Piscicultores querem Câmara Técnica Setorial da atividade no Maranhão

Ao participar de debate promovido pelo Sebrae durante a 16ª Agrobalsas, produtores de peixe de três regiões do estado solicitaram apoio à instituição para ajuda-los em seu objetivo.

Movidos pelo interesse comum, cerca de 30 piscicultores de 12 municípios maranhenses, representando as regiões Central, Sul e Tocantina, estiveram reunidos no stand do Sebrae na 16ª Agrobalsas para discutir os desafios da atividade nos próximos anos e traçar estratégias para desenvolvê-la melhor e com inovações contínuas. Na conclusão das discussões, que integraram a programação do evento no Espaço Sebrae Debates, o grupo observou a necessidade de uma Câmara Técnica Setorial de Piscicultura, entidade que contará com o apoio de instituições parceiras para pleitear benefícios e fortalecer a atividade em todo o estado.

Para ajudá-los no processo de criação da instância consultiva, os piscicultores solicitaram apoio ao Sebrae que, em 2017, quando da realização de um seminário voltado à atividade, que aconteceu na cidade de Imperatriz, já havia se disponibilizado para estar junto aos produtores nessa conquista.  Para o presidente da Cooperativa dos Piscicultores do Sul do Maranhão (Coopsulma), Celso Zamignan, que participou do debate na 16ª Agrobalsas, a Câmara Técnica Setorial passou a ser uma necessidade à atividade no Maranhão.

“A piscicultura no estado já se tornou um importante vetor geração de emprego e renda, porém é uma atividade econômica que tem na sua base produtores que precisam de apoio e necessitam ser ouvidos em suas demandas.  O nosso objetivo é fortalecer os piscicultores e discutir problemas em comum à atividade em todo o estado, tais como poços e leis ambientais. A Câmara Setorial vai pleitear benefícios a todos os piscicultores   maranhenses e não somente de uma região isolada”, defendeu.

Também estiveram presentes ao debate proporcionado pelo Sebrae representantes do escritório em Balsas da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) e pesquisadores de Parnaíba da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A moderação das discussões foi da gerente regional do Sebrae em Balsas, Cecília Salata.

Sebrae

Para o empreendedor rural, Breno Valesam, da Piscicultura Maravilha, localizada na cidade de Balsas, vários são os desafios da atividade. “Discussões como essa, onde temos a participação de produtores de peixe de várias regiões do estado, são muito importantes. Assim, se estivermos bem representados, mostrando que nossa união é a nossa força, poderemos sim alcançar melhores resultados para a piscicultura maranhense. Temos muito trabalho a ser feito, porque os desafios são grandes. Mas unidos podemos conseguir muitas coisas”, acredita.

Orientação no processo

Sobre o apoio do Sebrae à criação da Câmara Técnica Setorial de Piscicultura do Maranhão, o diretor superintendente do Sebrae estadual, João Martins, enfatiza o papel de orientador da instituição no processo. “Nos propomos a oriemntar os piscicultores na formatação da instância consultiva, um espaço onde as forças produtivas do estado na área de piscicultura estarão trabalhando em conjunto para discutir, formular e interagir com o governo do estado. Da mesma forma, buscaremos a interlocução com o poder público federal, no sentido de apresentar as demandas dos produtores, pensarmos juntos soluções e viabilizarmos parcerias para o desenvolvimento da atividade econômica no Maranhão”, ressaltou Martins.

Sebrae

O executivo informou que o Sebrae executa projetos de atendimento a produtores de peixe nos municípios de Balsas, Grajaú, Pinheiro, Santa Inês e São Luís.  “No total, mais de 30 municípios são beneficiados pelas ações executadas, tanto as voltadas para a capacitação dos piscicultores quanto para a produção e comercialização do peixe. Portanto, estamos envolvidos com a atividade econômica e nos solidarizamos com as demandas do setor produtivo, principalmente no que se refere às ações de fortalecimento da piscicultura maranhense para que gere mais emprego e renda nesses municípios e em outros que venham a desenvolvê-la”, argumentou.

No final de agosto do ano passado, em São Luís, o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp-MA), Júlio César Mendonça, esteve reunido com o diretor superintendente do Sebrae, João Martins, para tratativas sobre a reestruturação das Câmaras Técnicas Setoriais no estado.

“Quando o Governo do Estado criou as Câmaras Técnicas Setoriais, há alguns anos, o Sebrae participou da implantação de três delas diretamente – a da Cadeia Produtiva do Leite, Ovinocaprinocultura e Horticultura. Temos, portanto, experiência, além do diálogo aberto com o poder público estadual, para que possamos ajudar e apoiar os produtores de peixe na implantação da Câmara Técnica Setorial de Piscicultura do Maranhão. O Sebrae se colocou à disposição dos piscicultores para contribuir no que for possível, dentro de nossa expertise institucional”, ressaltou Martins.

Sebrae na 16ª Agrobalsas

Por meio de sua regional em Balsas, o Sebrae esteve presente na 16ª Agrobalsas, que aconteceu na última semana, na Fazendo Sol Nascente, em Balsas (MA). Além do debate com os piscicultores, o Sebrae realizou a palestra de abertura do evento –  “Agricultura sustentável na era digital”, ministrada pelo comunicólogo e escritor Renato Meirelles. No stand institucional, empresários e potenciais empresários receberam informações sobre temas específicos relacionados ao empreendedorismo, além de atendimento empresarial, orientações técnicas sobre cooperativismo de crédito, desenvolvimento territorial e ainda debateram sobre o empreendedorismo na gestão pública. A instituição também participou do Maranhão Expo Adventure, evento realizado dentro da Agrobalsas e colocou o turismo de aventura com segurança em pauta.

“A Agrobalsas é um evento onde todos podem mostrar seu trabalho, além de uma grande oportunidade de se absorver conhecimento por meio das diversas instituições que estão presentes. O Sebrae, por exemplo, realizou instruções, orientações técnicas e encaminhou trabalhos sobre piscicultura, turismo e gestão pública, firmando nossa presença institucional como o melhor amigo do empreendedorismo no Brasil”, declarou a gerente regional do Sebrae em Balsas, Cecília Salata. 

Anúncios
por A Tribuna de Bequimão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s