Prefeitura de Bequimão vai oferecer suporte aos MEI’s que ainda não entregaram Declaração de Faturamento; prazo termina nesta terça-feira (30)

A Prefeitura de Bequimão vai oferecer suporte aos microempreendedores individuais (MEI’s) que ainda não preencheram a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN – SIMEI). Os MEI’s do município que estão enfrentando dificuldade no envio das informações sobre faturamento de suas empresas devem procurar a Sala do Empreendedor, localizada na Avenida Antônio Dino, no Centro de Bequimão. O atendimento vai acontecer entre 8h e 12h. Prazo para entrega da declaração termina nesta terça-feira, dia 30 junho.

Segundo o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), deve constar na declaração o valor bruto do faturamento do MEI referente ao ano passado. Ou seja, o total das vendas de mercadoria e prestação de serviço em 2019, sem que nenhuma despesa seja deduzida.

Para preencher a declaração, o MEI deve acessar o programa DASN -SIMEI, exclusivamente, por meio do portal do Simples Nacional, na internet. O contribuinte deve acessar o menu ‘Simei – Serviços”. Em seguida, ir até a seção “Cálculo e Declaração” e clicar na opção “DASN- SIMEI – Declaração Anual para o MEI”.

O microempreendedor que não estiver em dia com as declarações anuais (DAS-SIMEI) e contribuições mensais (DAS-MEI) terá o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) suspenso por 95 dias. Caso a situação não seja regularizada dentro deste período, o MEI pode ter o CNPJ definitivamente cancelado.

Prefeitura de Bequimão recebe doação de kits para recém nascidos de comunidades quilombolas

Nesta terça-feira (23), a Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, recebeu 10 kits para doação a recém nascidos de comunidades quilombolas certificadas e em processo de certificação pela Fundação Palmares.

Os kits foram doados pela enfermeira Rayane França, do Centro de  Saúde Santo Antônio. O secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, foi quem recebeu o material.

Os kits de recém nascido contêm cobertor, toalha de banho, toalhas de boca, pote de lenço umedecido, camisetinha, calça enxuta e 3 camisetas.

Os agentes comunitários de saúde ficaram responsáveis pela indicação das gestantes, que vão receber os frutos desse gesto de solidariedade.

Em novo decreto, prefeito Zé Martins oficializa reabertura de igrejas e templos religiosos em Bequimão

O prefeito Zé Martins publicou novo decreto, permitindo que igrejas e templos religiosos de Bequimão possam retomar suas atividades. A decisão, assim como vem acontecendo no plano de reabertura gradual, está condicionada ao atendimento das normas de segurança e é passível de revogação. A taxa de ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19, no Hospital Lídia Martins, é o que deve definir o futuro dessa e de outras atividades no município, conforme já sinalizou o comitê local de gerenciamento da crise sanitária.

O decreto n° 012/2020 estabelece condições para a retomada dos encontros religiosos. A princípio, cultos e missas devem ser realizados no prazo de uma hora, com intervalos de pelo menos duas horas entre si, para que templos e igrejas sejam higienizados. Estes espaços só podem funcionar das 6h às 22h, com 50% da capacidade total, fazendo a demarcação com fitas, para que a distância de dois metros entre as pessoas seja respeitada e não haja aglomeração. Além disso, frequentadores devem usar obrigatoriamente máscara e higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%, na entrada e na saída.

Pessoas que fazem parte do grupo de risco devem permanecer em distanciamento social. São elas: pessoas com 60 anos ou mais; com pneumopatias graves ou descompensados (em uso de oxigênio domiciliar, asma moderada/grave, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC); com cardiopatias graves ou descompensadas (insuficiência cardíaca, cardiopata isquêmica, arritmias); imunodepressão; doenças renais crônicas em estágio avançado (3,4 e 5); diabetes mellitus; obesidade mórbida (IMC maior ou igual a 40); doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica (Síndrome de Down); gestantes; e outras, conforme definição da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES-MA). Pessoas nessas condições de saúde só podem acompanhar as cerimônias religiosas virtualmente. A mesma recomendação é dada a frequentadores que apresentarem sintomas gripais (sensação febril ou febre; tosse; falta de ar; dor muscular; sintomas respiratórios superiores; fadiga; ausência de olfato e paladar; e sintomas gastrointestinais).

