Presidente do Fórum em Defesa da Baixada emite Nota de Pesar pela morte de Pires Collins

O Fórum em Defesa da Baixada Maranhense divulgou Nota de Pesar pela morte do ex-deputado José Ribamar Pires Collins, que deu grandes contribuições à região da Baixada Maranhense.

Collins tinha 83 anos e veio a óbito na noite deste último domingo (17), em São Luís-MA. Segundo informações, Pires Collins estava internado há uma semana em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital UDI, em São Luís. Além da idade avançada, o mesmo sofria de hipertensão.

Biografia

José Ribamar Pires Collins foi um brasileiro, pensador e produtor rural de índole e por opção. Foi um dos primeiros a defender o conceito de Desenvolvimento Sustentável na agricultura e pecuária. Destaca-se pelo caráter nacionalista e social. Pires Collins, como gostava de ser chamado ao falar de suas origens, afirmava que o homem não é filho de onde ele nasce propriamente, mas de onde ele é reconhecido e se realiza.

Partindo dessa linha de raciocínio embora tendo nascido na Fazenda Santo Antônio, situada no distrito de Mucambo, atualmente pertencente ao município de Santa Rita-MA, sentia-se como filho de Paço do Lumiar. É filho de Graciliano da Silva Collins que era vaqueiro proprietário rural e Zayde Ferreira Gomes Pires, professora e costureira.

Alfabetizado pela mãe, logo despertou o gosto pela leitura, lendo todos os livros e revistas de sua mãe como por exemplo Vida Doméstica e Seleções. Desde menino já mostrava seu temperamento curioso e atento aos trabalhos de seu pai. Fez o curso primário em Codó-MA em 1946. Com 11 anos foi estudar em São Luís, no Colégio Marista onde se identificou muito com autores jovens da época como Paulo Freire, Darcy Ribeiro e Celso Furtado.

Se destacava na prática de esportes, em especial no Basquete com participação nos Grêmios Estudantis da época, sendo fundador da UESSMA (União dos Estudantes Secundaristas do Maranhão). Posteriormente, em virtude do trabalho se transferiu para o Liceu noturno onde concluiu o secundário. Trabalhou como representante de laboratórios farmacêuticos, dentre eles Eduardo Bezerra (Ceará) e Moura Brasil – Orlando Rangel (Rio de Janeiro).

Marcou a sociedade ludovicense quando em setembro de 1955 comprou a Farmácia Conceição localizada no bairro do Anil onde prestava serviço para as regiões que hoje formam os municípios de São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar. Realizando dês de trabalhos como aplicação de soro e injeções, até primeiros socorros 24hrs por dia.

Aos 26 anos já conferia mais de 250 afilhados. Sob influência das lideranças estudantis, com 18 anos ingressou na política filiando-se ao (PSP) Partido Social Progressista que posteriormente foi substituído por (ARENA) Aliança Renovadora Nacional onde candidatou-se a Deputado Estadual em companhia de Henrique De La Rocque e Clodomir Teixeira Millet.

Destacava em seus discursos a ignorância do caboclo, criticando as queimadas e a miséria que tornava incapaz o desenvolvimento da agricultura e pecuária na região. Sendo eleito como Deputado Estadual em 1966 numa votação recorde como segundo mais votado. Teve sua trajetória política marcada pela criação da Lei de Terras que através da Comarco abriu a venda das terras devolutas dando assim origem ao capital do Banco de Desenvolvimento do Estado do Maranhão (BDM).

Autor também de Lei de Organização Judiciária que aumentou de 10 para 15 desembargadores no Estado do Maranhão e consequentemente gerou o aumento do número de Varas nas Comarcas do interior. Causou enorme espanto entre os parlamentares de sua época quando no final da década de 1970, diante da possibilidade de aposentadoria pela Assembléia, abriu mão do benefício.

Em 1966 fundou sua segunda empresa que se deu por meio da apresentação de um projeto para a Sudene se propondo a implantar uma fazenda onde se desenvolveria a Bubalinocultura (criação de búfalos) e a Rizicultura (plantação de arroz irrigado). Empresa esta que está em pleno funcionamento até os dias atuais. Pires Collins atualmente é solteiro mais esteve casado em 2 oportunidades, primeiramente em 1955 aos 18 anos com Maria Benedita de Castro e Costa com quem teve 3 filhos: George Davi, Rachel Eliza e Heloisa Augusta. Posteriormente já com 55 anos se casou com Nazaré Bezerra Carvalho, com quem teve Judá Collins.

