Prefeito Zé Martins articula parcerias para inserção de mão de obra local nas obras para construção da Ponte do Rio Pericumã

Além de qualificar mão de obra local em atividades que serão demandadas na construção da ponte, o Prefeito buscou o Sebrae para preparar os comerciantes e empreendedores do município para a chegada de novas demandas de consumo.

 

Prefeito Zé Martins, Edilson Baldez (FIEMA), João Martins (SEBRAE) e Marco Moura (SENAI) articulam parcerias visando oportunidades de emprego e negócios advindos da construção da Ponte do Pericumã

O Prefeito Zé Martins está ultimando os detalhes e termos de parcerias para garantir que as obras de construção da Ponte sobre o Rio Pericumã, de responsabilidade do Governo do Estado do Maranhão, trarão novas oportunidades de emprego, geração de renda e negócios para a população do município de Bequimão, localizado estrategicamente na porta de entrada do litoral ocidental maranhense.

 

Na semana passada, o prefeito esteve reunido com o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão – FIEMA, Edilson Baldez, o superintendente do SEBRAE, João Martins e o superintendente do SENAI, Marco Moura, para definir os termos da futura parceria com as instituições do Sistema S.

 

“Informações do governo do estado calculam que as obras de construção da Ponte vão gerar mais de 500 empregos. Nosso esforço então será para garantir que o máximo possível de vagas sejam ocupadas por trabalhadores de Bequimão e de municípios vizinhos, mas isso só vai acontecer se tivermos mão de obra qualificada e preparada para atender essa demanda de forma eficiente”, explica Zé Martins, que  informa que estão sendo negociados cursos técnicos profissionalizantes para as atividades de pedreiro, armador, ferreiro, entre outras.

 

Parceria da Prefeitura de Bequimão com instituições do Sistema S prevê a ofertas de cursos profissionalizantes e de gestão empresarial para trabalhadores e empreendedores locais

O convênio para a oferta de cursos profissionalizantes prevê inicialmente a oferta de treinamentos de iniciação profissional, aperfeiçoamento e qualificação.

 

Cada curso terá um perfil diferenciado, devendo os candidatos preencherem os pré-requisitos e critérios necessários para obtenção da vaga.

 

De acordo com o prefeito Zé Martins, a parceria vai possibilitar qualificação profissional não apenas dos jovens mas, também, de adultos em busca de recolocação no mercado de trabalho.

 

Para o presidente da FIEMA, Edilson Baldez, além do conhecimento, esta oportunidade vai gerar ainda a possibilidade de ingressar no mercado de trabalho ou investir no seu próprio negócio, melhorando a qualidade e aumentando a oferta de serviços no município e na região.

 

“Para o Sistema FIEMA é uma grande satisfação essa parceria. Atendendo a essa demanda do prefeito estamos também cumprindo nossa missão de levar educação profissional de qualidade para o povo maranhense”, completou.

 

Os termos de parceria com as instituições devem ser formalizados em algumas semanas.

Oportunidades de negócios – O Superintendente do Sebrae, João Martins, explica que a própria instituição realizou estudos por meio do Observatório Sebrae, onde foram analisados os impactos que a obra de construção da ponte deve trazer para a economia do município, demandando melhor preparo dos empreendedores já atuantes no município e sinalizando novas oportunidades de negócios que chegarão junto com o início e evolução da obra.

 

“O diagnóstico realizado pelo Sebrae nos alertou que é preciso preparar melhor nossos empreendedores para atenderem os novos clientes que chegarão. Também mostrou que nossa cidade será terreno fértil para novos investimentos privados que serão atraídos com a conclusão da obra”, acredita o prefeito.

 

Pela parceria que está sendo articulada com o Sebrae deverá ser oferecida uma série de treinamentos e programas de orientação e consultoria empresarial focando nas oportunidades identificadas no estudo de impacto socioeconômico.

 

“Vamos adequar nossas atividades com soluções e serviços especializados, para que atendam da maneira mais eficiente e com foco em resultados, visando melhorar a gestão e sustentabilidade das empresas locais”, aponta o diretor superintendente do SEBRAE, João Martins.

 

O executivo informa ainda que a parceria deverá envolver tanto soluções de educação empreendedora como ações de políticas públicas de fomento aos pequenos negócios; e eventos e ações programadas de acesso ao mercado para os empresários do município, como rodadas de negócios com a empresa responsável pela obra – Consórcio Epeng – cujo canteiro de obras já está instalado em Bequimão.

