Lançada em Cururupu a 14ª edição da Agritec

O Sebrae é parceiro do Governo do Estado na realização do evento. Dezenove municípios que integram o território foram convidados e enviarão suas caravanas formadas por produtores que comercializarão seus produtos e participarão de toda a programação.

 

A 14ª edição da Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) – Território da Baixada, que será realizada nos dias 07, 08 e 09 de dezembro, na cidade de Cururupu, foi lançada oficialmente na tarde desta segunda-feira (06), em uma solenidade no Centro de Convenções do município.

A feira é uma realização do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual da Agricultura Familiar (SAF), com o apoio do Sebrae, da Prefeitura Municipal de Cururupu, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e diversas entidades, sindicatos, associações e movimentos.

“Em 2017, o Sebrae renovou a parceria com o Governo do Estado, pois percebe que a Agritec é uma grande oportunidade para os pequenos produtores rurais se atualizarem e terem acesso a novas tecnologias, o que consideramos algo positivo e que contribui para o incentivo ao empreendedorismo”, afirma João Martins, diretor superintendente do Sebrae no Maranhão.

O lançamento contou com a presença do gestor de projetos do Sebrae em Pinheiro, Breno Soeiro, que na ocasião representou a instituição parceira,  o secretário estadual da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, da prefeita de Cururupu, Professora Rosinha, do secretário adjunto de Agricultura Familiar do Estado, Francisco Sales, da superintendente da SAF e coordenadora da Agritec, Marilene Bandeira, além de representantes do poder público municipal, de órgãos estaduais ligados a agricultura, sindicatos e associações.

O Secretário Estadual de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, disse acreditar que a 14ª edição da feira realizada em Cururupu, tem tudo para ser uma das maiores já realizadas.

“Só é possível ter ideia da importância de uma Agritec e o que ela representa de positivo para uma região quando se sedia e participa de uma edição, é uma feira grandiosa, de um alcance e um retorno tremendo para todos aqueles que participam. A agricultura familiar hoje no estado do Maranhão tem visibilidade e muito disso se deve ao legado que está sendo construído pela Agritec e ao compromisso dos nossos parceiros e produtores, por isso acreditamos que essa edição pode ser do tamanho que todos nós quisermos e será gigantesca sem dúvida nenhuma”, enfatizou Soares.

Secretário Estadual da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, discursa durante a abertura oficial da 14ª Agritec.

A Agritec – Território Baixada Ocidental, terá como principal objetivo proporcionar ao agricultor familiar de toda região a oportunidade de conhecer e ter acesso a tecnologia que movimenta o mundo do agronegócio, além de poder comercializar os seus produtos para visitantes de todo o estado.

Para a prefeita anfitriã da Agritec – Território Baixada Ocidental a feira é uma grande oportunidade de atrair desenvolvimento para toda a região.

“Pela primeira vez a região do litoral ocidental sedia um evento dessa magnitude é nossa obrigação realizar uma grande feira e mostrar que a nossa região tem potencial, riquezas e um povo trabalhador”, projetou Rosinha.

Público presente no lançamento da 14ª edição da Agritec – Território Baixada Ocidental.

A FEIRA

Dezenove municípios que integram o território foram convidados e enviarão suas caravanas formadas por produtores, que comercializarão seus produtos, participando ainda de toda a programação de cursos, palestras, mesas redondas e oficinas que serão realizadas nas áreas de pesca, piscicultura, horticultura, fruticultura, mandiocultura, caprinocultura, gestão e comercialização de produtos e oportunidades de negócios para a agricultura familiar.

Capacitações na área da gastronomia e apresentações culturais complementam a programação da feira que acontecerá na praça Sesquicentenário (Antigo Aeroporto) no bairro Jacaré em Cururupu.

Anúncios

Líderes do litoral ocidental maranhense iniciam discussões visando o desenvolvimento da região

Lideranças dos onze municípios da região do litoral ocidental maranhense participam do primeiro encontro do programa Lider.

 

O primeiro encontro abre a fase do programa que é chamada de Operacional e consiste no período em que se constroem os caminhos a serem percorridos. O segundo encontro acontece nos dias 09 e 10 de novembro novamente na cidade de Cururupu

 

Com o objetivo de formular um plano estratégico pensado para promover o desenvolvimento sustentável da região do Litoral Ocidental Maranhense, líderes dos 11 municípios que integram a microrregião participaram recentemente, na cidade turística de Cururupu, do primeiro encontro do programa Liderança para o Desenvolvimento Regional (LIDER).