Por Jailson Mendes

João Martins assume presidência do Fórum da Baixada Maranhense e planeja agenda inovadora para a região

O bequimãoense João Martins, eleito presidente do Fórum da Baixada Maranhense (FDBM), no último sábado (28), assumiu a dianteira da entidade com planos de impulsionar uma agenda transformadora de inovação, empreendedorismo e sustentabilidade na região. Sua experiência à frente de importantes instituições, como o Sebrae/MA e a 8ª Superintendência Regional da Codevasf, contribuirá para a interlocução com órgãos que podem trazer benefícios aos municípios da Baixada e do Litoral Ocidental.

A necessidade de investimentos em infraestrutura hídrica é uma das prioridades enumeradas pelo novo presidente do FDBM. “Considerando os períodos intercalados de cheias e estiagem frequentes na região, teremos uma atenção especial com os investimentos em barragens, canais e açudes. Também vamos acompanhar o projeto dos Diques da Baixada, obra do Ministério do Desenvolvimento Regional, sob a responsabilidade da Codevasf no Maranhão”, elencou João Martins, ao citar os desafios de sua gestão.

Também está previsto o levantamento de projetos estruturantes que estejam em andamento nos municípios abrangidos pelo fórum, como ponto inicial para outras parcerias. “Vamos buscar os projetos executados pelas esferas federal, estadual, municipal ou na iniciativa privada, para que possamos estabelecer parcerias propositivas enquanto órgão consultivo, atuando na interlocução com o poder público, os movimentos sociais e os empreendedores da região. Nosso objetivo é fazer convergir as políticas públicas com as demandas prioritárias dos municípios”, afirmou o presidente.

Para esse trabalho, ele somará esforços com uma equipe de perfil técnico e acadêmico, formada pelos membros a Diretoria Executiva e Conselho Fiscal, no biênio 2019-2021. Na eleição realizada no Espaço Cultural da Associação Maranhense dos Escritores Independentes (AMEI), em São Luís, ficou ainda definido que os ex-presidentes Flávio Braga e Ana Creusa permanecem ligados à gestão do fórum, como presidentes de honra.

“Juntos, pretendemos provocar o espírito criativo, resiliente e de superação do cidadão baixadeiro, para trabalharmos uma proposta de transformação pela inovação, pelo empreendedorismo e com projetos sustentáveis. Queremos resgatar o protagonismo do Fórum da Baixada Maranhense nas discussões e debates que permeiam o processo de desenvolvimento sustentável da região”, garantiu João Martins.

O Fórum da Baixada Maranhense é um órgão da sociedade civil organizada, com a função de promover consultas e debates, levantar demandas e articular investimentos para a região. Criada em 2015, a entidade possui cinco linhas de atuação com o propósito de impactar no desenvolvimento regional: Diques da Baixada, Academias na Baixada; Empreendedorismo na Baixada, Turismo na Baixada e Apoio Institucional.

Nas gestões anteriores, foi instituído o Selo Editorial FDBM, com lançamento de cinco livros: Ecos da Baixada; Serões na Baixada do Maranhão; Na Asa de um Colibri; 2ª Edição de Curiosidades Históricas de Peri-Mirim e 2ª edição do Dicionário do Baixadês. Também já foram implantados, com apoio do fórum, o Bosque de Paricás, no povoado Paricatiua, em Bequimão, e a Academia Matinhense de Ciências, Artes e Letras – AMCAL, projeto voltado ao auxílio de estudiosos e artistas do município.

João Martins acompanhado dos novos vice-presidentes e dos presidentes de honra do FDBM

Nova projeção para Bequimão

Com os cargos já ocupados por João Martins, em órgãos de abrangência estadual, o município de Bequimão passou a figurar como município de referência na articulação de políticas para o desenvolvimento da região. Essa nova projeção também é fruto do papel que vem ocupando o prefeito Zé Martins nas parcerias estabelecidas com instituições e com outras prefeituras da Baixada e do Litoral Ocidental.

Além da habilidade para transitar entre políticos, empresários, pequenos produtores e nos diversos grupos sociais, João Martins é reconhecido por sua competência técnica e gerencial. Ele é formado em Medicina Veterinária, pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), especialista em Saúde Pública, pela Universidade de Ribeirão Preto, e em Planejamento e Desenvolvimento Municipal Sustentável, pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA). Fez uma formação em Liderança, com ênfase em Desenvolvimento Regional, pela Universidade Católica de Milão, na Itália. No Fórum da Baixada Maranhense, já exerceu o cargo de presidente de honra e é membro-fundador do órgão.

