.

BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA

Os benefícios da atividade física como melhorar a circulação sanguínea, fortalecer o sistema imune e ajudar a emagrecer, podem ser alcançados em cerca de 1 mês após o início da atividade física regular.

Outros benefícios da atividade física como aumento do metabolismo, diminuição do risco de doenças cardíacas, fortalecimento dos ossos podem ser alcançados quando o indivíduo faz alguma atividade física que tenha impacto como caminhadas, pular corda, correr ou dançar, por exemplo. A dança ainda melhora a coordenação dos movimentos e o equilíbrio, aumentando a boa disposição e o humor, melhorando a imagem corporal e a autoestima.

Além disso, praticar atividade física após os estudos é uma ótima estratégia para consolidar o aprendizado devido ao aumento da circulação sanguínea cerebral e aumento das catecolaminas que são essenciais para a memória. Saiba os exercícios mais indicados e outras estratégias para melhorar o aprendizado durante a atividade físicaCLIQUE AQUI E VEJA...

 

Sebrae e parceiros debatem potencialidades da Baixada Maranhense

Com foco no empreendedorismo, instituições de fomento realizaram um grande fórum em Viana com a participação da sociedade civil organizada

Evento discutiu, em três grandes painéis, problemáticas e possíveis soluções para o desenvolvimento sustentável da Baixada Maranhense.

Evento discutiu, em três grandes painéis, problemáticas e possíveis soluções para o desenvolvimento sustentável da Baixada Maranhense.

Realizado nesta quarta-feira (10), em Viana, o Seminário de Potencialidades Empreendedoras da Baixada Maranhense que discutiu o turismo e as oportunidades de negócios da região, tendo como base as belezas naturais dos campos e lagos, território conhecido como pantanal maranhense. Promovido pelo Sebrae no Maranhão, por meio da sua regional em Santa Inês, o evento reuniu convidados e parceiros, contando com a presença de autoridades maranhenses, como o deputado estadual Júnior Verde e representantes do governo do Estado, além da sociedade civil organizada local.

Na solenidade de abertura do seminário, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, reforçou o comprometimento da instituição em contribuir com o desenvolvimento das comunidades da Baixada Maranhense, onde estão alocadas duas de suas regionais – Pinheiro e Santa Inês – para atender os municípios e apoiar as iniciativas que geram negócios e impulsionam o empreendedorismo, tanto o urbano quanto o rural.

“Conhecemos o potencial da região, queremos mudar essa realidade de atraso e de falta de oportunidades que assolam esses municípios. É por isso que o Sebrae aceitou o desafio que lhe foi proposto pela sociedade civil organizada e estamos aqui para discutir com outros parceiros institucionais, propostas de ações voltadas para o desenvolvimento da Baixada Maranhense”, pontuou Martins.

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, com representantes do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, com representantes do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) também reforçou a importância do seminário, destacando que vai levar ao conhecimento dos demais parlamentares maranhenses as proposições e discussões realizadas no evento para que coloquem na pauta da Assembleia Legislativa o desenvolvimento desta vasta e rica região.“Pelo que vi e ouvi aqui, é necessário idealizarmos e aprovarmos políticas públicas para melhoria de vida da população e o desenvolvimento sustentável dos Campos e Lagos e de toda a Baixada Maranhense”, declarou.

Para Ana Creuza Martins, representante do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, a região possui todo um potencial que precisa ser explorado. “Nossa Baixada é rica, mas o nosso povo é pobre. Precisamos ter alternativas, investimentos e ações para que essa realidade seja diferente e possamos valorizar o que temos de melhor: as pessoas. Assim, poderemos mostrar, também, a nossa riqueza natural e cultural para todo o Maranhão e o mundo”, destacou.

Os debates tiveram, também, a participação do secretário adjunto de Estado da Cultura e Turismo, Hugo Paiva, assim como representantes da Embrapa, Associação dos Piscicultores de Itans, técnicos e consultores do Sebrae e caravanas de municípios da região.  Como parceiros do evento, o Sebrae contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Viana, Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, ONG Arariba, Governança de Turismo do Polo Lagos e Campos Floridos e outras instituições.

O evento

O Seminário de Potencialidades Empreendedoras da Baixada Maranhense teve três painéis de discussões: Turismo, Cultura e Recursos Naturais como Potencial de Inclusão Socioprodutiva; Desenvolvimento e Integração de Atividades Econômicas com Foco na Produção Associada ao Turismo e, o terceiro, Comércio, Serviços e Infraestrutura como Fator de Desenvolvimento Territorial.

