Comunidade de Paricatíua recebe plantio de mudas de Paricás

Aconteceu na manhã do último sábado (26), o plantio de 200 mudas de Paricás destinadas à implantação do “Bosque dos Paricás” na comunidade Paricatíua que fica localizada a margem do Rio Itapetininga, na zona rural de Bequimão/MA.

O plantio das mudas é uma ação que faz parte do projeto “Paricás em Paricatíua: um sonho possível”, idealizado pelo professor titular da Universidade Federal do Ceará (UFC) e coordenador do Laboratório do Semiárido (LabSar), Dr. José de Jesus Lemos, natural de Paricatíua. A ação teve como objetivo devolver à comunidade um “Bosque de Paricás” e reconstituir um passado onde a planta dominava a paisagem.

O povoado Paricatíua tem seu nome estreitamente relacionado ao Paricá, árvore que era abundante no passado. Atualmente, não se tem notícia da existência de um único exemplar da planta na região. É uma árvore florestal que pode alcançar até 30 metros de altura e sua madeira leve é usada pra obter compensados e laminados para móveis e fabricação de canoas, entre outros usos.

O projeto só foi concretizado, devido aos outros sonhadores e apoiadores, especialmente os membros da comunidade de Paricatíua, os principais beneficiários e protagonistas do projeto, os professores e estudantes da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) e a Prefeitura Municipal de Bequimão.

O plantio das mudas foi em regime de mutirão. Onde coube ao Dr. Lemos visivelmente emocionado fazer o plantio da primeira muda, seguido nesse gesto pelo prefeito Zé Martins (Prefeito de Bequimão), por Ana Creuza (presidente do FDBM), Maria José e Marcelo Lemos (esposa e filho do Dr. Lemos), e Jorge Filho (vereador). Os estudantes da Unidade Integrada Paricatíua, os idosos, moradores e visitantes também plantaram suas mudas. A diversidade vegetal do Bosque se misturou à riqueza e beleza de pessoas de diferentes idades, que celebraram o momento cantando e nos encantando com o hino de louvação a Paricatiua, fato que deu um colorido especial ao momento, tornando-se uma verdadeira festa cívica e ecológica.

Para o idealizador do projeto, Dr. Lemos, foi inebriante ver adultos e idosos felizes plantando mudas da árvore que empresta o nome ao povoado, se referindo as crianças ele acrescentou “de agora em diante as aulas práticas de biologia e de educação ambiental do povoado não serão mais as mesmas”, declarou.

Na mesma linha, o Professor e coordenador técnico da produção das mudas dos Paricás no viveiro da fazenda escola da UEMA em São Luís, José Gusmão, natural do povoado Quindíua-Bequimão, manifestou sua satisfação olhando para o verde e para o futuro, assim se expressou: “as crianças e o Bosque apontam para o futuro. Futuro que desejamos seja feliz para todos. Futuro que plantamos e construímos no presente”, ponderou Gusmão.

O prefeito Zé Martins destacou a iniciativa coordenada pelo Paricatiuense, José Lemos. “É uma ação de extrema importância para a conscientização ambiental da comunidade. Além das árvores nativas já existentes no entorno do terreno, o plantio das mudas vai contemplar a região com o belo Bosque que se transformará em um espaço de lazer e convivência. Será um ganho para a comunidade e visitantes”, disse o prefeito.

Por Rodrigo Martins (Texto e Fotos)

Prefeito Zé Martins participa do plantio das mudas de Paricás no povoado Paricatíua em Bequimão

Na manhã do último sábado (26), o prefeito de Bequimão, Zé Martins, participou do plantio de 200 mudas de Paricás, destinadas à implantação do “Bosque dos Paricás” na comunidade Paricatíua que fica localizada a margem do Rio Itapetininga, na zona rural de Bequimão/MA.

O plantio das mudas é uma ação que faz parte do projeto “Paricás em Paricatíua: um sonho possível”, idealizado pelo professor titular da Universidade Federal do Ceará (UFC) e coordenador do Laboratório do Semiárido (LabSar), Dr. José de Jesus Lemos, natural de Paricatíua. A ação teve como objetivo devolver à comunidade um “Bosque de Paricás” e reconstituir um passado onde a planta dominava a paisagem.

