Prefeitura de Bequimão realiza a 5ª Semana do Bebê Quilombola

Até a próxima quinta-feira, dia 30, o município de Bequimão realiza a 5ª Semana do Bebê Quilombola. A abertura do evento aconteceu no sábado (25), reunindo as 11 comunidades remanescentes de quilombolas e autoridades locais e estaduais. Criada por lei municipal de autoria do prefeito Zé Martins, o projeto tem como estratégia a mobilização social com vistas a contribuir com a proteção, cuidado e desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos.Na abertura, que aconteceu na Escola Municipal Domingos Bouéres, no bairro Estiva, foi destacado o tema “O direito, a sobrevivência e o desenvolvimento das crianças quilombolas”.

O evento é organizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, com apoio da Fundação Josué Montello, Governo do Estado (Secretaria de Estado da Igualdade Racial – SEIR) e Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Para o prefeito Zé Martins, o município de Bequimão mostra que a valorização das comunidades quilombolas é importante não só para o estado, mas principalmente para o Brasil. “O que nos motiva a realizar esta quinta semana do bebê quilombola é que temos avanços significativos quanto à educação e saúde, o que nos coloca bem nos 13 indicadores que estão sendo acompanhados”, destacou o prefeito.

Participaram também o vice-prefeito Sidney Nogueira (Magal); o superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins; representantes da Fundação Josué Montello, Gisele Padilha, e Governo do Estado, Iracema de Jesus (SEIR); os secretários municipais Kell Pereira (Esporte e Juventude), Josmael Castro (Assistência Social), Dinha Pinheiro (Igualdade Racial), Aristides França (Educação), vereadores, lideranças quilombolas, estudantes da rede municipal e professores da UFMA de Pinheiro.

Fotos: Rodrigo Martins

Anúncios

I Copa Conguarás teve início na cidade de Mirinzal, no domingo (9)

A I Copa Conguarás de Futebol teve sua abertura oficial realizada na tarde do domingo (9), no Estádio Municipal de Mirinzal, com partida entre as seleções de Mirinzal X Bacuri. No jogo de estreia,  o time da casa bateu os visitantes por 2×0. O campeonato conta com 8 seleções, entre elas a Seleção de Bequimão, e terá jogos de ida e volta, classificando as duas melhores de cada grupo para as semifinais e as duas últimas classificadas farão a grande final da Copa.

Antes de a bola rolar, houve uma abertura simbólica com participação de representantes dos municípios que fazem parte do Conguarás. A bandeira de cada uma das seleções foi empunhada por uma jovem. Para representar o município de Bequimão, a jovem Paulina França Gonçalves, de 17 nos, moradora da comunidade Floresta, conduziu a bandeira.

A seleção bequimãoense estreia na competição no próximo domingo (16), às 16h, no Estádio Municipal de Guimarães contra a equipe local. No grupo B, estão Bequimão, Guimarães, Porto Rico e Cedral. Já o grupo A é formado por Mirinzal, Bacuri, Central do Maranhão e Apicum Açu.

O selecionado bequimãoense conta com o apoio da Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Juventude. A equipe é liderada pelo técnico Beato Lopes, velho conhecido do futebol maranhense, que montou um time jovem, com atletas genuinamente do município. A proposta é valorizar os jogadores da nova geração, dando oportunidades aos atletas da terra. A seleção conta, ainda, com a coordenação da Liga Esportiva Bequimãoense, comandada pelo presidente vereador Valmir Costa, além do secretário municipal Kell Pereira e do radialista Jota Campos.

4ª Semana do Bebê Quilombola consolida trabalho voltado às crianças de Bequimão

bebe1

A IV Semana do Bebê Quilombola, realizada pela Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretária Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, foi aberta nesta sexta feira (25), com participação de moradores das comunidades quilombolas e estudantes das escolas públicas e particulares do município. O evento, que já faz parte do calendário de Bequimão desde 2013, tem apoio do Unicef e da Fundação Josué Montello.

bebe8bebe2

Para a secretária de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, a Semana do Bebê Quilombola é uma marca da gestão do prefeito Zé Martins. “Os indicadores melhoraram muito durante esses quatro anos e pretendemos avançar muito mais, criando fatores que precisam ser implantados em algumas comunidades, para, com isso, melhorar a primeira infância, a saúde e a educação. Sabemos que já fizemos muita coisa, mas precisamos avançar muito mais”, destacou a secretária.

