Prefeitura de Bequimão lança nesta sexta-feira (29) o Programa ID Jovem no município

A Identidade Jovem, ou simplesmente ID Jovem, é o documento que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015. São milhões de brasileiros entre 15 e 29 anos que terão maior acesso aos direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude – Lei nº 12.852/2013.

A Secretaria Municipal de Assistência Social será responsável pela organização e logística do programa no município em parceria com a Secretaria de Educação, de Cultura e Igualdade Racial, e Esporte e Lazer. Para o Secretário de Assistência Social Josmael Júnior este programa terá uma grande adesão e irá beneficiar mais de 3 mil jovens entre 15 a 29 anos, que atendem os pré-requisitos de cadastro ao programa, como o Cadastro Único (CadÚnico), renda familiar de até 2 salários mínimos e o Número de Identificação Social (NIS). No entanto, se o jovem bequimãoense, nessa faixa de idade, não for estudante e não possuir o NIS, ainda assim ele pode ter acesso ao programa e usufruir desses benefícios. Basta dirigir-se ao CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de Bequimão, localizado próximo ao estádio Vivaldão, comprovar via documento, que sua família tem como renda mensal até 2 salários mínimos, lá será gerado seu NIS, em até 3 dias úteis e, dessa forma o jovem obter acesso ao programa. A partir daí o beneficiário poderá baixar o aplicativo ID JOVEM na internet, informando seu NIS, seu nome, data de nascimento e nome da genitora. E pronto! O jovem já tem sua identidade virtual.

O lançamento do programa ID JOVEM em Bequimão acontecerá no dia 29 de setembro, a partir das 08h, na Escola Domingos Bouéres, no bairro da Estiva, e contará com a presença do Secretário Nacional de Juventude e autoridades locais. O evento contará também com uma vasta programação: projeção de vídeos que apresentarão o funcionamento do programa, pronunciamento das autoridades e outras atrações presentes durante o cerimonial de abertura do evento.

 

Anúncios

Bequimão receberá Mutirão do Glaucoma na sexta, dia 29

Mais uma edição do Mutirão de Combate ao Glaucoma, ação promovida pela Prefeitura de Bequimão com apoio do Governo do Estado, vai acontecer no próximo dia 29 de setembro (sexta-feira), a partir das 13h, no Centro de Saúde, antiga Unidade Mista, localizado na Rua Capitão José Castro, no Centro da cidade.

Desde 2013, a equipe do prefeito Zé Martins já articulou diversos mutirões de combate a doenças da visão, como glaucoma, pterígio e catarata, beneficiando centenas de bequimãoenses. Depois das consultas de triagem, os pacientes que precisam de intervenção cirúrgica são encaminhados para São Luís, recebendo suporte da Secretaria Municipal de Saúde nos custos com deslocamento, alimentação e medicamentos.

O secretário municipal de Saúde, Sidney Bouéres, considera que os mutirões cumprem uma função importante para a população do município, porque tornam mais acessíveis o tratamento dessas doenças. “Até poucos anos atrás, não havia uma ação sistemática de saúde dos olhos em Bequimão. Mas o prefeito Zé Martins voltou um olhar especial para essa questão e, hoje, já é possível fazer o diagnóstico e começar o tratamento no próprio município. Para quem precisa ir a São Luís, damos todo apoio e acompanhamento”, destacou o secretário.

PROCEDIMENTOS DURANTE A CONSULTA
Durante a consulta, o paciente passa por avaliação médica e exames capazes de detectar o glaucoma ou outra patologia ocular. Os procedimentos verificam falhas no campo de visão central e periférica do paciente, além de medir a pressão interna do globo ocular e avaliar as estruturas do fundo do olho.

A partir do diagnóstico, o paciente é encaminhado para o tratamento adequado, que pode ser uma cirurgia. Para combater o glaucoma, o programa ainda oferece colírios gratuitos e orienta os pacientes sobre o uso correto da medicação.