Por enquanto, o decreto n° 012/2020 mantém todas as outras restrições já estabelecidas anteriormente, especialmente as que fazem parte do decreto n° 010/2020. Logo, continuam suspensas as aulas e a realização de eventos em Bequimão. Também está mantido o rodízio de veículos particulares e daqueles que fazem linha para a sede, onde estão concentrados os estabelecimentos com maior atividade comercial do município. Aliada às barreiras sanitárias, essa tem sido uma estratégia eficaz no disciplinamento da circulação de pessoas na cidade. Essas medidas impactaram na diminuição da taxa de internação por Covid-19, no Hospital Lídia Martins. Na última terça-feira (16), por exemplo, os leitos exclusivos da unidade de saúde estavam vazios.

Mas a retomada da rotina deve ser precedida de muita cautela, alerta Zé Martins. “A retomada da rotina em Bequimão está acontecendo de forma gradual. Não vamos flexibilizar todas as restrições da noite para o dia. Estamos avaliando todos os cenários para só então dimensionar a real situação do nosso município em meio à pandemia. Como o vírus é altamente contagioso, essa retomada depende do nosso compromisso diário com cuidados primários de higiene e proteção. O município tem sim liberdade para avançar ou recuar, mas precisamos fazer isso de maneira responsável, preservando vidas”, concluiu o prefeito de Bequimão.

Em relatório, Prefeitura de Bequimão mostra alcance das ações de conscientização e investimentos na estrutura da saúde

RE1

Nos últimos anos, Bequimão tem sido referência na gestão da saúde pública, o que fez toda diferença neste momento delicado de expansão da Covid-19. Pela proximidade da capital São Luís, já era esperado que o município fosse um dos primeiros do Maranhão a registrar casos do coronavírus. Foi pensando nisso que o prefeito Zé Martins instaurou, desde o dia 03 de março, uma Comissão Especial para elaborar estratégias de controle e combate à pandemia. Foram logo iniciadas as ações de conscientização, as medidas de restrição e realizados investimentos em equipamentos, restruturação das equipes de saúde e em melhorias no hospital. Um balanço desse trabalho foi enviado à Câmara Municipal de Bequimão, na sexta-feira (29).

Diferente do que acontece em boa parte dos municípios brasileiros, os moradores de Bequimão com sintomas ou diagnosticados com a Covid-19 não precisam comprar medicamentos. O prefeito Zé Martins montou uma equipe para atendimento domiciliar volante e disponibilizou canais para teleatendimento. Esses profissionais identificam os casos que precisam logo de tratamento e entregam um kit com os remédios. Essa estratégia tem possibilitado o cuidado precoce e gratuito de dezenas de bequimãoenses.

A equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), com fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social e psicólogo, intensificou a assistência a idosos e acamados, com visitadas domiciliares nos mais diversos povoados do município.

Também foi possível aumentar o percentual de testagem, com a aquisição de mais testes rápidos. Hoje, a Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância Epidemiológica podem trabalhar com dados mais aproximados da real situação do coronavírus no município. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado no dia 02 de junho, dos 141 casos suspeitos, 106 foram confirmados por teste ou por vínculo epidemiológico (no caso de pessoas sintomáticas que convivem com pacientes diagnosticados por exame).

Na última semana, houve uma diminuição nas internações por Covid-19, o que tem sinalizado para a Prefeitura a possibilidade de uma reabertura gradual das atividades comerciais.

Para a segurança dos profissionais da saúde, foram comprados Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), incluindo macacões impermeáveis, óculos de proteção, máscara N95, toucas, luvas de procedimentos, aventais descartáveis e máscaras de proteção (face shield). Esses itens precisam ser constantemente repostos, para evitar ao máximo a contaminação dos profissionais do Hospital Lídia Martins e das equipes volantes e da Estratégia Saúde da Família.