Diretoria

A 3ª diretoria do FDBM é formada por: Presidente: João Batista Martins; 1º Vice-Presidente: Expedito Nunes Moraes; 2º Vice-Presidente: Antônio Lobato Valente; Presidente de Honra: Wewman Flávio Andrade Braga; Presidente de Honra: Ana Creusa Martins dos Santos; 1º Secretário: David Dérik Aguiar Cutrim; 2º Secretário: Alexandre Ayrton Muniz de Abreu; 1ª  Tesoureira: Estela Cristina Lima Ribeiro Ferreira; 2ª Tesoureira: Deuzenir Costa Carneiro Szekeresh. Membros Efetivos do Conselho Fiscal: 1) Jaílson Mendes Mota; 2) joão Muniz Silveira e 3) José Ribamar Gusmão Araújo. e Membros Suplentes do Conselho Fiscal: 1) Flaviomiro Silva Mendonça; 2) João Carlos da Silva Costa Leite e 3)Marlilde Mendonça Abreu.

Nova diretoria do Fórum da Baixada Maranhense

Prefeito Zé Martins está buscando a certificação de mais sete comunidades quilombolas de Bequimão

 

Em reunião na Superintendência da Fundação Palmares no Maranhão, nesta quarta-feira (18), o prefeito Zé Martins verificou a situação de mais sete comunidades de Bequimão que buscam a certificação como remanescentes de quilombos. O reconhecimento como quilombola é importante aos moradores dessas comunidades, porque passam a ser assegurados o direito à propriedade definitiva dos territórios e a destinação de políticas públicas específicas.

Estão em processo de certificação os povoados de Boa Vista, Pontal, Santa Tereza, Águas Belas, Frexal, Monte Palma e Iriritíua. O superintendente da Fundação Palmares, Alan Ramalho, garantiu dar andamento às solicitações do prefeito e das comunidades, acompanhando a tramitação que ocorre em Brasília, sede da instituição. 

“Consideram-se remanescentes das comunidades dos quilombos os grupos étnicos raciais, segundo critérios de autodefinição de cada comunidade, desde que tenham trajetória histórica própria, dotados de relações territoriais específicas, com presunção de ancestralidade negra relacionada com formas de resistência à opressão histórica sofrida”, informa a Fundação Palmares, em sua página na internet. 

Também foi reforçado o convite para que a fundação participe da sétima edição da Semana do Bebê Quilombola, no mês de novembro. A ação, fruto da parceria entre Prefeitura de Bequimão, Unicef e Fundação Josué Montello, é realizada desde 2013, com impactos significativos nos indicadores sociais das comunidades quilombolas do município. O prefeito Zé Martins é pioneiro nesse trabalho, em todo o Brasil. 

Participaram da reunião o secretário municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, e João Martins, que participou da equipe de elaboração do projeto da Semana do Bebê Quilombola, em colaboração técnica com a professora Claudete Ribeiro, da Fundação Josué Montello. 

A certificação

As comunidade quilombolas, quando recebem a certificação, passam a ter direitos e amparos legais assegurados pelos artigos 215 e 216 da Constituição Federal, que se referem à defesa e à valorização do patrimônio cultural brasileiro e afro-brasileiro e à obrigação do poder público em promover e proteger estes patrimônios culturais.

O artigo 68, do Ato das disposições constitucionais transitórias, também garante a propriedade definitiva do território aos remanescentes das comunidades dos quilombos que estejam ocupando suas terras.

A Fundação Cultural Palmares é responsável por promover políticas públicas voltadas para a população negra, visando à preservação de seus valores culturais, sociais e econômicos e, ainda, pela promoção e apoio de pesquisas e estudos relativos à história e à cultura dos povos negros e pela inclusão dos afro-brasileiros no processo de desenvolvimento.

Com informações da Fundação Palmares 

Prefeito Zé Martins reúne lideranças para discutir articulação política

Lideranças que compõem o grupo político do prefeito Zé Martins reuniram-se, na manhã deste sábado (06), em Bequimão, para discutir as articulações visando ao processo eleitoral de 2020. Vereadores, secretários municipais e líderes comunitários participaram do encontro, que teve como pautas principais o cadastramento biométrico e a organização dos partidos no município. Atendendo a convite do prefeito, João Martins confirmou a disponibilidade do seu nome como pré-candidato a prefeito.

