Uma guerra sem vencedores nas eleições de São Luís

abdonPOR ABDON MARINHO – Quem venceu a eleição de São Luís neste segundo turno? Uma pergunta tola. Uma ligeira pesquisa revela que o atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior, sagrou-se vencedor ao obter 53,94% dos votos válidos, contra 46,06% dos votos do seu oponente, o deputado estadual Eduardo Braide.  Ao vencedor bastaria apenas um voto de diferença. Obteve mais de 40 mil, em termos percentuais, cerca de sete por cento.  Mas, além dos números, estamos diante de uma vitória a merecer festejos e fanfarras?

A análise deve ir além da adulação devotada aos eleitos e que nunca é desinteressada.  A expressão Vitória Pírrica ou Vitória de Pirro serve para designar aquela vitória obtida com um custo elevado. Leva esse nome em homenagem ao rei Pirro do Épiro, vencedor dos romanos na Batalha de Heracleia, em 280 a.C, e na Batalha de Ásculo, em 279 a.C, na chamada Guerra Pírrica, à custa de perdas irreparáveis ao seu exército.  O prefeito venceu a eleição, ocupará por mais quatro anos o Palácio de La Ravadiere. Mas, a que custo? Qual o nível de acerto firmou com os fiadores desta estreita vitória?

Quando se escala para batalhas generais do quilate do governador Flávio Dino, dos deputados Weverton Rocha, Waldir Maranhão, Othelino Neto; lideranças como o secretário Márcio Jerry, presidente do PC do B,  e tantos outros, dezenas de vereadores, e se obtém uma vitória com menos de dez por cento de diferença, todos se tornam sócios da conquista, todos desejarão seu quinhão.  Vou além. Quando questiono quem venceu e custo desta conquista, também me refiro aos conceitos e convicções que adquirimos e lutamos, do que seja uma democracia e como os líderes políticos nelas, devam se portar.

Vejamos, desde 1985, quando os prefeitos das capitais passaram a ser escolhidos através de eleições diretas, após os vinte e um anos do regime de exceção, não se ouvia falar tanto, com tanta intensidade de abuso de poder político, econômico e o que os valham.  Algo semelhante e ainda assim distante do que vimos nesta eleição – uma verdadeira guerra – se deu na eleição daquele ano, quando o candidato do “governo” fora apoiado pelo prefeito de então, pelo governador e até pelo presidente da República. O candidato fazia questão e até usou como slogan a expressão: “Força Total”. E era a força total que se via com máquinas da prefeitura e do estado asfaltando ruas dia e noite, abrindo estradas, fazendo favores, distribuindo cestas básicas e tantos outros benefícios à população mais vulnerável. Diante das infinitas denúncias de cidadãos que ouvi e vi pelos mais variados veículos de comunicação, não foi muito diferente do que ocorreu nesta eleição.

E, com um agravamento, naquele tempo as coisas não eram divulgadas como hoje numa infinidade de blogs, redes sociais é demais veículos à soldo das administrações estadual e municipal o cria o efeito exponencial dos malfeitos.  Quem não cansou de ver a mídia do governo estadual divulgar suas ações, e estas  mesmas serem divulgadas pelo candidato/prefeito na propaganda eleitoral? E estas mesmas propagandas serem replicadas por inúmeros blogueiros e perfis nas redes de internet e nos diversos modelos de mídias? Será que estas obras e ações continuarão com o mesmo furor daqui para frente? O que se diz que fizeram nestas eleições (aqui estendo ao interior) – e não tenho motivos para duvidar – é absolutamente incompatível com a promessa feita pelo governador ao assumir o mandato: de que estava proclamando a República no Maranhão.

