Sebrae e parceiros debatem potencialidades da Baixada Maranhense

Com foco no empreendedorismo, instituições de fomento realizaram um grande fórum em Viana com a participação da sociedade civil organizada

Evento discutiu, em três grandes painéis, problemáticas e possíveis soluções para o desenvolvimento sustentável da Baixada Maranhense.

Evento discutiu, em três grandes painéis, problemáticas e possíveis soluções para o desenvolvimento sustentável da Baixada Maranhense.

Realizado nesta quarta-feira (10), em Viana, o Seminário de Potencialidades Empreendedoras da Baixada Maranhense que discutiu o turismo e as oportunidades de negócios da região, tendo como base as belezas naturais dos campos e lagos, território conhecido como pantanal maranhense. Promovido pelo Sebrae no Maranhão, por meio da sua regional em Santa Inês, o evento reuniu convidados e parceiros, contando com a presença de autoridades maranhenses, como o deputado estadual Júnior Verde e representantes do governo do Estado, além da sociedade civil organizada local.

Na solenidade de abertura do seminário, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, reforçou o comprometimento da instituição em contribuir com o desenvolvimento das comunidades da Baixada Maranhense, onde estão alocadas duas de suas regionais – Pinheiro e Santa Inês – para atender os municípios e apoiar as iniciativas que geram negócios e impulsionam o empreendedorismo, tanto o urbano quanto o rural.

“Conhecemos o potencial da região, queremos mudar essa realidade de atraso e de falta de oportunidades que assolam esses municípios. É por isso que o Sebrae aceitou o desafio que lhe foi proposto pela sociedade civil organizada e estamos aqui para discutir com outros parceiros institucionais, propostas de ações voltadas para o desenvolvimento da Baixada Maranhense”, pontuou Martins.

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, com representantes do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, com representantes do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) também reforçou a importância do seminário, destacando que vai levar ao conhecimento dos demais parlamentares maranhenses as proposições e discussões realizadas no evento para que coloquem na pauta da Assembleia Legislativa o desenvolvimento desta vasta e rica região.“Pelo que vi e ouvi aqui, é necessário idealizarmos e aprovarmos políticas públicas para melhoria de vida da população e o desenvolvimento sustentável dos Campos e Lagos e de toda a Baixada Maranhense”, declarou.

Para Ana Creuza Martins, representante do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, a região possui todo um potencial que precisa ser explorado. “Nossa Baixada é rica, mas o nosso povo é pobre. Precisamos ter alternativas, investimentos e ações para que essa realidade seja diferente e possamos valorizar o que temos de melhor: as pessoas. Assim, poderemos mostrar, também, a nossa riqueza natural e cultural para todo o Maranhão e o mundo”, destacou.

Os debates tiveram, também, a participação do secretário adjunto de Estado da Cultura e Turismo, Hugo Paiva, assim como representantes da Embrapa, Associação dos Piscicultores de Itans, técnicos e consultores do Sebrae e caravanas de municípios da região.  Como parceiros do evento, o Sebrae contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Viana, Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, ONG Arariba, Governança de Turismo do Polo Lagos e Campos Floridos e outras instituições.

O evento

O Seminário de Potencialidades Empreendedoras da Baixada Maranhense teve três painéis de discussões: Turismo, Cultura e Recursos Naturais como Potencial de Inclusão Socioprodutiva; Desenvolvimento e Integração de Atividades Econômicas com Foco na Produção Associada ao Turismo e, o terceiro, Comércio, Serviços e Infraestrutura como Fator de Desenvolvimento Territorial.

No primeiro painel, referente ao Turismo, Cultura e Recursos Naturais como Potencial de Inclusão Socioprodutiva, o secretário municipal de Turismo de Jijoca de Jericoacoara, no Ceará, José Bezerra Júnior, fez uma explanação sobre o funcionamento da Vila de Jeri, números que impulsionam o turismo no município cearense e todo suporte que é oferecido a quem visita a localidade, um dos três polos do destino Rota das Emoções – que integra 15 municípios dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará.

“O maior investimento no turismo vem da iniciativa privada que conta com parceiros importantes, como o poder público municipal e o Sebrae, esta instituição que coloca toda a sua expertise para preparar e impulsionar quem acredita no empreendedorismo e que sempre está presente com ações e iniciativas que motivam nossos empreendedores, gerando desenvolvimento, trabalho e renda para as comunidades que integram a Rota”, informou Bezerra Júnior.

Desde 2005, o Sebrae trabalha no roteiro integrado Rota das Emoções e investiu mais de R$ 10 milhões para a consolidação do destino turístico. “Com toda a expertise que obtivemos nos projetos executados na Rota das Emoções podemos idealizar um grande projeto de produção associada ao turismo aqui para a Baixada Maranhense, uma região cheia de lugares paradisíacos que o maranhense e o mundo precisam conhecer, desfrutar e divulgar. Essa proposta está sendo discutida pelos técnicos da instituição, mas é necessária uma melhor organização dos potenciais empreendedores e dos empresários de micro e pequenas empresas da cadeia do turismo local”, sinalizou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s