Prefeitura e Sebrae realizam curso para Mulheres Empreendedoras em Bequimão

Fomentar a visão empreendedora entre as mulheres, estimulando-as a transformar suas realidades através do seu próprio trabalho, foram um dos objetivos do curso Mulheres Empreendedoras realizado na cidade de Bequimão no período de 22 a 24 de maio, promovido pelo Sebrae/Ma, através da Unidade Regional de Pinheiro, em parceria com a Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Sala do Empreendedor com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) e do Centro de Referencia de Assistência Social (CRAS).

Participaram das duas turmas do curso 41 empresárias e potenciais empreendedoras do município que foram orientadas a compreender, o conceito de empreendedorismo e as características do comportamento empreendedor. Nesse encontro, as mulheres identificaram seus potenciais e talentos empreendedores, analisaram as oportunidades de negócios e refletiram sobre as ações necessárias para a implementação e criação de um negócio.

A consultora e instrutora do Sebrae Maranhão, Simone Saraiva conduziu as atividades, com foco no tema “Escrevendo a historia do empreendedorismo feminino”. Simone destacou o entusiasmo das mulheres com o tema e trabalhou dinâmicas voltadas para a valorização das mulheres enquanto empreendedoras do seu próprio negócio.

Para Rodrigo Martins, coordenador da Sala do Empreendedor, “o curso contribuiu para fortalecer a autoestima e ajudar as mulheres a perceberem formas de transformar a realidade da mulher no mercado de trabalho, permitindo que elas alcancem mais autonomia econômica e social”, destacou.

Participaram da entrega dos certificados, a gerente regional do Sebrae, da Unidade de Pinheiro, Graça Fernandes; o secretário municipal de Saúde, Sidney Bouéres; e o Coordenador da Sala do Empreendedor, Rodrigo Martins.

Fotos: Rodrigo Martins

Anúncios

Sebrae realiza curso para Mulheres Empreendedoras em Bequimão

As mulheres são responsáveis pela maioria dos novos empreendimentos no Brasil, 52% frente a 48% dos negócios tocados por homens. Elas também costumam abrir uma empresa mais por oportunidade do que por necessidade. Ainda assim, muitas têm dificuldades em se enxergarem como empreendedoras.

Atento a este movimento, o Sebrae/Ma, através da Unidade Regional de Pinheiro em parceria com a Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Sala do Empreendedor, com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), realizará o curso Mulheres Empreendedoras, entre os dias 22 e 25 de maio no Centro de Referencia de Assistência Social (CRAS), localizado na Rua Gedeon Araújo, em frente ao estádio municipal Vivaldão.

O curso tem como objetivo mostrar às mulheres os meios de desenvolver e aperfeiçoar ações empreendedoras nos locais onde vivem, gerando emprego e renda e permitindo que elas adquiram mais autonomia econômica e social.

Durante o curso, serão apresentados conteúdos como ferramentas, conceitos e métodos de trabalho, além de reflexões sobre o espaço da mulher no mercado de trabalho e como desenvolver ações empreendedoras analisando as oportunidades de negócio.

A Capacitação busca reforçar, a autonomia econômica e social do público feminino, hoje responsável por 43% dos negócios brasileiros. A mulher tem conquistado cada vez mais o mercado de trabalho. Hoje, mais de 5,5 milhões de mulheres empreendem, sendo donas de 43% dos negócios no país.

Para o coordenador da Sala do Empreendedor em Bequimão, Rodrigo Martins, “o curso busca fortalecer a autoestima das mulheres e a capacidade delas de iniciarem, em suas atividades locais, ações empreendedoras que transformem seus ambientes e, sobretudo, gerem renda e ocupação”, explicou.

As inscrições são gratuitas e já estão abertas e as vagas são limitadas. Interessadas podem dirigir-se à Sala do Empreendedor, localizada na Avenida Antônio Dino, s/n – Centro, em frente a Praça do Cemitério. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: 99607 2134 e 98153 7932.

Quem pode fazer este curso?
Mulher empreendedora ou potencial empreendedora.

 

EMAP vence prêmio de responsabilidade socioambiental

Equipe EMAP com os finalistas, representantes da Codesa e do Portocel. (Foto: Divulgação)

A EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária venceu o 1º Prêmio Portos e Navios de Responsabilidade Socioambiental. A premiação foi criada em comemoração aos 60 anos da revista Portos e Navios, principal publicação do setor portuário brasileiro, e foi entregue durante o Ecobrasil 2018 – 14º Seminário Nacional sobre Indústria Marítima e Meio Ambiente, realizado no Rio de Janeiro. A gerente de Comunicação e Relações Institucionais, Deborah Baesse, recebeu o prêmio ao lado da gestora de Meio Ambiente, Gabriela Heckler.