GLAUCOMA

O glaucoma é uma lesão do nervo óptico que pode provocar a cegueira. A doença, muitas vezes assintomática, causa um aumento rápido na pressão intraocular.
Pacientes com idade acima dos 40 anos e portadores de doenças como diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo devem estar atentos e participar das atividades do mutirão.

FUNDEF – Rede de Controle alerta municípios sobre aplicação de recursos na educação

Em reunião realizada na tarde da última sexta-feira, 22, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em São Luís, representantes de 12 municípios maranhenses se reuniram com os membros da Rede de Controle da Gestão Pública do Maranhão para tratar da correta aplicação dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Os prefeitos, secretários, procuradores jurídicos e representantes de Anapurus, Cachoeira Grande, Primeira Cruz, Codó, Fortaleza dos Nogueiras, Gonçalves Dias, Guimarães, Lajeado Novo, Tufilândia, Tutóia, Parnarama e Pinheiro foram alertados sobre as penalidades contra os municípios e contra os próprios gestores, caso a complementação a ser repassada pelo Governo Federal não seja empregada, exclusivamente, na educação.

“O objetivo do Ministério Público é assegurar a correta aplicação dos recursos para a educação, prevenindo desvios que podem prejudicar a população dessas cidades”, afirmou o procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho.

Os recursos provenientes dos processos que se encontram em fase de precatórios giram em torno de R$ 224 milhões, a serem divididos inicialmente para 12 municípios. A divisão dos recursos será feita de forma relacionada com a quantidade de estudantes matriculados na rede municipal.

O Fundef foi substituído pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e é composto por recursos de cada estado e complementado pela União nos casos em que não alcance o valor mínimo previsto nacionalmente.

O Tribunal de Contas da União (TCU), em 23 de agosto, decidiu, por unanimidade, que os recursos do Fundef devem ser empregados exclusivamente na educação. Assim, a verba não poderá ser utilizada no pagamento de honorários advocatícios.

Os valores devem ser depositados em conta exclusiva do Fundeb. A aplicação fora da destinação implica a imediata restituição ao erário e responsabilidade do gestor que deu causa ao desvio. Para o TCU, a destinação dos valores de precatórios relacionados a verbas do Fundef/Fundeb para pagamentos de honorários advocatícios é inconstitucional e ilegal.

 

Durante o encontro, os gestores tiraram dúvidas acerca dos trâmites legais para a aplicação dos recursos na educação. “Nossa intenção é acertar, errando o mínimo possível. Destaco o trabalho do Ministério Público, do promotor de nossa cidade, e do diálogo mantido desde o início da atual gestão”, destacou a prefeita de Guimarães, Margarete Ribeiro.

Na avaliação da coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação do MPMA, Érica Beckman, os municípios enfrentam muitos desafios para garantir o atendimento aos estudantes e os recursos são limitados. “Isso aumenta, ainda mais, a responsabilidade dos prefeitos com a aplicação dos recursos e a obrigação de empregá-los, unicamente, na educação”.

Pela Rede de Controle, participaram da reunião Flávia Gonzalez, Jairo Cavalcanti (Ministério Público de Contas), Juraci Guimarães (Ministério Público Federal), Caldas Furtado (Tribunal de Contas do Estado), Alexandre Walraven (Tribunal de Contas da União), Francisco Alves Moreira (Controladoria Geral da União) e Fabrício Dias (Advocacia Geral da União).

Os promotores de justiça Leonardo Modesto, Sandra Pontes, José Frazão Neto, João José Veras e Maria Nascimento Carvalho também participaram da reunião com os gestores.

Ao final da reunião, os representantes dos municípios receberam minuta de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com a proposta de aplicação dos recursos do Fundeb na área de educação. Após a análise do documento, os Municípios vão informar ao MPMA se vão aderir ao acordo.