O diretor superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, a prefeita de Cururupu, professora Rosinha, o prefeito de Central do Maranhão, Ismael Monteiro, o vice-prefeito de Guimarães, Osvaldo Gomes, ex-prefeitos, secretários municipais, empresários e lideranças de diversos segmentos de toda a região integram mais essa iniciativa do Sebrae.

O primeiro encontro abre a fase do programa que é chamada de operacional e consiste no período em que se constroem os caminhos a serem percorridos pelo grupo, com a finalidade de deixar de ser um grupo nominal, que é como eles chegam para o primeiro encontro, para ser um grupo cooperativo, que é o que se espera da união entre as lideranças.

Como parte da programação do programa, o Diretor Superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, proferiu a palestra “Gente que Faz”, onde compartilhou com as demais lideranças, experiências, desafios e conquistas de sua trajetória de vida como homem público e Diretor do Sebrae no Maranhão.

“Nós tivemos aqui durante neste primeiro encontro, oportunidades e experiências extremamente enriquecedoras no sentido de pensar o desenvolvimento integrado e sustentável dessa região. Todos esses representantes do poder público, do setor privado e da sociedade civil organizada estão aqui pensando unicamente no desenvolvimento desta região, gostaríamos de demonstrar toda a nossa satisfação e parabenizar as lideranças que aceitaram esse desafio de planejar os caminhos para o desenvolvimento da região do litoral ocidental maranhense”, destacou Martins.

Diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, durante a palestra “Gente que Faz”.

Os participantes foram estimulados ainda a construir a identidade do grupo e desenvolver um mapa mental, onde eles apontaram como principal objetivo o desenvolvimento regional e traçaram estratégias e caminhos de como esse resultado pode ser alcançado com a colaboração de todos.

Líder do movimento negro, Elio Inácio Silva, representa uma das mais autênticas comunidades quilombolas do Maranhão, Frechal, localizada na zona rural do município de Mirinzal. Elio é uma liderança conhecida e admirada em seu meio e destacou que a região precisava de um programa para incentivar debates que convergissem para o desenvolvimento.

“Estamos precisando de um trabalho como este que o Sebrae está propondo agora, junto as lideranças de todas as dimensões, não apenas comunitárias, mas empresariais e políticas, porque precisamos que nossa região desenvolvida, seja explorada mas de maneira sustentável. Eu vejo que o caminho é esse, os setores tem que estar juntos, discutindo as propostas, levantando os problemas, pensando nas soluções para que sejam implementadas em benefício da região”, frisou Silva.

Foram discutidas, entre outras propostas, o projeto de gestão compartilhada para mudança, o desenvolvimento através das lideranças empreendedoras, oportunidades de articulação e negociação, formulação de estratégias de desenvolvimento, que passando pela institucionalização e governança, culminará na elaboração de um plano de ação que contribuirá para o futuro sustentável da região.

Empresário do ramo do turismo, Fernando Gonçalves, que possui uma pousada na ilha dos lençóis em Cururupu e uma agência virtual de viagens, foi uma das lideranças selecionadas para integrar o programa. Segundo ele, o Lider, é uma oportunidade para que os municípios da região do Litoral Ocidental Maranhense se integrem com vistas no desenvolvimento.

“Esse encontro é importante para que a gente possa compartilhar ideias, em busca do consenso geral que é o desenvolvimento do litoral ocidental Maranhense e o Sebrae está aqui como parceiro para capacitar e contribuir para que possamos chegar a esse objetivo. Sabemos que temos o nosso potencial, mas também temos nossas problemáticas e aqui vamos poder identificá-las e chegar as soluções o que vai aumentar sem dúvida a nossa qualidade de vida”, afirmou Gonçalves.

O programa Lider tem ainda como um de seus propósitos promover o autoconhecimento, tanto pessoal quanto ao integrar um grupo com características específicas como interação, qualificação, institucionalização e a capacidade de adaptação.

 

O PROGRAMA LIDER

O Programa Lider, é uma ação do Sebrae Nacional, que apresenta uma metodologia de mobilização, qualificação e integração de lideranças, que estimula a criação de um ambiente favorável aos pequenos negócios para o desenvolvimento regional sustentável, trabalhando as três dimensões da competitividade: a sistêmica (gestores públicos e prefeitos), a empresarial (empresários locais e suas entidades representativas de classe) e a estruturante (esforço conjunto da sociedade organizada).

O objetivo da iniciativa no Maranhão é contribuir para o desenvolvimento sustentável do Litoral Ocidental do estado, por meio do fortalecimento da boa governança, pela participação equilibrada dos setores público, privado e do terceiro setor, favorecendo a identidade regional, grupal e a formação de capital social, para elaboração coletiva e execução de um Plano Estratégico de Desenvolvimento para a região que abrange onze municípios.