Não vejo como republicano um governo desequilibrar uma disputa eleitoral em favor de um candidato numa eleição municipal. E o desequilíbrio ocorreu com a execução de obras de asfaltamento e calçamento de ruas e outras medidas claramente exploradas como da suposta “parceria” estado/prefeitura que o próprio governador fez questão de enfatizar na propaganda do candidato que apoiava.  Mas não é só, todos – ou quase todos – auxiliares do governador estavam envolvidos diretamente na campanha do candidato/prefeito. Não se tratava de manifestação individual de cidadania. Era uma orquestração deliberada obediente ao um comando central.  Numa República que mereça ser chamada assim, o mínimo que se pode esperar das autoridades é um distanciamento institucional da disputa, garantindo que os competidores tenham mesmo nível de armas. Não foi o que se viu.

E teve mais. Não lembro-me de ter ouvido, noutras oportunidades o que ouvi nestas eleições. Segundo dizem, dezenas de jornalistas/blogueiros, talvez centenas, estavam a serviço da prefeitura e do governo estadual para “desconstruir” o adversário ou adversários do candidato/prefeito, ou seja, essa infinidade de matérias negativas do candidato opositor, segundo dizem, estavam/estão sendo bancadas pelo cidadão contribuinte que vota, no prefeito, no opositor ou em quem quiser, mas o seu dinheirinho é usado em benefício de apenas um.  Não é de agora, serviços de “inteligência” ou para fazer “jogo sujo”, investigar os adversários, soltar notícias sobre os mesmos sempre existiram. Embora não seja recomendável – acredito que o debate eleitoral deva ocorrer no campo das ideias –, não se tem como impedir.

O que tem de diferente, repito, segundo dizem, é que o poder público, nas duas esfera estive “bancando” este tipo de comportamento criminoso. Daí porque diversos blogueiros e jornalistas críticos dos governos municipal e/ou estadual passaram a só enxergar as qualidades de ambos e a pintar os opositores com as cores de satanás.  Como desgraça pouca é bobagem, ainda segundo dizem, informações sob a guarda e responsabilidade do Estado e informações de inquéritos e processos em cursos foram “facilitadas” para que chegassem ao conhecimento deste aparelho criminoso de difamação.

As notícias são graves e não guardam semelhança com as promessas do governador na sua campanha e por ocasião de sua posse e que precisam de um olhar atento das demais autoridades do Ministério Público e do Judiciário. Aliás, precisam que o próprio governador caia em si e perceba que tem algo fora de ordem. Essa não foi a luta que travamos durante toda a nossa vida pela alternância de poder no Maranhão.  A luta sempre foi por uma alternativa ao sarneysmo e não por um retorno ao vitorinismo ou algo pior. Não se trata de combater pessoas e sim, ideias, práticas. Se você assume em combater determinados métodos e passa, ao contrário, a praticá-los, não está sendo igual aos antecessores, está sim, sendo pior.

Se tem fundo de verdade tais notícias, estamos diante de um estado policial que usa poder para oprimir, difamar e constranger as pessoas que ousam discordar do governo.  Pois bem, com tudo isso, e ainda com a escalação do “batedor de pênalti”, governador Flávio Dino, para decidir a partida – numa prática de inserções, segundo soube, consideradas abusivas pela justiça eleitoral –, conseguiu colocar apenas sete pontos percentuais à frente do adversário. Ainda mais, quando este adversário revelou-se possuir fragilidades intransponíveis no campo da ética, apontando, inclusive,  como participe em escândalos indefensáveis. Tudo isso explorado à exaustão diante dos olhos da sociedade.

Ora, se para vencer um candidato com tantas fragilidades fez-se uso de todo esse arsenal, o que teriam de fazer para vencer alguém com bom nome, inatacável, com competência reconhecida? Considerando todos esses fatos; considerando que até levar o candidato para votar o governador se prestou – e logo cedo para imagem ressoar o dia inteiro nos meios de comunicação –, não é sem razão indagar se houve algum vencedor nesta guerra. Se houve, estamos diante de uma autêntica vitória de Pirro.  Ao meu sentir, ninguém saiu vitorioso. Mas a maior derrota foi mesmo da esperança que um dia tivemos de ver o Maranhão longe de tantos vícios e caminhando para o desenvolvimento com democracia, com liberdade, com igualdade.  Como dizia o poeta: “vejo o futuro repetir o passado, vejo um museu de grandes novidades…”

Drº. Abdon Marinho é advogado. (Texto sem correção e edição).