A Prefeitura de Bequimão também comprou e instalou no hospital mais três leitos, cinco aparelhos de ar-condicionado, três bebedouros (como forma de reduzir o contato dos pacientes na enfermaria) e duas máquinas de lavar (para lavagem separada de lençóis, aventais e roupas usadas no ambiente hospitalar).

Medidas de prevenção

O primeiro decreto, que suspendeu as aulas, eventos públicos e aglomerações, foi editado em 17 de março, quase um mês antes de aparecer o primeiro caso suspeito no município. Nos decretos seguintes, a Prefeitura de Bequimão aumentou as medidas de restrição, com a manutenção apenas do comércio essencial (alimentos e farmácia). A Guarda Municipal, a Política Militar e uma empresa de segurança privada trabalharam em conjunto para garantir o cumprimento dos decretos municipais.

Também foi disciplinada a circulação de veículos. Nas barreiras sanitárias, montadas nos dois principais acessos ao Centro, os profissionais de saúde fazem monitoramento da temperatura de condutores e passageiros, bem como orientam sobre a prevenção da doença. São abordados, ainda, os usuários de vans, ônibus e micro-ônibus, em viagens que passaram a operar com metade da capacidade de lotação.

As ações de conscientização continuaram nas ruas, com distribuição de panfletos e circulação de carro de som, mas também foram levadas às redes sociais digitais. Com isso, a Prefeitura de Bequimão, segundo o relatório, ampliou o alcance das medidas preventivas entre os moradores, o que ajudou na maior adesão ao distanciamento social.

Outra importante medida contra o coronavírus é a desinfecção de espaços públicos e áreas onde há eventual circulação de pessoas, como os pontos de comércio. Um carro pipa foi contratado para ampliar esse trabalho, jogando uma solução à base de água sanitária pelas ruas.

Ações sociais

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, está realizando atendimento psicológico online, mobilizando os profissionais do CRAS e CREAS. Também foram montados plantões para assistência às pessoas que solicitaram o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Auxílio Emergencial do governo federal. O Programa Criança Feliz tem acompanhado a situação de 240 famílias.

Com apoio do deputado estadual Zé Inácio, a Prefeitura de Bequimão distribuiu 20 toneladas de alimentos. Em abril, já haviam sido entregues à população mais vulnerável cerca de 10 toneladas de pescados. Com o Kit Emergencial da Alimentação Escolar, todos os 3.287 alunos, das 33 escolas da Rede Municipal, receberam alimentos. Todas as medidas integram um plano de ação para continuar fortalecendo a segurança alimentar no município.

A população também teve a proteção primária garantida pela Prefeitura de Bequimão. Numa parceria com os comerciantes locais, a administração do prefeito Zé Martins, por meio da Sala do Empreendedor, conseguiu confeccionar e distribuir 10 mil máscaras. Os pequenos empresários doaram tecidos, linhas e elásticos; a Prefeitura pagou pelo trabalho de 17 costureiras, que puderam ter uma renda extra nesse momento de crise econômica.

“Estamos fazendo um trabalho com muita responsabilidade, tratando a pandemia com a seriedade que a situação exige. Temos encontrado dificuldade na aquisição de medicamentos e de testes, porque a demanda é alta e nem sempre encontramos à venda, mas isso não nos desanima e estamos conseguindo superar, aos poucos. Nossas equipes têm sido incansáveis, para garantir que mais vidas sejam salvas. Os recursos são geridos também com muita cautela, porque uma gestão que trabalha com planejamento não pode gastar tudo de uma vez. É com essa responsabilidade que temos esperança de superar, muito em breve, mais esse desafio”, destacou o prefeito Zé Martins.

Prefeito Zé Martins recebe oficialmente caminhão frigorífico para fortalecer a agricultura familiar de Bequimão

O prefeito Zé Martins recebeu, oficialmente, nesta terça-feira (19), um caminhão baú refrigerado, adquirido com recursos federais, por meio do Ministério da Cidadania. O veículo vai dar mais condições de escoar a produção da agricultura familiar do município, ampliando o trabalho já realizado na política de Segurança Alimentar e Nutricional em Bequimão.