A reunião aconteceu na Fazenda Jacarerana, lugar que se tornou simbólico para o grupo, por remeter às lembranças do maior líder político da história de Bequimão, Juca Martins, falecido há quase dois anos. Seu nome foi rememorado em diversos depoimentos durante o encontro.

Depois do café da manhã oferecido aos convidados, o prefeito Zé Martins convocou as lideranças para colaborarem na mobilização das pessoas que precisam fazer o cadastramento biométrico. Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), apenas 5.082 dos 17.289 eleitores bequimãoenses já fizeram o cadastro da biometria. “Precisamos garantir que a população de Bequimão consiga exercer o direito de escolher seus representantes, para isso, é muito importante observarmos o prazo para o recadastramento”, orientou o prefeito.

Zé Martins também anunciou o convite feito a João Martins, para que ele disponibilizasse seu nome para concorrer às próximas eleições municipais. “Nada é feito sem uma prévia conversa. Temos partidos, temos aliados e tudo será discutido. Essa construção será feita com diálogo. Aqui não tem coronel; não persigo ninguém em minha gestão e é por isso que Deus me ilumina a cada dia. Esta reunião também serve para que a gente possa ouvir cada um de vocês. Nosso grupo tem que se manter forte, unido e coeso, como sempre foi. Quem quiser seguir candidatura solo estará fora do nosso projeto político, que vem dando certo desde 2013. A lealdade é um dos principais valores cultivados pelo nosso grupo”, garantiu.

O vice-prefeito Sidney Nogueira (Magal), do Partido dos Trabalhadores (PT), assegurou que a aliança com o grupo está mantida. “Quando cheguei aqui e vi a quantidade de lideranças do nosso grupo, fiquei feliz e fortalecido pela união que tem o grupo comandado pelo prefeito Zé Martins. As lideranças foram chamadas, compareceram e isso demonstra que estamos fortes para enfrentar uma nova eleição no ano que vem. Bequimão está em boas mãos e a população bequimãoense reconhece. Quero dizer que continuaremos juntos”, afirmou Magal.

Trabalho

O prefeito Zé Martins aproveitou a reunião para fazer uma prestação de contas de sua gestão. Ele explicou as dificuldades que precisou enfrentar desde o início do seu primeiro mandato, agravadas pela crise econômica e política que atingiu o país desde então. Mas também ressaltou as vitórias e os avanços alcançados. Para os próximos meses, ele anunciou o trabalho de recuperação de ruas e estradas vicinais, além da pavimentação asfáltica no povoado Paricatíua e a conclusão do trecho entre Balandro, Santa Vitória e Barroso, além de ruas e avenidas no Centro, Bairro de Fátima, Cidade Nova, Ferro de Engomar e Estiva.

Participaram do encontro os vereadores Vetinho Belo, Vadico do Areal, Professor Zeca, Valmir Costa e Preta de Barbosa, além dos secretários Kell Pereira (Esporte e Juventude), Sidney Bouéres (Saúde), Tonho Martins (Infraestrutura), João Ribeiro (Finanças), Ademar Costa (Indústria e Comércio), Josmael Castro Júnior (Assistência Social), lideranças políticas e comunitárias e comunidade em geral.

Sebrae e IFMA celebram convênio na área de educação empreendedora

A  proposta é realizar ações que disseminem a cultura empreendedora nos Campi da instituição de ensino no estado, voltados à educação profissionalizante e ao ensino superior.

 

Foi assinado na tarde desta quarta-feira, 18, um Protocolo de Intenções entre Sebrae e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMA), na modalidade convênio, para desenvolver por dois anos, nos Campi da instituição de ensino, ações do Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE). O documento foi assinado pelo reitor do IFMA, Roberto Brandão e os diretores do Sebrae no Maranhão, João Martins (superintendente) e Antônio Garcês (área técnica).

Idealizado pelo Sebrae, o PNEE é um conjunto de metodologias voltadas à disseminação da cultura empreendedora aplicadas ao ensino fundamental, médio, profissionalizante e superior. “Para este convênio com o IFMA, propomos oito dessas metodologias voltadas ao universo de alunos da instituição, tanto os da educação profissional quanto do ensino superior”, sinalizou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Diante das vocações produtivas que são trabalhadas pelo IFMA nos seus mais diversos polos no estado, o Sebrae coordenará a aplicação das metodologias Despertar, Jovem Empreendedor no Campo, Crescendo e Empreendendo, Disciplina de Empreendedorismo para a Educação Profissional, Disciplina de Empreendedorismo para a Educação Superior, Palestra Empreendedorismo em Dois Tempos, Sebrae Experience e Projeto de Extensão em Empreendedorismo Social e Negócios de Impacto Social.