O povoado Paricatíua tem seu nome estreitamente relacionado ao Paricá, árvore que era abundante no passado. Atualmente, não se tem notícia da existência de um único exemplar da planta na região. É uma árvore florestal que pode alcançar até 30 metros de altura e sua madeira leve é usada para obter compensados e laminados para móveis e fabricação de canoas, entre outros usos.

O projeto só foi concretizado, devido aos outros sonhadores e apoiadores, especialmente os membros da comunidade de Paricatíua, os principais beneficiários e protagonistas do projeto, os professores e estudantes da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) e a Prefeitura Municipal de Bequimão.

O plantio das mudas foi em regime de mutirão. Onde coube ao Dr. Lemos visivelmente emocionado fazer o plantio da primeira muda, seguido nesse gesto pelo prefeito Zé Martins (Prefeito de Bequimão), por Ana Creuza (presidente do FDBM), Maria José e Marcelo Lemos (esposa e filho do Dr. Lemos), e Jorge Filho (vereador). Os estudantes da Unidade Integrada Paricatíua, os idosos, moradores e visitantes também plantaram suas mudas. A diversidade vegetal do Bosque se misturou à riqueza e beleza de pessoas de diferentes idades, que celebraram o momento cantando e nos encantando com o hino de louvação a Paricatiua, fato que deu um colorido especial ao momento, tornando-se uma verdadeira festa cívica e ecológica.

Para o idealizador do projeto, Dr. Lemos, foi inebriante ver adultos e idosos felizes plantando mudas da árvore que empresta o nome ao povoado, se referindo as crianças ele acrescentou “de agora em diante as aulas práticas de biologia e de educação ambiental do povoado não serão mais as mesmas”, declarou.

O prefeito Zé Martins destacou a iniciativa coordenada pelo Paricatiuense, José Lemos. “É uma ação de extrema importância para a conscientização ambiental da comunidade. Além das árvores nativas já existentes no entorno do terreno, o plantio das mudas vai contemplar a região com o belo Bosque que se transformará em um espaço de lazer e convivência. Será um ganho para a comunidade e visitantes”, disse o prefeito.

Por Rodrigo Martins (Texto e Fotos)

Campeonato de Paricatiua teve sua abertura quinta-feira (25) no Estádio Margarido Sales

O prefeito Zé Martins, um dos maiores apoiadores do Campeonato de Futebol de Paricatiua, participou da abertura oficial na última quinta-feira (25) no Estádio Margarido Sales. Acompanhado de secretários, vereadores e desportistas do município, Zé Martins tem dado sua contribuição para o avanço do esporte no município.

A Arena Margarido Sales em Paricatíua realizou a abertura da primeira Edição do Campeonato AVIVAR organizado por Agnaldo e Margarido (conhecido como Usam), que tem como apoiadores, o Prefeito Zé Martins, Vereador Jorge Filho e o Presidente do Paricatíua Atlético Clube, Leandro Rodrigues.

A partida inicial da primeira rodada foi disputada pelas equipes de Paricatíua Atlético Clube (PAC) e Jacaretíua, destaque para a equipe de PAC que venceu por 3 a 1. A segunda partida foi disputada entre as equipes de Santana e Floresta, a partida encerrou com a vitória do time da Floresta por 2 a 1.

Estiveram presente o Prefeito Zé Martins, o Secretário Municipal de Esporte kell Pereira e diversas autoridades Municipais. As partidas do Campeonato acontecerão toda as quintas-feiras e sábados a partir das 18h e contará com 8 equipes. Paricatíua Atlético Clube, Jacaretíua, Guaraní, Galático, Santana, Beqcity, Floresta e Britizvalcker.