“O primeiro encontro superou nossas expectativas, as lideranças mostraram-se engajadas e comprometidas com a proposta do programa e nós não temos dúvida que a cada encontro esse engajamento e essa determinação deles só irá aumentar. Agora, seguindo o cronograma, o segundo encontro acontece nos dias 09 e 10 de novembro novamente na cidade de Cururupu”, afirmou Graça Fernandes, gerente regional do Sebrae em Pinheiro.

Piscicultores de Arari apoiados pelo Sebrae recebem  outorgas de uso da água

João Martins, durante solenidade de entrega de outorgas de uso da água em Arari

Ao todo, 21 empreendedores rurais que atuam com a piscicultura em Arari receberam o documento, que legaliza o uso dos corpos d’água das propriedades

 ARARI – Em cerimônia realizada no auditório da Casa do Professor de Arari, o Sebrae Maranhão, a Prefeitura Municipal de Arari e a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), entregaram 21 Outorgas de Direito do Uso de Água do Rio Mearim, a piscicultores de Arari.

Todos os 21 são atendidos pelo Sebrae, por meio do projeto de Piscicultura, desenvolvido pela Unidade Regional do Sebrae em Santa Inês, que além de Arari atende empreendedores rurais ligados à atividade de piscicultura dos municípios de Vitória, Penalva, Viana e Matinha.

O Sebrae foi o responsável pela elaboração do projeto, bem como acompanhamento de todo o processo junto aos órgãos competentes para a emissão das outorgas de uso de água aos empreendedores rurais.

A outorga de direito de uso de recursos hídricos é um dos seis instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos, estabelecidos no inciso III, do art. 5º da Lei Federal nº 9.433, de 08 de janeiro de 1997. Esse instrumento, tem como objetivo assegurar o controle quantitativo e qualitativo dos usos da água e o efetivo exercício dos direitos de acesso aos recursos hídricos.

Durante a solenidade, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, enfatizou a satisfação da instituição em acompanhar o grupo produtivo desde o início de sua atividade, até esse momento de entrega das Outorgas de Direito de Uso de Água.

“Esse foi um trabalho extremamente difícil para o Sebrae, que fez um acompanhamento e uma gestão muito forte junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), no sentido de conseguirmos a obtenção dessas outorgas, que vão possibilitar a habilitação desses piscicultores para investimentos, custeio e acesso a linhas de crédito para seus empreendimentos na piscicultura”, ressaltou o superintendente.

O Sebrae acompanha o grupo de piscicultores de Arari desde de 2013 com ações pontuais, como consultorias tecnológicas e cursos, a exemplo do associativismo e cooperativismo, dentre outros.

Prefeito de Arari, Djalma Melo e diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, fazem a entrega do documento a uma  piscicultora.

ATENDIMENTO

Em 2015, os empreendedores passaram a ser atendidos pelo projeto de Piscicultura na Regional de Santa Inês e há um ano, a partir das orientações empreendedoras recebidas, se organizaram e deram origem a Associação dos Piscicultores de Arari.

Em 2016, por meio do Sebraetec, o Sebrae realizou uma consultoria que apontou a necessidade dos produtores obterem a outorga de uso de água do Rio Mearim e explicou todo o processo necessário para o recebimento do documento junto a Sema, elaborando assim o projeto a ser apresentado na secretaria.

“O Sebrae, logicamente, não poderia ficar longe desse momento, até porque trabalhamos inicialmente com esses piscicultores uma capacitação muito forte na área de inovação, tecnologia e mercado. Agora, o Sebrae entrou no processo de gestão e acompanhamento para que fosse emitida a outorga de água, que viabiliza a gestão dos empreendimentos.”, disse Martins.

“Essa foi a melhor maneira de coroarmos essa primeira etapa do processo, para que assim os empreendedores estejam devidamente habilitados para ter acesso ao mercado e ao crédito, o que alavancará sua atividade produtiva”, completou o diretor superintendente do Sebrae.

IMPORTÂNCIA

Presente no evento, o prefeito de Arari, Djalma Melo, destacou a importância da iniciativa privada para a economia local e a geração de renda familiar, bem como o fato de Arari está bastante à frente nos empreendimentos ligados a berçários, engorda e comercialização de peixes.

“Esse é um grande passo de incentivo ao potencial que nosso município possui e agradecemos o apoio de todos os nossos parceiros nesse processo, a exemplo do Sebrae”, relatou o prefeito.

Para o presidente da Associação dos Piscicultores de Arari, José Reinaldo Freitas, o recebimento das outorgas representa a concretização de um sonho e é fruto de muito trabalho em conjunto com o Sebrae.