REDE REAFIRMA POSIÇÃO

Após a decisão liminar proferida, no último dia 22, pelo desembargador federal Fábio Prieto, do Tribunal Regional Federal da 3a Região, a Rede de Controle da Gestão Pública no Maranhão reafirmou seu posicionamento favorável ao pagamento de precatórios resultantes das ações relativas à recuperação de créditos do antigo Fundef.

Para as instituições integrantes da Rede, os municípios têm, sim, direito à devolução dos recursos, desde que sejam aplicados exclusivamente na educação.

Pela decisão, as execuções contra a União decorrentes da Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Federal de São Paulo estão suspensas. O desembargador também determinou que a Procuradoria-Geral de República instaure investigação contra os prefeitos, para apurar eventual improbidade administrativa.

A liminar atende a Ação Rescisória impetrada pela Advocacia-Geral da União, e não inclui às ações individuais já ajuizadas pelos municípios contra a União, o que representa a grande maioria dos municípios maranhenses. No Maranhão, doze municípios estão na iminência de receber recursos da ordem de R$ 224,2 milhões via precatórios, já expedidos.

A Rede de Controle da Gestão Pública no Maranhão também está desenvolvendo mecanismos e estratégias de acompanhamento específicos da aplicação dos recursos. Para o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, “a idéia não é apenas assegurar que os recursos sejam recebidos pelos municípios, mas também garantir que sejam aplicados integralmente na educação”.

 

Fonte: Ministério Público Estadual

Sebrae apoia Seminário de Desenvolvimento do Varejo na Assembleia Legislativa

O evento foi promovido pelo CNDL e pela FCDL-MA, com apoio do Sebrae no Maranhão e faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo 2016-2018.

 

São Luís – Representantes das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) do Maranhão reuniram-se nesta segunda-feira (18), no Auditório do Complexo da Comunicação da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema), para o Seminário de Disseminação e Articulação de Propostas de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Varejo.

O evento é promovido pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e Sebrae Nacional, em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Maranhão (FCDL-MA) e do Sebrae no Maranhão. O seminário contou com apoio da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa (FPME), presidida pelo deputado estadual Adriano Sarney (PV).

Este é o segundo evento do tipo organizado dentro do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo 2016-2017 (PNDV) no Maranhão e estão previstas mais duas ações do tipo. No evento desta segunda-feira, foi apresentado um plano de ação montado a partir dos inputs coletados nas discussões do primeiro evento realizado no primeiro semestre.

 “É muito importante a realização desse encontro com presidentes de CDL de todo o Estado para discutirmos com especialistas propostas de desenvolvimento do varejo. O setor de comércio e serviços é responsável por mais de 70% dos empregos formais no Maranhão e cerca de 50% dos empregos do país. Precisamos unir esforços para desenvolver esse setor e a FPME com as demais entidades parceiras podem contribuir muito, tornando o Legislativo um mediador entre o poder público e a iniciativa privada”, declarou o deputado Adriano.

Sebrae no Maranhão – Socorro Noronha, presidente da FCDL-MA, demonstrou otimismo em relação ao evento. “Acho que esse é um momento histórico porque estamos reunindo a classe lojista e o poder Legislativo, por meio da Frente Parlamentar, para dar visibilidade às demandas e buscar soluções conjuntamente. Deste encontro certamente vão resultar propostas para termos políticas públicas que de fato impulsionem o desenvolvimento do Maranhão”, disse.

Presente ao evento, o Diretor Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, disse que discussões como a que foram feitas na Alema podem nortear propostas de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento de um ambiente favorável ao desenvolvimento de negócios. “O Sebrae tem uma ação forte neste sentido e apoiamos qualquer iniciativa que pode ajudar neste processo. Entendemos que um ambiente legal favorável incentiva os pequenos negócios a nascerem e se manterem gerando emprego e renda”, afirmou na ocasião.

