Prefeito Zé Martins participa da inauguração do Museu da Roça na comunidade quilombola de Jeraraitá

Acompanhado de secretários e vereadores, o prefeito Zé Martins participou neste domingo (4) da inauguração do Museu da Roça na comunidade quilombola de Juraraitá, no norte do município de Bequimão.  O Museu da Roça construído pela comunidade, será um espaço para resgatar a historia dos antigos moradores de Juraraitá, onde a nova geração e turistas vão poder conhecer objetos usados por quilombolas e apresentar aos filhos.

Instrumentos usados na agricultura, como machado, enxada, enxadão, cavador, patachos e foice estarão em exposição a partir de agora no Museu, assim como objetos artesanais de barro, ferro de engomar antigo, pilão, lamparina, caximbo e tantas outras peças que fazem parte da história dos quilombolas.  O Museu da Roça homenageou Egídia Costa, uma quilombola, mulher forte, guerreira, mãe solteira de 11 filhos, entre eles uma gravidez de trigêmeos. 

A idealizadora do projeto é Ivete Macedo, neta de dona Egídia, que saiu de Juraraitá aos 13 anos de idade para estudar em São Luís. Ao voltar, nasceu a ideia de resgatar a história de seu povo. Ela reuniu com a comunidade e conseguiu construir o museu.”É um sonho antigo, sai daqui para estudar na capital, mas voltei com a vontade de resgatar a nossa história. Tive ajuda de amigos, parentes e da prefeitura. Estou muito feliz por está concretizando tudo isto”, destacou Ivete.

O líder comunitário Ivan Pereira, também destacou a importância de criar um Museu no povoado. “Lembro-me do sonho da Ivete. Estive com ela em 2016 quando fui pedir apoio para minha candidatura e ela me falou desse projeto. A luta foi grande, mas vitória é maior ainda. O que era sonho agora é realidade. Além da ajuda da comunidade, o prefeito Zé Martins também deverá dar sua contribuição, que por sinal sempre apoiou as comunidades quilombolas”, disse o líder.

A secretária de Cultura e Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, destacou a importância do museu para os moradores de todos os quilombos de Bequimão. “Não tenho certeza, mas este museu pode ser o primeiro do Maranhão que vai contar a história de nosso povo. Este é o primeiro de Bequimão e trará grandes contribuições também para o turismo da região. Quero parabenizar a Ivete pela brilhante iniciativa”, enfatizou.

Já o prefeito Zé Martins, destacou o carinho que tem pela comunidade Juraraitá e principalmente pelo seu povo. “Eu era criança quando meu pai Juca Martins construiu a escola deste povoado. Naquela época não tinha estradas, tudo era transportado via barcos. Anos depois Juca Martins ampliou a escola e nós ainda construímos o poço artesiano, trouxemos a eletrificação rural, através do programa luz para todos, o governo Lula, fizemos estradas, estamos revitalizando o rio e muitas ações ainda virão para esta comunidade. Parabenizo a Ivete pela iniciativa e coloco a gestão à inteira disposição da comunidade e no que tiver ao nosso alcance, faremos, principalmente se for para melhorar a estrutura do museu”, destacou o prefeito.

Estiveram presentes na solenidade de inauguração, o vice-prefeito Magal, os secretários Zé Orlando Ferreira (administração e transporte), Tonho Martins (infraestrutura), Dinha Pinheiro (cultura e igualdade racial), Josmael Castro (assistência social), Edimilson Pinheiro (adj. meio ambiente), além de assessores e vereadores Amarildo Paixão e Valdenor Santana, lideranças comunitárias e quilombolas e comunidade em geral.

 

Fotos: João Filho

Prefeitura de Bequimão e Associação de Moradores de Juraraitá vão inaugurar o Museu da Roça na Comunidade Quilombola

Museu recebe visita de membros da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo

A Associação de Moradores da Comunidade Quilombola de Juraraitá em parceria com a Prefeitura de Bequimão vai inaugurar no próximo domingo, dia 4 de março, às 10h da manhã, o primeiro Museu da Roça na zona rural de Bequimão. A iniciativa é de Ivete Macedo, filha da comunidade e o apoio é da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial.

O Museu da Roça é um espaço criado para o resgate da historia dos moradores de Juraraitá, onde os adultos vão poder rever objetos usados por seus ancestrais no passado e irão poder apresentar a seus filhos. Instrumentos usados na agricultura ou objetos artesanatos  O Museu de Juraraitá vai homenagear Egídia Costa, uma mulher forte, guerreira, mãe solteira de 11 filhos, entre eles uma gravidez de trigêmeos.

Egídia Costa mostrou que com trabalho honesto, mesmo solteira é possível criar e educar muitos filhos trabalhando na roça. A mãe guerreira teve ajuda somente de sua irmã. Egídia faleceu em 1991, mas deixou um legado de luta e honestidade, sendo lembrada até pelos moradores como um exemplo para todos.

PROGRAMAÇÃO:

  • Solenidade de Inauguração
  • Tambor de Crioula
  • Forró de Caixa (terecô)

O QUÊ? – Museu da Roça

ONDE? – Juraraitá

QUANDO? – 4 de março (domingo 10h)