Bequimãoense colecionador de vinil tem acervo com mais de cinco mil peças

JOAQUIM

SÃO LUÍS – O funcionário público e produtor cultural Joaquim Zion, 52 anos, tornou-se um dos maiores colecionadores de vinil de São Luís. Apaixonado pela música e nascido em berço cercado por cultura, ele possui em seu acervo pessoal mais de cinco mil bolachões, com uma mistura de ritmos que vai do reggae a música clássica.

Natural do município de Bequimão, desde pequeno Joaquim aprendeu com seu pai a apreciar a boa música. Gilberto Gil, Fagner, Milton Nascimento foram alguns dos artistas que fizeram a trilha sonora de sua infância e juventude. “O meu pai ouvia muita música, nós acordávamos e ele já estava ouvindo rádio. A gente tinha uma vitrola e, a partir daí, eu comecei a pegar esses discos e ouvir. Com o tempo, fui querendo comprar meus discos e, naquela época, passavam ambulantes na rua vendendo. Meu pai comprava os dele e perguntava se eu queria escolher, também”. Relembra.

Desde então, Joaquim começou a comprar e guardar com muito carinho os vinis. Os primeiros discos que obteve foram de cantores da Música Popular Brasileira (MPB), como Alceu Valença, Djavan (do qual possui uma coleção completa) e Belchior, este último que foi muito importante na sua vida. “Eu comprei o primeiro disco de sucesso do Belchior, Alucinação, que foi fundamental para mim, pois a partir dele eu me interessei mais por música nacional”, disse.

Entretanto, as canções não são os únicos atrativos que chamam a atenção dele. Estética, conteúdo do encarte e detalhes das composições deixam os vinis mais especiais.

Zion possui uma vasta coleção de disco, contendo reggae, funk americano, soul musicjazz, blues, MPB, grandes disco de samba. E, mesmo com o grande acervo, ele continua comprando. Entretanto, relata que obter os discos não é uma tarefa fácil.

“Em um determinado momento houve um rompimento disso aqui (venda de vinil) no Brasil, não houve mais produções de vinil no país. Mas os discos continuaram lá fora, os cantores continuaram lançando seus vinis no exterior. Por isso eu compro em sites internacionais. Mas, eu achei um site brasileiro que, além de vender de outros artistas, produz o produto”, afirma.

Para ele, a cultura do vinil está bem aquecida no Brasil, e que os artistas atuais estão em busca de reproduzirem suas canções em bolachões. Com isso, as empresas estão voltando a investir neste tipo de setor da indústria musical.

“Está vindo uma nova fábrica para o país. Estão montando em São Paulo, devido à demanda que o único produtor não está conseguindo atender. Muitos artistas nacionais estão procurando. No início da era vinil, era mais para cantores alternativos. Hoje, não. A coisa está tão forte que até os cantores estão reprensando em bolachões seus álbuns, a exemplo de Chitãozinho e Xororó, que lançaram o disco novo. Luan Santana, o Naldo lançou recentemente um LP, pois eles perceberam que existe um nicho e que as pessoas querem esse tipo de produto”, destaca.

Com a mudança para era digital, ele acredita que a música ficou banalizada. “A música digital é muito fria. O vinil é diferente, é mais estético, dá para ver quem gravou; o compositor da canção. No digital, o máximo que se vê é a capa do disco. Isso, de certa forma, banalizou a música, ela ficou descartável”, lamenta.

IMIRANTE.COM

 

 

por A Tribuna de Bequimão

Show da Alegria faz a festa da criançada no Carnaval de Bequimão

DSC_5083A criançada também teve espaço garantido na programação do Carnaval “Abre Alas” de Bequimão 2016. Na segunda-feira (15), os palhaços Patati Patatá cover comandaram o Show da Alegria, no Vesperal das Crianças, que aconteceu na Praça Dois de Novembro. A atração foi promovida pela Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial.

Embaladas por músicas famosas entre os pequeninos, as personagens fizeram coreografias, brincadeiras, concursos de dança e até desceram do palco para um trenzinho. Tudo com muita alegria e descontração. O show empolgou inclusive os adultos que acompanhavam as crianças.

A praça ficou lotada para ver Patati Patatá, Gammy Bear, Peppa Pig, Mickey, Minnie, Elsa e Olaf (Frozen). O prefeito Zé Martins participou da festa da criançada. “Nos carnavais que organizamos, sempre fica reservada uma tarde para atrações voltadas às crianças. É uma maneira de também envolvê-las nessa festa bonita que estamos promovendo em Bequimão. Para muitas, é uma chance ímpar de ficar bem perto das personagens que só conseguem ver na televisão”, destacou o prefeito.