 

A representante do CDL de Santa Luzia, Debora de Souza, testemunhou o quanto o apoio do Sebrae é rentável á iniciativas do varejo. “Em Santa Luzia, quando não éramos organizados, tínhamos alguma capacitação com dois ou três lojistas. Depois que o Sebrae nos ajudou, passamos a ter capacitações regulares e cada vez que temos uma nova iniciativa fechamos duas ou três turmas lotadas. Isso mostra o quanto o Sebrae pode ajudar na organização de um mercado”, observou a representante de Santa Luzia.

AÇÃO – O seminário foi apresentado pelo professor Marcos Lima, da IAG Consultoria, acompanhado do gerente de projetos do CNDL, Daniel Sakamoto. Eles explicaram que, antes de chegar ao Maranhão, este evento foi realizado em 16 capitais brasileiras e que o objetivo é chegar a todas as capitais, como parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV).

Segundo Lima, esta é uma iniciativa conjunta da CNDL com o Sebrae Nacional e visa melhorar o ambiente de negócios e acelerar o desenvolvimento de vantagens competitivas no setor varejista, por meio da identificação, proposição e disseminação de políticas públicas e do fortalecimento das lideranças do setor.

Participaram do seminário, além de presidentes das CDL de diversos municípios do Maranhão; o deputado federal Deoclídes Macedo (PDT); o vice-presidente da FPME, deputado Wellington do Curso (PP); Antônio Nunes, secretário de Governo do Estado; Fábio Ribeiro, presidente da CDL de São Luís; Francisco Brasil, presidente da CDL de Imperatriz; e Albertino Leal, superintendente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema).

 

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Implantada a primeira estaca da ponte Central – Bequimão no Rio Pericumã

Prosseguindo o cronograma de obras de construção da ponte sobre o Rio Pericumã, começaram a serem instaladas as primeiras estacas. Na fase anterior, foram instalados dois canteiros de obras no município de Bequimão e realizados serviços de melhorias na estrada de acesso ao rio.

Diferentes populares e representantes dos poderes públicos tem visitado a obra, dentre eles um grupo de vereadores de Mirinzal, Dennis Ribeiro, Paulo Henrique e Ricardo Amorim que puderam averiguar in locoa fixação do primeiro pilar da ponte.

A Ponte Rodoviária sobre o Rio Pericumã, é uma das obras mais aguardadas para a população do Litoral Ocidental Maranhense, e representa um dos grandes desafios para a engenharia maranhense.
Com 589 metros de extensão, a ponte tem um projeto de engenharia de complexidade técnica. O engenheiro responsável pela obra, Luís Calil, explicou que na região onde será construída a ponte há 26 metros de espessura de solo mole, e além do rio, também existe a influência de marés. “Essa obra só se compara a ponte do Rio Negro, no Amazonas, com fundações de características iguais a essa. É uma obra de um grau de dificuldade técnica muito grande, porque é uma obra de execução sobre lâmina d’água de 17 metros e no subsolo tem uma coluna de solo mole”, destacou o engenheiro. Do ponto de vista prático, é bastante complexo avançar a obra nessas condições”,
A obra tem da ponte tem valor estimado em R$ 68 milhões e necessita de planejamento e maquinário especial para sua execução.São dois canteiros de obras e infraestrutura de deslocamento de equipamentos para fundação da ponte, além de máquinas especiais de grande porte, tais como guindastes de 170 toneladas, equipamentos náuticos, tratores, dentre outros equipamentos. Paralela à construção da ponte, será realizada pavimentação dos dois acessos, tanto do lado de Bequimão, quanto do lado de Central, com mais 30 km ao todo.
A ponte interligará os municípios de Bequimão e Central do Maranhão, criando acesso para as cidades de Apicum-Açu, Bacuri, Serrano do Maranhão, Cururupu, Porto Rico, Cedral, Guimarães e Mirinzal, reduzindo em até 152 km o percurso e solucionando os entraves de mobilidade urbana para os moradores da região.Além disso, garante escoamento da produção, alavancagem do turismo e mais rapidez no acesso à capital do Maranhão, São Luís, e aos municípios da Baixada Maranhense como São Bento, Palmeirândia, Peri Mirim dentre outros.

