Seleção de Bequimão é vice-campeã da I Copa Conguarás

 

Foto do jogo entre Bequimão x Cedral pela 2ª partida da Copa Conguáras no Vivaldão.

A seleção de Bequimão disputou com a equipe de Bacuri a final da Copa Conguarás, na tarde do domingo (15). A partida aconteceu no Estádio Municipal Osvaldão, na cidade da seleção adversária.

Mesmo jogando bem, o time bequimãoense não conseguiu segurar a pressão da seleção de Bacuri, que chegou a fazer 2×0 no placar. Bequimão só conseguiu diminuiu a diferença no final do jogo, quando não havia mais tempo para empatar a partida.

Com o estádio lotado de torcedores, o time da casa esteve bem melhor no jogo deste a primeira etapa, que fechou empatada em 0x0. No segundo tempo, a seleção de Bacuri voltou mais forte e conseguiu fazer 1×0, o que desequilibrou psicologicamente os jogadores de Bequimão. O técnico Beato Lopes ainda fez algumas mexidas, para dar mais gás ao time e conseguiu, mas não foi o suficiente. A seleção de Bacuri sagrou-se como a primeira campeã da Copa Conguarás de Futebol.

A seleção de Bequimão ficou com o vice-campeonato e com a certeza de um trabalho feito com responsabilidade. A equipe recebeu apoio do prefeito Zé Martins, que tem incentivado bastante o futebol bequimãoense.

Para o jogador Zequinha, que deixou o gramado bastante emocionado, o trabalho precisa continuar. “Vontade e empenho não faltaram aos jogadores. Nos doamos durante os 90 minutos, mas infelizmente não conseguimos a vitória”, desabafou o jogador.

O jogador Real também deixou o gramado bastante emocionado, mas destacou a garra da equipe dentro de campo. “Infelizmente, apenas uma seleção tinha que vencer. A gente perdeu o jogo, mas entramos para a história do futebol de Bequimão. Há 20 anos nossa seleção não chegava em uma final de campeonato. Agora é levantar a cabeça e dar continuidade ao trabalho. Temos agora o Campeonato Intermunicipal e, se Deus quiser, vamos buscar o título”, disse o atleta.

É bom lembrar que o trabalho está sendo feito pelo técnico Beato Lopes há apenas 4 meses e com atletas genuinamente bequimãoenses. Desde que chegou ao município, Beato foi categórico ao dizer que queria trabalhar apenas com jogadores da terra, para resgatar a força do futebol local. Em seu planejamento, a proposta é formar uma base para futuramente disputar títulos. O resultado foi imediato, com a equipe chegando à grande final.

PRÊMIO DA COPA

A premiação da I Copa Conguarás aparentemente era bastante atraente, mas neste domingo (15) se transformou em decepção aos participantes e principalmente ao campeão do torneio. No final do Jogo, apareceram troféus e medalhas ralés doadas pela Secretaria de Esporte e Lazer do Estado (Sedel). Segundo a imprensa que fazia a cobertura da partida, os troféus são de péssima qualidade, o que seria uma falta de respeito com os municípios participantes.

Anúncios

Prefeito Zé Martins presta homenagem às crianças bequimãoenses

Nesta foto o prefeito Zé Martins aparece entregando brinquedos em 2015 para uma criança

O prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), fez uma homenagem às crianças bequimãoenses nas redes sociais, relembrando a importãncia da criança no Dia das Crianças neste dia 12 de outubro. Como tradição desde 2013 quando assumiu a prefeitura de Bequimão, Zé Martins distribui presentes para a criançada somente em dezembro, na semana do natal.

 

Mutirão do glaucoma atende 133 pacientes em Bequimão

A 3ª edição do Mutirão de Combate ao Glaucoma realizada neste ano em Bequimão aconteceu na última sexta-feira, dia 29 de setembro, no Centro Saúde. A ação foi promovida pela Prefeitura de Bequimão e Governo do Estado, em parceria com o Hospital da Visão. A equipe do oftalmologista Heron Simões atendeu 133 pacientes.

O secretário municipal de Saúde, Sidney Bouéres, acompanhou os atendimentos. Os pacientes puderam fazer suas fichas desde cedo, o que facilitou os atendimentos, evitando tumultos e filas grandes. Profissionais da Secretaria de Saúde deram todo suporte aos auxiliares do médico oftalmologista.