Delícias da culinária bequimãoense atraem visitantes para Festival Gastronômico

Em Bequimão, porta de entrada do polo turístico da Floresta dos Guarás, o lançamento do II Festival Gastronômico – Delícias do Mar atraiu mais de 350 pessoas para o povoado de Paricatíua, a 9Km da sede. O evento promovido pelo Sebrae/MA, em parceria com a Prefeitura Municipal de Bequimão, aconteceu no Bar e Restaurante Estação Marítima, em frente ao atracadouro flutuante da comunidade, tendo como atrações culturais a Banda Barba Branca, discotecagem de Ademar Danilo e tambor de crioula de Bequimão.

“Ações dessa natureza abrem os olhos dos munícipes para que percebam o potencial turístico de suas belezas naturais e patrimônio imaterial, que é a sua cultura. Somado a isso, eles despertam para a atividade turística como fonte de trabalho, renda e melhoria da economia local e da qualidade de vida das pessoas”, destacou o superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Fransoufer e o superintendente do Sebrae João Martins

Dois restaurantes, Estação Marítima e Canaã, aproveitaram a estrutura montada para agradar o paladar dos visitantes. Para o artista plástico e dono do restaurante Canaã, Fransoufer, o festival é mais que um aprendizado. “A culinária não deixa de ser uma arte. Este festival, que era apenas para o âmbito de São Luís, está ganhando novo rumo. Além de proprietário do restaurante Canaã, que tem como prato especial o tambaqui na brasa, estou aprendendo outros pratos maranhenses”, afirmou.

 


Prefeito Zé Martins, ex-prefeito Juca Martins e superintendente do Sebrae João Martins

A visitante Rosa Maramaldo destacou a beleza e os sabores dos pratos. “Todos os pratos estão uma delícia, mas eu adorei o vatapá e dou nota dez”, avaliou. O evento mostrou que o município está incrementando seus equipamentos turísticos, com a mobilização da comunidade para que a atividade aconteça a contento. “Cremos nas potencialidades do nosso município. A parceria com o Sebrae mostra que, se estivermos organizados, podemos crescer e ajudar o município a se desenvolver de maneira sustentável”, acredita o prefeito Zé Martins.

Durante o lançamento do festival gastronômico, os participantes puderam degustar diferentes pratos preparados à base de sururu, camarão, caranguejo e outros frutos do mar, além de sobremesas inspiradas nas frutas locais, como bacuri e ginja. “O lançamento foi um grande sucesso e supriu as nossas expectativas, mostrando que há demanda por parte do grande público que veio prestigiar o evento”, avaliou o agente de desenvolvimento Rodrigo Martins.
Programação paralela

Na programação do lançamento do II Festival Gastronômico Delícias do Mar em Paricatiua, também estava incluída uma oficina de gastronomia regional a base de pescados e mariscos, sob a orientação da culinarista Raimunda Nonata Amorim, mais conhecida como Tia Noca.

“Demos uma aula sobre a culinária típica do Maranhão, aproveitando a temática do evento. Cremos que somamos com esse processo de despertar as pessoas daqui para a importância do que possuem na região e que, talvez, ainda nem tinham se dado conta que podiam utilizar esses frutos do mar para fazer pratos saborosos e atrair turistas para cá”, colocou a culinarista.

Além da oficina de gastronomia, a programação paralela contemplou a comunidade de Paricatíua com uma palestra sobre Turismo Comunitário, a pedido do poder público municipal, que busca engajar a comunidade em todo o processo de desenvolvimento que está por vir assim que a Ponte Bequimão-Central do Maranhão estiver concluída. A palestra foi ministra pela consultora do Sebrae Flávia Cantalamessa e assistida por mais de 40 pessoas.

Sobre o evento

O II Festival Gastronômico “Delícias do Mar” acontece até o dia 23 de abril, numa ação conjunta dos projetos Cadeia de Valor do Turismo na Regional de São Luís e Desenvolvimento Econômico e Territorial do Litoral Ocidental (DET) Litoral Ocidental, executados, respectivamente, pelas Unidades Regionais do Sebrae em São Luís e Pinheiro com apoio de parceiros institucionais, envolvendo os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa, Alcântara, Bequimão, Cedral, Cururupu e Porto Rico do Maranhão.