O projeto Desenvolvimento local a partir do Terminal do Cujupe, que alcançou o primeiro lugar, concorreu com iniciativas de diversos portos do país e foi finalista ao lado dos projetos apresentados pela Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) e Terminal Especializado de Barra do Riacho (Portocel).

“É um reconhecimento importante, que nos orgulha muito e demonstra o papel que, nós, como porto público, temos para o desenvolvimento sustentável do Maranhão. Esse é um projeto que busca aproximar o Porto do Itaqui, através dos seus terminais externos, da comunidade, entendendo o impacto econômico e social de suas operações para a população da região”, afirma o presidente da EMAP, Ted Lago. Ele destaca ainda que a ação está alinhada com a missão confiada à EMAP pelo governador Flávio Dino, de administrar o Itaqui e seus terminais como ferramentas de prosperidade para o estado.

Os projetos foram selecionados com base na relevância para a comunidade ou meio ambiente, criatividade e soluções desenvolvidas, meios destinados para a execução, engajamento humano e resultados aferidos, independente de seu porte financeiro.
“Esse prêmio reconhece o esforço da EMAP em contribuir para o desenvolvimento do estado a partir das comunidades que vivem próximas às nossas operações. Todos os setores da empresa participam direta ou indiretamente para o sucesso dessa iniciativa”, disse Deborah Baesse.

Integração e geração de renda

Com o objetivo de promover a interação porto-cidade por meio da capacitação e inclusão dos vendedores ambulantes na estrutura do novo terminal de Cujupe, o projeto da EMAP foi desenvolvido com o compromisso de disponibilizar os meios necessários para garantir e incrementar a renda das famílias envolvidas, bem como a qualidade e variedade dos produtos ofertados aos usuários do terminal.

A iniciativa nasceu de forma paralela ao projeto de construção do novo terminal de transporte aquaviário e se propôs a beneficiar de forma direta os 90 associados da AVTEC – Associação dos Vendedores Ambulantes do Terminal do Cujupe e suas famílias, chegando a cerca de 200 pessoas.

A gerente de Comunicação e Relações Institucionais, Deborah Baesse, recebeu o prêmio ao lado da gestora de Meio Ambiente, Gabriela Heckler. (Foto: Divulgação)

Linha do tempo

1ª ETAPA: O projeto começou em 2015 com a estratégia de aproximação por meio de ações sociais no Terminal. “O objetivo, neste primeiro momento, foi construir vínculo e restabelecer a confiança mútua”, explica Deborah. O programa Porto Comunidade, naquele ano, atendeu 3,1 mil pessoas em ações de saúde, educação, esporte, lazer e cidadania. No mesmo período começou a preparação para inserção da mão de obra local na construção do termina. A maioria dos trabalhadores da obra são moradores de Alcântara, Bequimão e Pinheiro.

2ª ETAPA: Estabelecimento do marco zero do projeto, com base em diagnóstico e estudo situacional. Foi realizada uma pesquisa junto aos vendedores e passageiros, com apoio do SEBRAE-MA, com o objetivo de mapear o público-alvo para dimensionar as ações a serem desenvolvidas.

Capacitação do Sebrae no Cujupe

O Sebrae Maranhão vem realizando capacitações nas áreas de gestão, empreendedorismo, finanças e planejamento.

3ª ETAPA: Dedicada à formação profissional, teve como resultado a realização de capacitações em manuseio de alimentos, empreendedorismo, associativismo, gestão financeira, qualidade no atendimento, educação ambiental e segurança do trabalho. Também foram alcançadas melhorias efetivas na confecção, apresentação e comercialização dos produtos; definição de novos negócios; incentivo à formalização como MEI – microempreendedores individuais e redução dos eventos policiais.