“Esse momento vem coroar o que tem sido um trabalho árduo e difícil, que a associação tem buscado junto aos órgãos competentes, que é a aquisição da licença de uso de água. Somos piscicultores e a água é nosso instrumento de trabalho e a burocracia para a aquisição desse documento é enorme. Sem a assistência do Sebrae, provavelmente nós não teríamos conseguido adquirir esse documento. Agora ele nos abre portas para trabalhar em conformidade com a legislação. A parceria entre o Sebrae e a Associação dos Piscicultores de Arari deu certo”, observou José Reinaldo.

Na ocasião, o gerente regional do Sebrae em Santa Inês, Wamberg Amaral, aproveitou para destacar que, dentre os municípios de atuação da regional, a Associação dos Piscicultores de Arari é a primeira a conseguir a emissão de outorgas de uso de água.

“A entrega das outorgas representa um ato de cidadania, que envolve não apenas o piscicultor, mas a família desses produtores também, uma vez que é o documento legaliza a propriedade, além do que é um instrumento legal para que eles possam desenvolver seu trabalho de forma mais ampla, contando sempre com a parceria do Sebrae”, pontuou o gerente regional do Sebrae em Santa Inês, Wamberg Amaral.

Também estiveram presentes na solenidade o gestor da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) em Viana, Antônio José Vale, o gerente de negócios do Banco do Nordeste em Viana, George Guimarães, o secretário municipal de Produção e Abastecimento de Arari, José Luís Fernandes, o vereador Tácito Lima, além de lideranças sindicais e outras autoridades municipais.

Sebrae é homenageado pelo TCE-MA

São Luís – O Diretor Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, foi uma das 38 autoridades, instituições e artistas homenageados na solenidade de 70 anos do Tribunal Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), realizado no auditório Terezinha Jansen, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, localizado no Cohafuma, no último dia 11 de outubro.

   Superintendente do Sebrae, João Martins, e o subprocurador geral da                        República, Nicolau Dino, exibem suas homenagens

Martins recebeu uma placa alusiva à comemoração de 70 anos do TCE-MA em nome do Sebrae, que este ano também comemorou 45 anos de existência. Na ocasião, o presidente do TCE-MA, José de Ribamar Caldas Furtado justificou a homenagem. “O Sebrae é um parceiro importante e tem construído um relacionamento que tem gerado frutos muito bons para o estado nos últimos anos. A homenagem é justa”, afirmou Caldas Furtado.

O diretor superintendente foi uma das autoridades que discursou na solenidade de aniversário do Tribunal Contas do Estado do Maranhão. “Estamos vivendo um momento histórico, onde os esforços do TCE-MA e do Sebrae no Maranhão convergem para o mesmo objetivo: favorecer a implantação de políticas públicas voltadas para as micro e pequenas empresas. Por todos estes motivos o Sebrae presta uma homenagem justa e vislumbra um futuro mais propício às micro e pequenas empresas por conta do esforço conjunto que o TCE-MA e o Sebrae vem fazendo desde 2015”, disse Martins em seu discurso.

O presidente da Atricon, Conselheiro Valdecir Pascoal, o presidente do TCE – MA, José Ribamar Caldas Furtado, e o superintendente do Sebrae, João Martins.

Além das homenagens, na ocasião também foi lançado um livro com a história do TCE maranhense, fruto de um trabalho de resgate e pesquisa histórica que envolveu o trabalho multidisciplinar de profissionais como bibliotecários, pesquisadores, estagiários, jornalistas e designers gráficos, todos mobilizados entre os quadros da instituição, liderados pelo ouvidor do Tribunal, conselheiro Washington Luiz Oliveira.

        João Martins e o presidente em exercício da Assembleia                                Legislativa do Maranhão, Othelino Neto.

O evento foi encerrado com uma palestra proferida pelo sub-procurador Federal Nicolau Dino, com o tema das inelegibilidades e sua relação com a atuação dos Tribunais de Contas. “Um encerramento à altura de uma noite onde pudemos compartilhar de forma plena nosso sentimento de gratidão e entusiasmo diante dos avanços conquistados até agora, que nos encorajam à constante superação”, observou o presidente do TCE, conselheiro Caldas Furtado.

 

 

Fonte: Comunicação Sebrae-MA

Sebrae apoia Seminário de Desenvolvimento do Varejo na Assembleia Legislativa

O evento foi promovido pelo CNDL e pela FCDL-MA, com apoio do Sebrae no Maranhão e faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo 2016-2018.

 

São Luís – Representantes das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) do Maranhão reuniram-se nesta segunda-feira (18), no Auditório do Complexo da Comunicação da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema), para o Seminário de Disseminação e Articulação de Propostas de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Varejo.