O IFMA vai escolher, dentre os seus Campi no Maranhão, aqueles que irão participar desse primeiro convênio com o Sebrae. “A ideia é que todos os nossos alunos tenham contato com conteúdos referentes a empreendedorismo, mercado e negócios, sendo estimulados, além do conhecimento técnico e acadêmico, à gestão empresarial, podendo, inclusive, ser donos de sua própria empresa”, expôs o reitor Roberto Brandão que esteve acompanhado pelo diretor executivo da instituição, Agenor Almeida.

Inovação e tecnologia

Após a explanação do PNEE feita pelo diretor superintendente João Martins, o diretor técnico do Sebrae estadual, Antônio Garcês, destacou outros possíveis convênios que podem ser firmados com o IFMA. “Temos projetos na área de inovação e tecnologia e trabalhamos com um programa específico voltado a empresas avançadas – o Sebraetec, onde podemos incluir os formandos do IFMA como consultores empresariais em áreas que venham a exigir competências e habilidades referentes aos cursos que integram o portfólio da instituição “, sinalizou o executivo.

Para o reitor Roberto Brandão a proposta é muito bem vinda e de grande importância para favorecer o mercado de trabalho aos formandos. “Certamente, vamos conversar mais a respeito dessa possível parceria, pois é isso mesmo o que queremos: proporcionar aos alunos, principalmente os que estão saindo da instituição, a oportunidade de vislumbrar um horizonte mais amplo no mercado de trabalho para exercerem suas atividades”.

O PNEE

No Maranhão, o Sebrae tem como um dos seus pilares de atuação a educação empreendedora. Para tanto, a partir de 2016 a instituição ampliou a execução do PNEE promovendo e disseminando a educação empreendedora do ensino fundamental ao superior, com projetos específicos para cada nível da educação formal, incluindo o profissionalizante.

“A educação empreendedora é uma iniciativa decisiva para criar condições de acesso ao emprego e geração de renda pelo trabalho. O Sebrae já vinha realizando ações pontuais dentro do PNEE, como o Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). A partir de 2016, resolvemos estender nossas ações na área, incluindo também escolas do Ensino Médio e Instituições de Ensino Superior, o que foi visto como um avanço dentro das estratégias de soluções educacionais da instituição”, destacou o diretor superintendente João Martins.

Reinaugurada a Sala do Empreendedor de Central do Maranhão

 

A reimplantação deixa claro o interesse da administração de Central do Maranhão em promover o desenvolvimento das empresas locais.

 

Central do Maranhão – A prefeitura da cidade de Central do Maranhão em parceria com o Sebrae, por meio da unidade regional de Pinheiro, reinaugurou na última quinta-feira (15), a Sala do Empreendedor do município. A nova estrutura do espaço já está em funcionamento no prédio da prefeitura municipal e é fruto de uma articulação da diretoria executiva do Sebrae no Maranhão, por meio do diretor superintendente, João Martins e Unidade de Políticas Públicas do Sebrae Maranhão, junto a prefeitura de Central do Maranhão, que é a responsável pelo espaço.

A Sala é um espaço para que os pequenos empresários esclareçam dúvidas e busquem informações sobre formalização, gestão e acompanhamento de suas empresas de uma maneira mais ágil, direta e desburocratizada.

Cabe também à Sala do Empreendedor, realizar o levantamento das demandas do empresariado local e solicitar ao Sebrae, cursos e capacitações que atendam aos empresários dos seus respectivos municípios.  O local é de responsabilidade das prefeituras municipais, que disponibilizam o espaço e nomeiam os funcionários, que após serem capacitados pelo Sebrae, atuam como Agentes de Desenvolvimento Local (ADL). Em Central serão dois agentes realizando atendimentos diariamente.

A reinauguração da Sala do Empreendedor de Central do Maranhão contou com a presença do prefeito de Central do Maranhão, Ismael Monteiro, do diretor superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, da gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, além de prefeitos de vários municípios da região e ainda secretários municipais de Central.

Da esq. para dir. Anderson Wilker (Prefeito de Alcântara), Oswaldo Gomes (Prefeito em exercício de Guimarães), Jadilson Coelho (Prefeito de Mirinzal), Professora Rosinha (Prefeita de Cururupu), Ismael Monteiro (Prefeito de Central), João Martins (Diretor Superintendente do Sebrae-MA) e José Martins (Prefeito de Bequimão), que participaram da inauguração.