No primeiro painel, referente ao Turismo, Cultura e Recursos Naturais como Potencial de Inclusão Socioprodutiva, o secretário municipal de Turismo de Jijoca de Jericoacoara, no Ceará, José Bezerra Júnior, fez uma explanação sobre o funcionamento da Vila de Jeri, números que impulsionam o turismo no município cearense e todo suporte que é oferecido a quem visita a localidade, um dos três polos do destino Rota das Emoções – que integra 15 municípios dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará.

“O maior investimento no turismo vem da iniciativa privada que conta com parceiros importantes, como o poder público municipal e o Sebrae, esta instituição que coloca toda a sua expertise para preparar e impulsionar quem acredita no empreendedorismo e que sempre está presente com ações e iniciativas que motivam nossos empreendedores, gerando desenvolvimento, trabalho e renda para as comunidades que integram a Rota”, informou Bezerra Júnior.

Desde 2005, o Sebrae trabalha no roteiro integrado Rota das Emoções e investiu mais de R$ 10 milhões para a consolidação do destino turístico. “Com toda a expertise que obtivemos nos projetos executados na Rota das Emoções podemos idealizar um grande projeto de produção associada ao turismo aqui para a Baixada Maranhense, uma região cheia de lugares paradisíacos que o maranhense e o mundo precisam conhecer, desfrutar e divulgar. Essa proposta está sendo discutida pelos técnicos da instituição, mas é necessária uma melhor organização dos potenciais empreendedores e dos empresários de micro e pequenas empresas da cadeia do turismo local”, sinalizou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Mostra apresenta soluções tecnológicas para o pequeno agricultor da Baixada

Mostra realizada pelo Sebrae, no Quilombo do Frechal, reuniu capacitação, exposição e comercialização da produção em dois dias de atividades

 

Evento levou soluções tecnológicas de baixo custo para pequenos agricultores, que também receberam capacitação nos dois dias de palestras e oficinas.

Evento levou soluções tecnológicas de baixo custo para pequenos agricultores, que também receberam capacitação nos dois dias de palestras e oficinas.

Cerca de mil pessoas circularam, nos dias 05 e 06 de agosto, na 3ª edição da Mostra de Soluções Tecnológicas da Baixada e Litoral Ocidental, realizada pelo Sebrae Maranhão no Quilombo do Frechal, na cidade de Mirinzal. A ação ofereceu cursos e oficinas técnicas, exposição de soluções e espaço de comercialização da produção dos empreendedores rurais atendidos pelo Sebrae em 12 municípios da região. O espaço da comunidade de Frechal também foi uma atração dentro do evento, expondo produtos e o próprio histórico de luta e resistência pela manutenção do quilombo como propriedade dos moradores – um dos primeiros a ser reconhecido por lei no país.

Várias foram as cadeias produtivas trabalhadas na programação, dentre elas a de piscicultura, criação de ovinos e caprinos, criação de abelhas, mandiocultura, produção de derivados da cana-de-açúcar, avicultura, hortifruticultura, artesanato, gastronomia e turismo. De acordo com o diretor superintendente do Sebrae, João Martins, a finalidade maior do evento foi favorecer os pequenos produtores com conhecimento técnico e melhoria de renda dos pequenos produtores.

“A Mostra de Soluções Tecnológicas buscou destacar a inovação, a tecnologia e a informação para ajudar a consolidar as cadeias produtivas significativas para a economia da região da baixada e do litoral ocidental”, enfatizou o superintendente, que lembrou ainda a importância de trabalhar o mercado, para que os produtores saibam como ampliar os canais de comercialização da produção local. “O Sebrae também está aqui para apoiar essa melhoria”, acrescentou Martins.

Produtores da região também tiveram a oportunidade de comercializar seus produtos.

Produtores da região também tiveram a oportunidade de comercializar seus produtos.

Melhoria da produção  Diversos grupos produtivos presentes no espaço de comercialização levaram amostras da produção recém-melhorada através de oficinas e capacitações do Sebrae. Foi o caso do grupo vindo do povoado de Jurarataí, da cidade de Bequimão, que comercializaram a farinha de mandioca feita após o curso de boas práticas na fabricação do produto – que acentuou o sabor da farinha e garantiu a norma sanitária que tanto agradam ao consumidor.