CONSULTA

Durante a consulta, os pacientes passam por avaliação médica e exames capazes de detectar o glaucoma ou outra patologia ocular. Os procedimentos verificam falhas no campo de visão central e periférica, além da pressão interna do globo ocular. Também são avaliadas as estruturas do fundo do olho.

Após o diagnóstico, o paciente é encaminhado para o tratamento adequado, que pode ser uma cirurgia ou o uso de colírio oferecido gratuitamente pelo programa, com uso por 90 dias.

GLAUCOMA
O glaucoma é uma lesão do nervo óptico que pode provocar a cegueira. A doença, muitas vezes assintomática, causa um aumento rápido na pressão intraocular. Pacientes com idade acima dos 40 anos e portadores de doenças como diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo devem estar atentos e participar das atividades do mutirão.

Fotos: Rodrigo Martins

Escola Agrícola de Bequimão realiza formatura da primeira turma

Foi realizada, no último sábado (23), a formatura da primeira turma do curso de Técnico em Agropecuária da Escola Familiar Rural Albemirim (EFRA), que recebe alunos dos municípios de Bequimão, Alcântara e Peri-Mirim.

A construção da EFR Albemirim teve início em 2010 e os recursos foram executados por meio da Secretaria de Educação do Estado do Maranhão. A construção do prédio aconteceu no assentamento do INCRA, denominado de Padre Paulo, no povoado Floresta, tendo sua conclusão em 2012.

O processo de implementação da escola, iniciou-se em 2005, após audiências envolvendo os municípios de Alcântara, Bequimão, Peri- Mirim e representantes do INCRA, que contou com os recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que tinha como delegado, na época, Zé Inácio, atualmente deputado estadual pelo PT. O presidente do Consórcio de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Sustentável do Litoral Ocidental Maranhense (CONSAD), João Carlos de Oliveira Lima, também atuou na mobilização de representantes do poder público, associações e a sociedade civil dos municípios beneficiados.

Em 2013, a CFR Albemirim entrou em funcionamento, atendendo 60 jovens filhos de agricultores, oferecendo o ensino médio integrado à educação técnica.

A Casa Familiar Rural Albemirim deveria ser mantida pelas prefeituras dos municípios de Alcântara, Bequimão e Peri-Mirim, mas, por 4 anos, somente o prefeito Zé Martins manteve a casa, já que os outros prefeitos simplesmente abandonaram os jovens estudantes de seus municípios.

Foram 54 alunos formados.
Compareceram ao ato solene o prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), a secretária Municipal de Educação de Peri-Mirim, Alda Regina Ribeiro Corrêa, a secretaria de Cultura e Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bequimão, comunidade em geral, professores, gestores e coordenadores e pais de alunos.

Fotos: Rodrigo Martins

Programa ID Jovem vai gerar oportunidades para juventude de Bequimão

O pátio da Escola Municipal Domingos Bouéres, no bairro Estiva, ficou lotado de estudantes, professores e autoridades municipais, estaduais e federais no lançamento do Programa Identidade Jovem (ID Jovem), numa parceria entre Prefeitura Municipal de Bequimão e Secretaria Nacional de Juventude.

O prefeito Zé Martins e o secretário Nacional de Juventude, da Presidência da República, Assis Filho, fizeram o lançamento do programa. A estudante Ludimila Martins destacou a importância dessa iniciativa para a juventude bequimãoense. “Espero que através desse projeto sejam implantadas novas oportunidades para os jovens daqui”, disse.

De acordo com Assis Filho, muitas portas podem se abrir para a juventude por meio da ID Jovem. “O documento vai possibilitar aos jovens bequimãoense o acesso à meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, além de vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte interestadual”, explicou.

Para o secretário municipal de Assistência Social, Josmael Castro, o ID Jovem veio para complementar os demais programas já implementados pela Prefeitura. “O ID Jovem vai ampliar os programas já existentes e mantidos pelo prefeito Zé Martins. Esse programa vai ser muito benéfico aos jovens, que vão poder fazer o Enem sem pagar a taxa de inscrição, além de outros benefícios”, destacou.

O prefeito Zé Martins enfatizou as perspectivas abertas pelo programa aos jovens bequimãoenses. “Ser contemplado com o programa é maravilhoso e, principalmente, por Bequimão estar como a primeira entre as seis cidades do Maranhão escolhidas para seu lançamento. Esse programa, além de social, é um programa de cidadania para os jovens em várias vertentes, como passagem, meia entrada em eventos, além de inscrições para o Enem. Essa é mais uma parceria de sucesso com o governo federal”, disse.