 

Na ocasião, o diretor superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, destacou a importância da sala do empreendedor para o empresariado local e afirmou que a população precisa contribuir para o crescimento do município.

“A sala do empreendedor não é da prefeitura de Central, não é do Sebrae, a sala é do povo de Central, dos empresários locais, sendo um elo importante entre o Sebrae e o empresariado daqui. Por meio dela, temos condições de ouvir de uma maneira muito mais precisa as demandas e os anseios do empresariado local e isso sem dúvida amplia a nossa capacidade de atendimento e tornando-o ainda mais qualificado e eficiente”, assinalou Martins.

Sobre a parceria com o Sebrae, o prefeito Ismael Monteiro, reforçou os benefícios gerados ao desenvolvimento de Central.

“Eu agradeço imensamente essa parceria que o Sebrae tem com o nosso município e com a nossa gestão, com essa união estamos cumprindo com o nosso papel de buscar benefícios para todos os seguimentos da sociedade centralense. A reinauguração da Sala do Empreendedor é apenas a materialização desta parceria, mais uma iniciativa nossa para demonstrar que a proximidade com o Sebrae e com os empresários é uma busca constante da nossa administração”, pontuou Monteiro.

A reimplantação do espaço no município, demonstra que as diretrizes propostas pela Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas estão sendo implementadas, o que deixa claro o interesse da administração de Central do Maranhão em promover o desenvolvimento das empresas locais.

A gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, que atende 25 municípios nas regiões da baixada e do litoral ocidental maranhense, destacou a parceria do Sebrae com a prefeitura de Central do Maranhão, afirmando que a reinauguração da Sala do Empreendedor potencializará as ações de capacitação e acompanhamento empresarial na cidade.

“A prefeitura de Central é uma parceira de primeira hora, já desenvolvemos diversas ações em parceria nos últimos meses e a reinauguração da Sala do Empreendedor irá com certeza ampliar essa parceria e consequentemente a quantidade de ações no município”, disse Fernandes.

A diretoria executiva do Sebrae Maranhão, por meio do diretor superintendente, João Martins, juntamente com a Unidade de Políticas Públicas (UPP) do Sebrae no Maranhão e suas unidades regionais, tem trabalhado de maneira constante no apoio e orientação das prefeituras que demonstrem interesse em desenvolver o empreendedorismo local. O foco principal é garantir um ambiente favorável ao desenvolvimento do empreendedorismo, beneficiando os pequenos negócios locais, responsáveis pela geração de receita nos municípios. Com a Sala do Empreendedor de Central do Maranhão, são 71 espaços implantados no estado.

Maranhão se destaca em ações da Rede Nacional da Empresa Íntegra

O estado recebeu méritos do Sebrae Nacional e CGU, parceiros do programa no País, pelas ações desenvolvidas em 2017 e número de empresários sensibilizados.

 

O Sebrae Nacional e a Controladoria Geral da União estão vindo na contramão do que é vivenciado no País quanto à questão da corrupção, ajudando os pequenos negócios a adotarem medidas de integridade no segmento empresarial. Os dois parceiros comemoram os resultados do Programa Empresa Íntegra, que objetiva divulgar a Lei Anticorrupção (nº 12.846/2013) para as micro e pequenas empresas e que no segundo semestre de 2017, sensibilizou 3.339 empresários brasileiros, dentre os quais 1.200 foram maranhenses.

Com 36% do total dos resultados, o Maranhão ficou em primeiro lugar entre os 12 estados integrantes da Rede Nacional da Empresa Íntegra (REI). “Estamos muito satisfeitos com os números, porque refletem diretamente um esforço conjunto do Sebrae e CGU-MA para divulgar o programa entre os pequenos negócios maranhenses. Contamos muito com a capilaridade do Sebrae, trabalhando com maior proximidade com as pequenas empresas ligadas aos projetos, programas e ações que executamos no estado, bem como por meio de eventos próprios e de parceiros institucionais”, informa o diretor superintendente do Sebrae estadual, João Martins.

Entre as regiões, o Nordeste foi que mais sensibilizou empresários em 2017 para o programa que promove a ética e a integridade nas empresas, num total de 2.000 empreendedores – o Maranhão, que impactou 1.200 empresários com seis grandes ações ficou em primeiro lugar, seguido pela Paraíba (750), Distrito Federal (437) e o Pará (450).

Sebrae e CGU reafirmaram o compromisso de manter a forte parceria em 2018 no Maranhão, após recente videoconferência que reuniu os gestores nacionais do programa e toda a rede de disseminadores nas cinco regiões brasileiras.