 

Anúncios

Empresários vimarenses viabilizarão ações após II Festival Gastronômico

No coração da Floresta dos Guarás, o lançamento do evento promovido pelo Sebrae, movimentou a economia de Guimarães e tornou-se opção de lazer para as famílias e visitantes no feriado da Semana Santa.

O município de Guimarães, na microrregião do Litoral Ocidental Maranhense, recebeu no sábado, 15, o último evento de lançamento do II Festival Gastronômico Delícias do Mar, realizado pelo Sebrae no Maranhão.

Na cidade coração da Floresta dos Guarás, mais de 400 pessoas foram ao Espaço Trapiche, às margens da Baía de Cumã, e prestigiaram a ação de marketing idealizada para promover o evento. O resultado foi tão positivo que os empresários já estão organizando mais ações similares para movimentar a economia e os estabelecimentos locais de alimentação fora do lar.

Para o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, o objetivo da instituição é justamente fazer com que os empresários tomem à frente e, com mais conhecimento e gestão adequada, possam se manter no mercado com sustentabilidade.

Vimarenses e turistas que visitavam a cidade durante o ferido da Semana Santa também aprovaram o lançamento do evento, regado a muitas delícias do mar e ao som da voz e do violão do cantor Fernando Pessoa.

Participaram da ação de lançamento do II Festival Gastronômico Delícias do Mar em Guimarães, seis restaurantes vimarenses, um de Cururupu e três de Porto Rico do Maranhão.

Floresta dos Guarás

O Polo Turístico Floresta dos Guarás é um pequeno ecossistema brasileiro, localizada no litoral ocidental do estado e banhada pelo oceano Atlântico, composto por parte da floresta amazônica em sua fauna e flora, mangues, florestas, ilhas desertas e áreas de restingas. Leva esse nome em homenagem à bela ave de plumagem vermelha, comum na região: o guará.

O local, que conta com atrativos naturais e culturais, foi incluído com polo ecoturístico por excelência e envolve os municípios de Bequimão, Cedral, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão, Serrano do Maranhão, Cururupu, Bacuri e Apicum Açu. Destaca-se como santuário ecológico formado por baías e estuários onde os rios desaguam em meio a manguezais.

Fonte: Mirinzalense

Sebrae oferece projeto para gestão de escritórios de advocacia em parceria com a OAB

Projeto piloto foi implantado em Imperatriz para atender a 15 escritórios de advocacia. Agora a OAB e o Sebrae estudam estadualizar a iniciativa

O diretor superintendente do Sebrae, João Martins e o presidente da OAB-MA, Thiago Diaz

São Luís – O Sebrae no Maranhão apresentou o projeto “Administração Estratégica de Escritórios de Advocacia”, focado em atendimento de escritório de advogados.  Apresentação foi feita na Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão, em São Luís, em uma palestra para os novos advogados, que receberam a carteira da OAB, nesta quarta-feira (12).

“Este tipo de atendimento que o Sebrae está fazendo para os advogados veio em boa hora, porque os esses profissionais entendem da doutrina jurídica, mas as vezes não sabem como transformar este conhecimento em valor. Com este tipo de ação do Sebrae podemos dar conhecimento para o advogado gerir seu escritório para que ele seja sustentável e viável enquanto negócio”, comentou o presidente da OAB Seccional Maranhão, Thiago Diaz.

O atendimento aos escritórios de advocacia começou em Imperatriz, com uma espécie de projeto piloto com 15 escritórios atendidos, que foram divididos em três segmentos: novos advogados, com até três nãos de experiência, escritórios com até cinco anos de existência e escritórios com mais de cinco anos de existência.

“Este é um nicho novo para o Sebrae. A ideia é estruturar como uma iniciativa em parceria com a OAB e suas sub seccionais espalhadas pelo estado. Estamos oferecendo os pacotes de cursos e serviços em gestão de escritórios para os advogados e já é resultado de um processo em que as unidades regionais estão oferecendo serviços que podem virar produtos estaduais. A Unidade Regional de Imperatriz fez este papel e articulou o projeto inicial”, contou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

PALESTRA

A palestra foi ministrada pelo consultor credenciado Joseane César de Souza, que escreveu um livro sobre o assunto, e acompanhada pelo gerente da Unidade Regional do Sebrae em Açailândia, Danilo Borges, que implantou o projeto em Imperatriz, durante a solenidade de compromisso de 70 novos advogados.