Bequimão: Campanha de Vacinação antirrábica tem início nesta quarta-feira (27)

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizará a partir desta quarta-feira (27) a campanha de vacinação antirrábica nas zonas rural e urbana do município. Serão, no total, 78 comunidades. As equipes de técnicos da saúde passarão pelas residências buscando animais para vacinar.

Cães e gatos saudáveis, com mais de três meses, devem tomar a dose contra a doença, que não tem cura e pode ser transmitida a humanos. A imunização é importante para manter a doença sob controle. O município tem mantido a campanha antirrábica em dia.

O dia “D” da vacinação será em 10 de outubro, na Praça 2 de novembro (Praça do Cemitério), durante o dia todo. O secretário de Saúde, Sidney Bouéres, pede que os bequimãoenses colaborem, abrindo suas casas aos profissionais credenciados.
“Queremos chamar a atenção da população para a importância de receberem nossos técnicos em suas residências, pois essa campanha possibilita a prevenção da doença no animal, evitando a transmissão às pessoas”, alertou o secretário.

A RAIVA
A raiva afeta o sistema nervoso e é transmitida pela saliva. Animais domésticos podem ser contaminados ao caçar um morcego, por exemplo, ou ao ter contato com outro mamífero doente, como gato ou sagui. Mordidas, arranhões ou lambeduras podem transmitir a doença ao ser humano. Em qualquer uma dessas situações, a pessoa deve procurar atendimento médico, caso o animal não seja conhecido ou não esteja vacinado.

Sebrae realiza missão técnica inédita com caprinocultores maranhenses

Representantes da Expocapril que estarão na missão, ao lado do Diretor       Superintendente do Sebrae no Maranhão e da equipe do Sebrae em Pinheiro, na                                       ocasião em que foi anunciada a missão.

A missão técnica “Expocapril no Sertão” será realizada entre os dias 25 e 27 de setembro em Sobral-CE.

 

Um grupo formado por 35 pequenos empreendedores rurais, ligados ao segmento da ovinocaprinocultura, está de malas prontas para embarcar em uma missão técnica que tem como destino a Embrapa Caprinos e Ovinos, maior centro de excelência no assunto do Brasil, localizada na cidade de Sobral, no estado do Ceará.

A missão técnica “Expocapril no Sertão”, é uma iniciativa inédita do Sebrae Maranhão, através da sua unidade regional em Pinheiro e tem como principal objetivo a promoção do acesso à informação e a tecnologia na criação, manejo, aproveitamento e comercialização de caprinos e ovinos, de uma maneira que os conhecimentos e técnicas adquiridas durante a missão, possam ser aplicados e disseminados a outros criadores no território maranhense.

“Estes pequenos empreendedores rurais, quando decidem participar de uma missão, estão demonstrando todo o seu poder de pensamento empresarial, eles estão um passo à frente dos demais, isso por si só já demonstra a contribuição que o Sebrae vem trazendo para esses criadores aqui da região. Aqueles que estarão participando da missão só tem a ganhar, não apenas financeiramente após aplicar as técnicas que serão repassadas, mas também socialmente uma vez que eles poderão ser multiplicadores das boas práticas que aprenderão, transformando positivamente, de alguma forma, a realidade da região” destacou o Diretor Superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, que coordena a iniciativa.

Outro aspecto importante da caravana é a participação dos criadores envolvidos diretamente na 10ª edição da Expocapril, exposição que acontece em novembro na cidade de Bequimão, e que já entrou para o calendário de realizações do agronegócio no estado do Maranhão. A ideia é que esses produtores possam adquirir conhecimento, know-how, novas estratégias e atrativos para a realização do evento.

