Bequimão realiza IV Conferência Municipal de Saúde

conferência.02

Para a elaboração de propostas que favoreçam a reorganização da atenção básica na saúde do município, foi promovida, nesta segunda-feira (16), a IV Conferência Municipal de Saúde de Bequimão. O evento aconteceu na Colônia de Pescadores, reunindo gestores municipais, profissionais da saúde, representantes de classe e usuários dos serviços de saúde.

Na abertura, o secretário Municipal de Saúde, Bastico Moraes, que representou o prefeito Zé Martins, apresentou um balanço dos trabalhos realizados desde sua posse no cargo, em maio deste ano. Ele destacou a limpeza e restauração da Unidade Mista de Saúde, ressaltando os esforços que têm sido empreendidos para a reabertura do centro cirúrgico. “Encontramos uma situação muito difícil. É um dos maiores desafios vividos por mim, mas estamos conseguindo trabalhar com o apoio dos colaboradores que fazem a saúde de Bequimão”, pontuou o secretário.

Bastico Moraes elencou, ainda, o credenciamento de Bequimão no programa Mais Médicos, que já destinou duas médicas cubanas ao município (até marco devem chegar mais quatro); a reforma e ampliação dos postos de saúde do Quindíua e Areal; a construção da Academia de Saúde; a realização de 206 cirurgias pelo mutirão da catarata; a reativação do Programa Saúde na Escola e ampliação da Saúde Bucal, que terá mais seis equipes, além das duas existentes.

Sobre as próximas ações, o secretário afirmou que o posto de saúde do Jacioca entrará em funcionamento no próximo mês e anunciou a implantação de um Centro de Antitóxicos, Prevenção e Educação (Cape), para combate e prevenção ao uso de drogas. “Esse programa vamos desenvolver em parceria com a Secretaria de Segurança e de Esporte, porque os mais afetados com esse problema são os jovens”, frisou Bastico.

Colaboraram na organização do evento a secretária adjunta de Saúde, Ramone Araújo, e a coordenadora da Estratégia Saúde na Família, Karine Macêdo. Prestigiaram a conferência o vereador Jorge Filho; os secretários de Pesca, Nhô da Colônia; Educação, Aristides Amorim; Esporte, Kell Pereira; Segurança, Cassiano Abreu Ferreira.

Preparação

Antes de os grupos se reunirem para elaboração de propostas, foram apresentadas duas palestras. Na primeira exposição, o vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde, Américo de Jesus Soares Araújo, falou sobre a Lei Complementar nº 141/2012, que trata dos valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde.

Em seguida, o palestrante abordou a temática “Participação da Sociedade nos Direitos Humanos na Saúde”. “O direito à saúde inclui o completo bem-estar físico, social e mental”, destacou Américo. Ele se baseou, principalmente, no artigo 196 da Constituição, que estabelece saúde como direito de todos e dever do Estado.

Anúncios