4ª ETAPA: Essa fase do projeto teve como foco o pertencimento e contou com uma ação de Comunicação e Marketing para criação da marca. Os associados participaram de uma oficina de name para juntos construírem a identidade do grupo, que recebeu o nome de Manguará, resultado das palavras mangue e guará. O mangue como vegetação nativa da região, ligada à terra e ao mar; e o guará, ave típica que tira seu alimento do mangue, é capaz de voar alto e espalha beleza na paisagem. Após a definição do nome a equipe de Comunicação e Marketing da EMAP criou a marca, que será impressa no uniforme de trabalho fornecido pela EMAP, composto de touca, camiseta e avental.

5ª ETAPA: Ponto alto do projeto é a formalização, com a assinatura do contrato de Cessão Onerosa entre a AVTEC e a EMAP, que põe fim à condição de ambulantes, legalizando e profissionalizando a relação institucional.

O Sebrae Maranhão realizou ainda capacitações sobre boas práticas na manipulação de alimentos e gastronomia, com o objetivo de melhorar os produtos ofertados no porto.

6ª ETAPA: Inauguração do novo Terminal do Cujupe, com todos os boxes mobiliados e equipados e os comerciantes tendo recebido a última etapa do treinamento (até julho 2018).
Após a entrega do terminal, como ações futuras de melhoria contínua dos produtos e serviços está prevista a adequação das cozinhas e apoio constante da área de Responsabilidade Social da EMAP ao grupo de empreendedores da AVTEC.

RAIO X

Povoado que pertence ao município de Alcântara – MA, que conta com uma população de 21.851 pessoas. De acordo com dados do IBGE, 56,4% da população de Alcântara vive com até ½ salário mínimo; apenas 4,3% da população possuem uma ocupação e 60% dos habitantes está na faixa etária entre 17 a 59 anos. O povoado fica a 55 quilômetros da sede de Alcântara e é formado por cerca de 600 moradores.

Sebrae e IFMA celebram convênio na área de educação empreendedora

A  proposta é realizar ações que disseminem a cultura empreendedora nos Campi da instituição de ensino no estado, voltados à educação profissionalizante e ao ensino superior.

 

Foi assinado na tarde desta quarta-feira, 18, um Protocolo de Intenções entre Sebrae e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMA), na modalidade convênio, para desenvolver por dois anos, nos Campi da instituição de ensino, ações do Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE). O documento foi assinado pelo reitor do IFMA, Roberto Brandão e os diretores do Sebrae no Maranhão, João Martins (superintendente) e Antônio Garcês (área técnica).

Idealizado pelo Sebrae, o PNEE é um conjunto de metodologias voltadas à disseminação da cultura empreendedora aplicadas ao ensino fundamental, médio, profissionalizante e superior. “Para este convênio com o IFMA, propomos oito dessas metodologias voltadas ao universo de alunos da instituição, tanto os da educação profissional quanto do ensino superior”, sinalizou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Diante das vocações produtivas que são trabalhadas pelo IFMA nos seus mais diversos polos no estado, o Sebrae coordenará a aplicação das metodologias Despertar, Jovem Empreendedor no Campo, Crescendo e Empreendendo, Disciplina de Empreendedorismo para a Educação Profissional, Disciplina de Empreendedorismo para a Educação Superior, Palestra Empreendedorismo em Dois Tempos, Sebrae Experience e Projeto de Extensão em Empreendedorismo Social e Negócios de Impacto Social.

O IFMA vai escolher, dentre os seus Campi no Maranhão, aqueles que irão participar desse primeiro convênio com o Sebrae. “A ideia é que todos os nossos alunos tenham contato com conteúdos referentes a empreendedorismo, mercado e negócios, sendo estimulados, além do conhecimento técnico e acadêmico, à gestão empresarial, podendo, inclusive, ser donos de sua própria empresa”, expôs o reitor Roberto Brandão que esteve acompanhado pelo diretor executivo da instituição, Agenor Almeida.

Inovação e tecnologia

Após a explanação do PNEE feita pelo diretor superintendente João Martins, o diretor técnico do Sebrae estadual, Antônio Garcês, destacou outros possíveis convênios que podem ser firmados com o IFMA. “Temos projetos na área de inovação e tecnologia e trabalhamos com um programa específico voltado a empresas avançadas – o Sebraetec, onde podemos incluir os formandos do IFMA como consultores empresariais em áreas que venham a exigir competências e habilidades referentes aos cursos que integram o portfólio da instituição “, sinalizou o executivo.

Para o reitor Roberto Brandão a proposta é muito bem vinda e de grande importância para favorecer o mercado de trabalho aos formandos. “Certamente, vamos conversar mais a respeito dessa possível parceria, pois é isso mesmo o que queremos: proporcionar aos alunos, principalmente os que estão saindo da instituição, a oportunidade de vislumbrar um horizonte mais amplo no mercado de trabalho para exercerem suas atividades”.

O PNEE

No Maranhão, o Sebrae tem como um dos seus pilares de atuação a educação empreendedora. Para tanto, a partir de 2016 a instituição ampliou a execução do PNEE promovendo e disseminando a educação empreendedora do ensino fundamental ao superior, com projetos específicos para cada nível da educação formal, incluindo o profissionalizante.

“A educação empreendedora é uma iniciativa decisiva para criar condições de acesso ao emprego e geração de renda pelo trabalho. O Sebrae já vinha realizando ações pontuais dentro do PNEE, como o Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). A partir de 2016, resolvemos estender nossas ações na área, incluindo também escolas do Ensino Médio e Instituições de Ensino Superior, o que foi visto como um avanço dentro das estratégias de soluções educacionais da instituição”, destacou o diretor superintendente João Martins.

Sebrae e Prefeitura de Bequimão realizam Oficina de Auto Maquiagem em parceria com a Mary Kay

Aconteceu nos dias 10 e 11 de abril (terça e quarta-feira), a oficina de auto maquiagem, promovida pelo Sebrae/Ma, através da Unidade Regional de Pinheiro em parceria com a Mary Kay e a Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Sala do Empreendedor com apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social. O curso chamou atenção e teve uma turma muito grande que se dedicou durante os dois dias de oficina.

Participaram da oficina 75 pessoas, incluindo empreendedoras, estudantes, profissionais liberais e potenciais empreendedoras do segmento de Salão de Beleza e Estética do município de Bequimão. Após a oficina todos os participantes ficaram satisfeitos.

Durante a capacitação as participantes aprenderam como se auto maquiar com a utilização de bons produtos, receberam orientações técnicas, e procedimentos atuais, que valorizam o formato e os traços do rosto e a saúde da pele, receberam ainda, orientações na adequação da maquiagem ao local e à ocasião, observando às tendências de mercado, moda e beleza.

A oficina foi ministrada pelas consultoras e diretoras de vendas da Mary Kay, Ana Azevedo e Silvana Nolêto. Ao final da capacitação, 8 (oito) novas empresárias se tornaram Consultoras de Beleza Independente Mary Kay. Uma grande oportunidade de ganho e sucesso para as profissionais liberais e empreendedoras que participaram da oficina, que encontrarão na venda direta, uma oportunidade de negócio e uma fonte de renda mensal vendendo produtos Mary Kay, que é uma das maiores empresas de vendas diretas no segmento de cosméticos e cuidados com a pele do mundo.

O secretário de Assistência Social de Bequimão, Josmael Castro, esteve presente durante a oficina, além do Coordenador da Sala do Empreendedor de Bequimão, Rodrigo Martins. O Sebare foi representado pela gerente regional de Pinheiro, Graça Fernandes.

Fotos: Rodrigo Martins

Participantes do curso de formação de facilitadores de metodologia para Jovens Empreendedores receberam certificados em Bequimão

Investir em conhecimento e andar na contra-mão da crise, pode ser a solução para conquistar um futuro promissor.  Pensando nisso, o prefeito de Bequimão, Zé Martins, fechou uma parceria com o Sebrae Maranhão, Regional Pinheiro para capacitar profissionais que atuarão como facilitadores da metodologia empreendedora no município. O curso que teve duração de uma semana, começou na última segunda-feira (2) e encerrou-se neste último sábado (07). O curso de formação de facilitadores da metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), visa qualificar professores da rede pública e privada na cidade de Bequimão.

Participaram da formação os professores das escolas Benedita Gusmão Moraes, da rede publica municipal, e do Colégio Bequimãoense de Educação Infantil e Ensino Fundamental Batutinhas, da rede privada de ensino. Foram certificados 26 (vinte e seis) professores que passaram uma semana em capacitação para aplicar a metodologia com cerca de 350 alunos do município.

O JEPP é destinado a fomentar a educação e a cultura empreendedora. O curso apresenta práticas de aprendizagem, considerando a autonomia do aluno para aprender e o desenvolvimento de atributos e atitudes necessários para a gerência da própria vida pessoal, profissional e social.

A implantação do Programa Nacional de Educação Empreendedora em Bequimão, foi resultado de uma articulação do superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, junto ao gestor municipal, que explicou os pontos estruturantes da metodologia adotada pelo JEPP na grade de ensino escolar e a importância da cultura empreendedora para o desenvolvimento do município.

Participaram da entrega de certificados, a gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, o secretário municipal de Indústria e Comércio, Ademar Costa, e o coordenador da Sala do Empreendedor, Rodrigo Martins, além dos gestores das escolas participantes e professores capacitados.

Fotos: Rodrigo Martins

Sebrae capacita professores de Bequimão para atuar no programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos

Durante uma semana, 34 professores que atuam nas redes pública e privada de ensino da cidade de Bequimão, participarão do curso de formação de facilitadores da metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). O curso iniciou nesta segunda-feira (2) e encerrará neste sábado (7) com carga horária de 45 horas/aulas. Inicialmente a escola municipal Benedita Gusmão Moraes, no bairro Ferro de Engomar, e o Colégio Bequimãoense de Educação Infantil e Ensino Fundamental Batutinhas, integrarão o programa.

O JEPP é uma metodologia de trabalho escolar promovida pelo Sebrae como forma de estimular o comportamento empreendedor dos alunos e culmina na elaboração de um plano de negócios. O programa é composto por nove cursos com conteúdo programático que favorece o desenvolvimento de habilidades e comportamentos empreendedores, levando o aluno a querer galgar novos horizontes e planejar o seu futuro.

O Sebrae pretende com o programa incentivar o empreendedorismo desde as séries iniciais do ensino fundamental, proporcionando aos alunos trabalhar de forma criativa e inovadora, para isso utilizando uma linguagem adequada com a idade e o contexto no qual o jovem está inserido.

A cidade, localizada no coração da Floresta dos Guarás, possui quase 24 mil habitantes, segundo dados do IBGE, lá, cerca de 350 alunos participarão do JEPP, uma das metodologias que integram o Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae.

A implantação da educação empreendedora em Bequimão é resultado de uma articulação da superintendência do Sebrae Maranhão, por meio do diretor superintendente, João Martins, junto a Prefeitura Municipal de Bequimão, com a execução da unidade regional do Sebrae em Pinheiro.

Foto: Rodrigo Martins

 

Reinaugurada a Sala do Empreendedor de Central do Maranhão

 

A reimplantação deixa claro o interesse da administração de Central do Maranhão em promover o desenvolvimento das empresas locais.

 

Central do Maranhão – A prefeitura da cidade de Central do Maranhão em parceria com o Sebrae, por meio da unidade regional de Pinheiro, reinaugurou na última quinta-feira (15), a Sala do Empreendedor do município. A nova estrutura do espaço já está em funcionamento no prédio da prefeitura municipal e é fruto de uma articulação da diretoria executiva do Sebrae no Maranhão, por meio do diretor superintendente, João Martins e Unidade de Políticas Públicas do Sebrae Maranhão, junto a prefeitura de Central do Maranhão, que é a responsável pelo espaço.

A Sala é um espaço para que os pequenos empresários esclareçam dúvidas e busquem informações sobre formalização, gestão e acompanhamento de suas empresas de uma maneira mais ágil, direta e desburocratizada.

Cabe também à Sala do Empreendedor, realizar o levantamento das demandas do empresariado local e solicitar ao Sebrae, cursos e capacitações que atendam aos empresários dos seus respectivos municípios.  O local é de responsabilidade das prefeituras municipais, que disponibilizam o espaço e nomeiam os funcionários, que após serem capacitados pelo Sebrae, atuam como Agentes de Desenvolvimento Local (ADL). Em Central serão dois agentes realizando atendimentos diariamente.

A reinauguração da Sala do Empreendedor de Central do Maranhão contou com a presença do prefeito de Central do Maranhão, Ismael Monteiro, do diretor superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, da gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, além de prefeitos de vários municípios da região e ainda secretários municipais de Central.

Da esq. para dir. Anderson Wilker (Prefeito de Alcântara), Oswaldo Gomes (Prefeito em exercício de Guimarães), Jadilson Coelho (Prefeito de Mirinzal), Professora Rosinha (Prefeita de Cururupu), Ismael Monteiro (Prefeito de Central), João Martins (Diretor Superintendente do Sebrae-MA) e José Martins (Prefeito de Bequimão), que participaram da inauguração.

 

Na ocasião, o diretor superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, destacou a importância da sala do empreendedor para o empresariado local e afirmou que a população precisa contribuir para o crescimento do município.

“A sala do empreendedor não é da prefeitura de Central, não é do Sebrae, a sala é do povo de Central, dos empresários locais, sendo um elo importante entre o Sebrae e o empresariado daqui. Por meio dela, temos condições de ouvir de uma maneira muito mais precisa as demandas e os anseios do empresariado local e isso sem dúvida amplia a nossa capacidade de atendimento e tornando-o ainda mais qualificado e eficiente”, assinalou Martins.

Sobre a parceria com o Sebrae, o prefeito Ismael Monteiro, reforçou os benefícios gerados ao desenvolvimento de Central.

“Eu agradeço imensamente essa parceria que o Sebrae tem com o nosso município e com a nossa gestão, com essa união estamos cumprindo com o nosso papel de buscar benefícios para todos os seguimentos da sociedade centralense. A reinauguração da Sala do Empreendedor é apenas a materialização desta parceria, mais uma iniciativa nossa para demonstrar que a proximidade com o Sebrae e com os empresários é uma busca constante da nossa administração”, pontuou Monteiro.

A reimplantação do espaço no município, demonstra que as diretrizes propostas pela Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas estão sendo implementadas, o que deixa claro o interesse da administração de Central do Maranhão em promover o desenvolvimento das empresas locais.

A gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, que atende 25 municípios nas regiões da baixada e do litoral ocidental maranhense, destacou a parceria do Sebrae com a prefeitura de Central do Maranhão, afirmando que a reinauguração da Sala do Empreendedor potencializará as ações de capacitação e acompanhamento empresarial na cidade.

“A prefeitura de Central é uma parceira de primeira hora, já desenvolvemos diversas ações em parceria nos últimos meses e a reinauguração da Sala do Empreendedor irá com certeza ampliar essa parceria e consequentemente a quantidade de ações no município”, disse Fernandes.

A diretoria executiva do Sebrae Maranhão, por meio do diretor superintendente, João Martins, juntamente com a Unidade de Políticas Públicas (UPP) do Sebrae no Maranhão e suas unidades regionais, tem trabalhado de maneira constante no apoio e orientação das prefeituras que demonstrem interesse em desenvolver o empreendedorismo local. O foco principal é garantir um ambiente favorável ao desenvolvimento do empreendedorismo, beneficiando os pequenos negócios locais, responsáveis pela geração de receita nos municípios. Com a Sala do Empreendedor de Central do Maranhão, são 71 espaços implantados no estado.

Maranhão se destaca em ações da Rede Nacional da Empresa Íntegra

O estado recebeu méritos do Sebrae Nacional e CGU, parceiros do programa no País, pelas ações desenvolvidas em 2017 e número de empresários sensibilizados.

 

O Sebrae Nacional e a Controladoria Geral da União estão vindo na contramão do que é vivenciado no País quanto à questão da corrupção, ajudando os pequenos negócios a adotarem medidas de integridade no segmento empresarial. Os dois parceiros comemoram os resultados do Programa Empresa Íntegra, que objetiva divulgar a Lei Anticorrupção (nº 12.846/2013) para as micro e pequenas empresas e que no segundo semestre de 2017, sensibilizou 3.339 empresários brasileiros, dentre os quais 1.200 foram maranhenses.

Com 36% do total dos resultados, o Maranhão ficou em primeiro lugar entre os 12 estados integrantes da Rede Nacional da Empresa Íntegra (REI). “Estamos muito satisfeitos com os números, porque refletem diretamente um esforço conjunto do Sebrae e CGU-MA para divulgar o programa entre os pequenos negócios maranhenses. Contamos muito com a capilaridade do Sebrae, trabalhando com maior proximidade com as pequenas empresas ligadas aos projetos, programas e ações que executamos no estado, bem como por meio de eventos próprios e de parceiros institucionais”, informa o diretor superintendente do Sebrae estadual, João Martins.

Entre as regiões, o Nordeste foi que mais sensibilizou empresários em 2017 para o programa que promove a ética e a integridade nas empresas, num total de 2.000 empreendedores – o Maranhão, que impactou 1.200 empresários com seis grandes ações ficou em primeiro lugar, seguido pela Paraíba (750), Distrito Federal (437) e o Pará (450).

Sebrae e CGU reafirmaram o compromisso de manter a forte parceria em 2018 no Maranhão, após recente videoconferência que reuniu os gestores nacionais do programa e toda a rede de disseminadores nas cinco regiões brasileiras.

“É essencial que os empreendedores maranhenses atuem em um negócio íntegro em todas as suas vertentes: de suas relações comerciais ao cumprimento das leis e normas, perpassando valores de ética, confiabilidade, segurança e, acima de tudo, respeito aos clientes, parceiros, colaboradores e fornecedores”, destaca o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, informando que o programa é disseminado no estado por meio da Unidade de Políticas Públicas em parceria com as unidades regionais da instituição.

A superintendente regional da CGU-MA, Leylane Maria da Silva, reitera a declaração do diretor executivo do Sebrae, ao comentar que a corrupção não é apenas uma questão governamental, mas acontece em toda a sociedade, incluindo nas micro e pequenas empresas.

“Os pequenos negócios respondem por mais de 95% das empreendimentos brasileiros e estes transacionam o tempo todo com o governo, seja prestando serviços, seja fornecendo produtos, equipamentos, suprimentos e outros. Se a sociedade não entender que as empresas precisam ser íntegras e se relacionarem de forma íntegra entre si, com o mercado e o governo, as medidas anticorrupção não serão totalmente eficientes. Por isso, o Programa Empresa Íntegra é de suma importância para sensibilizar e conscientizar o empresário a querer adotar a integridade empresarial, com medidas éticas e seguras em suas relações comerciais. O programa é, na verdade, uma medida preventiva contra a corrupção”, explica Leylane Maria da Silva.

O programa

Criado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Sebrae Nacional, o Programa Empresa Íntegra promove a ética e a integridade em empresas de todo o Brasil, numa união de esforços para fomentar a temática entre os pequenos negócios.  Além da publicação de materiais como as cartilhas Integridade para Pequenos Negócios e Proteja sua Empresa Contra a Corrupção, foi elaborado o infográfico Empresa Íntegra, um guia sobre como proteger a empresa da corrupção e produzido um vídeo sobre integridade nos pequenos negócios – todos disponíveis no portal Programa Empresa Íntegra.

Em dezembro de 2014, foi assinado o Acordo de Cooperação entre a CGU e o Sebrae Nacional para a conjugação de esforços no sentido de promover a integridade das micro e pequenas empresas brasileiras. Ao longo dos dois primeiros anos, foram realizados diversos eventos de capacitação pelo país, workshops e palestras, para disseminar o tema aos empresários.

Para mais informações, procure o Sebrae mais próximo ou visite o site do programa.

Bequimão vai receber o Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos

Bequimão é o mais novo município do Litoral Ocidental Maranhense a receber o Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). Vinte e sete gestores de escolas das redes pública e privada de ensino e de faculdades particulares, participaram na manhã da última sexta-feira (02), da reunião de sensibilização do Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE) do Sebrae. O PNEE foi criado para ampliar, promover e disseminar nos currículos das instituições de ensino os conteúdos sobre empreendedorismo aos jovens.

A meta da Secretaria Municipal de Educação de Bequimão é realizar em 2018 o programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) de maneira piloto, inicialmente em duas escolas, sendo uma na sede e outra na zona rural, atendendo cerca de 600 alunos. A casa Familiar Rural, um projeto sem fins lucrativos apoiado pela Prefeitura de Bequimão, também será contemplada, os 50 alunos da instituição também receberão ensino empreendedor.

A rede privada de escolas de Bequimão será representada pela Escola Os Batutinhas que também implantará o programa JEPP. Com 120 alunos, a escola já se destaca por manter em sua grade curricular uma disciplina que contempla o ensino do empreendedorismo. O JEPP será mais uma ferramenta a ser aplicada com os alunos em sala de aula.

A implantação da educação empreendedora no município de Bequimão é resultado de uma articulação da superintendência do Sebrae Maranhão, através do Diretor Superintendente João Martins, junto a prefeitura municipal de Bequimão, com a execução da unidade regional do Sebrae em Pinheiro.

A reunião contou com a presença do gerente em exercício da unidade regional do Sebrae em Pinheiro, Breno Soeiro, da coordenadora estadual de Educação Empreendedora do Sebrae no Maranhão, Raissa Amaral, do secretário municipal de Educação de Bequimão, Professor Aristides França e do coordenador da Sala do Empreendedor, Rodrigo Martins, além de professores, diretores, coordenadores e gestores das redes de ensino do município.

 

Fotos: Rodrigo Martins