Agora as duas instituições irão trabalhar para fechar um convênio de cooperação no sentido de estadualizar a iniciativa, que já levou a execução de quatro cursos de “Gestão de Escritórios de Advocacia” em Caxias, Codó, Açailândia e São Luís. “As conquistas vêm do trabalho e esta conquista é resultado de um trabalho muito bem feito pelo Sebrae. Vamos ampliar para o Maranhão todo”, finalizou Thiago Diaz.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Sebrae apoiará projeto de fazenda experimental de sururu em Bequimão

A instituição fará ações de acesso ao mercado, governança e planejamento do negócio, organização de compradores. O projeto fica em povoado localizado a 10 quilômetros da sede

O Sebrae no Maranhão dará apoio ao projeto de uma fazenda experimental de sururu no município de Bequimão. O anúncio foi feito pelo diretor superintendente da instituição, João Martins, logo após uma reunião com o vice-prefeito de Bequimão, Sidney Nogueira, o presidente do Sindicato dos Pescadores de Bequimão, Odoriel de Paricatíua, e a consultora Isabela Neiva Moreira.

De acordo com Martins, o Sebrae irá dar o suporte aos aqüicultores da fazenda experimental de Bequimão em várias frentes de trabalho. ”Vamos trabalhar para identificar acessos ao mercado, no planejamento do negócio, na organização da produção, passando pela venda a comercialização ao consumidor final, além da organização dos compradores e na governança do negócio”, explicou o diretor superintendente do Sebrae.

A fazenda está localizada no povoado de Paricatíua, distante 10 quilômetros da sede do município, e fica na foz do rio Itapetininga, que deságua na baía de Cumã, no litoral ocidental maranhense. O cultivo de Sururu é feito com a técnica de “long line”, em que o sururu é cultivado em grandes cordas esticadas ao longo da margem da foz do rio e hoje é mantida com o trabalho das populações ribeirinhas.

“Esta é uma alternativa de renda para estas populações que dependem da pesca artesanal e do extrativismo marinho em períodos de defeso. Estamos chegando a época da primeira colheita e o apoio do Sebrae será muito bem-vindo”, afirmou Sidney Nogueira, vice-prefeito de Bequimão.

FESTIVAL

Uma das primeiras ações agendadas durante a reunião foi a organização de um festival do sururu, que deverá acontecer em julho. “Será uma forma de divulgar o produto e ainda movimentar o turismo na região”, comentou Martins.

Além da Prefeitura Municipal de Bequimão, do Sindicato dos Pescadores de Bequimão e do Sebrae, o projeto da fazenda experimental de sururu do povoado de Paricatíua também conta com o apoio do Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) que viabilizou as consultorias que ajudaram a desenvolver o cultivo do sururu.

O apoio ao projeto da fazenda experimental de sururu do povoado de Paricatíua não é a única atividade de apoio aos pequenos negócios rurais que o Sebrae desenvolve em Bequimão. Desde 2015, a instituição apoia os criadores de ovinos e caprinos com consultorias e apoio às feiras e eventos na região.

Além disso, o Sebrae mantém projetos em piscicultura e a partir de 2016 passou a desenvolver os projetos de Desenvolvimento Econômico Territorial (DET) e Negócio Certo Rural, este último em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

 

Fonte: Comunicação Sebrae

Em entrevista, superintendente do Sebrae faz balanço de ações da instituição

Em entrevista exibida no dia 26 de março no Programa Maranhão Rural, da Tv Difusora, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, fez um breve balanço das ações da instituição em 2016, com foco nas áreas de agronegócios, educação empreendedora e desenvolvimento territorial.