 

Anúncios
por A Tribuna de Bequimão

‘Crescer sem Medo’ agora é lei

Sancionado pelo presidente Michel Temer na manhã desta quinta-feira, 27, projeto traz mudanças importantes para pequenos negócios tomarem fôlego após os piores momentos da crise econômica brasileira.

 

Na solenidade de sanção da nova lei, esteve presente uma caravana de representantes da classe empresarial e do poder público maranhense esteve presente, capitaneada pelo Sebrae estadual.

Na solenidade de sanção da nova lei, esteve presente uma caravana de representantes da classe empresarial e do poder público maranhense esteve presente, capitaneada pelo Sebrae estadual.

Brasília – O presidente da República, Michel Temer, sancionou nesta quinta-feira (27), no Palácio do Planalto, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 25/2007 – Crescer sem Medo. Um dos principais pontos é a ampliação do prazo de parcelamento de dívidas tributárias de micro e pequenas empresas de 60 para 120 meses. As novas regras para quitação dos débitos entram em vigor logo após a regulamentação, que será feita em até 90 dias pelo Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), vinculado à Receita Federal.

 

Cerca de 600 mil micro e pequenas empresas devem R$ 21,3 bilhões para a Receita Federal.  No Maranhão, são 8.500 negócios nessa situação, acumulando uma dívida de R$ 192 milhões, uma média de R$ 22.500 para cada empresa.

 

De acordo com o presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos, a ampliação do prazo é essencial para que as MPEs consigam permanecer no Simples Nacional. “É um fôlego a mais para que os pequenos negócios continuem com as portas abertas e gerando empregos. Nós lutamos e conseguimos um prazo excepcional, ou seja, de exceção. Nós podemos refinanciar essas dívidas em até 120 meses”, comemorou.

 

O presidente da República, Michel Temer, destacou que o Crescer sem Medo é fruto de uma negociação intensa entre os poderes Executivo e Legislativo e sociedade. “Dialogamos com a classe empresarial e com os trabalhadores. O emprego é o primeiro dos direitos sociais. Esse ato é um gerador de empregos”, declarou.

 

Após a sanção da lei, o Sebrae lançou o Mutirão de Renegociação, que visa incentivar os empreendedores a regularizarem dívidas tributárias, bancárias, locatícias e com fornecedores. “Estamos todos irmanados para abrir a temporada de renegociação”, enfatizou Afif Domingos.

 

 

Na solenidade em Brasília, esteve presente uma caravana de representantes da classe empresarial e do poder público maranhense, capitaneada pelo Sebrae estadual. “Este é mais um momento em que o Sebrae marca o seu protagonismo na articulação de políticas públicas favoráveis aos pequenos negócios no país e nós, do Sebrae Maranhão, não poderíamos estar de fora. Por isso, convidamos alguns de nossos conselheiros e representantes empresariais para estarem junto conosco, na sanção do Crescer sem Medo e dos benefícios que esta lei trará aos pequenos negócios a partir de 2017”, colocou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

 

Mais medidas em 2018

Além do aumento do prazo de parcelamento dos débitos tributários, o Crescer sem Medo eleva, a partir de 2018, o teto anual de faturamento do Microempreendedor Individual (MEI) de R$ 60 mil para R$ 81 mil e cria uma faixa de transição de até R$ 4,8 milhões de faturamento anual para as empresas que ultrapassarem o teto de R$ 3,6 milhões.