O evento é promovido pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e Sebrae Nacional, em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Maranhão (FCDL-MA) e do Sebrae no Maranhão. O seminário contou com apoio da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa (FPME), presidida pelo deputado estadual Adriano Sarney (PV).

Este é o segundo evento do tipo organizado dentro do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo 2016-2017 (PNDV) no Maranhão e estão previstas mais duas ações do tipo. No evento desta segunda-feira, foi apresentado um plano de ação montado a partir dos inputs coletados nas discussões do primeiro evento realizado no primeiro semestre.

 “É muito importante a realização desse encontro com presidentes de CDL de todo o Estado para discutirmos com especialistas propostas de desenvolvimento do varejo. O setor de comércio e serviços é responsável por mais de 70% dos empregos formais no Maranhão e cerca de 50% dos empregos do país. Precisamos unir esforços para desenvolver esse setor e a FPME com as demais entidades parceiras podem contribuir muito, tornando o Legislativo um mediador entre o poder público e a iniciativa privada”, declarou o deputado Adriano.

Sebrae no Maranhão – Socorro Noronha, presidente da FCDL-MA, demonstrou otimismo em relação ao evento. “Acho que esse é um momento histórico porque estamos reunindo a classe lojista e o poder Legislativo, por meio da Frente Parlamentar, para dar visibilidade às demandas e buscar soluções conjuntamente. Deste encontro certamente vão resultar propostas para termos políticas públicas que de fato impulsionem o desenvolvimento do Maranhão”, disse.

Presente ao evento, o Diretor Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, disse que discussões como a que foram feitas na Alema podem nortear propostas de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento de um ambiente favorável ao desenvolvimento de negócios. “O Sebrae tem uma ação forte neste sentido e apoiamos qualquer iniciativa que pode ajudar neste processo. Entendemos que um ambiente legal favorável incentiva os pequenos negócios a nascerem e se manterem gerando emprego e renda”, afirmou na ocasião.

 

A representante do CDL de Santa Luzia, Debora de Souza, testemunhou o quanto o apoio do Sebrae é rentável á iniciativas do varejo. “Em Santa Luzia, quando não éramos organizados, tínhamos alguma capacitação com dois ou três lojistas. Depois que o Sebrae nos ajudou, passamos a ter capacitações regulares e cada vez que temos uma nova iniciativa fechamos duas ou três turmas lotadas. Isso mostra o quanto o Sebrae pode ajudar na organização de um mercado”, observou a representante de Santa Luzia.

AÇÃO – O seminário foi apresentado pelo professor Marcos Lima, da IAG Consultoria, acompanhado do gerente de projetos do CNDL, Daniel Sakamoto. Eles explicaram que, antes de chegar ao Maranhão, este evento foi realizado em 16 capitais brasileiras e que o objetivo é chegar a todas as capitais, como parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV).

Segundo Lima, esta é uma iniciativa conjunta da CNDL com o Sebrae Nacional e visa melhorar o ambiente de negócios e acelerar o desenvolvimento de vantagens competitivas no setor varejista, por meio da identificação, proposição e disseminação de políticas públicas e do fortalecimento das lideranças do setor.

Participaram do seminário, além de presidentes das CDL de diversos municípios do Maranhão; o deputado federal Deoclídes Macedo (PDT); o vice-presidente da FPME, deputado Wellington do Curso (PP); Antônio Nunes, secretário de Governo do Estado; Fábio Ribeiro, presidente da CDL de São Luís; Francisco Brasil, presidente da CDL de Imperatriz; e Albertino Leal, superintendente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema).

 

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Prefeito Zé Martins articula parcerias para inserção de mão de obra local nas obras para construção da Ponte do Rio Pericumã

Além de qualificar mão de obra local em atividades que serão demandadas na construção da ponte, o Prefeito buscou o Sebrae para preparar os comerciantes e empreendedores do município para a chegada de novas demandas de consumo.

 

Prefeito Zé Martins, Edilson Baldez (FIEMA), João Martins (SEBRAE) e Marco Moura (SENAI) articulam parcerias visando oportunidades de emprego e negócios advindos da construção da Ponte do Pericumã

O Prefeito Zé Martins está ultimando os detalhes e termos de parcerias para garantir que as obras de construção da Ponte sobre o Rio Pericumã, de responsabilidade do Governo do Estado do Maranhão, trarão novas oportunidades de emprego, geração de renda e negócios para a população do município de Bequimão, localizado estrategicamente na porta de entrada do litoral ocidental maranhense.

 

Na semana passada, o prefeito esteve reunido com o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão – FIEMA, Edilson Baldez, o superintendente do SEBRAE, João Martins e o superintendente do SENAI, Marco Moura, para definir os termos da futura parceria com as instituições do Sistema S.