“É essencial que os empreendedores maranhenses atuem em um negócio íntegro em todas as suas vertentes: de suas relações comerciais ao cumprimento das leis e normas, perpassando valores de ética, confiabilidade, segurança e, acima de tudo, respeito aos clientes, parceiros, colaboradores e fornecedores”, destaca o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, informando que o programa é disseminado no estado por meio da Unidade de Políticas Públicas em parceria com as unidades regionais da instituição.

A superintendente regional da CGU-MA, Leylane Maria da Silva, reitera a declaração do diretor executivo do Sebrae, ao comentar que a corrupção não é apenas uma questão governamental, mas acontece em toda a sociedade, incluindo nas micro e pequenas empresas.

“Os pequenos negócios respondem por mais de 95% das empreendimentos brasileiros e estes transacionam o tempo todo com o governo, seja prestando serviços, seja fornecendo produtos, equipamentos, suprimentos e outros. Se a sociedade não entender que as empresas precisam ser íntegras e se relacionarem de forma íntegra entre si, com o mercado e o governo, as medidas anticorrupção não serão totalmente eficientes. Por isso, o Programa Empresa Íntegra é de suma importância para sensibilizar e conscientizar o empresário a querer adotar a integridade empresarial, com medidas éticas e seguras em suas relações comerciais. O programa é, na verdade, uma medida preventiva contra a corrupção”, explica Leylane Maria da Silva.

O programa

Criado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Sebrae Nacional, o Programa Empresa Íntegra promove a ética e a integridade em empresas de todo o Brasil, numa união de esforços para fomentar a temática entre os pequenos negócios.  Além da publicação de materiais como as cartilhas Integridade para Pequenos Negócios e Proteja sua Empresa Contra a Corrupção, foi elaborado o infográfico Empresa Íntegra, um guia sobre como proteger a empresa da corrupção e produzido um vídeo sobre integridade nos pequenos negócios – todos disponíveis no portal Programa Empresa Íntegra.

Em dezembro de 2014, foi assinado o Acordo de Cooperação entre a CGU e o Sebrae Nacional para a conjugação de esforços no sentido de promover a integridade das micro e pequenas empresas brasileiras. Ao longo dos dois primeiros anos, foram realizados diversos eventos de capacitação pelo país, workshops e palestras, para disseminar o tema aos empresários.

Para mais informações, procure o Sebrae mais próximo ou visite o site do programa.

Sebrae capacita secretários municipais de Alcântara

O trabalho é resultado de um encontro institucional, realizado em novembro do ano passado e tem foco no planejamento estratégico de ações da gestão municipal.

 

Com o objetivo de discutir ações a serem implementadas na cidade de Alcântara no ano de 2018, o Sebrae Maranhão em parceria com a prefeitura local, realizou na última quinta-feira (18), um encontro onde foi traçado o planejamento estratégico para que as secretarias municipais trabalhem gestão pública com foco em resultados. Cerca de vinte e sete servidores participaram do momento, entre secretários, subsecretários e diretores. A capacitação com enfoque em gestão de qualidade, foi conduzida pelo consultor credenciado junto ao Sebrae, Tadeu Borba.

O trabalho é resultado de um encontro institucional, realizado em novembro do ano passado, que reuniu o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, a gerente regional em Pinheiro, Graça Fernandes e a gerente de políticas públicas do Sebrae no Maranhão, Cristiane Corrêa e a de Atendimento, Soluções e Interlocuções, Giovana Figueiredo, juntamente com o prefeito de Alcântara, Anderson Wilker e todo o seu secretariado.

“Temos absoluta certeza que a competente equipe de gestão que atende o município de Alcântara sairá desse planejamento ainda mais capacitada, ainda mais motivada a desenvolver um trabalho de qualidade e com compromisso na gestão pública. Quando o gestor e sua equipe planejam os passos que serão dados dentro da administração, ele aumenta consideravelmente as chances de êxito em suas ações e é isso que foi repassado para todos eles e só quem irá ganhar com essas ações é a população de Alcântara”, garantiu João Martins, diretor superintendente do Sebrae no Maranhão.

 

A necessidade da elaboração de um planejamento para atuação das secretarias foi uma demanda levantada pelo prefeito Anderson Wilker durante o encontro em novembro, que solicitou ao superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, um trabalho diferenciado que contemplasse as pastas de trabalho do município.

No encontro, realizado na última quinta-feira (18), a gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, abriu a reunião afirmando a importância do momento para o desenvolvimento do município. “O objetivo dessa reunião junto com o capital humano do poder público é unir as propostas e potencializar as demandas sociais que a cidade tem a oferecer”, apontou Fernandes.