O produtor Cleuton Miranda, de apenas 21 anos, conta que antes de passar pelo curso, acreditava já saber tudo que precisava saber sobre a atividade que desenvolve. “Eu achava que sabia fazer farinha e percebi que ainda tem muitas coisas para aprender e melhorar a produção e ter isso como meio de vida para mim e para minha família”, disse o rapaz.

Além do curso de boas práticas, Cleuton uniu-se a mais dois jovens produtores e têm buscado avançar em capacitações empresariais: eles passaram por outro curso do Sebrae, para aprender técnicas de vendas, e já têm aplicado o que aprenderam nos negócios. Não foi à toa que a produção levada pelo grupo foi uma das que mais chamou atenção no espaço de comercialização do evento, com produtos rotulados que identificam a origem do que está sendo vendido. “Aprendemos tudo isso lá no curso do Sebrae”, reafirma o produtor.

Evento foi realizado pelo Sebrae com a parceria da Associação de Moradores do Quilombo Frechal e entidades como o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

Evento foi realizado pelo Sebrae com a parceria da Associação de Moradores do Quilombo Frechal e entidades como o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

Resultados – A 3ª edição da Mostra de Soluções Tecnológicas da Baixada e Litoral Ocidental foi mais uma ação do projeto DET Litoral Ocidental, que objetiva dinamizar a economia dos municípios da região, por meio do atendimento aos pequenos negócios da zona rural e urbana. O analista do Sebrae responsável pelo projeto, David Felipe Amorim, esclarece que a área de abrangência corresponde aos municípios de Alcântara, Apicum-Açu, Bacuri, Bequimão, Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão e Serrano do Maranhão.

De acordo com a gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Rosa Amélia Borges, os resultados da ação estão sendo contabilizados, bem como o volume de negócios realizados na comercialização, mas já considera que o objetivo maior da mostra foi cumprido. “Conseguimos trazer produtores interessados em melhorar suas atividades, recebemos missões vindas de municípios mais distantes, como São Bernardo do Maranhão, no Baixo Parnaíba, e Humberto de Campos, na região do Munim; tivemos salas de aula lotadas e uma movimentação que justifica o apoio do Sebrae à toda a região”, informa a gerente.

Prefeitura de Bequimão realiza mais um mutirão oftalmológico

M2A prefeitura de Bequimão, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou na tarde desta quinta feira (11) no Centro Municipal de Saúde (Antiga Unidade Mista), um mutirão de consultas com um especialista em Glaucoma.

120 pacientes foram atendidos no mutirão, e 59 pacientes já iniciaram o tratamento com o colírio contra glaucoma. O atendimento se estendeu até as 18h40, onde muita gente procurou as consultas.

Após as consultas, todos os pacientes diagnosticados com glaucoma receberam o colírio que é doado pela Secretaria de Saúde de Bequimão. As consultas foram realizadas pelo oftalmologista especialista Werner Pinto Aguiar.

O QUE É GLAUCOMA?

Glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, pode levar à cegueira.

Há vários tipos de glaucoma. O glaucoma crônico simples ou glaucoma de ângulo aberto, que representa mais ou menos 80% dos casos, incide nas pessoas acima de 40 anos e pode ser assintomático. Ele é causado por uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior, que impede a saída do humor aquoso e aumenta a pressão intraocular.

A principal característica do glaucoma de ângulo fechado é o aumento súbito de pressão intraocular. O glaucoma congênito (forma mais rara) acomete os recém-nascidos e o glaucoma secundário que é decorrente de enfermidades como diabetes, uveítes, cataratas, etc.

SINTOMAS

Glaucoma é uma doença assintomática no início. A perda visual só ocorre em fases mais avançadas e compromete primeiro a visão periférica. Depois, o campo visual vai estreitando progressivamente até transformar-se em visão tubular. Sem tratamento, o paciente fica cego.

De modo geral, a doença aparece com mais frequência a partir dos 40 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa de idade, dependendo da causa que provocou a pressão intraocular mais elevada.

DIAGNÓSTICO

De modo geral, dois sinais merecem a atenção: pressão intraocular acima da média e alterações no nervo ótico, perceptíveis no exame de fundo de olho. Outros fatores podem ajudar a confirmar o diagnóstico.

São pacientes de risco os negros que têm maior propensão a desenvolver pressão alta, pessoas com mais de 35 anos e os portadores de diabetes. O histórico familiar também é importante para o diagnóstico, pois cerca de 6% das pessoas com glaucoma já tiveram outro caso na família.

TRATAMENTO

Inicialmente, o tratamento é clínico e à base de colírios. Existem drogas por via oral que só são usadas em casos emergenciais.