 

A Baixada Maranhense foi um dos destaques da entrevista, onde o executivo destacou ações como o projeto de desenvolvimento econômico e territorial (DET) desenvolvido em 11 municípios do Litoral Ocidental, o Polo de Empreendedorismo Rural da Baixada, entre muitas outras ações, que podem ser conferidas no vídeo abaixo, disponibilizado no canal do Sebrae no Youtbe:

 

 

Lançado II Festival Gastronômico Delícias do Mar em São Luís

O evento acontece até o dia 23 de abril, reunindo 47 restaurantes de nove municípios maranhenses, tendo os mariscos como matéria prima dos pratos

Em solenidade concorrida na noite da última quarta-feira, 5, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, o Sebrae lançou o II Festival Gastronômico Delícias do Mar, que acontecerá até o dia 23 de abril com a participação de 47 restaurantes de nove municípios maranhenses do Polo Turístico de São Luís e Floresta dos Guarás. Amanhã (sexta-feira, 7), o lançamento será em Alcântara; no domingo, 9, em Bequimão, e no dia 15, em Guimarães.

Durante a solenidade, acompanhada por autoridades estaduais e municipais, entidades e empresários do trade, imprensa especializada e demais convidados, os dirigentes do Sebrae no Maranhão reforçaram a importância do Festival Gastronômico como estratégia de fortalecimento do turismo local por meio da gastronomia, bem como o estímulo à competitividade dos pequenos negócios de alimentação fora do lar que integram o setor.

Sebrae

“O Festival foi idealizado pelo Sebrae para ajudar na dinâmica dos municípios envolvidos, proporcionando o fortalecimento dessa cadeia produtiva considerável que é a do turismo.  São municípios com forte apelo turístico, ainda apresentando diversos gargalos para o seu pleno desenvolvimento, sejam eles de caráter estrutural, de articulação com o poder público local ou mesmo de organização da governança empresarial. O Sebrae atua diretamente nesses territórios com projetos e ações específicas de implementação turística voltados para os pequenos negócios do setor e o festival é fruto desse trabalho”, destacou o diretor superintendente da instituição no Maranhão, João Martins.

O evento de lançamento na capital maranhense foi regado ao som da Banda Creolina e da degustação dos pratos idealizados pelos 18 restaurantes de São Luís, São José Ribamar e Raposa.

Presidente da FAEMA e conselheiro do Sebrae, Raimundo Coelho, Prefeito de Bequimão, José Martins, superintendente do Sebrae, João Martins, vice-prefeito de Bequimão, Sidney Pereira, Secretário Adjunto da Sagrima, Emerson Macedo e o vice-prefeito de São José de Ribamar, José Eudes Sampaio.

O II Festival Gastronômico “Delícias do Mar” é uma ação conjunta dos projetos Cadeia de Valor do Turismo na Regional de São Luís e Desenvolvimento Econômico e Territorial do Litoral Ocidental – DET Litoral Ocidental – executados, respectivamente, pelas Unidades Regionais do Sebrae em São Luís e Pinheiro com apoio de parceiros institucionais, envolvendo os municípios de São Luís, São José de Ribamar, raposa, Alcântara, Bequimão, Cedral, Cururupu e Porto Rico do Maranhão.

TURISMO

O evento objetiva incentivar o incremento do fluxo turístico e fomentar a inovação gastronômica nos municípios participantes a fim de fortalecer a cadeia produtiva e o turismo interno nos Polos São Luís e Floresta dos Guarás (Litoral Ocidental) – tendo como atrativos a culinária e a sustentabilidade (no que se refere à integração do processo produtivo).

“Este evento é muito importante para incrementar o turismo tanto na capital quanto nos outros oito municípios que estão na área de abrangência do Festival Gastronômico. O que pudemos ver pelo trabalho que o Sebrae vem fazendo, é que estes municípios tem um bom potencial turístico e que iniciativas como esta vem para ajudar a fomentar esta cadeia de valor”, disse o vice-presidente do Conselho Deliberativo Estadual da instituição, Raimundo Coelho, que na ocasião representou o presidente do CDE, Edilson Baldez das Neves.

A proposta é que o II Festival Gastronômico também movimente a economia e a comunidade local ao contribuir para a inovação e melhoria dos serviços ofertados pelos meios de alimentação e hospedagem, bares e estabelecimentos diversos dos destinos – além do turismo, o evento envolve áreas como atendimento, indústria, serviços, comércio e agronegócio.

CHEFS

Para o festival, os chefs dos 47 restaurantes participantes prepararam pratos inéditos e especiais, com toques diferenciados, tendo como base a diversidade de mariscos encontrados em nosso litoral, como sururu, camarão, caranguejo e sarnambi. Juntamente com sobremesas de frutas regionais, os pratos serão ofertados ao público a preços promocionais no cardápio para estimular o consumo dos antigos clientes e conquistar o paladar de novos, principalmente de quem visita os municípios envolvidos.