 

“Informações do governo do estado calculam que as obras de construção da Ponte vão gerar mais de 500 empregos. Nosso esforço então será para garantir que o máximo possível de vagas sejam ocupadas por trabalhadores de Bequimão e de municípios vizinhos, mas isso só vai acontecer se tivermos mão de obra qualificada e preparada para atender essa demanda de forma eficiente”, explica Zé Martins, que  informa que estão sendo negociados cursos técnicos profissionalizantes para as atividades de pedreiro, armador, ferreiro, entre outras.

 

Parceria da Prefeitura de Bequimão com instituições do Sistema S prevê a ofertas de cursos profissionalizantes e de gestão empresarial para trabalhadores e empreendedores locais

O convênio para a oferta de cursos profissionalizantes prevê inicialmente a oferta de treinamentos de iniciação profissional, aperfeiçoamento e qualificação.

 

Cada curso terá um perfil diferenciado, devendo os candidatos preencherem os pré-requisitos e critérios necessários para obtenção da vaga.

 

De acordo com o prefeito Zé Martins, a parceria vai possibilitar qualificação profissional não apenas dos jovens mas, também, de adultos em busca de recolocação no mercado de trabalho.

 

Para o presidente da FIEMA, Edilson Baldez, além do conhecimento, esta oportunidade vai gerar ainda a possibilidade de ingressar no mercado de trabalho ou investir no seu próprio negócio, melhorando a qualidade e aumentando a oferta de serviços no município e na região.

 

“Para o Sistema FIEMA é uma grande satisfação essa parceria. Atendendo a essa demanda do prefeito estamos também cumprindo nossa missão de levar educação profissional de qualidade para o povo maranhense”, completou.

 

Os termos de parceria com as instituições devem ser formalizados em algumas semanas.

Oportunidades de negócios – O Superintendente do Sebrae, João Martins, explica que a própria instituição realizou estudos por meio do Observatório Sebrae, onde foram analisados os impactos que a obra de construção da ponte deve trazer para a economia do município, demandando melhor preparo dos empreendedores já atuantes no município e sinalizando novas oportunidades de negócios que chegarão junto com o início e evolução da obra.

 

“O diagnóstico realizado pelo Sebrae nos alertou que é preciso preparar melhor nossos empreendedores para atenderem os novos clientes que chegarão. Também mostrou que nossa cidade será terreno fértil para novos investimentos privados que serão atraídos com a conclusão da obra”, acredita o prefeito.

 

Pela parceria que está sendo articulada com o Sebrae deverá ser oferecida uma série de treinamentos e programas de orientação e consultoria empresarial focando nas oportunidades identificadas no estudo de impacto socioeconômico.

 

“Vamos adequar nossas atividades com soluções e serviços especializados, para que atendam da maneira mais eficiente e com foco em resultados, visando melhorar a gestão e sustentabilidade das empresas locais”, aponta o diretor superintendente do SEBRAE, João Martins.

 

O executivo informa ainda que a parceria deverá envolver tanto soluções de educação empreendedora como ações de políticas públicas de fomento aos pequenos negócios; e eventos e ações programadas de acesso ao mercado para os empresários do município, como rodadas de negócios com a empresa responsável pela obra – Consórcio Epeng – cujo canteiro de obras já está instalado em Bequimão.

 

Sebrae no Maranhão alerta MEI para envio da Declaração Anual Simplificada do Microempreendedor Individual

O MEI deve ficar atento ao prazo para envio da declaração, garantindo assim os seus benefícios e evitando problemas junto à Receita Federal.

 

Encerra nesta quarta-feira (31), o prazo para envio da Declaração Anual Simplificada, do Microempreendedor Individual, MEI (DANS -MEI).O documento representa o faturamento bruto do empreendedor, relativo ao ano de 2016. O Sebrae no Maranhão alerta MEIs maranhenses, para que façam o envio da DAS, afim de evitar multas no valor de R$ 25,00 e até o cancelamento da sua inscrição.

A analista técnica da unidade regional do Sebrae em São Luís, Marise Abdalla, traz esclarecimentos importantes para você,  que é um dos 92 mil MEIs maranhenses e que ainda não fez a sua DANS-MEI. Assista ao Vídeo.

Sebrae no Maranhão leva cidadania empresarial para a Ação Global

No evento dedicado à solidariedade, o Sebrae no Maranhão contou com orientações, consultoria e ações de educação empreendedora.

 

Os resultados da participação do Sebrae no Maranhão no Ação Global superaram as expectativas. O evento ocorreu na Cidade Universitária Dom Delgado – Universidade Federal do Maranhão (Ufma), localizada na região do Itaqui-Bacanga, no último sábado (27), das 08h às 17h.

