Com o apoio da Prefeitura de Bequimão, UFMA realiza nova coleta para estudo sobre a saúde de idosos quilombolas

Quatorze idosos que residem na comunidade quilombola Santa Rita, em Bequimão, receberam a visita de estudantes de enfermagem, psicólogos e nutricionista, na última sexta (25). Os moradores tiveram acesso a exames como eletrocardiograma, escala de depressão geriátrica, coleta de sangue e antropometria.

A extensão dos serviços de saúde faz parte de uma pesquisa que está sendo desenvolvida por estudantes da Universidade Federal do Maranhão – Campus Pinheiro. Os dados coletados na visita vão compor um estudo sobre as condições de vida dos idosos que residem nas comunidades quilombolas de Bequimão.

Financiada pela Fapema e pelo CNPq, a pesquisa tem o apoio da Prefeitura de Bequimão, que não tem economizado esforços para garantir suporte técnico e logístico à equipe de pesquisadores. As informações geradas pelo estudo serão usadas pelo município para planejar o direcionamento de políticas de saúde destinadas a essas comunidades.

Durante as visitas às comunidades quilombolas, a Prefeitura mobilizou profissionais das Secretarias de Saúde, Assistência Social, Cultura e Promoção da Igualdade Racial e Agricultura para auxiliar os pesquisadores. O grupo já esteve em Ariquipá, Suassuí, Sibéria, Pericumã, Juraraitá, Conceição, Rio Grande e Marajá.

Com a realização desta nova etapa de exames, estudantes e professores estão prestes a concluir a coleta de informações para o estudo. As comunidades Ramal de Quindiua e Mafra serão as últimas a receberem a visita dos pesquisadores.

Fotos: Divulgação

por A Tribuna de Bequimão

Prefeitura de Bequimão e Movimento Quilombola agilizam certificação de comunidades pela Fundação Palmares

No ultimo fim de semana, a Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, em parceria com o Movimento Quilombola de Bequimão (MOQBEQ), se reuniu com os moradores de Monte Palma, Águas Belas e Frechal. O encontro teve como objetivo definir os próximos passos para requerer a certificação onde as comunidades se autodeclaram remanescentes de quilombo junto à Fundação Cultural Palmares (FCP).

Segundo o secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, os trabalhos estão em ritmo acelerado. “Nos últimos dias, já nos reunimos com seis comunidades que se reconhecem como remanescentes de quilombo e buscam a certificação pela Fundação Palmares. Tivemos com os moradores de Iriritíua, Boa Vista, Santa Tereza e, agora, Monte Palma, Águas Belas e Frechal. Todas essas comunidades se declararam como remanescentes de quilombo”, garante o secretário Rodrigo Martins.

Intensificando os trabalhos, a Prefeitura de Bequimão quer não só aumentar o número de comunidades certificadas, mas também agilizar processos em curso. A iniciativa é, por exemplo, o primeiro passo para que moradores sejam beneficiados com o direito à terra, moradia, saneamento básico e programas do Governo Federal.

Para que as comunidades do município sejam certificadas, a socióloga Andréa Rabelo explica que a Prefeitura vem cumprindo um cronograma extenso de atividades. O calendário com tarefas indispensáveis ao reconhecimento inclui “entrevistas com os moradores mais velhos, registros do cotidiano local e o colhimento de assinaturas”, lista a socióloga. As próximas comunidades a receberem a força tarefa pró certificação são Pontal, Monte Alegre e Jacaretíua.

Atualmente, Bequimão conta com onze comunidades quilombolas oficialmente certificadas pela FCP, segundo o Relatório de Certidões Expedidas às Comunidade Remanescentes de Quilombos (CRQs). São elas: Ariquipá, Rio Grande, Ramal de Quindiua, Conceição, Mafra, Santa Rita, Juraraitá, Marajá, Pericumã, Sibéria e Sassuí.

Fotos: Reprodução

por A Tribuna de Bequimão

Prefeitura de Bequimão e Hemonúcleo realizam nova coleta de sangue no município 

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Pelo menos 70 pessoas se dispuseram a doar sangue em coleta realizada nesta quinta-feira (24), no Centro de Saúde Santo Antônio, em Bequimão. Foram coletadas, no município, 36 bolsas de sangue entre 8h e 17h. A campanha acontece a cada quatro meses e é uma iniciativa da Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), em parceria com o Hemonúcleo de Pinheiro. 