 

A redução de seis para cinco tabelas e de 20 para seis faixas, com a progressão de alíquota já praticada no Imposto de Renda de Pessoa Física, é outra alteração prevista para 2018. Assim, quando uma empresa exceder o limite de faturamento da sua faixa, a nova alíquota será aplicada somente no montante ultrapassado.

 

A proposta também regulamenta a figura dos investidores-anjo, aquelas pessoas que financiam com recursos próprios empreendimentos ainda em seu estágio inicial, como as startups, e permite que os pequenos negócios do segmento de bebidas (cervejas, vinhos e cachaças) possam optar pelo Simples Nacional. Outro ponto de destaque é que os donos de salão de beleza poderão dividir os custos tributários com os profissionais que trabalham em parceria, além do estimulo à exportação com a simplificação dos procedimentos de logística internacional.

Taça Cidade de Bequimão de Futebol entra na reta final

copaA primeira Taça Cidade de Bequimão de Futebol masculino, entra em sua reta final a partir do dia 5 de novembro no Estádio Vivaldão. A copa que começou com 20 equipes na fase classificatória, agora já conta com os oito melhores times da competição.

Realizada pela Secretaria de Esportes e Juventude, com o apoio da prefeitura municipal de Bequimão, a Taça Cidade é o maior torneio de futebol já organizado em uma gestão pública do município. A premiação será a maior já distribuída no esporte bequimãoense.

As quartas de final da competição começam dia 5 de novembro (sábado), com o jogo Verdes Campos X Jeniparana, ás 16h, no Vivaldão, com transmissão ao vivo pela Rádio Bequimão FM 106,3 MHZ para todo território bequimãoense.

No domingo (6/11), às 16h, o Vivaldão receberá o jogo Beira Campo X Atlético, também com transmissão da Rádio Bequimão FM 106,3 MHZ para todo território bequimãoense. Desses jogos sai a primeira semifinal da Taça Cidade de Bequimão.

No dia 12/11 (sábado), às 16h no Vivaldão, Areal X Balandro se enfrentarão em busca de uma vaga para a semifinal da competição, com transmissão pela Rádio Bequimão FM 106,3 MHZ para toda região bequimãoense.

Já no dia 13/11 (domingo), o Guarany da Estiva enfrenta o América de Juraraitá em busca da última vaga as semifinais da competição às 16h no Vivaldão com transmissão pela Rádio Bequimão FM 106,3 MHZ para todo território bequimãoense.

QUARTAS DE FINAL DA TAÇA CIDADE:

05/11 – 16h Verdes Campos X Jeniparana – Vivaldão

06/11 – 16h Beira Campo X Atlético – Vivaldão

12/11 – 16h Areal X Balandro – Vivaldão

13/11 – 16h Guarany X América – Vivaldão

Prefeito Anderson continua fechando parcerias visando sua gestão a partir de janeiro

Superintendente do Sebrae, João Martins, e o prefeito eleito de Alcântara, Anderson

Superintendente do Sebrae, João Martins, e o prefeito eleito de Alcântara, Anderson

O prefeito eleito de Alcântara, Anderson (PCdoB), já desarmou o palanque e agora traça seu planejamento administrativo para o quadriênio 2017-2020 frente à Prefeitura de Municipal de Alcântara. Uma semana após a vitória nas urnas com 8.518 votos diante do atual gestor, Anderson começou sua batalha em busca de parcerias para fortalecer sua gestão a partir de janeiro de 2017.

Diante de várias audiências, Anderson conseguiu recursos através de emenda parlamentar com o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) para investir na saúde pública em Alcântara. Outra reunião proveitosa foi nesta quinta feira (20) com o Superintendente do Sebrae Maranhão, Dr. João Martins, que garantiu fortalecer o turismo transformando Alcântara em um polo empreendedor, assim como fez na cidade de Bequimão com cursos de qualificação profissional.