O caminhão foi entregue pelo governo do estado, com termo de cessão assinado pelo prefeito Zé Martins e a pelo secretário de Desenvolvimento Social do Estado do Maranhão, Márcio José Honaiser.

De acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura Familiar, o governo federal exigiu que o município já estivesse executando o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) há pelo menos 3 anos. Em Bequimão, faz mais de 6 anos que a administração de Zé Martins implantou o programa. Além disso, era necessário aderir ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN), no sistema da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) e do Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea). Todos os requisitos foram devidamente cumpridos.

A coordenadora da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar, Clenilde Gusmão, informou que 30 agricultores são cadastrados, atualmente, na proposta do PAA e mais 10 agricultoras fazem parte do PAA da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). São esses trabalhadores e trabalhadoras que terão auxílio do caminhão frigorífico no transporte de seus produtos.

Segundo a assistente social Maria Neide Rodrigues, assessora técnica da Secretaria Municipal de Assistência Social, o processo de construção da política de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), no município de Bequimão, aconteceu em 13 de julho de 2017, quando foi sancionada, pelo prefeito Zé Martins, a Lei Municipal Nº 04, que criou a Política Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

Pela lei, também foram criados o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA), formado por representantes do poder público e da sociedade civil, e a Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN), formada pelas secretarias municipais relacionadas à segurança alimentar e nutricional. Quem está à frente desse trabalho, no momento, é o secretário de Assistência Social, Josmael Castro Júnior.

Prefeito Zé Martins vai entregar Kit Emergencial da Alimentação Escolar para todos os alunos da rede municipal

A partir desta terça-feira (19), a Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), iniciará a entrega do Kit Emergencial da Alimentação Escolar a todos os 3.287 alunos das 33 escolas municipais. A distribuição começará pelas escolas da sede, em dois períodos, de acordo com o cronograma elaborado pela Semed.

A Lei Federal nº 13.987/2020 garante a destinação dos alimentos da merenda escolar às famílias dos estudantes que tiveram suspensas as aulas na rede pública de educação básica devido à pandemia do novo coronavírus. “Essa é mais uma maneira de garantirmos assistência a quem mais precisa, nesse momento difícil. Para facilitar a distribuição, encaminhamos os alimentos aos gestores escolares, que serão responsáveis pela entrega dos kits aos pais dos alunos. Aquilo que estiver ao nosso alcance, para ajudar nosso povo, será feito com satisfação”, destacou Zé Martins.

De acordo com o calendário de entrega, primeiro serão entregues os kits aos pais/responsáveis de alunos das escolas da sede e dos bairros. A Secretaria Municipal de Educação ainda divulgará as datas da ação nas escolas da zona rural. Esse planejamento levou em consideração a necessidade de evitar aglomerações.

Os responsáveis pelos estudantes devem se dirigir até as escolas usando máscaras e, em cada ponto, serão orientados a obedecer a distância nas filas. É necessário levar CPF e RG, para preenchimento do recibo.

Cada aluno tem direito ao seu próprio kit de alimentação. O valor repassado pelo governo federal é de R$ 0,30 centavos por dia. Para os alunos de comunidades quilombolas, o valor é de R$ 0,64 centavos.

Prefeitura de Bequimão mantém barreiras sanitárias no combate ao Covid-19

A prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, mantém as barreiras sanitárias em pontos estratégicos do município. Somente nesta semana, foram realizadas três blitz em acessos a comunidades e bairros, como forma de levar informações sobre o coronavírus e de monitorar pessoas que possam apresentar sintomas da covid-19. As ações mobilizam profissionais da saúde, da Guarda Municipal e da Polícia Militar, com o aval do prefeito Zé Martins.