“O festival resgata a culinária maranhense e os restaurantes envolvidos fizeram um grande trabalho de resgate de técnicas tradicionais e de inovação ao mesclar técnicas contemporâneas com a utilização de ingredientes de típicos do Maranhão. O Festival está muito organizado e o Sebrae inovou com esta solução”, comentou Francisco Neto, presidente do Sindicato Empresarial de Bares e Restaurantes e Similares do Estado do Maranhão (Sindebares) e que também é dono de um dos restaurantes participantes de São Luís.

Para a empresária Delmira Mouta, dona do único restaurante participante de São José de Ribamar, o Festival Gastronômico Delícias do Mar tem sido uma boa oportunidade trocar experiências e boa oportunidade de mostrar as criações que faz em seu restaurante.

“Participei da primeira edição do festival e a gente tem contato com outros restaurantes de outras cidades. Pudemos perceber com mais clareza o que os clientes querem. Para este ano, trouxe um prato rico em mariscos, e que é meio que coringa por servir para satisfazer o cliente que quer uma refeição farta ou apenas beliscar frutos do mar”, explicou a empresária, ressaltando que o prato que está sendo oferecido no Festival é uma criação sua.

Da Raposa, o chef Tiago Brito, que criou um prato de inspiração contemporânea, que usa técnica gastronômica espanhola, unindo camarão, sarnambi e sururu com bacon, azeite e macarrão cabelo de anjo, com toques de alho e molho de peixe. “Este prato foi feito especialmente para o Festival, que é uma excelente ideia para movimentar os restaurantes que estão participando do evento”, explicou Brito.

HISTÓRICO

Esta é a segunda edição do Festival Gastronômico realizada pelo Sebrae. Em outubro de 2015, durante o período do Movimento Compre do Pequeno Negócio, a instituição organizou o festival pioneiro com tema Sabores do Pescado, como uma ação do projeto Serviços Turísticos do Polo São Luís, executado pela Unidade Regional em São Luís.

A edição de 2015 serviu como uma experiência piloto e contou com a participação de 20 restaurantes dos municípios de São José de Ribamar, Raposa e Alcântara. O evento envolveu, ainda, os piscicultores atendidos pelo Sebrae na Região Metropolitana de São Luís e que forneceram o pescado utilizado na preparação dos pratos.

“A ação de 2015 foi um grande sucesso, mostrando que existe demanda por eventos dessa natureza, tanto por parte dos empreendedores quanto por parte do público.  Por isso, optamos pela realização de um festival anual para promover a gastronomia maranhense como atração dos Polos Turísticos de São Luís e Floresta dos Guarás. A ideia é que nos anos seguintes, municípios de outros polos também entrem no Festival Gastronômico e possamos fazer uma grande celebração da gastronomia maranhense”, revela João Martins.

Entre as diferenças das duas edições, o festival deste ano tem maior abrangência, com municípios envolvidos (em 2015 foram apenas três); aumento do número de empresas participantes (em 2015 foram 20 restaurantes e bares) e maior visibilidade e ampliação do número de horas de consultoria, oficinas, palestras e empresas atendidas pelo Sebrae.

Mais informações sobre o II Festival Gastronômico Delícias do Mar podem ser obtidas no hotsite www.festivaldeliciasdomar.com.br. Nesse espaço, é possível conferir as fotos e informações dos restaurantes, assim como os pratos e sobremesas que estão participando desta segunda edição do evento.

Sebrae e Prefeitura de Alcântara articulam parcerias para nova gestão municipal

Parceria começou a ser costurada numa reunião entre a diretoria e técnicos do Sebrae e o prefeito eleito da cidade e dos futuros secretários municipais de Alcântara

 

Diretores e técnicos do Sebrae, o prefeito eleito de Alcântara e futuros secretários municipais da cidade participaram da reunião no Sebrae Jaracaty

Diretores e técnicos do Sebrae, o prefeito eleito de Alcântara e futuros secretários municipais da cidade participaram da reunião no Sebrae Jaracaty

São Luís – O Sebrae vai realizar uma oficina de planejamento estratégico para Prefeitura de Alcântara na primeira quinzena de janeiro. A ação foi acertada nesta quarta-feira (14) durante uma reunião solicitada pelo prefeito eleito da cidade, Anderson Wilker (PC do B-MA), para que a instituição apresentasse o escopo de sua atuação.