“Essa missão será com certeza um divisor de águas para nós que somos criadores aqui na região, essa oportunidade que o Sebrae está proporcionando é sem precedentes. Tenho certeza que o grupo que está indo nessa jornada voltará totalmente transformado, pois o conhecimento tem essa capacidade e nós estamos indo para busca experiências que nos ajudem a melhorar os nossos rebanhos e, consequentemente, a nossa qualidade de vida, ajudando a desenvolver também a nossa região” explicou Leônidas Viegas Almeida, criador e presidente da Associação dos Criadores e Criadoras de Ovinos e Caprinos de Bequimão (ACCOCBEQ).

Além dos empreendedores rurais, participarão da missão, secretários municipais de agricultura e abastecimento e técnicos representantes de prefeituras da baixada e litoral ocidental maranhense. A missão permitirá ao público alvo – criadores e técnicos – acesso a conhecimentos atualizados sobre os procedimentos de manejo e inovação para a sustentabilidade da ovinocaprinocultura assim como, fortalecimento do networking e o intercâmbio de experiências.

A missão Expocapril no Sertão tem o apoio das associações de caprinocultores dos municípios de Bequimão e São João Batista e da Prefeitura Municipal de Bequimão. 08 municípios da Baixada e do Litoral ocidental maranhense estarão representados, são eles: Pinheiro, Bequimão, Alcântara, São João Batista, Cajapió, Mirinzal, Central do Maranhão e São Bento.

A Embrapa Caprinos e Ovinos é uma das 47 unidades descentralizadas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, criada em junho de 1975 ela tem a missão de viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da caprinocultura e da ovinocultura em benefício da sociedade.

A unidade da Embrapa em Sobral conta com uma estrutura física, equipada com laboratórios para pesquisas que integram o Núcleo de Biotecnologia de Sobral (Nubis), que reúne ainda os laboratórios da Universidade Federal do Ceará, os da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e os do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará situados na cidade.

Sede da Embrapa Caprinos e Ovinos em Sobral no Ceará.

PROGRAMAÇÃO

A programação reúne uma série de visitas técnicas, como a que acontecerá a comunidade de Taperuaba uma das referências em caprinocultura na região, e palestras sobre produção e comercialização da cadeia produtiva de ovinos e caprinos, que serão guiadas pela equipe do Sebrae no Ceará.

A Embrapa preparou um cronograma de atividades específicas que incluem uma visita técnica ao Campo Experimental do Centro Nacional de Pesquisa em Caprinos e Ovinos e a fazenda Lagoa Seca, que fica localizada no município de Cariré-CE e possui uma unidade de referência com tecnologias da Embrapa em seu sistema de produção. Os produtores conhecerão ainda a comunidade rural Sítio Areias e sua unidade de aprendizagem em tecnologias da Embrapa.

“As atividades da missão foram pensadas de uma forma em que eles ficassem imersos no mundo da ovinocaprinocultura. Serão três dias intensos de muito conhecimento e que sem dúvida nenhuma irão transformar a forma de como esses empreendedores veem os seus negócios rurais” afirmou a Gerente Regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes.

A programação ainda terá espaço para oficinas especializadas em manejo de rebanho, onde os produtores conhecerão novas técnicas de controle integrado de verminose; elaboração de escrituração zootécnica; técnicas de forragicultura; sistemas Agroflorestais e orçamentação forrageira. O grupo retorna para o Maranhão na quarta-feira.

por A Tribuna de Bequimão

Prefeito Zé Martins entrega Mercado Municipal até final de outubro

Foram divulgadas, nesta sexta-feira (22), as primeiras imagens do Mercado Municipal de Bequimão, que está sendo finalizado pela gestão do prefeito Zé Martins. A inauguração, segundo informações da Prefeitura, acontecerá até o final do mês de outubro. A verba para essa obra foi conquistada, em 2008, pelo ex-prefeito Juca Martins, mas a administração que o sucedeu não terminou os trabalhos e ainda deixou ilegalidades que impediam sua conclusão.

Pelas imagens que chegaram ao Tribuna, é possível ver que os boxes construídos pela administração de Zé Martins para abrigar a comercialização de alimentos seguem o padrão adequado para esse tipo de atividade. Ambiente limpo, com piso apropriado e estrutura de escoamento da água. A população bequimãoense terá um local com melhores condições para o comércio de frutas, verduras e carnes.