Na segunda-feira (27), uma equipe esteve nas ruas de maior aglomeração, principalmente nos locais em que as pessoas estão recebendo benefícios do governo federal. Foram distribuídas máscaras e panfletos. Os profissionais da saúde falavam sobre as recomendações de cuidados que precisam ser tomados para evitar a infecção pelo vírus. Além disso, houve a higienização das mãos de quem estava nas filas com álcool 70%. A consciência da população é fundamental na guerra contra a pandemia.

Já na terça-feira (28), as ações de combate à Covid-19 continuaram e, desta vez, a batalha foi conduzida pelos profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), que percorre o município visitando as casas dos idosos e acamados, considerados o público mais vulnerável à doença. Somente nesta semana, já foram visitados moradores dos povoados Macajubal, Codozinho, Jeniparana, Marinho, Bacurizeiro, Monte Alegre, Marajá e Areal. A orientação é de que as pessoas permaneçam em casa e só saiam para atividades essenciais, como a compra de alimentos e remédios.

Nesta quinta-feira (30), os profissionais de saúde, com o apoio de agentes da Guarda Municipal, concentraram-se nas duas principais entradas da região Jacioca/Mojó. A ação contou com aferição de temperatura, aplicação de álcool em gel e conscientização, com a entrega de panfletos ao público que passava pelo local.

“Estamos fazendo de tudo para que o vírus não se manifeste ainda mais em nossa cidade, porém, sabemos das dificuldades. A administração não está medindo esforços para sensibilizar as pessoas e contamos com a ajuda e consciência de todos nessa luta”, destacou o secretário municipal de Saúde, Sidney Bouéres.

 

Várias medidas de prevenção estão sendo adotadas pela Prefeitura de Bequimão. As barreiras sanitárias também estão acontecendo na entrada da cidade e no ramal do povoado Barroso.

Nesta sexta-feira (01) a Secretaria Municipal de Saúde de Bequimão divulgou o boletim epidemiológico com os casos de coronavírus no município. De acordo com o boletim e o mapa da doença divulgados, já são 44 casos notificados pela Vigilância Sanitária, 03 já foram descartados por exames, 15 descartados por tempo de isolamento, 20 suspeitos com sintomas, 06 casos já confirmados e 01 morte.

Prefeitura de Bequimão vai distribuir peixes para famílias carentes na Semana Santa

A imagem é da entrega de peixes na Semana Santa de 2019 em Bequimão-MA

Pelo 8º ano consecutivo, a Prefeitura de Bequimão vai manter a tradição e distribuir peixes na Semana Santa para famílias carente da sede e da zona rural do município. O pescado será entregue nesta Quinta-Feira Santa (09). Neste ano, para evitar aglomerações, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a equipe de organização planejou um esquema que inclui a distribuição em cinco pontos: – Mercado do Peixe, no Centro;
– Escola Domingos Bouéres, no bairro Estiva;
– Escola Pedro Silva, no bairro Cidade Nova;
– Ginásio Poliesportivo, no bairro de Fátima;
– e na Escola Benedita Gusmão Moraes, no bairro Ferro de Engomar.

O prefeito Zé Martins determinou que fosse mantida essa ajuda às famílias mais vulneráveis, principalmente pelos impactos econômicos que a pandemia tem provocado. Mas, para que a ação ocorra com segurança, a gestão do município mobilizou colaboradores para a organização das filas, com apoio da Polícia Militar e Guarda Municipal, além de equipes da saúde para orientações.

Também é necessário que a população ajude, seguindo as indicações do distanciamento nas filas. “Vamos manter a tradição realizada pelo oitavo ano consecutivo, mas com todo cuidado e responsabilidade, sem quebrar as regras e orientações das autoridades sanitárias. Precisamos do apoio de todos”, enfatizou o prefeito Zé Martins.

A distribuição do pescado começará às 7h.