Prefeitura de Bequimão e Sebrae/MA convidam a população para o Festival Gastronômico neste Domingo (9)

O Sebrae/Ma, por meio da Unidade Regional de Pinheiro, com o apoio da Prefeitura Municipal de Bequimão, convida você para o evento de lançamento do Festival Gastronômico – Delícias do Mar, que será realizado em Bequimão no próximo dia 09 de abril (domingo), a partir das 12:00hs no restaurante Estação Marítima em Paricatíua, Bequimão.

Será montado um ambiente para cada restaurante oferecer suas iguarias para degustação e também, para comercialização de seus pratos por preços especiais. Assim, será o Festival Gastronômico – Delícias do Mar, uma grande oportunidade de oferecer ao público de conhecer e apreciar os pratos especiais que resgatam a culinária e os ingredientes típicos do Litoral Maranhense, objetivando fortalecer a gastronomia e o turismo local.

Venha experimentar a gama de iguarias do festival e encante-se com a culinária Bequimãoense neste domingo (09) no Restaurante Estação Marítima em Paricatíua, Bequimão.

Os restaurantes que irão participar do Festival Gastronômico são: Brisa Mar, Cannaã, Fundo de Quintal e Restaurante Estação Marítima.

E para animar o ambiente que une gastronomia, cultura, turismo e o talento dos nossos empreendedores, teremos a discotecagem do DJ Ademar Danilo do África Brasil Caribe, Banda Barba Branca e apresentação do Tambor de Crioula de Santa Rita.

Realização: Sebrae

Apoio: Prefeitura de Bequimão

Bequimão participará de Festival Gastronômico Delícias do Mar

A variedade de sabores da culinária bequimãoense poderá ser apreciada no Festival Gastronômico – Delícias do Mar, que acontecerá no próximo domingo (09), a partir das 12h, no restaurante Estação Marítima, no povoado Paricatíua. Bequimão será o terceiro município a receber o evento promovido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae/MA), por meio das unidades da Região Metropolitana de São Luís e Regional de Pinheiro, com o apoio da Prefeitura Municipal.

Quatro restaurantes locais foram credenciados para o Festival, depois de uma avaliação feita por técnicos do Sebrae. As delícias serão apresentadas pelos restaurantes Canaã (Jacioca), Estação Marítima (Paricatíua), Brisamar (Centro) e Fundo de Quintal (Bairro de Fátima). “Queremos, com esse evento, estimular o empreendedorismo, a cultura e as tradições gastronômicas da nossa região. Bequimão não poderia ficar de fora, por ser um município com uma culinária de grande potencial”, destacou o superintendente do Sebrae/MA, João Martins.

O local escolhido para sediar o Festival Gastronômico tem tudo a ver com os principais ingredientes dos pratos que serão servidos. O restaurante fica de frente para o mar, com uma extensa área de manguezal à frente e ao lado de um cais flutuante que atrai e encanta quem visita Paricatíua. “Vamos desfrutar de uma das vistas mais bonitas do nosso município, em uma região que tem tudo para crescer em turismo e na gastronomia. É do mar que muitas famílias do nosso lugar tiram seu sustento.Por isso, todo nosso apoio ao Festival”, garantiu o prefeito Zé Martins.

Quem for ao “Delícias do Mar” pode esperar muita comida à base de camarão, peixe, sururu e também de outros ingredientes típicos da região. Tudo isso será oferecido a preços especiais, em um ambiente organizado para os quatro restaurantes. Antes de Bequimão, o Festival Gastronômico passará por São Luís (05 de abril) e Alcântara (07 de abril). Depois, seguirá para São José de Ribamar, Raposa, Cedral, Porto Rico do Maranhão, Guimarães e Cururupu. Mais informações podem ser acessadas pelo endereço www.festivaldeliciasdomar.com.br.

Cultivo de sururu avança em Bequimão como módulo experimental

O módulo experimental de cultivo de sururu implantado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) em Bequimão, vem apresentado resultados promissores e já mostra ser um bom exemplo a ser aplicado em outros municípios do estado.O projeto vem sendo acompanhado pela equipe da Sagrima e pesquisadores da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA).