bebe1bebe5

O secretário municipal de Educação, Aristides França, destacou a importância da parceria entre as duas pastas na administração de Zé Martins. “O mais importante é o resgate da palavra cuidar, que é uma ação da família, já que a escola tem como função social o ensinar; e a família cuida e educa. A Semana do Bebê Quilombola vem realmente ratificar isso na consciência e na prática, cuidando das crianças, dos jovens e adolescentes, com a escola ampliando aquilo que já vem da família”, afirmou o secretário, que também é professor.

bebe6 bebe12

Para o líder da comunidade quilombola de Ariquipá, Carlos Alberto, a mudança foi muito grande desde a implantação da Semana do bebê Quilombola. “Um exemplo da melhora foi a diminuição da mortalidade infantil, em que as mães bequimãoenses começaram a se conscientizar da importância do pré-natal, como cuidar das crianças após nascimento, assim como instruir a criança sobre a educação familiar. As comunidades quilombolas de Bequimão passaram a ter uma atenção especial”, reconheceu.

bebe10 bebe11

O secretário municipal de Administração, Zé Orlando Ferreira, que representou o prefeito Zé Martins no ato, falou da importância da 4ª Semana do Bebê Quilombola no Município. “As comunidades Quilombolas hoje têm equipes direcionadas só para trabalhar junto com essas crianças. O que Zé Martins mais fez nessa sua gestão foi valorizar as comunidades quilombolas no município, que antes eram esquecidas. Nós ficamos orgulhosos desse trabalho desenvolvido, que mostra resultados positivos. Isso nos deixa feliz com esse trabalho único realizado no Maranhão”, destacou.

bebe14bebe15

Na avaliação da representante da Fundação Josué Montello, Gisele Padilha, o evento mostra seus resultados ao se observar a evolução dos indicadores sociais. “A Fundação Josué Montello acredita que a parceria está dando certo, já que estamos na 4ª edição. Em nível de Brasil, Bequimão é o único município que tem a Semana do Bebê Quilombola. Existe a Semana do Bebê, mas a Semana do Bebê Quilombola é específica e só existe em Bequimão, tanto é que existe uma lei, que é a 09/2013, que institui a Semana do Bebê Quilombola em Bequimão”, frisou.

SEMANA DO BEBÊ QUILOMBOLA É LEI
A Semana do Bebê Quilombola em Bequimão foi criada pelo prefeito Zé Martins (PMDB), por meio da Lei Nº 09/2013, que tem como estratégia a mobilização social com vistas a contribuir com a proteção, cuidados e o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos, a chamada primeira infância nas comunidades remanescentes de Quilombo do município.

bebe3bebe2

Todo ano, a primeira criança que nasce em uma comunidade quilombola durante a semana do evento é eleita como bebê prefeito. Leidiane Cantanhede, que é mãe do bebê prefeito do ano passado, comentou essa experiência. “A Semana representa algo muito importante no Município. Só o fato da secretaria dar atenção para as crianças já mostra o grande empenho do prefeito. Muitas mães não têm condições e a prefeitura ajuda, isso mostra o compromisso com as comunidades quilombolas”, disse.

Estiveram presentes na abertura da 4ª Semana do Bebê Quilombola, secretários municipais, lideranças de comunidades Quilombolas, estudantes e educadores do município de Bequimão, além da sociedade civil.

CLIQUE AQUI E VEJA TODA PROGRAMAÇÃO DA 4ª SEMANA

 

Começa a I Copa Quilombola – Troféu Negro Cosme em Bequimão

FOTOS: Rodrigo Martins —- Vejam todas as Fotos no Site Clube da Foto de Bequimão

Prefeito Zé Martins juntamente com os dois times e o trio de arbitragem

Prefeito Zé Martins (PMDB) juntamente com os dois times e o trio de arbitragem para o jogo

Bequimão realiza a I Copa Quilombola de Futebol – Troféu Negro Cosme. A abertura da copa aconteceu neste domingo (1) e contou com a presença do Prefeito, Zé Martins (PMDB), que se mostrou muito contente com mais essa realização, já que o município promove os campeonatos de futebol masculino e feminino.