O sorriso nos rostinhos foi a confirmação de que o Show da Alegria agradou!

Baile de Máscaras da Melhor Idade relembra antigos carnavais de salão

DSC_4138O Baile de Máscaras da Melhor Idade, que aconteceu no sábado de carnaval (06), lembrou os antigos bailes de salão. Realizado pela Associação da Melhor Idade de Bequimão (AMIB), o evento já é organizado há cinco anos e, nesta edição, entrou para o circuito do Carnaval “Abre Alas” promovido pela Prefeitura Municipal de Bequimão.

Com máscaras e fantasias, os idosos e as idosas deram um show de alegria, dançando ao som dos Metais de Sapo Boi, que tocaram marchinhas eternizadas nos carnavais de todo o Brasil. O pátio do Colégio os Batutinhas foi enfeitado com tecidos que remetiam às vestimentas do fofão, personagem característico do carnaval maranhense.

Dona Noca Martins, uma das mais animadas da noite, foi corada Rainha do Baile de Máscaras da Melhor Idade. Ela desfilou pelo salão e recebeu a faixa das mãos de Maria de Lourdes Martins (Dona Dilú), também uma das folionas que mais extravasou alegria pelo salão. O prefeito Zé Martins entregou a coroa.

“Eu gostei muito do baile. Foi o melhor de todas as edições que já fizemos. Esperamos ter sempre espaços assim, para que as pessoas da melhor idade possam se divertir. É muito importante para nós”, declarou a rainha Noca Martins. O Rei Momo e a Rainha do Carnaval participaram do baile.

Fotos: Rodrigo Martins

Blocos tradicionais e alternativos movimentam Carnaval de Bequimão

DSC_4521O brilho e o colorido dos blocos tradicionais e alternativos deixaram o carnaval bequimãoense ainda mais bonito. No domingo (07), os grupos desfilaram pelo circuito do Carnaval “Abre Alas”, organizado Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial. O prefeito Zé Martins acompanhou toda a programação.

Desde cedo, a batucada peculiar dos blocos tradicionais de Bequimão podia ser ouvida por toda a cidade. Foi um dia movimentado e alegre, como costuma ser o domingo gordo no município. “Nosso esforço é para manter viva a tradição dos blocos, que está na raiz do povo de Bequimão. Tem algo muito autêntico, muito nosso, nesse jeito de brincar o carnaval”, destacou a secretária de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, que neste ano também foi brincante em um dos blocos.

O desfile dos blocos tradicionais foi aberto pelo “Arco-Íris do Samba”, do povoado Floresta. Em seguida, a passarela foi tomada pela alegria do “Bloco dos Idosos”, animado pelos metais de Sapo Boi. Também desfilou o irreverente “Bloco de Nhá Ursa”, da Estiva, com suas máscaras de gorila à frente.

As cores vibrantes do “Acadêmicos do Jacioca”, o mais novo “Contramão do Samba” e a batida forte da bateria do “Estrela do Samba” fizeram a alegria de quem assistiu ao desfile na passarela montada em frente à Praça Santo Antônio. O bloco alternativo “Os 300” encerrou a noite, fazendo um arrastão até o bar de Zé Coelho, no porto.

Confira as fotos do desfile dos blocos

Fotos: Rodrigo Martins

Bicicletinha do Samba chega a Bequimão para animar a terça-feira de Carnaval

IMG-20160209-WA0128A famosa Bicicletinha do Samba, que há seis anos faz o melhor pré-carnaval em São Luís, chegou nesta terça-feira de carnaval a Bequimão, como parte da programação organizada pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura e Promoção da Igualdade Racial.

O idealizador do projeto, jornalista Gutemberg Bogéa, que também é um dos diretores do Jornal Pequeno, visitou o prefeito Zé Martins e o ex-prefeito Juca Martins. Depois, o grupo tocou em alguns pontos da cidade onde está acontecendo a folia momesca, dentre eles a casa do deputado Zé Inácio.

A Bicicletinha do Samba promete fazer um arrastão no encerramento do Carnaval “Abre Alas” de Bequimão.

 

 

Primeira noite do Carnaval “Abre Alas” de Bequimão é marcada pela alegria

DSC_3834Começou, nesta sexta-feira (05), o Carnaval “Abre Alas” de Bequimão 2016. A primeira noite de folia foi uma amostra da alegria e descontração que deve rolar nos cinco dias da programação organizada pela Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial.