Prefeitura de Bequimão avança na implantação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, reuniu famílias das comunidades quilombolas Santa Tereza e Rio Grande, no dia 09 de março, para viabilizar a implantação de um novo grupo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Na reunião, os profissionais do município orientaram as famílias sobre a oferta do serviço.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) tem o objetivo de realizar atendimentos em grupo. São atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas, dentre outras, de acordo com a idade dos usuários. É uma forma de intervenção social planejada, que cria situações desafiadoras, estimula e orienta os usuários na construção e reconstrução de suas histórias e vivências individuais, coletivas e familiares.

O serviço pode ser ofertado no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) ou nos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculo. Podem participar crianças, jovens e adultos; pessoas com deficiência; pessoas que sofreram violência, vítimas de trabalho infantil, jovens e crianças fora da escola, jovens que cumprem medidas socioeducativas, idosos sem amparo da família e da comunidade ou sem acesso a serviços sociais, além de outras pessoas inseridas no Cadastro Único.

Além de orientar as famílias sobre o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, os profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social de Bequimão orientaram e realizaram inscrições dos novos usuários.

O QUE É SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA?

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) é um serviço de Proteção Social Básica do SUAS, que é ofertado de forma complementar ao trabalho social com famílias realizado por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) e do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI).

Diversidade cultural e segurança marcam a folia em Bequimão

Foliões concentrados na Praça 2 de Novembro (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Apostando na pluralidade de atrações e ritmos, o Carnaval de Bequimão tornou-se referência no Litoral Ocidental e na Baixada Maranhense. A temporada momesca no município também foi marcada pela segurança e pela alegria característica da maior festa popular do país. A programação foi organizada pela Prefeitura de Bequimão, administrada pelo prefeito Zé Martins, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial.

A folia começou na Praça 2 de Novembro, no último sábado (22). Nem mesmo o clima chuvoso conseguiu afastar os foliões, que se deslocaram de vários municípios maranhenses e até de fora do Estado, buscando diversão em Bequimão. Os Tops Elétricos, Nana Banda, Lambas e Banda Miragem fizeram a alegria da galera no primeiro dia de festa.

Já o segundo dia do Carnaval da Diversidade Cultural fez jus ao nome, com o destaque para os 22 blocos tradicionais e alternativos, que se apresentaram na Passarela do Samba. O Largo da Igreja Santo Antônio ficou repleto de apreciadores à espera da manifestação cultural, que é a cara do município. O tambor de crioula Coroa de São Benedito, da comunidade quilombola Santa Rita, fez a abertura do espetáculo a céu aberto.

Desfile reuniu 22 blocos na Passarela do Samba (Foto / Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Acompanhado do presidente do Fórum da Baixada Maranhense, João Martins, e de aliados políticos, o prefeito Zé Martins reservou o início da noite de domingo (23) para prestigiar o desfile classificado por ele como uma “explosão de alegria típica do povo de Bequimão”. “Nossa população está em peso aqui, acompanhando o desfile dos blocos tradicionais, na Passarela do Samba. Muito feliz em ver nossa gente valorizando a nossa cultura. Mais feliz ainda em ver que essa cultura atravessa gerações”, disse o prefeito de Bequimão, na ocasião.

Prefeito Zé Martins prestigia desfile de blocos (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

“Fizemos dois dias de passarela, como não se via há muitos anos. Abrimos com tambor de crioula, do quilombo Santa Rita. Tivemos 18 blocos e quatro tradicionais, sendo três de Bequimão e um de Alcântara. Premiamos quatro blocos, com distribuição de valores que somam R$ 2 mil. Muita gente assistindo. Nosso objetivo foi alcançado. Foi ótimo”, avaliou o secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins.

População se aglomera para assistir blocos (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Depois do desfile, a festa continuou na Praça 2 de Novembro, para onde seguiram os foliões. A folia ficou por conta dos Tops Elétricos, Bicicletinha do Samba, Rapha Araújo, Pisadinha do Maluco e Caviar com Rapadura, que fez um show para lá de especial, com sucessos do axé e da própria trajetória, iniciada no fim dos anos 90, em Fortaleza, no Ceará.

