Prefeito Zé Martins articula parcerias para inserção de mão de obra local nas obras para construção da Ponte do Rio Pericumã

Além de qualificar mão de obra local em atividades que serão demandadas na construção da ponte, o Prefeito buscou o Sebrae para preparar os comerciantes e empreendedores do município para a chegada de novas demandas de consumo.

 

Prefeito Zé Martins, Edilson Baldez (FIEMA), João Martins (SEBRAE) e Marco Moura (SENAI) articulam parcerias visando oportunidades de emprego e negócios advindos da construção da Ponte do Pericumã

O Prefeito Zé Martins está ultimando os detalhes e termos de parcerias para garantir que as obras de construção da Ponte sobre o Rio Pericumã, de responsabilidade do Governo do Estado do Maranhão, trarão novas oportunidades de emprego, geração de renda e negócios para a população do município de Bequimão, localizado estrategicamente na porta de entrada do litoral ocidental maranhense.

 

Na semana passada, o prefeito esteve reunido com o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão – FIEMA, Edilson Baldez, o superintendente do SEBRAE, João Martins e o superintendente do SENAI, Marco Moura, para definir os termos da futura parceria com as instituições do Sistema S.

 

“Informações do governo do estado calculam que as obras de construção da Ponte vão gerar mais de 500 empregos. Nosso esforço então será para garantir que o máximo possível de vagas sejam ocupadas por trabalhadores de Bequimão e de municípios vizinhos, mas isso só vai acontecer se tivermos mão de obra qualificada e preparada para atender essa demanda de forma eficiente”, explica Zé Martins, que  informa que estão sendo negociados cursos técnicos profissionalizantes para as atividades de pedreiro, armador, ferreiro, entre outras.

 

Parceria da Prefeitura de Bequimão com instituições do Sistema S prevê a ofertas de cursos profissionalizantes e de gestão empresarial para trabalhadores e empreendedores locais

O convênio para a oferta de cursos profissionalizantes prevê inicialmente a oferta de treinamentos de iniciação profissional, aperfeiçoamento e qualificação.

 

Cada curso terá um perfil diferenciado, devendo os candidatos preencherem os pré-requisitos e critérios necessários para obtenção da vaga.

 

De acordo com o prefeito Zé Martins, a parceria vai possibilitar qualificação profissional não apenas dos jovens mas, também, de adultos em busca de recolocação no mercado de trabalho.

 

Para o presidente da FIEMA, Edilson Baldez, além do conhecimento, esta oportunidade vai gerar ainda a possibilidade de ingressar no mercado de trabalho ou investir no seu próprio negócio, melhorando a qualidade e aumentando a oferta de serviços no município e na região.

 

“Para o Sistema FIEMA é uma grande satisfação essa parceria. Atendendo a essa demanda do prefeito estamos também cumprindo nossa missão de levar educação profissional de qualidade para o povo maranhense”, completou.

 

Os termos de parceria com as instituições devem ser formalizados em algumas semanas.

Oportunidades de negócios – O Superintendente do Sebrae, João Martins, explica que a própria instituição realizou estudos por meio do Observatório Sebrae, onde foram analisados os impactos que a obra de construção da ponte deve trazer para a economia do município, demandando melhor preparo dos empreendedores já atuantes no município e sinalizando novas oportunidades de negócios que chegarão junto com o início e evolução da obra.

 

“O diagnóstico realizado pelo Sebrae nos alertou que é preciso preparar melhor nossos empreendedores para atenderem os novos clientes que chegarão. Também mostrou que nossa cidade será terreno fértil para novos investimentos privados que serão atraídos com a conclusão da obra”, acredita o prefeito.

 

Pela parceria que está sendo articulada com o Sebrae deverá ser oferecida uma série de treinamentos e programas de orientação e consultoria empresarial focando nas oportunidades identificadas no estudo de impacto socioeconômico.

 

“Vamos adequar nossas atividades com soluções e serviços especializados, para que atendam da maneira mais eficiente e com foco em resultados, visando melhorar a gestão e sustentabilidade das empresas locais”, aponta o diretor superintendente do SEBRAE, João Martins.

 

O executivo informa ainda que a parceria deverá envolver tanto soluções de educação empreendedora como ações de políticas públicas de fomento aos pequenos negócios; e eventos e ações programadas de acesso ao mercado para os empresários do município, como rodadas de negócios com a empresa responsável pela obra – Consórcio Epeng – cujo canteiro de obras já está instalado em Bequimão.

 

Anúncios

Sebrae no Maranhão leva cidadania empresarial para a Ação Global

No evento dedicado à solidariedade, o Sebrae no Maranhão contou com orientações, consultoria e ações de educação empreendedora.

 

Os resultados da participação do Sebrae no Maranhão no Ação Global superaram as expectativas. O evento ocorreu na Cidade Universitária Dom Delgado – Universidade Federal do Maranhão (Ufma), localizada na região do Itaqui-Bacanga, no último sábado (27), das 08h às 17h.

 Com orientações, consultorias, divulgação do portfólio de serviços e cursos do Sebrae e uma ação de educação empreendedora por meio de um quiz aplicado de forma lúdica e divertida, foram cerca de 150 atendimentos realizados durante a Ação Global.

Para o Diretor Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, “o empreendedorismo é uma forma de inclusão social. Afinal, auxilia no resgate da cidadania de milhões de pessoas por lhes dá condições de produzir e sustentar-se”, declarou.

O Diretor Superintendente também ressaltou a importância de conscientizar a população da atuação do Sebrae. “Temos um atendimento voltado para tirar dúvidas, orientar e mostrar como é necessário procurar o Sebrae na hora que você decidir empreender. Nossa instituição é a casa do pequeno negócio”, completou.

“A educação empreendedora é uma forma de despertar o empreendedorismo nas pessoas. Por isso, ações simples como as realizadas na Ação global, são importantes para despertar o interesse de adultos e crianças para o empreendedorismo e futuramente podem ser essenciais para formação de uma geração que gera sua própria renda e contribui para o desenvolvimento socioeconômico da sua região”, afirmou.

A atriz e bacharel em História, Cristiane Meireles, participou do quiz sobre empreendedorismo e achou a ação interessante. “Pude conhecer mais sobre o trabalho do Sebrae e também características de um empreendedor. Sinto-me empreendedora, como atriz vejo que o mercado das artes em São Luís é muito limitado ainda e essa ação já me deu ideias legais de como empreender nessa área”, disse.

A costureira Raimundo Nonata Gomes, moradora da Vila Isabel, na área Itaqui-Bacanga, descobriu há dois anos um talento para o corte e costura, fez o curso e como estava desempregada, resolveu atuar nessa área. Hoje essa é a sua fonte de renda e a forma como sustenta sua família.

“Quero me formalizar. Por isso vim até a Ação Global buscar a orientação do Sebrae. E aqui obtive orientações de como posso fazer isso e das facilidades para ter acesso a crédito, comprar determinados produtos com mais facilidade e também buscar aperfeiçoamento para melhorar minha confecção”, enfatizou.

Ação Global 

O projeto é desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) e Rede Globo (TV Mirante) e contou com a parceria de 237 instituições e o trabalho voluntário de 3.415 profissionais de várias áreas. Mais de 80 mil pessoas passaram pelo local durante o evento e foram contabilizados mais de 258 mil atendimentos nos 282 serviços disponibilizados. Os resultados foram divulgados pelo Sesi logo após o término das atividades.