Nesta edição, a equipe do banco de sangue regional se dividiu em pelo menos quatro setores: recepção, pré-triagem, triagem e sala de doação. Entre os profissionais deslocados pelo Hemonúcleo de Pinheiro para Bequimão estavam motorista, recepcionista, assistente social, enfermeira, técnicas de enfermagem e um técnico laboratorial, totalizando 12 pessoas.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Ao chegarem ao Centro de Saúde Santo Antônio, os voluntários eram acolhidos pela recepcionista e por uma assistente social, responsáveis pelo cadastro de doação. Nessa etapa, os candidatos apresentavam documento oficial de identificação com foto, além de informações de contato, como forma de garantir a comunicação com o Hemonúcleo.

Finalizado o cadastro, os voluntários foram encaminhados para a sala de pré-triagem, onde passaram por exames de verificação da pressão arterial, temperatura, dosagem de hemoglobina e verificação de peso. Na triagem clínica, passaram por uma entrevista minuciosa sobre o estado de saúde, para comprovar se, de fato, estavam aptos a doar sangue.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Caso a doação pudesse ser feita, os doadores eram levados até a sala de coleta, onde as técnicas de enfermagem realizavam a limpeza do braço na região da punção. O material utilizado em cada processo era esterilizado e, depois do uso, descartado, não apresentando nenhum risco para o doador. Além de segura, a coleta de sangue é rápida, durando, em média, 15 minutos por pessoa.  

A diretora do Hemonúcleo de Pinheiro, Ana Paula Froes, destacou que o objetivo é tornar a coleta cada vez mais acessível para as pessoas que desejam praticar o ato de solidariedade. “Atendemos, hoje, 42 municípios. Em vez de o doador se deslocar até Pinheiro, levamos esse atendimento aos demais municípios da região, a fim de facilitar a captação. Com a iniciativa, beneficiamos não só o doador, mas também os pacientes que precisam desse sangue, com a grande probabilidade de aumento do nosso estoque”, ressaltou a diretora.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Esta é quarta vez que a equipe do Hemonúcleo de Pinheiro vem a Bequimão. Na primeira campanha, 30 pessoas passaram pela triagem e 23 bolsas foram coletadas; na segunda, 40 pessoas se voluntariaram e 26 bolsas foram coletadas; enquanto a terceira contou com a sensibilidade de, aproximadamente, 40 pessoas e disponibilizou 28 bolsas ao banco de sangue.

O secretário municipal de Saúde, Sidney Bouéres, informou que a Semus vai intensificar as ações de sensibilização da população bequimãoense, visto que o número de voluntários quase dobrou neste ano. “Com muito esforço e dedicação, conseguimos mobilizar mais uma campanha de doação de sangue em nosso município. Ainda há resistência muito grande por parte das pessoas e uma série de ideias a ser desmistificada no que diz respeito ao processo de doação. Porém, mesmo com as dificuldades, conseguimos mobilizar um bom número de voluntários dispostos a participar desse importante ato de solidariedade. Agradecemos imensamente quem demonstrou amor ao próximo e disponibilizou um pedacinho de si para salvar outras vidas”, afirmou o secretário de Saúde de Bequimão.

por A Tribuna de Bequimão

Novos conselheiros tutelares são diplomados em Bequimão para o quadriênio 2020-2023

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

O Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) realizou, nessa quinta-feira (24), a diplomação dos novos membros do Conselho Tutelar, em Bequimão. Os cinco conselheiros tutelares foram escolhidos por 2.345 bequimãoenses, durante eleição realizada no último dia 6. O processo eleitoral contou com o apoio da Prefeitura Municipal e do Ministério Público do Maranhão (MP-MA).

Ao dar início à cerimônia de diplomação, a presidente do CMDCA, Luana Talene, comentou sobre a importância do Conselho Tutelar na defesa dos direitos de crianças e adolescentes de Bequimão. “A função principal do Conselho Tutelar consiste na fiscalização do cumprimento dos direitos previstos no ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente], sendo os seus membros os principais responsáveis por fazer valer esses direitos e por dar os encaminhamentos necessários para a solução dos problemas referentes à infância e adolescência”, explicou.

Foto: Gabriel Almeida

Na solenidade, foram diplomados, como conselheiros para o quadriênio 2020-2023, Jailson Silva, Vanessa Alves, Deuzinete Rodrigues, Silvilene Garcia e Claudilene Pereira. Também receberam o diploma os suplentes Ivan Pereira, Vandeilton Reis, Josué Amorim Monteiro, Ana Tereza Pereira e José Raimundo Costa.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Para chegar a essa fase, os conselheiros eleitos enfrentaram um longo processo de seleção, com prova objetiva composta por questões relacionadas às leis que garantem a proteção de crianças e adolescentes, até a avaliação documental e, por último, a eleição.