Caviar faz a festa na segunda noite de folia (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Na segunda-feira (24), o Carnaval da Diversidade Cultural começou um pouquinho mais cedo, às 16h. Foi pensada uma programação voltada às crianças do município. A festa foi embalada pela Juju Banda e contou com personagens bastante conhecidos do universo infantil, como os palhaços Parati e Patatá.

Mais tarde, quem chegava ao circuito se deparava com a beleza e todo o talento de Hannah Vanessa, vocalista conhecida do público nordestino devido à sua passagem pela banda de forró cearense Amor Real, que a fez despontar na música. No show, destaque para os ritmos marcados pela percussão e por coreografias envolventes, executadas pela cantora e seus bailarinos. A noite ainda teve shows de Wally Badalado e Guilherme Topado.

Hannah agita foliões na Praça 2 de Novembro (Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Encerramento

Na terça-feira (25), era momento de celebração. A programação do carnaval foi um sucesso e tudo transcorreu com segurança. Predominou o clima de animação, de brincadeira entre amigos e familiares e de valorização da cultura.

Com a movimentação, a economia local foi aquecida, resultando em trabalho e renda. O prefeito Zé Martins reuniu amigos e familiares, em sua residência, para festejar os bons resultados. Também participou o deputado Zé Inácio, parceiro dos trabalhos realizados em Bequimão. A confraternização foi embalada pela Bicicletinha do Samba e pela Banda Sapo Boi, grupo natural do município.

Zé Martins comemora sucesso do carnaval (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

À noite, para fechar o Carnaval da Diversidade Cultural, o circuito da Praça 2 de Novembro recebeu toda a irreverência do Traíra de Óculos; o swing do Playboyzão, Andson Mendonça; além da banda Moleca 100 Vergonha, encerrando a noite com todo o seu romantismo.

Treze bandas fizeram a festa nos dias de folia (Foto : Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

“Ficam aqui os meus agradecimentos ao público, artistas, músicos, produtores e todos os blocos que participaram do Carnaval da Diversidade Cultural e fizeram dele uma festa harmônica e cheia de alegria”, declarou o prefeito Zé Martins, finalizando a temporada carnavalesca no município.

Com os amigos, Zé Martins se diverte em desfile (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Prevenção

No campo da prevenção, profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Conselho Tutelar distribuíram material informativo, visando a coibir a venda de bebida alcoólica para menores de idade durante o período carnavalesco, em Bequimão. A Lei 13.106/15, que criminaliza a prática, prevê pena de 2 a 4 anos de detenção e multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil aos proprietários, além de medida administrativa de interdição do estabelecimento, em caso de descumprimento da norma.

Bequimão realiza carnaval seguro para foliões (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

O mesmo trabalho também foi feito em motéis da cidade, mas focado em evitar a exploração sexual de menores nesses estabelecimentos. A medida dos órgãos subordinados à Semcas baseia-se na Lei nº 8.069/1990, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), cujo artigo 82 diz que é “proibida a hospedagem de criança ou adolescente em hotel, motel, pensão ou estabelecimento congênere, salvo se autorizado ou acompanhado pelos pais ou responsável”. Em caso de descumprimento da determinação, o motel é multado. Se houver reincidência, a autoridade judiciária pode determinar o fechamento do local por até 15 dias. Já, se comprovada a reincidência no período inferior a 30 dias, o estabelecimento é definitivamente fechado e tem sua licença de funcionamento cassada.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) também participou das frentes de prevenção no carnaval. A Semus montou uma barraca com técnicos da saúde para orientar foliões sobre a importância do sexo seguro, inclusive fazendo a distribuição de preservativos. Além disso, foliões tiveram acesso a aferição de pressão arterial e teste de glicemia no circuito da Praça 2 de Novembro.

Segurança

O trânsito foi alterado para assegurar que os foliões circulassem com tranquilidade pelos circuitos da Praça 2 de Novembro e Passarela do Samba. Além disso, foram recrutados efetivos da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Força Bruta e Bombeiros Civis. Durante os quatro dias de folia no município, eles estiveram de plantão para garantir que a festa transcorresse dentro da normalidade e com espaço apenas para a alegria.