Para o prefeito Anderson, o município vai reconstruir sua identidade em todos os seguimentos. “Fui recebido pelo Superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, onde conversamos sobre as parcerias necessárias para o desenvolvimento do município de Alcântara. O Sebrae será um grande colaborador no fomento do empreendedorismo, no turismo, na elaboração de projetos, capacitação técnica da rede empresarial e captação de recursos” – destacou o novo prefeito.

Já o Superintendente do Sebrae falou das parcerias que serão firmadas com a prefeitura de Alcântara a partir de janeiro. “Tivemos a grata satisfação em receber no Sebrae o prefeito eleito de Alcântara, Sr.Anderson Wilker. Possibilidades de potenciais parcerias com sua administração para contribuirmos com o município através do planejamento estratégico e da gestão com foco em resultados” – destacou João Martins .

Entre as parcerias já firmadas pelo prefeito Anderson; estão a emenda do deputado federal Victor Mendes (PSD), que enviará mais de três milhões de reais para investimentos em infraestrutura e saúde pública. A parceria entre a secretaria de cultura e turismo do estado com a prefeitura de Alcântara é outra medida que vai impulsionar a economia alcantarense a partir do ano que vem. Além disso, Anderson teve como garantias do Coronel Osmar, comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar de Pinheiro, a permanência do Complexo de Segurança Integrado (CSI), com aumento do contingente de policiais.

Na educação, Anderson já firmou parceria com a secretaria estadual, onde se reuniu com o secretário Felipe Camarão, e teve a garantia de mais investimentos a partir do ano que vem, com mais ônibus escolar para o município. Semana passada, Anderson esteve em reunião com o governador Flávio Dino (PCdoB) e saiu muito satisfeito ao ouvir do governador a promessa de ajudar a população de Alcântara com inúmeros projetos para a Educação, Turismo, Cultura, Agricultura, Infraestrutura e Saúde, como principais prioridades.

Além disso, Anderson já visitou órgãos federais e outros estaduais, a fim de buscar parcerias para tornar Alcântara um município empreendedor a partir de janeiro.

 

Do Blog do João Filho

Sebrae homenageia professores

img_20161015_094729

O Sebrae-MA usou suas redes sociais neste sábado para homenagear os professores.

 

Confira a mensagem divulgada pela instituição:

 

“Chegou o dia de homenagear os mestres, os guias, os orientadores ou simplesmente professores! Aqueles que nos ajudaram a chegar onde estamos agora, que nos orientaram nos caminhos da educação e guiaram nossos passos rumo a sonhos, planos e projetos.

Você lembra qual professor te incentivou e inspirou a empreender? Homenageie essa pessoa especial em sua vida de empreendedor!

E a todos os mestres: Feliz Dia do Professor!

#SebraeAgenda #DiaDoProfessor”

 

por A Tribuna de Bequimão

Prefeito Zé Martins divulga mensagem aos professores de Bequimão

profeO prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), usou sua página na rede social Facebook, para homenagear todos os professores do Município, que fortalecem a grandeza do conhecimento a milhares de estudantes bequimãoenses.

Em sua fala, Zé Martins mostra seu compromisso com a educação, levando em conta a valorização dos professores e qualidade do ensino no município. De acordo com o prefeito, a valorização dos professores em sua gestão, trouxe resultados bons, e um desses resultados foi o crescimento do município na avaliação do IDEB, onde Bequimão teve nota maior que a capital maranhense.