Em Bequimão, serão beneficiados 3.323 jovens entre 15 e 29 anos, que atendem os pré-requisitos de cadastro ao programa, como o Cadastro Único (CadÚnico), renda familiar de até 2 salários mínimos e o Número de Identificação Social (NIS). Também participaram do evento vereadores, secretários, o deputado estadual Zé Inácio, o vice-prefeito Magal, além de lideranças comunitárias.

Prefeitura de Bequimão lança nesta sexta-feira (29) o Programa ID Jovem no município

A Identidade Jovem, ou simplesmente ID Jovem, é o documento que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015. São milhões de brasileiros entre 15 e 29 anos que terão maior acesso aos direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude – Lei nº 12.852/2013.

A Secretaria Municipal de Assistência Social será responsável pela organização e logística do programa no município em parceria com a Secretaria de Educação, de Cultura e Igualdade Racial, e Esporte e Lazer. Para o Secretário de Assistência Social Josmael Júnior este programa terá uma grande adesão e irá beneficiar mais de 3 mil jovens entre 15 a 29 anos, que atendem os pré-requisitos de cadastro ao programa, como o Cadastro Único (CadÚnico), renda familiar de até 2 salários mínimos e o Número de Identificação Social (NIS). No entanto, se o jovem bequimãoense, nessa faixa de idade, não for estudante e não possuir o NIS, ainda assim ele pode ter acesso ao programa e usufruir desses benefícios. Basta dirigir-se ao CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de Bequimão, localizado próximo ao estádio Vivaldão, comprovar via documento, que sua família tem como renda mensal até 2 salários mínimos, lá será gerado seu NIS, em até 3 dias úteis e, dessa forma o jovem obter acesso ao programa. A partir daí o beneficiário poderá baixar o aplicativo ID JOVEM na internet, informando seu NIS, seu nome, data de nascimento e nome da genitora. E pronto! O jovem já tem sua identidade virtual.

O lançamento do programa ID JOVEM em Bequimão acontecerá no dia 29 de setembro, a partir das 08h, na Escola Domingos Bouéres, no bairro da Estiva, e contará com a presença do Secretário Nacional de Juventude e autoridades locais. O evento contará também com uma vasta programação: projeção de vídeos que apresentarão o funcionamento do programa, pronunciamento das autoridades e outras atrações presentes durante o cerimonial de abertura do evento.

 

Bequimão receberá Mutirão do Glaucoma na sexta, dia 29

Mais uma edição do Mutirão de Combate ao Glaucoma, ação promovida pela Prefeitura de Bequimão com apoio do Governo do Estado, vai acontecer no próximo dia 29 de setembro (sexta-feira), a partir das 13h, no Centro de Saúde, antiga Unidade Mista, localizado na Rua Capitão José Castro, no Centro da cidade.

Desde 2013, a equipe do prefeito Zé Martins já articulou diversos mutirões de combate a doenças da visão, como glaucoma, pterígio e catarata, beneficiando centenas de bequimãoenses. Depois das consultas de triagem, os pacientes que precisam de intervenção cirúrgica são encaminhados para São Luís, recebendo suporte da Secretaria Municipal de Saúde nos custos com deslocamento, alimentação e medicamentos.

O secretário municipal de Saúde, Sidney Bouéres, considera que os mutirões cumprem uma função importante para a população do município, porque tornam mais acessíveis o tratamento dessas doenças. “Até poucos anos atrás, não havia uma ação sistemática de saúde dos olhos em Bequimão. Mas o prefeito Zé Martins voltou um olhar especial para essa questão e, hoje, já é possível fazer o diagnóstico e começar o tratamento no próprio município. Para quem precisa ir a São Luís, damos todo apoio e acompanhamento”, destacou o secretário.

PROCEDIMENTOS DURANTE A CONSULTA
Durante a consulta, o paciente passa por avaliação médica e exames capazes de detectar o glaucoma ou outra patologia ocular. Os procedimentos verificam falhas no campo de visão central e periférica do paciente, além de medir a pressão interna do globo ocular e avaliar as estruturas do fundo do olho.

A partir do diagnóstico, o paciente é encaminhado para o tratamento adequado, que pode ser uma cirurgia. Para combater o glaucoma, o programa ainda oferece colírios gratuitos e orienta os pacientes sobre o uso correto da medicação.