De acordo com a coordenadora de Apoio à Aquicultura da Sagrima, Isabela Neiva Moreira, o projeto tem tudo para ser um sucesso. “O marisco está se adaptando com rapidez às estruturas de cultivo adquiridas pela secretaria e promete ser um sucesso! A equipe está elaborando mais projetos experimentais pra serem implantados no Litoral Ocidental”, explica.
O primeiro povoamento foi feito em novembro, na comunidade praiana de Paricatiua. Mais de 30 habitantes do povoado já foram capacitados no manejo e cultivo de moluscos e agora tem na atividade mais uma fonte de renda. Para o presidente do Sindicato dos Pescadores Profissionais Artesanais, Aquicultores, Marisqueiros e Trabalhadores na Pesca do município de Bequimão-MA, Odoriel Barata, o suporte da Sagrima e dos parceiros do projeto está sendo fundamental. “O trabalho está indo muito bem, a comunidade está se dedicando e se interessando muito, porque é uma atividade nova, que a gente não tinha muita experiência e agora com a assistência, vamos ter um resultado muito bom”, explicou.

O sistema aplicado é o longline (linha longa), onde uma corda sustenta o sururu em cultivo. No projeto de Bequimão, o longline possui em torno de 70 metros e produzirá cerca de 100 kg de sururu por ciclo, onde cada ciclo tem duração de quatro meses. Magal, vice-prefeito de Bequimão, reforçou a importância da parceria entre instituições para o sucesso da produção.

“Estamos desde o ano passado nessa parceria com a Sagrima, para a implantação desse projeto pioneiro. Nossa cidade tem um potencial enorme para essas culturas, tanto sururu quando ostra. O prefeito Zé Martins continuará dando todo o apoio necessário para que esse projeto alcance seu objetivo final, que é gerar mais renda para nossas comunidades ribeirinhas” – destacou Magal.

O objetivo do projeto é já ter produção em escala comercial, como o que já acontece com o cultivo de ostras em Humberto de Campos, cujos produtos chegaram aos supermercados pela primeira vez em 2016. Esse projeto, por sua vez, será ampliado para Icatu e Primeira Cruz ainda este ano.

Para o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, o cultivo de sururu no estado tem grande potencial de crescimento. “Esse projeto será um importante complemento à renda de marisqueiros e pescadores do estado, dando a eles inclusive a possibilidade de inserção num mercado formal, abrangendo não somente o mercado maranhense, como outras regiões do país, já que é alta a demanda por esses mariscos”, explica.

SITE: Sagrima

Prefeitura de Bequimão participa da entrega de kits para criação de sururu de estacas em Paricatiua

SURURUCom o apoio da Prefeitura Municipal de Bequimão, representada pelo secretário de Administração, Transporte e Infraestrutura, José Orlando Ferreira, foram entregues, nesta terça feira (19), os kits do projeto Módulo Experimental de Cultivo de Sururu em Estacas, que será desenvolvido na comunidade de Paricatíua.

O projeto é coordenado pela bióloga Isabela Neiva Moreira, que é mestre em Biodiversidade e Conservação, e visa a promover pesquisas para o desenvolvimento desse tipo de atividade no Maranhão. Como forma de experimento, foi escolhido o Rio Itapetininga, inicialmente no Paricatíua. Duas turmas de capacitação em Cultivo de Moluscos, envolvendo 30 pessoas, em cada, já foram realizadas.

Os treinamentos foram feitos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). A partir daí, foram escolhidas 10 famílias para aprender toda a metodologia de cultivo, com acompanhamento de pesquisadores da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) – Campus Maracanã.

Os kits entregues foram doados pelo Governo do Estado, por meio da SAGRIMA, representada no ato pelo secretário adjunto Fortunato Macedo. Os pescadores receberam chapéus com protetor de nuca, botas, luvas, redes para cultivo, caixas de isopor, caixas de monobloco, cordas e canos.

Também participaram da entrega o deputado estadual Zé Inácio (PT), além de lideranças da comunidade e incentivadores do cultivo, como o presidente do Sindicato dos Pescadores de Bequimão (SINDPESCA), Odoriel de Paricatíua.