Desde que início sua gestão, Zé Martins tem visto os professores como base de crescimento e desenvolvimento da educação, que hoje mostra resultados melhores.

por A Tribuna de Bequimão

Grupo Damas de Vermelho distribui brinquedos em Bequimão para a criançada

damasO grupo Damas de Vermelho, da cidade de Bequimão, composto por 23 mulheres, realizou nesta quarta feira (12), distribuição de brinquedos e lanches para crianças em comunidades da zona rural do município. As crianças beneficiadas moram nas comunidades Ramal de Quindíua, Vila Zé Inácio, Vila Juca Martins, Mafra, Bacurizeiro e Bacabal.

da7

O grupo Damas de Vermelho foi criado para incentivar a participação das mulheres na política bequimãoense. A ação realizada hoje (12) distribuiu mil brinquedos, todos doados pelo ex-prefeito de Bequimão, Dr. Juca Martins.

da1

O dia das crianças foi à primeira ação realizada pelo grupo, que tem pouco tempo de existência, mas já planeja fazer novas ações no município. O grupo nasceu com a participação de 23 mulheres, mas a tendência é crescer no decorrer do tempo.

da2

“Esse grupo foi criado como forma de incentivar a participação das Mulheres na política local. E com a experiência da campanha eleitoral, percebemos a grande necessidade de ajudar o povo com ações sociais” – destacou uma integrante do grupo Damas de Vermelho.

da4

Para finalizar, uma das integrantes do grupo destacou a grandeza de uma ação social, seja ela qual for o gênero. “Todas nós estávamos empenhadas pela mesma causa. Não temos líder no grupo, todas são apoiadoras e incentivadoras da causa. Foi muito bom o resultado da nossa ação, e estamos felizes com o resultado” – disparou uma das Damas.

 

Prefeito Zé Martins divulga mensagem em homenagem ao dia das Crianças

dia-da-criancaO prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), divulgou em sua página na rede social Facebook, uma mensagem em homenagem à todas as crianças de Bequimão. Em suas palavras, o Prefeito cita ações que estão beneficiando milhares de crianças no município, desde o início de sua gestão e mostra seu carinho pelas crianças.

dia-da-crianca

“Neste dia quero parabenizar todas as crianças do mundo, em especial as bequimãoenses. Que Deus possa iluminar cada uma delas. As crianças fazem parte de minha vida como gestor público. Em nossa gestão as crianças tiveram prioridades. Mais de 4 mil crianças em nosso município foram beneficiadas com o fardamento escolar doado pela prefeitura, numa ação inédita de um gestor bequimãoense. Criamos a Semana do Bebê Quilombola, que já é uma marca em nossa gestão. Muitas ações ainda vão vir para beneficiar nossas acrianças. Parabéns a todas as crianças do meu querido Bequimão” – destacou Zé Martins em sua mensagem no Facebook.

Sebrae e os seus 44 anos a favor dos pequenos negócios

Por João Martins*

 

 

João Martins, diretor superintendente do Sebrae-MA

João Martins, diretor superintendente do Sebrae-MA

No último dia 9 de outubro, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) comemorou 44 anos, consolidando sua maturidade empresarial e firmando-se como referência no país para os pequenos negócios. O segmento, que se enrobusteceu nas últimas décadas, já pode ser considerado essencial para dinamizar a economia nacional, com seus quase 11 milhões de empreendimentos espalhados por estados e municípios, movimentando, com base em dados de 2011, R$ 599 bilhões – 27% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

A pequena empresa responde, atualmente, pelo emprego de 52% dos trabalhadores com carteira assinada no Brasil, favorece geração de renda, estimula o consumo e a circulação de moeda nos limites dos municípios e fora deles, implantando novas tecnologias, inovando processos e proporcionando, concomitantemente, o desenvolvimento local.

As micro e pequenas empresas já são as principais geradoras de riqueza no Comércio no Brasil (53,4% do PIB deste setor). No PIB da Indústria, a participação das MPE (22,5%) já se aproxima das médias empresas (24,5%) e, no setor de Serviços, mais de um terço da produção nacional (36,3%) tem origem nos pequenos negócios.

Os dados demonstram a importância de incentivar e qualificar os empreendimentos de menor porte, inclusive – e sobremaneira – o Microempreendedor Individual que, não temos medo de errar, foi um dos adventos mais significativos para alavancar o segmento, a partir de 2009, com sua instituição pela Lei Complementar 128/2008, que fez modificações na LC 123/2006, a Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte.