GLAUCOMA

O glaucoma é uma lesão do nervo óptico que pode provocar a cegueira. A doença, muitas vezes assintomática, causa um aumento rápido na pressão intraocular.
Pacientes com idade acima dos 40 anos e portadores de doenças como diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo devem estar atentos e participar das atividades do mutirão.

Implantada a primeira estaca da ponte Central – Bequimão no Rio Pericumã

Prosseguindo o cronograma de obras de construção da ponte sobre o Rio Pericumã, começaram a serem instaladas as primeiras estacas. Na fase anterior, foram instalados dois canteiros de obras no município de Bequimão e realizados serviços de melhorias na estrada de acesso ao rio.

Diferentes populares e representantes dos poderes públicos tem visitado a obra, dentre eles um grupo de vereadores de Mirinzal, Dennis Ribeiro, Paulo Henrique e Ricardo Amorim que puderam averiguar in locoa fixação do primeiro pilar da ponte.

A Ponte Rodoviária sobre o Rio Pericumã, é uma das obras mais aguardadas para a população do Litoral Ocidental Maranhense, e representa um dos grandes desafios para a engenharia maranhense.
Com 589 metros de extensão, a ponte tem um projeto de engenharia de complexidade técnica. O engenheiro responsável pela obra, Luís Calil, explicou que na região onde será construída a ponte há 26 metros de espessura de solo mole, e além do rio, também existe a influência de marés. “Essa obra só se compara a ponte do Rio Negro, no Amazonas, com fundações de características iguais a essa. É uma obra de um grau de dificuldade técnica muito grande, porque é uma obra de execução sobre lâmina d’água de 17 metros e no subsolo tem uma coluna de solo mole”, destacou o engenheiro. Do ponto de vista prático, é bastante complexo avançar a obra nessas condições”,
A obra tem da ponte tem valor estimado em R$ 68 milhões e necessita de planejamento e maquinário especial para sua execução.São dois canteiros de obras e infraestrutura de deslocamento de equipamentos para fundação da ponte, além de máquinas especiais de grande porte, tais como guindastes de 170 toneladas, equipamentos náuticos, tratores, dentre outros equipamentos. Paralela à construção da ponte, será realizada pavimentação dos dois acessos, tanto do lado de Bequimão, quanto do lado de Central, com mais 30 km ao todo.
A ponte interligará os municípios de Bequimão e Central do Maranhão, criando acesso para as cidades de Apicum-Açu, Bacuri, Serrano do Maranhão, Cururupu, Porto Rico, Cedral, Guimarães e Mirinzal, reduzindo em até 152 km o percurso e solucionando os entraves de mobilidade urbana para os moradores da região.Além disso, garante escoamento da produção, alavancagem do turismo e mais rapidez no acesso à capital do Maranhão, São Luís, e aos municípios da Baixada Maranhense como São Bento, Palmeirândia, Peri Mirim dentre outros.

Bequimão: Campanha de Vacinação antirrábica tem início nesta quarta-feira (27)

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizará a partir desta quarta-feira (27) a campanha de vacinação antirrábica nas zonas rural e urbana do município. Serão, no total, 78 comunidades. As equipes de técnicos da saúde passarão pelas residências buscando animais para vacinar.

Cães e gatos saudáveis, com mais de três meses, devem tomar a dose contra a doença, que não tem cura e pode ser transmitida a humanos. A imunização é importante para manter a doença sob controle. O município tem mantido a campanha antirrábica em dia.

O dia “D” da vacinação será em 10 de outubro, na Praça 2 de novembro (Praça do Cemitério), durante o dia todo. O secretário de Saúde, Sidney Bouéres, pede que os bequimãoenses colaborem, abrindo suas casas aos profissionais credenciados.
“Queremos chamar a atenção da população para a importância de receberem nossos técnicos em suas residências, pois essa campanha possibilita a prevenção da doença no animal, evitando a transmissão às pessoas”, alertou o secretário.

A RAIVA
A raiva afeta o sistema nervoso e é transmitida pela saliva. Animais domésticos podem ser contaminados ao caçar um morcego, por exemplo, ou ao ter contato com outro mamífero doente, como gato ou sagui. Mordidas, arranhões ou lambeduras podem transmitir a doença ao ser humano. Em qualquer uma dessas situações, a pessoa deve procurar atendimento médico, caso o animal não seja conhecido ou não esteja vacinado.