 Com orientações, consultorias, divulgação do portfólio de serviços e cursos do Sebrae e uma ação de educação empreendedora por meio de um quiz aplicado de forma lúdica e divertida, foram cerca de 150 atendimentos realizados durante a Ação Global.

Para o Diretor Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, “o empreendedorismo é uma forma de inclusão social. Afinal, auxilia no resgate da cidadania de milhões de pessoas por lhes dá condições de produzir e sustentar-se”, declarou.

O Diretor Superintendente também ressaltou a importância de conscientizar a população da atuação do Sebrae. “Temos um atendimento voltado para tirar dúvidas, orientar e mostrar como é necessário procurar o Sebrae na hora que você decidir empreender. Nossa instituição é a casa do pequeno negócio”, completou.

“A educação empreendedora é uma forma de despertar o empreendedorismo nas pessoas. Por isso, ações simples como as realizadas na Ação global, são importantes para despertar o interesse de adultos e crianças para o empreendedorismo e futuramente podem ser essenciais para formação de uma geração que gera sua própria renda e contribui para o desenvolvimento socioeconômico da sua região”, afirmou.

A atriz e bacharel em História, Cristiane Meireles, participou do quiz sobre empreendedorismo e achou a ação interessante. “Pude conhecer mais sobre o trabalho do Sebrae e também características de um empreendedor. Sinto-me empreendedora, como atriz vejo que o mercado das artes em São Luís é muito limitado ainda e essa ação já me deu ideias legais de como empreender nessa área”, disse.

A costureira Raimundo Nonata Gomes, moradora da Vila Isabel, na área Itaqui-Bacanga, descobriu há dois anos um talento para o corte e costura, fez o curso e como estava desempregada, resolveu atuar nessa área. Hoje essa é a sua fonte de renda e a forma como sustenta sua família.

“Quero me formalizar. Por isso vim até a Ação Global buscar a orientação do Sebrae. E aqui obtive orientações de como posso fazer isso e das facilidades para ter acesso a crédito, comprar determinados produtos com mais facilidade e também buscar aperfeiçoamento para melhorar minha confecção”, enfatizou.

Ação Global 

O projeto é desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) e Rede Globo (TV Mirante) e contou com a parceria de 237 instituições e o trabalho voluntário de 3.415 profissionais de várias áreas. Mais de 80 mil pessoas passaram pelo local durante o evento e foram contabilizados mais de 258 mil atendimentos nos 282 serviços disponibilizados. Os resultados foram divulgados pelo Sesi logo após o término das atividades.

Empresários vimarenses viabilizarão ações após II Festival Gastronômico

No coração da Floresta dos Guarás, o lançamento do evento promovido pelo Sebrae, movimentou a economia de Guimarães e tornou-se opção de lazer para as famílias e visitantes no feriado da Semana Santa.

O município de Guimarães, na microrregião do Litoral Ocidental Maranhense, recebeu no sábado, 15, o último evento de lançamento do II Festival Gastronômico Delícias do Mar, realizado pelo Sebrae no Maranhão.

Na cidade coração da Floresta dos Guarás, mais de 400 pessoas foram ao Espaço Trapiche, às margens da Baía de Cumã, e prestigiaram a ação de marketing idealizada para promover o evento. O resultado foi tão positivo que os empresários já estão organizando mais ações similares para movimentar a economia e os estabelecimentos locais de alimentação fora do lar.

Para o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, o objetivo da instituição é justamente fazer com que os empresários tomem à frente e, com mais conhecimento e gestão adequada, possam se manter no mercado com sustentabilidade.

Vimarenses e turistas que visitavam a cidade durante o ferido da Semana Santa também aprovaram o lançamento do evento, regado a muitas delícias do mar e ao som da voz e do violão do cantor Fernando Pessoa.

Participaram da ação de lançamento do II Festival Gastronômico Delícias do Mar em Guimarães, seis restaurantes vimarenses, um de Cururupu e três de Porto Rico do Maranhão.

Floresta dos Guarás

O Polo Turístico Floresta dos Guarás é um pequeno ecossistema brasileiro, localizada no litoral ocidental do estado e banhada pelo oceano Atlântico, composto por parte da floresta amazônica em sua fauna e flora, mangues, florestas, ilhas desertas e áreas de restingas. Leva esse nome em homenagem à bela ave de plumagem vermelha, comum na região: o guará.

O local, que conta com atrativos naturais e culturais, foi incluído com polo ecoturístico por excelência e envolve os municípios de Bequimão, Cedral, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão, Serrano do Maranhão, Cururupu, Bacuri e Apicum Açu. Destaca-se como santuário ecológico formado por baías e estuários onde os rios desaguam em meio a manguezais.

