Secretaria Municipal de Segurança de Bequimão emite Nota de Esclarecimento sobre matéria mentirosa e criminosa da oposição

Sec. Otoniel Gusmão e o Comte.Carlos Lopes

A mentira mostra o desespero da oposição pelo trabalho realizado pelo prefeito Zé Martins na cidade de Bequimão. Ao invés de contribuir com o desenvolvimento de Bequimão, a oposição prefere optar pelo “quanto pior melhor”. Mesmo sendo bequimãoense, o ex-vereador sabe que a cidade faz aniversário em 19 de junho e a programação permite que ruas e avenidas sejam fechadas para desfiles das escolas municipais e atividades esportivas, mas preferiu criar uma grande mentira, como se a população de Bequimão fosse acreditar nele. O povo de Bequimão já está vacinado contra essas mentiras, que infelizmente nascem de quem deveria falar a verdade, já que trabalha em um órgão judicial. Após essa Fake News, a Guarda Municipal emitiu Nota de Esclarecimento em respeito aos bequimãoenses. Segue a Nota Abaixo na Íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em pleno aniversário de 83 anos de Bequimão, as mentiras maldosas criadas pela oposição não deixaram de aparecer nos blogues alinhados ao Governo do Estado. A matéria criminosa partiu do ex-vereador Elanderson Pereira, irmão de Robson Paz, atualmente diretor da Rádio Timbira, que acusou o prefeito Zé Martins e a Guarda Municipal injustamente, diante de uma versão distorcida e mentirosa. Por tudo isso, a Secretaria Municipal de Segurança emite Nota:

1 – Ao contrário da matéria que foi publicada no blogue, a cidade teve as avenidas Capitão José Castro, Rio Branco, Itapetininga, Antônio Dino e parte das ruas Presidente Vargas e Vitorino Freire, interditadas para a realização do desfile das escolas municipais, maratonas masculina e feminina, além da corrida ciclística e cavalgada como parte das comemorações dos 83 anos de Bequimão.

 2 – Em hipótese alguma o prefeito Zé Martins proibiu a entrada das carretas na cidade, muito pelo contrário, o vereador Fredson Pereira e seu irmão Elanderson Pereira, haviam combinado com o Comandante da Guarda Municipal, Carlos Lopes, para que as ruas da cidade fossem liberadas para passagem das carretas às 7h horas da manhã, entretanto os representantes do Estado não cumpriram com o acordo.

3 – Além de chegarem 1h atrasados no local combinado com a Guarda Municipal, Elanderson queria que as carretas desfilassem pelas ruas de Bequimão no mesmo horário e circuito das escolas e atletas, e como se isso não bastasse, queriam ainda, subir na contramão da rua Rio Branco, infringindo o Código Brasileiro Trânsito. Mesmo assim, a Guarda Municipal garantiu a passagem das carretas pela Rio Branco antes das 8h ou após as 10h, o que foi recusado pelo ex-vereador.

4 – Mesmo conversando com o Comandante da Guarda Municipal, Carlos Lopes, que se prontificou liberar as ruas do circuito às 10h, logo após o desfile e maratonas, para a passagem das carretas, Elanderson insistia passar na hora do desfile.

5 – A Guarda Municipal liberou a rua Eupídio Couto com saída na avenida Antônio Dino, ligando a MA -211, via de acesso à Ponte Bequimão/Central. E foi por essa via que as carretas passaram com os Guardas Municipais dando todo apoio, diferente do que foi divulgado.

6 – As carretas citadas pelo blogueiro, que inclusive ficaram a noite inteira estacionadas na entrada da cidade, poderiam pegar a avenida Gedeon Araújo e seguirem viagem, mas tentaram denegrir a imagem do prefeito, que tem sido o melhor gestor da Baixada Maranhense.

7 – O Comandante da Guarda Municipal afirmou que não poderia parar a solenidade de aniversário, já que havia outras vias de acesso a MA-211. Em cada rua fechada havia um Guarda Municipal para dar segurança ao evento e evitar qualquer tipo de acidente durante a solenidade.

8 – O ex-vereador Elanderson Pereira faltou com a verdade e ainda tentou denegrir a imagem da Guarda Municipal, simplesmente por questões políticas. A Guarda Municipal trabalha para melhorar o trânsito e facilitar a vida dos bequimãoenses.

Atenciosamente;

          Otoniel Gusmão

Secretario Municipal de Segurança

          Carlos Lopes

Comandante da Guarda Municipal

 

Anúncios

Prefeitura de Bequimão esclarece sobre críticas nas redes sociais ao transporte escolar

Em Bequimão a política ganha rumos esquisitos e acaba cegando muita gente, que mesmo sabendo e conhecendo o grande trabalho realizado pelo prefeito Zé Martins, tem o prazer de fazer críticas infundadas. Esta semana nas redes sociais, uma meia dúzia de “gatos pingados”, fizeram criticas ao transporte escolar do município. Por incrível que pareça, as críticas foram simplesmente por que está chovendo muito no município e acabou comprometendo as estradas da zona rural, e causou um dano ao veículo que transporta estudantes de uma comunidade para a sede.

