EMAP vence prêmio de responsabilidade socioambiental

Equipe EMAP com os finalistas, representantes da Codesa e do Portocel. (Foto: Divulgação)

A EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária venceu o 1º Prêmio Portos e Navios de Responsabilidade Socioambiental. A premiação foi criada em comemoração aos 60 anos da revista Portos e Navios, principal publicação do setor portuário brasileiro, e foi entregue durante o Ecobrasil 2018 – 14º Seminário Nacional sobre Indústria Marítima e Meio Ambiente, realizado no Rio de Janeiro. A gerente de Comunicação e Relações Institucionais, Deborah Baesse, recebeu o prêmio ao lado da gestora de Meio Ambiente, Gabriela Heckler.

O projeto Desenvolvimento local a partir do Terminal do Cujupe, que alcançou o primeiro lugar, concorreu com iniciativas de diversos portos do país e foi finalista ao lado dos projetos apresentados pela Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) e Terminal Especializado de Barra do Riacho (Portocel).

“É um reconhecimento importante, que nos orgulha muito e demonstra o papel que, nós, como porto público, temos para o desenvolvimento sustentável do Maranhão. Esse é um projeto que busca aproximar o Porto do Itaqui, através dos seus terminais externos, da comunidade, entendendo o impacto econômico e social de suas operações para a população da região”, afirma o presidente da EMAP, Ted Lago. Ele destaca ainda que a ação está alinhada com a missão confiada à EMAP pelo governador Flávio Dino, de administrar o Itaqui e seus terminais como ferramentas de prosperidade para o estado.

Os projetos foram selecionados com base na relevância para a comunidade ou meio ambiente, criatividade e soluções desenvolvidas, meios destinados para a execução, engajamento humano e resultados aferidos, independente de seu porte financeiro.
“Esse prêmio reconhece o esforço da EMAP em contribuir para o desenvolvimento do estado a partir das comunidades que vivem próximas às nossas operações. Todos os setores da empresa participam direta ou indiretamente para o sucesso dessa iniciativa”, disse Deborah Baesse.

Integração e geração de renda

Com o objetivo de promover a interação porto-cidade por meio da capacitação e inclusão dos vendedores ambulantes na estrutura do novo terminal de Cujupe, o projeto da EMAP foi desenvolvido com o compromisso de disponibilizar os meios necessários para garantir e incrementar a renda das famílias envolvidas, bem como a qualidade e variedade dos produtos ofertados aos usuários do terminal.

A iniciativa nasceu de forma paralela ao projeto de construção do novo terminal de transporte aquaviário e se propôs a beneficiar de forma direta os 90 associados da AVTEC – Associação dos Vendedores Ambulantes do Terminal do Cujupe e suas famílias, chegando a cerca de 200 pessoas.

A gerente de Comunicação e Relações Institucionais, Deborah Baesse, recebeu o prêmio ao lado da gestora de Meio Ambiente, Gabriela Heckler. (Foto: Divulgação)

Linha do tempo

1ª ETAPA: O projeto começou em 2015 com a estratégia de aproximação por meio de ações sociais no Terminal. “O objetivo, neste primeiro momento, foi construir vínculo e restabelecer a confiança mútua”, explica Deborah. O programa Porto Comunidade, naquele ano, atendeu 3,1 mil pessoas em ações de saúde, educação, esporte, lazer e cidadania. No mesmo período começou a preparação para inserção da mão de obra local na construção do termina. A maioria dos trabalhadores da obra são moradores de Alcântara, Bequimão e Pinheiro.

2ª ETAPA: Estabelecimento do marco zero do projeto, com base em diagnóstico e estudo situacional. Foi realizada uma pesquisa junto aos vendedores e passageiros, com apoio do SEBRAE-MA, com o objetivo de mapear o público-alvo para dimensionar as ações a serem desenvolvidas.

Capacitação do Sebrae no Cujupe

O Sebrae Maranhão vem realizando capacitações nas áreas de gestão, empreendedorismo, finanças e planejamento.

3ª ETAPA: Dedicada à formação profissional, teve como resultado a realização de capacitações em manuseio de alimentos, empreendedorismo, associativismo, gestão financeira, qualidade no atendimento, educação ambiental e segurança do trabalho. Também foram alcançadas melhorias efetivas na confecção, apresentação e comercialização dos produtos; definição de novos negócios; incentivo à formalização como MEI – microempreendedores individuais e redução dos eventos policiais.

4ª ETAPA: Essa fase do projeto teve como foco o pertencimento e contou com uma ação de Comunicação e Marketing para criação da marca. Os associados participaram de uma oficina de name para juntos construírem a identidade do grupo, que recebeu o nome de Manguará, resultado das palavras mangue e guará. O mangue como vegetação nativa da região, ligada à terra e ao mar; e o guará, ave típica que tira seu alimento do mangue, é capaz de voar alto e espalha beleza na paisagem. Após a definição do nome a equipe de Comunicação e Marketing da EMAP criou a marca, que será impressa no uniforme de trabalho fornecido pela EMAP, composto de touca, camiseta e avental.

5ª ETAPA: Ponto alto do projeto é a formalização, com a assinatura do contrato de Cessão Onerosa entre a AVTEC e a EMAP, que põe fim à condição de ambulantes, legalizando e profissionalizando a relação institucional.

O Sebrae Maranhão realizou ainda capacitações sobre boas práticas na manipulação de alimentos e gastronomia, com o objetivo de melhorar os produtos ofertados no porto.

6ª ETAPA: Inauguração do novo Terminal do Cujupe, com todos os boxes mobiliados e equipados e os comerciantes tendo recebido a última etapa do treinamento (até julho 2018).
Após a entrega do terminal, como ações futuras de melhoria contínua dos produtos e serviços está prevista a adequação das cozinhas e apoio constante da área de Responsabilidade Social da EMAP ao grupo de empreendedores da AVTEC.

RAIO X

Povoado que pertence ao município de Alcântara – MA, que conta com uma população de 21.851 pessoas. De acordo com dados do IBGE, 56,4% da população de Alcântara vive com até ½ salário mínimo; apenas 4,3% da população possuem uma ocupação e 60% dos habitantes está na faixa etária entre 17 a 59 anos. O povoado fica a 55 quilômetros da sede de Alcântara e é formado por cerca de 600 moradores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s