Marcelina Serrão, secretária municipal de cultura e turismo de Alcântara, participou da capacitação e reafirmou que o planejamento é essencial para que o poder público possa desenvolver as ações de maneira mais eficiente, contemplando um número maior de cidadãos, com serviços de maior qualidade.

“Com esse planejamento nós poderemos atender melhor a população, oferecendo serviços que já são garantidos a eles de forma cada vez mais adequada e com ainda mais responsabilidade. A nossa maior preocupação é sempre oferecer o melhor serviço a população alcantarense e para isso contamos com as parcerias, como a do Sebrae que tem nos ajudado muito nesse sentido”, afirmou Serrão.

Lançada em Cururupu a 14ª edição da Agritec

O Sebrae é parceiro do Governo do Estado na realização do evento. Dezenove municípios que integram o território foram convidados e enviarão suas caravanas formadas por produtores que comercializarão seus produtos e participarão de toda a programação.

 

A 14ª edição da Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) – Território da Baixada, que será realizada nos dias 07, 08 e 09 de dezembro, na cidade de Cururupu, foi lançada oficialmente na tarde desta segunda-feira (06), em uma solenidade no Centro de Convenções do município.

A feira é uma realização do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual da Agricultura Familiar (SAF), com o apoio do Sebrae, da Prefeitura Municipal de Cururupu, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e diversas entidades, sindicatos, associações e movimentos.

“Em 2017, o Sebrae renovou a parceria com o Governo do Estado, pois percebe que a Agritec é uma grande oportunidade para os pequenos produtores rurais se atualizarem e terem acesso a novas tecnologias, o que consideramos algo positivo e que contribui para o incentivo ao empreendedorismo”, afirma João Martins, diretor superintendente do Sebrae no Maranhão.

O lançamento contou com a presença do gestor de projetos do Sebrae em Pinheiro, Breno Soeiro, que na ocasião representou a instituição parceira,  o secretário estadual da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, da prefeita de Cururupu, Professora Rosinha, do secretário adjunto de Agricultura Familiar do Estado, Francisco Sales, da superintendente da SAF e coordenadora da Agritec, Marilene Bandeira, além de representantes do poder público municipal, de órgãos estaduais ligados a agricultura, sindicatos e associações.

O Secretário Estadual de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, disse acreditar que a 14ª edição da feira realizada em Cururupu, tem tudo para ser uma das maiores já realizadas.

“Só é possível ter ideia da importância de uma Agritec e o que ela representa de positivo para uma região quando se sedia e participa de uma edição, é uma feira grandiosa, de um alcance e um retorno tremendo para todos aqueles que participam. A agricultura familiar hoje no estado do Maranhão tem visibilidade e muito disso se deve ao legado que está sendo construído pela Agritec e ao compromisso dos nossos parceiros e produtores, por isso acreditamos que essa edição pode ser do tamanho que todos nós quisermos e será gigantesca sem dúvida nenhuma”, enfatizou Soares.

Secretário Estadual da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, discursa durante a abertura oficial da 14ª Agritec.

A Agritec – Território Baixada Ocidental, terá como principal objetivo proporcionar ao agricultor familiar de toda região a oportunidade de conhecer e ter acesso a tecnologia que movimenta o mundo do agronegócio, além de poder comercializar os seus produtos para visitantes de todo o estado.

Para a prefeita anfitriã da Agritec – Território Baixada Ocidental a feira é uma grande oportunidade de atrair desenvolvimento para toda a região.

“Pela primeira vez a região do litoral ocidental sedia um evento dessa magnitude é nossa obrigação realizar uma grande feira e mostrar que a nossa região tem potencial, riquezas e um povo trabalhador”, projetou Rosinha.

Público presente no lançamento da 14ª edição da Agritec – Território Baixada Ocidental.

A FEIRA

Dezenove municípios que integram o território foram convidados e enviarão suas caravanas formadas por produtores, que comercializarão seus produtos, participando ainda de toda a programação de cursos, palestras, mesas redondas e oficinas que serão realizadas nas áreas de pesca, piscicultura, horticultura, fruticultura, mandiocultura, caprinocultura, gestão e comercialização de produtos e oportunidades de negócios para a agricultura familiar.

Capacitações na área da gastronomia e apresentações culturais complementam a programação da feira que acontecerá na praça Sesquicentenário (Antigo Aeroporto) no bairro Jacaré em Cururupu.