Hoje, em sua base de cadastro, o MEI contabiliza mais de 5,6 milhões de empreendedores formalizados no país – cerca de 79 mil no Maranhão, que não apenas ganharam legitimidade jurídica, mas sobretudo, benefícios sociais e previdenciários que lhes garantem seguridade futura.

Na semana que passou, quando também comemoramos uma data importante em 05 de outubro – o Dia da Micro e Pequena Empresa, entrou na lista mais uma conquista para o segmento dos pequenos negócios: a Câmara dos Deputados aprovou, por unanimidade,  o substitutivo do Senado ao Projeto de Lei Complementar nº 25/07, que aumenta o limite máximo de receita bruta para pequenas empresas participarem do regime especial de tributação do Simples Nacional, passando de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões de receita bruta anual.

Dentre as demais mudanças, que seguirão para o Senado e, posteriormente, para a sanção presidencial, estão o parcelamento especial de dívidas da MPE com prazo de até 120 meses; criação de faixa de transição entre R$ 3,6 milhões e R$ 4,8 milhões de faturamento anual para as empresas saírem do regime do Simples Nacional; aumento do limite de faturamento anual para o MEI, que passará de R$ 60 mil para R$ 81 mil e eliminação do sobressalto na mudança de faixas dentro do Simples, pela redução do número de tabelas e de faixas do Simples Nacional e adoção da tributação progressiva.

O Sebrae orgulha-se, nestes 44 anos, de ter participado da articulação de todas essas conquistas – seja como protagonista ou em parceria com demais entidades empresariais. A Lei Geral, que completa 10 anos agora em dezembro, é um exemplo desse estratégico trabalho institucional e uma importante política pública a favor do segmento.

Costuma-se dizer que o final é melhor do que o começo e, por isso, prevemos muito mais benefícios aos pequenos negócios, essa locomotiva direcionada ao sucesso, conduzida por milhões de pessoas que tornam reais seus sonhos e ajudam a transformar os cantos e recantos do nosso vasto Brasil! Parabéns à família Sebrae, parabéns aos empreendedores brasileiros!

*João Martins é diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, funcionário de carreira da instituição e especialista em Planejamento e Desenvolvimento Sustentável pelo Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (IICA).

Sebrae confirma evento regional de inovação e tecnologia para novembro em São Luís

Fórum Tech Nordeste será realizado pelo Sistema Sebrae na região, com apoio de instituições de ensino e governamentais, de fomento à pesquisa e inovação.

Evento de lançamento contou com plateia de lideranças empresariais, representantes de órgãos governamentais e de fomento à pesquisa, e empresários.

Evento de lançamento contou com plateia de lideranças empresariais, representantes de órgãos governamentais e de fomento à pesquisa, e empresários.

SÃO LUÍS – O papel da inovação e dos negócios sustentáveis para o desenvolvimento da Região Nordeste será discutido em São Luís, em novembro, na 1ª edição do TECH NORDESTE – Fórum de ciência, tecnologia e inovação sustentáveis para o desenvolvimento da Região. O evento foi lançado na última quinta-feira (06), pelo Sebrae no Maranhão e contou com a presença de parceiros, apoiadores, estudantes e imprensa. O lançamento foi feito simultaneamente em oito estados participantes. No Ceará, o lançamento acontecerá no dia 11, durante um café da manhã, com a presença do Diretor técnico do SEBRAE no Maranhão, José de Ribamar Morais.

O evento é uma realização do Sistema SEBRAE no Nordeste, tendo a participação dos nove estados da região, sob a coordenação do SEBRAE-MA. Com o objetivo de discutir a importância da ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para o Nordeste.