Fonte: Mirinzalense

Governador Flávio Dino recebe campeões do Desafio Universitário Empreendedor

A equipe maranhense que trouxe o título nacional do jogo para o estado, criou protótipo de um aplicativo para quem segue dietas restritivas.

O governador Flávio Dino recebeu o staff do Sebrae no Maranhão e os vencedores do Desafio Universitário Empreendedor.

 

Os quatro universitários maranhenses que conquistaram o primeiro lugar nacional do Desafio Universitário Empreendedor apresentaram ao governador Flávio Dino, na tarde desta sexta-feira, 28, no Palácio dos Leões, a ideia da startup que elaboraram para o jogo e que foi decisiva para levarem a melhor na final nacional da competição que reuniu os finalistas estaduais de todo o Brasil. A startup dos maranhenses é um aplicativo para quem segue dietas restritivas como os intolerantes ou alérgicos a leite, glúten e outras substâncias.

 

Os alunos foram acompanhados pelo staff do Sebrae no Maranhão – presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Maranhão, Edilson Baldez das Neves; o diretor superintendente, João Martins; a diretora de Administração e Finanças, Rachel Jordão; a gerente de Soluções e Interlocuções, Giovanna Figueiredo; Raíssa Amaral e Luciani Dória, da equipe de Educação Empreendedora e Marina Lavareda, analista técnica facilitadora do jogo na etapa estadual.

 

Usado pelos empreendedores para “vender” o projeto da startup para potenciais investidores-anjo, o pitch é uma apresentação rápida sobre a ideia de negócio e traz dados como estimativas do mercado e potencial de crescimento, estratégia para crescer com baixo custo, projeção do negócio até cinco anos, dentre outros.

 

Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), 350 mil crianças brasileiras possuem alergia à proteína do leite de vaca, sendo que 6% a 8% apresenta alergias alimentares e, entre os adultos, o percentual é de 2% a 3%.

 

“Aliado a esse dado, pesquisas apontam que 76% dos brasileiros afirmaram buscar uma alimentação saudável. Isso nos diz muito, porque dá a amplitude do nosso mercado e o que podemos ainda diversificar para que produto possa ser útil a mais pessoas”, apontou a universitária Emilly Martins, do curso de Administração da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), acompanhada pelos demais integrantes da equipe – Mayane Conceição (Ciências Contábeis/Ufma), Betiane de Jesus Silva (Adminsitração/Ufma) e João Pedro de Oliveira (Administração/Uema-Timon).

 

O governador Flávio Dino parabenizou a equipe vencedora pela ideia do negócio. “O aplicativo, da maneira como vocês o idealizaram, ajudaria muito pessoas que, como eu, sofrem com alguma restrição alimentar. É muito louvável o papel do Sebrae em fomentar o empreendedorismo junto aos universitários, despertando o potencial e as habilidades empreendedoras para que ideias como a de vocês possam sair do papel e ter sustentabilidade”, disse.

 

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Maranhão, Edilson Baldez das Neves, reforçou a eficácia da disseminação da cultura empreendedora no estado, um trabalho que o Sebrae no Maranhão tem desempenhado com bastante êxito. “Em relação ao Desafio Universitário Empreendedor destaco a parceria que temos com as Instituições de Ensino Superior do estado e o trabalho bem mais efetivo da nossa área de Educação Empreendedora que este ano inovou e fez uso da mentoria para ajudar a equipe do Maranhão a vencer a competição nacional”, sinalizou o presidente do CDE, Edilson Baldez das Neves.

 

Educação Empreendedora 

O Desafio Universitário Empreendedor faz parte das atividades do Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE), concebido e desenvolvido pelo Sebrae com o objetivo de levar o empreendedorismo às instituições de ensino em todos os níveis de educação, como uma estratégia de criar um ambiente propício para o desenvolvimento de micro e pequenos negócios.

 

“Estamos ajudando estes alunos a entender o universo dos negócios com jogos empresariais e vivências para que eles possam ter mais desenvoltura quando precisarem desenvolver negócios”, afirmou diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, informando que o Sebrae vai continuar a acompanhar estes estudantes para ajudá-los a desenvolver o projeto do aplicativo e transformá-lo em um negócio de fato.

 

Para o ciclo 2016, o Desafio Universitário Empreendedor reuniu mais de 26 mil estudantes universitários e 502 professores de todo país. No Maranhão, foram 316 estudantes universitários de 25 instituições de nível superior, que participaram de jogos de negócios para desenvolver habilidades empreendedoras e corporativas, o que os deixou mais preparados para os desafios do jogo.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias