Bequimão realiza 5º Festival de Cultura Quilombola

A cultura quilombola é rica em diversidades no município de Bequimão. No último sábado (21), foi realizado o V Festival de Cultura Quilombola na comunidade Marajá, zona rural de Bequimão. O evento teve o apoio da Prefeitura Municipal e contou com a presença do prefeito Zé Martins.Várias lideranças quilombolas estiveram presentes, além de secretários municipais, lideranças políticas e comunitárias. Quem esteve presente também, foi o Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

O Festival de Cultura Quilombola é uma ação que ocorre anualmente sob a coordenação do Movimento Quilombola de Bequimão (Moqbeq) e do Movimento Quilombola do Maranhão (Moquibom), tendo como meta o fortalecimento da identidade quilombola e das lutas das comunidades por seus direitos. O evento fortalece a cultura local e aumenta ainda mais seus adeptos.

Segundo o coordenado do Moqbeq, Dimael Rodrigues, o festival mostra o verdadeiro valor da cultura quilombola. “Temos este espaço para valorizar a cultura quilombola, integrando jovens, mulheres de diversas comunidades quilombolas. É uma estratégia para fortalecer as lutas das comunidades, sua identidade e empoderar os quilombolas em busca de seus direitos. Bequimão tem uma peculiaridade, no que se refere a gestão municipal do prefeito Zé Martins, que tem apoiado todas as ações realizadas pelo movimento local”, destacou.

No sábado pela manhã foi realizada uma mesa de abertura com a participação dos movimentos locais e estaduais. Em seguida foram debatidas as questões dos campos naturais a partir dos documentos, síntese que foram discutidos nos territórios quilombolas de Marajá, Pericumã e Ramal do Quindiua. Os pontos prioritários destacados foram a retirada dos búfalos dos campos, construção e/ou reforma da barragem do Félix e a prevenção das queimadas nos campos.

Dentre os encaminhamentos realizados estão a realização de um mutirão emergencial para conter os rompimentos na barragem do Félix, entrega de denúncia ao ministério público sobre a criação de búfalos soltos e uma audiência pública no território quilombola para tratar das queimadas nos campos com a participação do Ministério Público, do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Meio Ambiente.

Para o prefeito Zé Martins, o Festival traz um novo momento das comunidades quilombolas. “Desde que assumi a gestão de Bequimão tenho dado todo apoio aos quilombos, mesmo os que ainda não são certificados. Nossa meta é melhorar ainda mais a vida dos quilombolas. Temos investido na cultura, esporte, saúde, além de buscar qualificar esse povo que merece respeito por sua cultura e história”, disse o gestor.

No período da tarde foram relatadas as parcerias entre as instituições e órgãos para o estabelecimento de políticas públicas voltadas à população quilombola. Várias autoridades estiveram presentes e participaram, como o prefeito Zé Martins, o Superintendente do Sebrae/MA, João Martins; Edmilson Pinheiro (Secretário Adjunto de Meio Ambiente); representantes da Secretarias de Estado da Igualdade Racial (SEIR) e Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Carlos Alberto pela coordenação do Moqbeq, além dos secretários, Creuber Pereira (Agricultura) Sidney Bouéres (Saúde), Josmael Castro (Assistência Social), entre outras autoridades.

O festival em todas as edições teve o apoio da prefeitura de Bequimão que este ano contou com o reforço do Sebrae/MA e da Coordenadoria de Serviço Ecumênico (CESE) e a parceria de varias outras instituições entre elas, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Bequimão (STTR), Movimento dos Sem Terra (MST), Fórum Carajás, grupos de estudos NURUNI (UFMA) e LIDA (UEMA) e a secretaria municipal de Meio Ambiente (SEMATUR), que somaram nas discussões sobre a temática dos campos naturais.

Fotos: Rodrigo Martins

Texto: Edimilson Pinheiro

Anúncios

Festival de Cultura Quilombola de Bequimão é realizado na Comunidade Rio Grande

Pelo quarto ano consecutivo, foi realizado o Festival de Cultura Quilombola de Bequimão. O evento promovido pelo Movimento Quilombola de Bequimão (MoqBeq) e Movimento Quilombola do Maranhão (Moquibom), em parceria com o Instituto Quilombola do Maranhão (IQM) e com apoio da Prefeitura Municipal de Bequimão, aconteceu nos dias 21 e 22 de julho, na comunidade Rio Grande.

Na abertura, o prefeito Zé Martins destacou seu respeito pelo trabalho que o Movimento Quilombola tem feito em Bequimão e reforçou seu compromisso com as comunidades. O coordenador do Moqbeq, Fábio Silva, relembrou as lutas e falou do cenário político nacional, ressaltando os conflitos pela posse do território, como ocorre no quilombo Sibéria, em Bequimão.

Fábio entregou ao prefeito uma solicitação do Moqbeq pedindo que 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, fosse transformado em feriado municipal em Bequimão. Zé Martins recebeu o documento, manifestou seu apoio ao pedido e solicitou que o vereador Vadico do Areal, representante dos quilombolas na Câmara Municipal, submetesse o projeto a votação.

Também foram oferecidas três oficinas, pela manhã, sobre a temática Educação, Saúde e Território. Durante a programação rolou tambor de crioula, forró de caixa e, para encerrar, aconteceu uma seresta com a Banda Chamego e muito reggae. Para fechar o evento, foi sorteado a sede do V Festival, que acontecerá em julho de 2018. Foi eleita a Comunidade Quilombola de Sibéria

Bequimão participará de Festival Gastronômico Delícias do Mar

A variedade de sabores da culinária bequimãoense poderá ser apreciada no Festival Gastronômico – Delícias do Mar, que acontecerá no próximo domingo (09), a partir das 12h, no restaurante Estação Marítima, no povoado Paricatíua. Bequimão será o terceiro município a receber o evento promovido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae/MA), por meio das unidades da Região Metropolitana de São Luís e Regional de Pinheiro, com o apoio da Prefeitura Municipal.

Quatro restaurantes locais foram credenciados para o Festival, depois de uma avaliação feita por técnicos do Sebrae. As delícias serão apresentadas pelos restaurantes Canaã (Jacioca), Estação Marítima (Paricatíua), Brisamar (Centro) e Fundo de Quintal (Bairro de Fátima). “Queremos, com esse evento, estimular o empreendedorismo, a cultura e as tradições gastronômicas da nossa região. Bequimão não poderia ficar de fora, por ser um município com uma culinária de grande potencial”, destacou o superintendente do Sebrae/MA, João Martins.

O local escolhido para sediar o Festival Gastronômico tem tudo a ver com os principais ingredientes dos pratos que serão servidos. O restaurante fica de frente para o mar, com uma extensa área de manguezal à frente e ao lado de um cais flutuante que atrai e encanta quem visita Paricatíua. “Vamos desfrutar de uma das vistas mais bonitas do nosso município, em uma região que tem tudo para crescer em turismo e na gastronomia. É do mar que muitas famílias do nosso lugar tiram seu sustento.Por isso, todo nosso apoio ao Festival”, garantiu o prefeito Zé Martins.

Quem for ao “Delícias do Mar” pode esperar muita comida à base de camarão, peixe, sururu e também de outros ingredientes típicos da região. Tudo isso será oferecido a preços especiais, em um ambiente organizado para os quatro restaurantes. Antes de Bequimão, o Festival Gastronômico passará por São Luís (05 de abril) e Alcântara (07 de abril). Depois, seguirá para São José de Ribamar, Raposa, Cedral, Porto Rico do Maranhão, Guimarães e Cururupu. Mais informações podem ser acessadas pelo endereço www.festivaldeliciasdomar.com.br.