Alguns tipos de glaucoma estão associados a distúrbios que requerem tratamento específico. Cessada a causa, a pressão intra-ocular regride e o problema visual desaparece. Portanto, a medicação oftalmológica é usada por prazo curto enquanto se trata a outra doença que provocou o glaucoma, por exemplo, diabetes.

O glaucoma crônico – tipo mais comum da doença – exige o uso constante de colírios pela vida inteira, porque não tem cura. Como pode ser controlado por meio de medicação, cirurgia ou raio laser, o paciente precisa ser mantido sob controle ininterruptamente.

Tratamento inadequado ou falta de tratamento podem levar à cegueira.

RECOMENDAÇÕES

  • Consulte com regularidade o oftalmologista, principalmente a partir dos 35 anos. O diagnóstico precoce do glaucoma é fundamental para o controle da doença;
  • Não se descuide da adesão ao tratamento. Muitas pessoas deixam de seguir as recomendações do médico, primeiro pela ausência de sintomas, depois, porque os medicamentos são muito caros. Esse descuido pode ter graves consequências.

 

 

 

Projeto Cinturão Verde realizará a Feira da Agricultura Familiar toda quinta feira em Bequimão

F1A Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria de Agricultura e em parceria com o Sebrae/Ma, Agerp e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bequimão (STTR), realizou na última quinta feira (04) mais uma Feira da Agricultura Familiar do projeto Cinturão Verde.

F8

A feira que conta com produtores de diversas comunidades rurais do município de Bequimão passará a acontecer semanalmente, todas as quintas-feiras, a partir das 7 horas da manhã, na Praça 2 de Novembro (popularmente conhecida como Praça do Cemitério).

F9

A Feira da Agricultura Familiar tem o objetivo de inserir no mercado local  produtos dos pequenos agricultores familiares do município, ofertando à população um produto de qualidade com preços bastante acessíveis.

F2

Durante a feira, os consumidores bequimãoenses vão ter a oportunidade de comprar produtos saudáveis, cultivados sem agrotóxicos e em espécies variadas.

F6

CONFIRA ABAIXO AS DATAS DA FEIRA LIVRE DO PROJETO CINTURÃO VERDE. (Toda Quinta Feira)

AGOSTO:

Dia 11/08 (Quinta-Feira)

Dia 18/08 (Quinta-Feira)

Dia 25/08 (Quinta-Feira)

SETEMBRO:

Dia 01/09 (Quinta-Feira)

Dia 08/09 (Quinta-Feira)

Dia 15/09 (Quinta-Feira)

Dia 22/09 (Quinta-Feira)

Dia 29/09 (Quinta-Feira)

OUTUBRO:

Dia 06/10 (Quinta-Feira)

Dia 13/10 (Quinta-Feira)

Dia 20/10 (Quinta-Feira)

Dia 27/10 (Quinta-Feira)

NOVEMBRO:

03/11 (Quinta-Feira)

10/11 (Quinta-Feira)

17/11 (Quinta-Feira)

24/11 (Quinta-Feira)

DEZEMBRO:

01/12 (Quinta-Feira)

08/12 (Quinta-Feira)

15/12 (Quinta-Feira)

22/12 (Quinta-Feira)

29/12 (Quinta-Feira)

FOTOS: Rodrigo Martins

 

 

Potencial empreendedor da Baixada em discussão nesta quarta-feira

Evento é realizado pelo Sebrae em Viana, com o apoio da prefeitura local e instituições parceiras.

 

 

Foto_Viana

Quarta cidade mais antiga do Maranhão, a cidade de Viana receberá evento promovido pelo Sebrae que discutirá temáticas importantes para o desenvolvimento sustentável da região.

 

Viana estará sediando, nesta quarta-feira (10), o Seminário de Potencialidades Empreendedoras da Baixada Maranhense. O evento, idealizado e realizado pelo Sebrae, em parceria com outras instituições de fomento, vai discutir o potencial turístico e empreendedor da Baixada Maranhense, especialmente da região dos Lagos e Campos Floridos.

 

O seminário tem a coordenação logística da Unidade Regional do Sebrae em Santa Inês, com apoio regional em Pinheiro, e vai discutir temáticas em três grandes painéis: Turismo, Cultura e Recursos Naturais como Potencial de Inclusão Socioprodutiva; Desenvolvimento e Integração de Atividades Econômicas com Foco na Produção Associada ao Turismo e Comércio, Serviços e Infraestrutura como Fator de Desenvolvimento Territorial.