Segundo a Diretora de Administração e Finanças do Sebrae no Maranhão, Rachel Jordão, que representou a instituição na solenidade de lançamento, o evento irá proporcionar um espaço referencial para a geração e difusão de conhecimentos científicos, tecnológicos e inovadores na Região. “Ao final do fórum iremos propor como produto propostas de políticas públicas e de projetos de conteúdos qualitativos de soluções aplicáveis ao dia a dia dos pequenos negócios e da sociedade nordestina como um todo”, explicou.

A diretora de administração e finanças do Sebrae no Maranhão, Rachel Jordão e os parceiros do SEBRAE no Maranhão, na realização do evento.

A diretora de administração e finanças do Sebrae no Maranhão, Rachel Jordão e os parceiros do SEBRAE no Maranhão, na realização do evento.

Durante o lançamento, o Coordenador Técnico do evento, João Berto Ferreira apresentou detalhes da programação, parceiros, eixos-temáticos e infraestrutura do evento. “Estamos realizando o TECH NORDESTE em um esforço conjunto das unidades do SEBRAE nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e de vários parceiros. Nosso interesse é construir um espaço que irá discutir problemas e encontrar soluções viáveis. O evento irá percorrer os estados do Nordeste, sendo realizado a cada dois anos em uma unidade federativa”, afirmou João.

Durante o TECH NORDESTE serão abordados cinco eixos-temáticos: Energia Limpa; Mobilidade no Estado do Maranhão; Recursos Hídricos; Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC e Resíduos; que foram definidos em um fórum interinstitucional que ocorreu no auditório do SEBRAE em duas sessões com a participação de várias entidades parceiras do Sebrae na realização do evento.

“São temas bastante pertinentes, que estão na pauta das universidades e governos como desafios de desenvolvimento sustentável, e acreditamos que a melhor forma de aplicar essas soluções é levando-as para o mercado e estimulando o investimento de pequenos negócios em gestão pautada na inovação e sustentabilidade, porque isso traz também desenvolvimento socioeconômico”, avalia o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

A Reitora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Nair Portela falou da importância da instituição fazer parte do evento. “As questões que serão debatidas durante o TECH NORDESTE são de extrema relevância para a região. A UFMA tem muito a contribuir, pois tem um grande potencial intelectual na área da inovação, tecnologia e soluções sustentáveis”, disse.

Além da UFMA, são parceiros confirmados do evento no Maranhão, a Universidade Estadual do Maranhão (Uema); o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA); a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA; o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Enova e Twigoal.

 

Diretores superintendente e técnico do Sebrae-MA, João Martins e José Morais

Diretores superintendente e técnico do Sebrae-MA, João Martins e José Morais

Inovação em crescimento no Nordeste

O TECH NORDESTE aproveita o momento de destaque da região, que vem apresentando um crescente desenvolvimento na inovação e se torna ambiente de incentivo a novas ideias e criatividade. Áreas como softwares e hardwares têm tido crescimento expressivo e impulsionado a economia dos nove estados da região. O Processo recente de dinamização é marcado pela presença, na maioria dos estados, de novos empreendimentos, como as startups, e de grandes grupos nacionais e internacionais.

De acordo com o diretor técnico do Sebrae no Maranhão, José de Ribamar Morais, “as mudanças na estrutura produtiva do Nordeste – associadas à modernização nos três setores econômicos – promoveram importantes avanços na base de Ciência, Tecnologia e Inovação da região, viabilizando um melhor cenário de inovação, onde a  competitividade regional foi alçada a novo patamar, permitindo aos estados da região vislumbrarem a possibilidade de acessar novos mercados, inclusive no exterior, exemplo desse crescimento do Nordeste é o número de micro e pequenas empresas, que crescem  cerca de 30% ao ano”, declarou.

Programação

Durante o evento de lançamento, o Sebrae também apresentou o site institucional que concentrará as informações e novidades do fórum. O endereço é www.technordeste.com.br.

No endereço eletrônico já está disponível a prévia da programação técnica, informações sobre data, horários, local e organização do evento. Também já é possível fazer o credenciamento gratuito no evento, que é gratuito.