Com todas as críticas feitas, alimentado por adversários, que não se conformam com a boa gestão do prefeito Zé Martins, a prefeitura através das Secretarias de Administração e Educação emitiu nota de esclarecimento para que os críticos entendam e reconheçam toda gestão municipal, em todos os seguimentos da administração. Na nota, a prefeitura destaca toda preocupação com o serviço público de qualidade, e esclarece que toda essa chuva que cai no Maranhão, em especial no município de Bequimão, é um fenômeno natural. SEGUE ABAIXO A NOTA NA ÍNTEGRA.

 

Bequimão: idealizadora do Museu da Roça, emite nota sobre matérias maldosas de blogs da capital

NOTA DE ESCLARECIMENTO NA ÍNTEGRA SOBRE O MUSEU DA ROÇA DE JURARAITÁ – BEQUIMÃO

Em decorrência de boatos e matérias maldosas nas redes sociais e em blogues da capital e interior, que sequer tiveram a preocupação de buscar a informação correta sobre o Museu da Roça, idealizado e construído por mim, na comunidade quilombola de Juraraitá, na zona rural de Bequimão, venho esclarecer a verdade dos fatos aos desinformados e críticos sem conhecimento da história dos remanescentes.

Sou Ivete Macedo, uma jovem que saiu da comunidade aos 13 anos de idade, indo para São Luís estudar e buscar mudar de vida. Ao voltar ao lugar onde nasci, criei o projeto do Museu da Roça, com o objetivo de resgatar a cultura e a história de meu povo. Sabedora de que as casas de taipa em Bequimão estão com os dias contados, resolvi construir o Museu de Taipa, como forma de mostrar aos jovens do futuro como moravam nossos ancestrais.

Com o apoio da Associação de Moradores de Juraraitá fui atrás de novos parceiros, como o prefeito Zé Martins e empresários que ajudaram no projeto.

1 – Como autoridade maior do município de Bequimão, o prefeito Zé Martins foi convidado sim, e esteve presente na inauguração acompanhado de sua assessoria.

2 – Em nenhum lugar foi dito ou escrito que o prefeito Zé Martins construiu o Museu. Muito pelo contrário, sempre afirmou que a iniciativa foi minha, Ivete Macedo.

3 – Ser convidado para um evento e fazer parte da solenidade não é crime. Crime é julgar alguém sem provas, como foi feito por pessoas desocupadas e desrespeitosas.

4 – O objetivo do Museu é resgatar a história e a acultura do povo da comunidade, e principalmente da minha família, que nunca abandou sua terra.

5 – O nome do Museu por si só se identifica. Museu da Roça, em homenagem a minha avó Egídia Costa, local onde serão encontrados materiais usados no trabalho da lavoura e no dia-a-dia de cada família, além de instrumentos raros, como bilha e tear artesanal.

6 – Aos desinformados, qual trabalhador rural construiu uma casa de alvenaria na roça, o chamado tijupá, há 100 anos?

7 – Antes de criticar qualquer coisa é sempre bom buscar conhecimento. Vergonhoso é fazer críticas ou comentar aquilo que não conhece.

8 – A ideia minha foi construir um Museu funcional, onde os moradores mais velhos pudessem matar a saudade de objetos que fizeram parte de suas vidas no dia-a-dia. O projeto não era para construir o Museu de Alvenaria, já que o Museu é da Roça.

9 – Desde que assumiu a gestão do município de Bequimão em janeiro de 2013, o prefeito de Bequimão sempre investiu nas comunidades quilombolas, respeitando suas histórias, cultura e tradição, sendo o primeiro prefeito do Brasil a criar a Semana do Bebê Quilombola.

10 – Para finalizar, seria bom ver os críticos visitando a comunidade de Juraraitá para conhecer a história de um povo do quilombo e que precisa ser respeitado por quem quer que seja.

Atenciosamente;

Ivete Macedo

Idealizadora do Museu da Roça em Juraraitá-Bequimão.

Prefeitura de Bequimão divulga nota de esclarecimento após boatos na rede social

NOTA

A Prefeitura Municipal de Bequimão informa que ainda não foi divulgada, oficialmente, a data de pagamento dos servidores municipais referente ao mês de maio. Nesta quarta-feira (31), foi compartilhada uma nota do Blog Tribuna de Bequimão, publicada em maio de 2016, causando falsa expectativa nos funcionários. Tão logo o prefeito Zé Martins autorize o pagamento, será feita a devida divulgação, como é de praxe realizar todo mês.