No início da noite já se podia ouvir o batuque do Bloco Estrela do Samba, que acompanhou o Rei Momo, a Rainha do Carnaval e o prefeito Zé Martins no cortejo até a Praça Dois de Novembro, onde está montado o palco da folia. Na entrega da chave à corte momesca, o prefeito ressaltou que foram muitas as dificuldades enfrentadas para fechar a programação deste ano, em razão da crise vivida no país. “Mesmo assim, vamos fazer uma festa bonita, alegre, segura e com a dignidade que as pessoas de Bequimão”, garantiu o prefeito.

O Rei Momo, João, acompanhado da Rainha do Carnaval, Letícia, deu boas vindas aos foliões bequimãoenses e aos visitantes. “Espero que todos possam aproveitar para brincar e se divertir no carnaval”, disse. A cerimônia de entrega da chave foi encerrada com os metais de Sapo Boi, tocando as clássicas marchinhas, para relembrar os antigos carnavais no município.

Bandas

A Banda Macairo esquentou os foliões na primeira noite de festa. Ainda teve a irreverente banda Tricha, de Pinheiro, que animou a galera com suas paródias de músicas famosas e letras de duplo sentido. A animação completou com a banda Brasas do Forró, que abriu o show com canções de sucesso em carnavais do passado e continuou com sequências de forró das antigas.

Na programação deste sábado, estão previstas as bandas Ajayô, A Chefona e o swing de Oz Bambaz. Às 20h, tem o baile de Máscaras da Melhor Idade, no Colégio Os Batutinhas.

Confira a programação de domingo a terça

DIA 07.02.2016 (DOMINGO)

Local: Restaurante Beira Mar – Orla Marítima

10h às 18h (Matinal e vesperal “Abre Alas”)

Local: Travessa Santo Antônio, Centro/ “Passarela Abre Alas”

16h às 20h – Desfiles dos Blocos Tradicionais e Alternativos

Local: Praça Dois de Novembro

17h – Banda Macário

20h – Banda Tricha

23h – Bruno Shinoda

01h – Banda Miragem

DIA 08.02.2016 (SEGUNDA-FEIRA)

Local: Restaurante Beira Mar – Orla Marítima

10h (“Abre Alas” Feijão Folia)

Local: Praça Dois de Novembro

16h – Show da Alegria – Vesperal das Crianças

19h – Marcelo Marques

23h – Banda Bahamas da Bahia

01h – Gasparzinho da Bahia

DIA 09.02.2016 (TERÇA-FEIRA)

Local: Praça Dois de Novembro

17h – Banda Macário

20h – Bicicletinha do Samba

22h – Banda Turbinado

00h – Banda Astral

02h – Thiaguinho Mala Mansa

por A Tribuna de Bequimão

Baile da Terceira Idade é promovido pela Secretaria de Saúde de Bequimão

DSC_3744 - CopiaO 1º Baile da Terceira Idade, que aconteceu na quinta-feira (04), mostrou que não há limite de anos de vida para se divertir. A festa foi organizada pela Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, e reuniu idosos e seus familiares vindos de diversas comunidades de Bequimão.

Animado pelos metais de Sapo Boi, o baile contou com a presença do prefeito Zé Martins, que foi homenageado pelos foliões. “Foi a primeira vez que um prefeito de Bequimão lembrou dos idosos, oferecendo um baile pra gente se divertir. Nós não somos velhos. Ainda somos novos, porque velho só o mundo”, disse dona Terezinha, conhecida como Barbie do Pontal.

Aos foliões, foi servido caldo de ovos, feijão, bolo de leite, bolo de milho, bolo de tapioca, água, refrigerante e cerveja. As comidas e a decoração foram preparadas pelos profissionais da saúde, que também entraram na brincadeira. Os mais animados do baile participaram da eleição do rei, da rainha e das princesas.

Colaboraram na organização do baile as secretarias de Cultura e Promoção da Igualdade Racial e de Administração e Transporte.

Fotos: Rodrigo Martins

 

 

 

 

 

 

Confira a Programação completa do Carnaval de Bequimão 2016

OUTDOOR CARNAVAL BEQUIMÃO 1A prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria de Cultura e Igualdade Racial, divulgou nesta quinta feira (4), a programação completa, com atrações, locais e horários da folia momesca.