 

“Estamos otimistas quanto à realização deste evento, que nasceu de demandas da sociedade civil organizada da região. Esperamos que os debates promovidos gerem subsídios para o desenvolvimento socioeconômico da região, que tem grandes potencialidades, com vocações produtivas para o agronegócio, o comércio e o turismo”, aponta o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, informando que os painéis terão participação do poder público federal, estadual e municipal, lideranças empresariais e rurais e sociedade civil organizada.

 

Para realizar o evento, o Sebrae conta com o apoio da Prefeitura de Viana e dos demais municípios dos Campos e Lagos e Baixada Maranhense; do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual da Cultura e Turismo e regional do Polo Turístico dos Lagos e Campos Floridos; Fórum em Defesa da Baixada Maranhense; ONG Arariba; Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba); Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), por meio da autarquia AHINOR (Administração das Hidrovias do Nordeste).

 

 

 

Turismo sustentável e tradição cultural

 

Berço de paisagens inesquecíveis a região da Baixada Maranhense destaca-se pela beleza de seus campos alagados, sua história, gastronomia e folguedos, sendo cenário ideal para se desenvolver os mais diversos tipos de turismo.

 

A região faz parte da seleta lista da Convenção sobre Zonas Úmidas (RAMSAR) como uma das áreas úmidas de relevância planetária. Não é para menos: a região fluvio-lacustre-marítima reúne campos naturais, resquícios de matas amazônicas e pré-amazônicas, mata dos cocais, cerrados, babaçuais, lagos, rios, estuários e manguezais que se espalham por vários municípios maranhenses.

 

Os inúmeros lagos alimentados por rios e igarapés extravasam na época das chuvas e inundam boa parte dos campos naturais e matas, formando várzeas e igapós que se assemelham às da Bacia Amazônica, à Ilha do Marajó e ao Pantanal Mato-Grossense. A Baixada, que é o maior conjunto de lagos e lagoas naturais do Nordeste, marca, junto ao Golfão Maranhense (Ilha de São Luís e municípios circunvizinhos), o encontro entre os ecossistemas amazônicos e a mata dos cocais ou de transição.

 

A Baixada, berço do Bumba-Boi Sotaque da Baixada (ou Pindaré), também é um dos grandes celeiros da cultura maranhense e a bela cidade histórica de Viana ostenta um casario colonial preservado, vielas e igrejas à beira do lago de mesmo nome.

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

Manhã

8h30: Abertura do evento.

 

9h00: Polo turístico dos Lagos e Campos Floridos: turismo como fator de desenvolvimento socioeconômico e cultural secretaria estadual da cultura e turismo.

 

9h25: Economia Criativa na atividade do turismo: inovação e oportunidades André lobão – produtor cultural, especialista em gestão cultural.

 

09h50: Preservação dos recursos naturais para um desenvolvimento territorial sustentável: a experiência de Jericoacoara-CE

José Bezerra de Souza júnior – Secretário de Turismo de Jijoca de Jericoacoara – CE.

 

10h15: Moderação Tadeu Borba – consultor especialista em desenvolvimento empresarial.

 

10h35 Intervalo.

 

10h50: Produção associada ao turismo e inclusão socioeconômica de pequenos empreendedores: a experiência da Rota das Emoções.

Luís Walter Muniz – Gerente da regional dos Lençóis/Munin e coordenador da Rota Emoções no Maranhão.

 

11h15: Tecnologia para os sistemas integrados de produção agropecuária na Baixada Maranhense – Embrapa.

 

11h40: Piscicultura na Baixada e Caso de Itans – Matinha associação dos piscicultores de itans.

 

12h05: Moderação – Conceição Marques – especialista em desenvolvimento local e tecnologias sociais.

 

12h25: Intervalo para almoço.

 

 

Tarde

14h20: Comércio, serviços e sua importância no desenvolvimento territorial e nas atividades do turismo.

Keila Maria Pontes – coordenadora de indústria, comércio e serviços do Sebrae

 

14h50: Obras estruturantes como geradoras de oportunidades para os pequenos empreendedores Codevasf.

 

15h20: Logística de transporte e o desenvolvimento econômico sustentável na Baixada e Litoral Ocidental Maranhense.

Antônio Valente – Superintendente da Ahinor (Administração das Hidrovias do Nordeste)

 

15h50: Moderação: Alexandre Abreu – Engenheiro Civil – Fórum de Defesa da Baixada Maranhense.

 

16h30: Encerramento

 

17h00: Atração cultural