    

No dia 19 de setembro, o prefeito reuniu-se com o promotor de justiça do município, Renato Madeira Reis, e informou que a entrega do Mercado Municipal ocorrerá em até 30 dias (contados da data da reunião), ocasião em que também será apresentado um cronograma de utilização do espaço e de capacitação dos feirantes. O Sebrae/MA será parceiro na formação profissional dos comerciantes.

A prioridade, de acordo com a Prefeitura Municipal de Bequimão, será dada aos feirantes e produtores ligados à agricultura familiar. “Queremos que esse mercado seja mais uma forma de o nosso povo ter acesso a renda e trabalho. Quem ganha com isso, também, são os consumidores, que poderão comprar seus alimentos em ambiente limpo, saudável e alguns deles produzidos no nosso próprio município”, destacou o prefeito.

Entenda o processo de construção do Mercado Municipal

Em junho de 2008, o ex-prefeito Juca Martins deu entrada no Plano de Trabalho junto à Caixa Econômica Federal para a construção do Mercado Municipal de Bequimão, por meio do então Programa de Apoio ao Desenvolvimento Agropecuário, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Com uma emenda parlamentar do deputado federal Sarney Filho, foram levantados recursos da ordem de R$ 292.500,00.

Finalizado o mandato de Juca Martins, a continuação da obra ficou a cargo do ex-prefeito Antônio Diniz, que encontrou tudo pronto para dar prosseguimento, mas não teve competência para fazer o trabalho. Além disso, ele deixou várias ilegalidades na obra, que impediram a finalização imediata do Mercado Municipal. Enquanto isso, a realidade do comércio ambulante de Bequimão era de total falta de estrutura e higiene. Durante a administração de Antônio Diniz, as barracas que se espalhavam pela Avenida Antônio Dino e pela Praça 02 de Novembro eram feitas de madeira, lona, palha e a presença de urubus se tornou comum.

Barracas do comércio ambulante na gestão de Antônio Diniz

Em vez de concluir o Mercado Municipal, Antônio Diniz deixou o comércio ambulante em completa falta de higiene

Zé Martins padronizou o comércio ambulante

Logo que assumiu a administração, em 2013, o prefeito Zé Martins tentou retomar a obra do Mercado Municipal, que havia sido conquistada por seu grupo político, mas esbarrou nas irregularidades deixadas por seu antecessor. Para amenizar a situação, distribuiu tendas padronizadas aos ambulantes, deixando o local mais organizado.

Em maio deste ano, foi firmado um acordo entre feirantes, Ministério Público e Prefeitura de Bequimão para o remanejamento dos ambulantes que trabalhavam na Avenida Antônio Dino. Cumprindo esse compromisso, houve um deslocamento, provisório, da comercialização de alimentos para o Mercado do Peixe.

Agora, quando a obra no Mercado Municipal já está sendo finalizada, políticos da oposição estão usando os feirantes para simular uma pressão contra o prefeito. O comércio que já estava organizado, provisoriamente, no mercado que fica próximo ao Porto, foi deslocado para a frente do novo mercado e para a Praça 02 de Novembro, desordenando o trabalho que havia sido feito pela Prefeitura, Ministério Público e feirantes. No final das contas, o grupo que não teve competência de finalizar a obra quer aparecer como responsável pela conclusão do mercado.

Mas, o povo de Bequimão está atento e sabe quem é o verdadeiro responsável por entregar, definitivamente, o Mercado Municipal aos bequimãoenses. Até o final de outubro, a obra será inaugurada e com feirantes treinados para melhor atendimento, em local mais adequado.