DIA 05.02.2016 (SEXTA-FEIRA) “ABERTURA OFICIAL”

Local: Praça Dois de Novembro

18h – Banda Macário

18h30 – Abre Alas com o Rei Momo e Rainha do Carnaval desfilando em carro aberto, ao som da banda de Sapo Boi

20h30 – Abertura Oficial do Carnaval ”Abre Alas”, com Entrega da chave da cidade ao Rei e a Rainha

21h – Banda Tricha

00h – Banda Brasas do Forró

DIA 06.02.2016 (SÁBADO)

Local: Restaurante Beira Mar – Orla Marítima

10h às 18h (Matinal e vesperal “Abre Alas”)

Local: Praça Dois de Novembro

18h – Banda Ajayô

21h – Banda A Chefona

00h – Oz Bambas

Local: Colégio Bequimãoense

20h – Baile de Máscara da Melhor Idade

DIA 07.02.2016 (DOMINGO)

Local: Restaurante Beira Mar – Orla Marítima

10h às 18h (Matinal e vesperal “Abre Alas”)

Local: Travessa Santo Antônio, Centro/ “Passarela Abre Alas”

16h às 20h – Desfiles dos Blocos Tradicionais e Alternativos

Local: Praça Dois de Novembro

17h – Banda Macário

20h – Chegadões do Forró

23h – Bruno Shinoda

01h – Banda Miragem

DIA 08.02.2016 (SEGUNDA-FEIRA)

Local: Restaurante Beira Mar – Orla Marítima

10h (“Abre Alas” Feijão Folia)

Local: Praça Dois de Novembro

16h – Show da Alegria – Vesperal das Crianças

19h – Marcelo Marques

23h – Banda Bahamas da Bahia

01h – Gasparzinho da Bahia

DIA 09.02.2016 (TERÇA-FEIRA)

Local: Praça Dois de Novembro

17h – Banda Macário

20h – Bicicletinha do Samba

22h – Banda Turbinado

00h – Banda Astral

02h – Thiaguinho Mala Mansa

por A Tribuna de Bequimão

Prefeito Zé Martins autoriza pagamento do mês de janeiro

caixa_eletronico

O pagamento dos servidores efetivos e contratados da Prefeitura Municipal de Bequimão será realizado nesta terça-feira, dia 02 de fevereiro. O prefeito Zé Martins (PMDB) autorizou nesta segunda (1º) o depósito dos vencimentos referentes ao mês de janeiro. Mais uma vez os salários dos funcionários municipais serão pagos em dia, como já se tornou marca da administração de Zé Martins.

Realizado 2º mutirão do glaucoma em Bequimão

IMG_4964Neste domingo (31), aconteceu o segundo mutirão do “Programa do Glaucoma” em Bequimão. Cerca de 90 pacientes foram atendidos no Posto Santo Antônio, que está funcionando na antiga Unidade Mista, no Centro. O programa do Ministério da Saúde está sendo executado pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura Municipal de Bequimão e Hospital da Visão do Maranhão.

O glaucoma é uma doença que atinge o nervo óptico e provoca sua degeneração. Caso não seja identificada e tratada precocemente, a enfermidade pode levar à cegueira, no estágio final. “Ela não tem sintomas. Então, a forma primordial é a prevenção, com o exame de fundo de olho. Ela vai provocando a perda da visão periférica, que é a visão dos lados, mas é quase imperceptível aos pacientes. Quando chega ao estágio final está muito avançado e não tem o que fazer”, explicou o oftalmologista Heitor Simões, que realizou as consultas em Bequimão.

Segundo o médico, no Maranhão há um elevado número de casos de glaucoma, em razão das características do clima e da população. “É uma doença que não tem cura, mas pode ser feito o controle com o medicamento disponibilizado pelo governo”, destacou Simões. Os pacientes identificados com o glaucoma já saíram da consulta com a medicação e serão acompanhados a cada três meses, quando é avaliada a dosagem do remédio.

Na consulta, as pessoas diagnosticadas com outros problemas na visão, como a catarata e pterígio (carne no olho), são encaminhadas para cirurgia. Elas fazem um cadastro e partem para fazer o procedimento em São Luís, com as despesas pagas pela Prefeitura de Bequimão. Somente da gestão do prefeito Zé Martins, 580 pacientes bequimãoenses já receberam tratamento de catarata, pterígio e glaucoma, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

A comodidade de fazer a consulta no próprio município está agradando. “Eu to achando muito bom, porque antes dependia de ir pra fora, despesa grande pra quem não tem condições. Eu quero é minha saúde”, avaliou o morador da Cidade Nova, Eneas Damasceno, de 80 anos.

Para ser atendido no programa de prevenção ao glaucoma, não há restrição de idade. Qualquer pessoa pode participar. Na ação realizada no domingo foram atendidos pacientes de 12 a 84 anos.