O prefeito Zé Martins parabenizou os atuais conselheiros, que desenvolverão suas atividades até o final do ano, quando encerra o quadriênio, e reiterou todo o auxílio do Executivo Municipal aos conselheiros que tomarão posse em 10 de janeiro de 2020. “Mesmo o trabalho de vocês se encerrando agora no fim do ano, nós precisamos fazer um agradecimento especial pelo lindo trabalho à frente do Conselho Tutelar. Um trabalho feito com lisura, responsabilidade, o que é uma marca da nossa gestão, que é cuidar bem das pessoas e melhorar as condições de vida do povo de Bequimão. Vocês, a partir de hoje, não só passam a integrar como também receberão o auxílio de um coletivo de profissionais do município que se dedica a zelar pelo cumprimento dos direitos das nossas crianças e adolescentes”, declarou.

Foto: Gabriel Almeida

Para o vice-prefeito Sidney Pereira, a escolha dos conselheiros se destacou pela lisura de todo o processo. “Quero parabenizar o CMDCA pela condução deste processo, com lisura e de forma democrática. O Conselho cumpriu com a sua missão. Não houve sequer um indício de irregularidade que pusesse em cheque a integridade da eleição. O prefeito Zé Martins colocou, como já frisado, toda a estrutura da administração municipal à disposição da equipe que conduziu o processo e está colocando à disposição de vocês, para que o Conselho Tutelar possa executar o seu trabalho da melhor maneira possível”, enfatizou.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão

Também participaram do ato solene representantes de diversas secretarias e órgãos do município. Entre eles, Fabiano Ribeiro (MP-MA), Rose Pinheiro (Selo Unicef), Wanderson Farias (Selo Unicef), Neide Rodrigues (SUAS), Rosemeire Dornelle (Vigilância Socioassistencial), Josmael Castro (Assistência Social), Rodrigo Martins (Cultura e Igualdade Racial), Sidney Bouéres (Saúde), Clenilde Bitencourt (Agricultura), Ademar Costa (Indústria e Comércio), além dos vereadores Professor Zeca e Preta de Barbosa, representando a Câmara Municipal de Bequimão.

por A Tribuna de Bequimão

Prefeito Zé Martins acompanha chegada da Patrulha Conguarás ao município de Guimarães

Em encontro com prefeitos do Consórcio Conguarás, o prefeito de Bequimão Zé Martins acompanhou a chegada das máquinas que serão usadas durante 10 dias, em trabalho intensivo, no município de Guimarães. O evento aconteceu nesta quarta-feira (23), no Salão da Prefeitura vimarense. Essa força tarefa passará ainda por Central do Maranhão e, logo depois, chegará a Bequimão, em meados de novembro.

Participaram do encontro os prefeitos Ismael Monteiro (Central do Maranhão), Professora Rosinha (Cururupu), Jadilson Coelho (Mirinzal), Tatyana Mendes (Porto Rico), Osvaldo Gomes (Guimarães) e Washington Luís (Bacuri e presidente do Consórcio Conguarás). Zé Martins estava acompanhado do secretário municipal de Indústria e Comércio, Ademar Costa.

A Patrulha Conguarás reúne forças e maquinários dos municípios consorciados, com o objetivo de recuperar vias urbanas e estradas vicinais. A decisão de fazer esse trabalho conjunto foi tomada em julho, durante encontro dos prefeitos.

A mega operação de infraestrutura acontece por meio de cooperação técnica entre os municípios de Bequimão, Bacuri, Serrano, Cururupu, Mirinzal, Cedral, Central, Guimarães e Porto Rico. Essa união resultou em uma patrulha mecanizada composta por nove caçambas, uma escavadeira, um rolo compressor, um carro pipa, duas patrols e uma retroescavadeira.

O município de Bacuri foi o primeiro contemplado com a ação. Até 15 de novembro, os trabalhos serão iniciados nos bairros e estradas rurais do município de Bequimão. “Esse trabalho é muito importante para as nossas comunidades. Um ditado popular diz que a união faz a força, por isso decidimos trabalhar de forma consorciada. A população de Bequimão está ansiosa para que esse trabalho também chegue ao nosso município, porque sabemos que vai melhorar a vida do nosso povo. Como todos os municípios passam por problemas, Bequimão não é diferente. Temos grandes dificuldades, grandes angústias, mas sei que tudo isso nós superaremos com trabalho”, garantiu Zé Martins, emocionado, ao lembrar os conselhos de Juca Martins, nos momentos de dificuldade.