Bequimão aparece no mapa do Pólo Turístico Floresta dos Guarás

A população bequimãoense recebeu uma grata surpresa ao saber da inclusão do município de Bequimão como ponto turístico que compõe o mapa do Pólo Floresta dos Guarás. Desde o mês de maio deste ano, a secretária Keila Soares, o adjunto Edmilson Pinheiro, pela Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (Sematur), acompanhados do agente de desenvolvimento Rodrigo Martins estiveram articulando junto à Secretaria de Turismo do Estado (Sectur) a adesão do município de Bequimão ao Pólo Turístico da Floresta dos Guarás e à inclusão no Mapa do Turismo Brasileiro. O resultado foi positivo e o município agora entra oficialmente na lista dos 53 municípios maranhenses com vocação turística.

O Ministério do Turismo divulgou nesta quinta-feira (14) o novo mapa do turismo brasileiro, instrumento que destaca municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e norteia a definição de políticas públicas para o setor.

Em comparação ao ano passado; o número de regiões turísticas e municípios cadastrados; cresceu exponencialmente no Brasil. Em 2016, eram 2.175 cidades em 291 regiões. Este ano o mapa registra 3.285 municípios em 328 regiões turísticas.

O mapa do turismo do Maranhão também cresceu. Em comparação com 2016, o estado inseriu 16 municípios e excluiu nove no mapa, passando de 46 para 53 cidades com vocação turística, distribuídas em 10 regiões. Já o número de regiões turísticas não sofreu alteração. Esse crescimento do número de municípios e a permanência das regiões turísticas reforça o desejo dos gestores em trabalhar com o turismo.

Apesar desse crescimento a nível nacional e estadual, o resultado não foi animador para o Polo Turístico Floresta dos Guarás. Até o ano de 2015 o Litoral Ocidental Maranhense possuía oito municípios incluídos no Mapa Turístico Brasileiro, porém ano passado o município de Bacuri foi excluído.

Em 2017 para surpresa geral a perda foi maior ainda, pois os municípios de Apicum Açu, Cedral, Serrano e Mirinzal foram excluídos do Mapa do Turismo Brasileiro. Ou seja, dos nove municípios maranhenses excluídos, quatro são do Conguarás, o equivalente a 44% do total, fato lamentável tendo em vista que a atividade turística é uma alternativa viável para desenvolver a economia regional, gerando emprego e renda e ativando outras cadeias produtivas locais e regionais.

Dos municípios originais, permaneceram três: Cururupu, Guimarães e Porto Rico. Isso é importante, pois propicia a chegada de políticas públicas e investimentos no setor turístico, conforme explica o ministro do turismo Marx Beltrão: “O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”.

POR Floresta dos Guarás

Fotos: Rodrigo Martins

 

Seleção de Bequimão vence Apicum-Açu pela Copa Conguarás

A seleção bequimãoense de futebol entrou em campo na tarde deste domingo (17), no Estádio Vivaldão, para enfrentar o selecionado de Apicum-Açu, pela primeira partida das semifinais da Copa Conguarás.

Diante de sua torcida, a seleção de Bequimão não decepcionou e venceu o primeiro jogo do mata-mata por 2×0, com gols de Mayke e Diego. Com a vitória, os bequimãoenses podem até perder por um gol de diferença, na próxima partida, que mesmo assim garantem vaga na grande final da I Copa Conguarás de futebol.

Para o secretário de Esporte e Juventude, Kell Pereira, o grupo está ficando no título. “Foi um jogo bastante disputado, mas, graças a Deus, estávamos preparados para qualquer circunstância. Quero agradecer o apoio da Secretaria de Saúde, que nos enviou uma ambulância para o estádio durante o jogo, além da Secretaria Municipal de Segurança que mandou a Guarda Municipal para o estádio Vivaldão e o reforço importante da Polícia Militar do Maranhão”, destacou.

O próximo jogo entre Bequimão e Apicum-Açu será no domingo, dia 24 de setembro, na cidade dos adversários. A partida deve ser ainda mais quente, já que Apicum-Açu jogará em casa, mas a seleção de Bequimão promete buscar com garra a classificação.⁠⁠⁠⁠