Logo na abertura da Copa, que teve a execução do hino municipal e os pronunciamentos dos Secretários, Kell Pereira (Esporte) e Dinha Pinheiro (Igualdade Racial), além dos representantes do Estado, Eduardo Filho (Assessor da SEIR) e Iracema de Jesus (Assessora da SEIR), com finalização do prefeito Zé Martins. Logo em seguida foram realizados dois jogos no Estádio Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão). Na preliminar, o time da comunidade Juraraitá não tomou conhecimento da vizinha Suassuí e venceu por 2×0. Na partida de volta, Juraraitá que fará o jogo em seu campo, pode até perder por 1×0, que mesmo assim garantirá vaga na segunda fase do torneio. Já no clássico da BR, Santa Rita e Ramal de Quindiua não saíram do 0x0. No jogo de volta, quem vencer avança no torneio.

Momento da execução do hino municipal

Momento da foto oficial antes da abertura da I Copa Quilombola do Município de Bequimão

A Copa Quilombola é uma realização do governo do estado, em parceria com a prefeitura de Bequimão. Além de Bequimão, os municípios de Alcântara, Matinha, Anajatuba, Icatu, Bacurituba, Cajapió, Itapecuru, Santa Rita, Santa Helena, Serrano Do Maranhão e Monção, também estão realizando esse evento futebolístico. Com organização da Secretaria de Estado de Igualdade Racial (Seir), a copa visa integrar as comunidades quilombolas do Maranhão.

Momento da execução do hino municipal

Momento da execução do hino municipal na abertura da I Copa Quilombola no Vivaldão

Bequimão participa da competição com 11 equipes, mas alguns municípios tem 12, com exceção de Serrano e Icatu, que terão 16 equipes cada uma composta por 18 atletas, com uniformes ofertados pela organização do torneio.

REGULAMENTO DA COPA

Cada município vai classificar um time para disputar o troféu estadual. O período de classificação nos municípios vai até 12 de Dezembro. A fase final acontecerá em São Luis de 15 a 20 de Dezembro. O campeonato tem 168 equipes participantes e serão 287 jogos na fase de classificação e 16 na fase final, totalizando 303 partidas. A expectativa é envolver 4.536 atletas e dirigentes em todo Estado.

Prefeito Zé Martins batendo bola antes da abertura do Campeonato

Prefeito Zé Martins batendo bola antes da abertura do Campeonato no Estádio Vivaldão

Para participar, os atletas devem morar em quilombos das cidades que sediarão o evento. Para o prefeito Zé Martins, o esporte envolve todas as classes e principalmente na zona Rural. “A realização dessa Copa Quilombola é feita na perspectiva de valorizar e integrar o povo negro das comunidades nos diversos municípios que sediarão o torneio. O esporte aproxima as pessoas, resgata valores, fortalece vínculos e eleva a autoestima de qualquer povo”, destacou o prefeito.

O assessor institucional da Seir (Secretaria de Estado da Igualdade Racial), Eduardo Filho, disse que o foco é a inclusão e a construção da cidadania por meio do esporte, promovendo valores como a boa convivência, a cooperação e o companheirismo. “O esporte promove a integração social, contribuindo na formação da cidadania e na inclusão social”, finalizou Eduardo.

Momento em que o prefeito Zé Martins falava da importância da Copa Quilombola

Momento em que o prefeito Zé Martins falava da importância da Copa Quilombola em Bequimão

Para a secretária Municipal de Cultura e Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, o evento traz nova visão aos atletas e principalmente aos Quilombos. “Estamos trabalhando para realizar um grande evento e este mês, entramos também na semana do bebê Quilombola, e isso nos deu mais entusiasmo”, destacou a secretária.

Prefeito Zé Martins assistindo as partidas de futebol no meio da galera

Prefeito Zé Martins assistindo as partidas de futebol no meio da galera no estádio Vivaldão

Com um bom público presente, o estádio Vivaldão viu sua primeira Copa Quilombola e com jogos bem disputados. A torcida fez a festa do começo ao fim. O prefeito Zé Martins assistiu as duas partidas no meio das torcidas.

_DSC1219

 

CLUBES PARTICIPANTES DA COPA

  • Juraraitá
  • Suassuí
  • Santa Rita
  • Ramal de Quindiua
  • Pericumã
  • Rio Grande
  • Marajá
  • Sibéria
  • Conceição
  • Mafra
  • Ariquipá