Fotos: Reprodução

por A Tribuna de Bequimão

Prefeitura de Bequimão reúne parceiros para finalizar planejamento da 7ª Semana do Bebê Quilombola

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, em parceria com a Comissão Intersetorial do Selo Unicef, Movimento Quilombola de Bequimão (MoqBeq) e Fundação Josué Montello, realizou reunião com lideranças das comunidades quilombolas, na última quinta (17), para definir a programação da 7° Semana do Bebê Quilombola, que será realizada no período de 25 a 30 de novembro.

Ficou definido que a abertura oficial acontecerá na comunidade quilombola de Juraraitá. No encontro, também foram deliberados os eixos principais a serem trabalhados no evento, visando à melhoria de indicadores sociais no município: Saúde, Educação, Proteção Social e Participação Democrática. O encontro aconteceu na Sala do Selo Unicef, localizada no Centro de Referência Especializada da Assistência Social (CREAS).

Um dos destaques deste ano será o treinamento oferecido pela presidente da Sociedade Maranhense de Puericultura e Pediatria do Maranhão, Marynea Vale, para as parteiras das comunidades tradicionais do município de Bequimão, em especial das comunidades quilombolas. Ela ministrará o curso “Reanimação Neonatal para Parteiras”.

 

Alinhamento

Na terça-feira (22), o secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, reuniu-se com a consultora de projetos sociais da Fundação Josué Montello, professora Claudete Ribeiro. A pauta principal foi a programação base da 7ª Semana do Bebê Quilombola, elaborada de forma conjunta entre parceiros e representantes das comunidades quilombolas. A médica Marynea Vale, que ofertará o curso às parteiras, participou da reunião.

Fotos: Divulgação

por A Tribuna de Bequimão

Estudante da Rede Municipal de Ensino de Bequimão é selecionado para a semifinal da Olimpíada de Língua Portuguesa

Foto: Divulgação

Gabriel Rodrigues, aluno do 7° ano da Unidade Integrada Sumaúma, está entre os 125 semifinalistas selecionados na categoria memórias, da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP). O texto do estudante da Rede Municipal de Ensino de Bequimão foi analisado e aprovado pelas Comissões Julgadoras Escolares Municipal e Estadual. Agora, Gabriel, de 12 anos, e a sua professora, Jaciara Sodré, vão representar o Maranhão na Oficina Semifinal, que será realizada nos dias 28, 29 e 30 de outubro, em São Paulo.

A OLP recebeu mais de 170 mil inscrições em todo o país e teve como tema “O lugar onde vivo”. Os textos nas categorias poema, memórias, documentário, crônica e artigo de opinião foram enviados por meio do site do programa “Escrevendo o Futuro”.

Dos 217 municípios maranhenses, somente 11 municípios tiveram alunos classificados para a fase semifinal: São Luís (1), Bacabal (2), Alto Alegre do Pindaré (3), São Bernardo (1), Lago Verde (2), Carolina (1), Bequimão (1), São João dos Patos (1) , Presidente Sarney (1), São Luís (1), Pinheiro (1) e Rosário (1). A nível nacional, o município de Bequimão ocupa o 125º lugar.

Participaram desta edição mais de 42 mil escolas, com alunos do 5º ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio, de 4.900 municípios do Brasil. A Olimpíada de Língua Portuguesa é promovida pelo Itaú Social e pelo Ministério da Educação, com o objetivo de incentivar as práticas de leitura e aprimoramento da escrita nas escolas públicas brasileiras.

por A Tribuna de Bequimão

Em parceria com a Prefeitura de Bequimão, Sebrae realiza palestra sobre Vendas

Com o objetivo de melhorar o desempenho de profissionais que trabalham ou pretendem trabalhar com venda, o Sebrae-MA (Unidade Regional de Pinheiro) realizou, nesta quinta-feira (17), uma palestra sobre “Vendas: estratégias vencedoras para Bequimão”. A ação foi promovida com apoio da Prefeitura de Bequimão, por meio da Sala do Empreendedor.