Prefeito Zé Martins entrega Mercado Municipal até final de outubro

Foram divulgadas, nesta sexta-feira (22), as primeiras imagens do Mercado Municipal de Bequimão, que está sendo finalizado pela gestão do prefeito Zé Martins. A inauguração, segundo informações da Prefeitura, acontecerá até o final do mês de outubro. A verba para essa obra foi conquistada, em 2008, pelo ex-prefeito Juca Martins, mas a administração que o sucedeu não terminou os trabalhos e ainda deixou ilegalidades que impediam sua conclusão.

Pelas imagens que chegaram ao Tribuna, é possível ver que os boxes construídos pela administração de Zé Martins para abrigar a comercialização de alimentos seguem o padrão adequado para esse tipo de atividade. Ambiente limpo, com piso apropriado e estrutura de escoamento da água. A população bequimãoense terá um local com melhores condições para o comércio de frutas, verduras e carnes.

    

No dia 19 de setembro, o prefeito reuniu-se com o promotor de justiça do município, Renato Madeira Reis, e informou que a entrega do Mercado Municipal ocorrerá em até 30 dias (contados da data da reunião), ocasião em que também será apresentado um cronograma de utilização do espaço e de capacitação dos feirantes. O Sebrae/MA será parceiro na formação profissional dos comerciantes.

A prioridade, de acordo com a Prefeitura Municipal de Bequimão, será dada aos feirantes e produtores ligados à agricultura familiar. “Queremos que esse mercado seja mais uma forma de o nosso povo ter acesso a renda e trabalho. Quem ganha com isso, também, são os consumidores, que poderão comprar seus alimentos em ambiente limpo, saudável e alguns deles produzidos no nosso próprio município”, destacou o prefeito.

Entenda o processo de construção do Mercado Municipal

Em junho de 2008, o ex-prefeito Juca Martins deu entrada no Plano de Trabalho junto à Caixa Econômica Federal para a construção do Mercado Municipal de Bequimão, por meio do então Programa de Apoio ao Desenvolvimento Agropecuário, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Com uma emenda parlamentar do deputado federal Sarney Filho, foram levantados recursos da ordem de R$ 292.500,00.

Finalizado o mandato de Juca Martins, a continuação da obra ficou a cargo do ex-prefeito Antônio Diniz, que encontrou tudo pronto para dar prosseguimento, mas não teve competência para fazer o trabalho. Além disso, ele deixou várias ilegalidades na obra, que impediram a finalização imediata do Mercado Municipal. Enquanto isso, a realidade do comércio ambulante de Bequimão era de total falta de estrutura e higiene. Durante a administração de Antônio Diniz, as barracas que se espalhavam pela Avenida Antônio Dino e pela Praça 02 de Novembro eram feitas de madeira, lona, palha e a presença de urubus se tornou comum.

Barracas do comércio ambulante na gestão de Antônio Diniz

Em vez de concluir o Mercado Municipal, Antônio Diniz deixou o comércio ambulante em completa falta de higiene

Zé Martins padronizou o comércio ambulante

Logo que assumiu a administração, em 2013, o prefeito Zé Martins tentou retomar a obra do Mercado Municipal, que havia sido conquistada por seu grupo político, mas esbarrou nas irregularidades deixadas por seu antecessor. Para amenizar a situação, distribuiu tendas padronizadas aos ambulantes, deixando o local mais organizado.

Em maio deste ano, foi firmado um acordo entre feirantes, Ministério Público e Prefeitura de Bequimão para o remanejamento dos ambulantes que trabalhavam na Avenida Antônio Dino. Cumprindo esse compromisso, houve um deslocamento, provisório, da comercialização de alimentos para o Mercado do Peixe.

Agora, quando a obra no Mercado Municipal já está sendo finalizada, políticos da oposição estão usando os feirantes para simular uma pressão contra o prefeito. O comércio que já estava organizado, provisoriamente, no mercado que fica próximo ao Porto, foi deslocado para a frente do novo mercado e para a Praça 02 de Novembro, desordenando o trabalho que havia sido feito pela Prefeitura, Ministério Público e feirantes. No final das contas, o grupo que não teve competência de finalizar a obra quer aparecer como responsável pela conclusão do mercado.

Mas, o povo de Bequimão está atento e sabe quem é o verdadeiro responsável por entregar, definitivamente, o Mercado Municipal aos bequimãoenses. Até o final de outubro, a obra será inaugurada e com feirantes treinados para melhor atendimento, em local mais adequado.