A palestra foi ministrada pela consultora e instrutora do Sebrae/MA, Wanda Pereira, com a participação de 50 empreendedores e potências empreendedores. O evento aconteceu no auditório da escola Batutinhas, localizada na Rua Presidente Vargas, em frente à Praça Santo Antônio.

Participaram da palestra pequenos empresários, microempreendedores individuais (MEI), gerentes comerciais, autônomos e potenciais empreendedores, além do coordenador da Sala do Empreendedor e secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, o secretário Ademar Costa (Indústria e Comércio), e o agente de desenvolvimento, Valdecy Amorim.

Fotos: Reprodução

por A Tribuna de Bequimão

Prefeitura de Bequimão entrega cestas básicas a mais de 200 famílias carentes do município

No início desta semana, mais de 200 famílias receberam cestas básicas montadas com produtos cultivados aqui mesmo em Bequimão. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, dá apoio técnico aos agricultores familiares e, depois, adquire parte da colheita pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Os beneficiários levaram para suas casas produtos como melancia, milho, pimentinha, cheiro verde, couve, alface, pepino, feijão, farinha, peixe, entre outros itens. Os alimentos foram fornecidos pelos agricultores da Vila Betel, Santana, Ariquipá e Beira do Campo, que estão entre os 36 do município que fazem parte do PAA.

A moradora do bairro Cidade Nova, Rosilene Rodrigues, está sendo contemplada desde a primeira entrega e diz que o projeto chegou em uma boa hora. “Os alimentos que nós recebemos aqui nos ajudam a não comprometer a nossa renda, que já é pequena. São produtos naturais e essenciais para a nossa sobrevivência. Nós só temos a agradecer o prefeito Zé Martins por esse projeto. É muito bom e me ajuda bastante todo mês”, declara a lavradora.

Esta é terceira entrega mensal realizada pela administração do prefeito Zé Martins às famílias carentes da cidade. Em agosto, foram distribuídas 160 cestas. Em setembro, 180 famílias foram beneficiadas. “O nosso público alvo é o beneficiário do Bolsa Família. De preferência, aqueles que não têm nenhuma outra fonte de renda além do benefício”, explica a coordenadora do PAA, Clenilde Bitencourt.

A seleção dos beneficiários é feita por meio do Número de Identificação Social (NIS), programa destinado a registrar o cidadão, com ou sem vínculo trabalhista formal, que tenha direito a benefícios sociais como o Bolsa Família, Pronatec, ProJovem Trabalhador, Garantia Safra, entre outros.

“A entrega de cestas com os produtos da agricultura familiar do nosso município segue determinação do prefeito Zé Martins e é uma iniciativa da Prefeitura de Bequimão, em parceria com o MDA [Ministério do Desenvolvimento Agrário], Secretaria Municipal de Agricultura e o CRAS [Centro de Referência de Assistência Social]”, conclui Clenilde Bitencourt.

por A Tribuna de Bequimão

Prefeitura de Bequimão e MoqBeq continuam trabalhos para certificação das comunidades de Boa Vista, Iriritíua e Santa Tereza

No domingo (13), as comunidades de Boa Vista, Iriritíua e Santa Tereza, em Bequimão, elaboraram documentação de autodeclaração como grupos remanescentes de quilombolas. Essa definição é requisito legal para o requerimento da certificação de comunidades quilombolas pela Fundação Palmares. Esse trabalho está sendo orientado pela Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, e pelo Movimento Quilombola de Bequimão (MoqBeq).

Nas reuniões, foram elaboradas as atas de autodefinição. Pela proximidade, as comunidades de Boa Vista e Iriritiua entraram em acordo e solicitaram coletivamente a certificação.

Participaram das reuniões o secretário municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins; a sociologia Andréia Rabelo, que fez um diagnóstico das comunidades e explicou como seria feito o processo de requerimento no cadastro geral, bem como a expedição do verificado de autorreconhecimento como remanescentes de quilombo. Ela representou o chefe regional da Fundação Cultural Palmares no Maranhão, Alan Ramalho.

Já foi realizada um encontro na comunidade de Pontal, mas falta a reunião final, para elaboração da ata de autodeclaração. Estão programadas reuniões nos povoados Águas Belas, Frexal, Monte Alegre e Monte Palma, que também buscam a certificação. Até agora, 11 comunidades de Bequimão já foram certificadas: Ariquipá, Conceição, Marajá, Pericumã, Ramal do Quindiua, Santa Rita, Sassuí, Sibéria, Juraraitá, Rio Grande e Mafra.

Fotos: Reprodução

por A Tribuna de Bequimão