O principal objetivo será contribuir com o município na definição de prioridades estratégicas e planos de ação para o desenvolvimento local, considerando-se ações nas áreas de políticas públicas, turismo, artesanato, gastronomia e produção, bem como ações educativas voltadas para o empreendedorismo.

“O prefeito eleito de Alcântara no procurou ainda em outubro e desde então estamos trabalhando para costurar uma parceria para contribuirmos com o desenvolvimento da cidade por meio do empreendedorismo.  Assim, organizamos esta reunião onde mostramos alguns trabalhos que já desenvolvemos na região em que Alcântara está inserida, como o projeto de Desenvolvimento Econômico Territorial no Litoral Ocidental, e outros que poderemos inserir o município ou usar como referência para novas ações”, disse o diretor superintendente do Sebrae, João Martins.

“No turismo, por exemplo, podemos iniciar um trabalho como o que realizamos na região dos Lençóis-Munim, com a Rota das Emoções. Na área de políticas públicas também temos muito a contribuir, fortalecendo a sala do empreendedor, formando novos agentes de desenvolvimento e atualizando a lei geral municipal”, completou Martins

O diretor técnico do Sebrae, José Morais, também participou da reunião e detalhou o histórico e encaminhamentos do projeto Rota das Emoções, além de apresentar um panorama de ações já realizadas pela instituição em outras prefeituras, que podem ser repetidas em Alcântara.

O diretor superintendente do Sebrae, João Martins (Centro), o diretor técnico da instituição, José Morais (esq) e prefeito eleito de Alcântara, Anderson Wilker (dir), participaram da  reunião de articulação onde ficou definido a realização da oficina de planejamento

O diretor superintendente do Sebrae, João Martins (Centro), o diretor técnico da instituição, José Morais (esq) e prefeito eleito de Alcântara, Anderson Wilker (dir), participaram da  reunião de articulação onde ficou definido a realização da oficina de planejamento

“É um município que tem grande potencial para o turismo histórico e natural, mas precisa ainda organizar seus serviços de hospedagem e serviços e nós podemos ajudar com a experiência que temos em vários territórios”, destacou o diretor técnico do Sebrae no Maranhão.

 

VISITA

Além da oficina de planejamento, na reunião ficou acordado também uma visita da diretoria do Sebrae, em conjunto com técnicos da instituição, para levantar potencialidades, vocações e aptidões econômicas de Alcântara e começou-se a costurar parceria para a realização da segunda edição do Festival Gastronômico promovido pelo Sebrae na cidade e em nos outros municípios que compõem a região metropolitana de São Luís.

A reunião aconteceu na sede do Sebrae, no Jaracati, e o prefeito eleito trouxe consigo quase todos os futuros secretários municipais. “Desde a campanha tínhamos como regra nos cercar de bons parceiros que pudessem nos ajudar a realizar uma boa administração. O Sebrae tem se demonstrado um grande parceiro dos municípios maranhenses no desenvolvimento de políticas públicas. Por isso, viemos até o Sebrae buscar a expertise que a instituição tem”, afirmou Anderson Wilker.

O prefeito eleito da Alcântara ainda se comprometeu em manter a Sala do Empreendedor do município em funcionamento, ampliar o número de agente de desenvolvimento local em atividade na cidade e propor à Câmara Municipal um projeto de lei para atualizar a Lei Municipal Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte já contemplando as alterações promovidas pela Lei Complementar 155/2016, conhecida como “Crescer sem Medo” e recentemente sancionada pelo Presidente Michel Temer.

“Alcântara foi a primeira prefeitura que fechamos apoio para iniciar o novo ciclo de governo municipal. Já fomos procurados por outros prefeitos do Maranhão e agora vamos trabalhar para fechar novas parcerias”, finalizou Martins.

Sebrae confirma evento regional de inovação e tecnologia para novembro em São Luís

Fórum Tech Nordeste será realizado pelo Sistema Sebrae na região, com apoio de instituições de ensino e governamentais, de fomento à pesquisa e inovação.

Evento de lançamento contou com plateia de lideranças empresariais, representantes de órgãos governamentais e de fomento à pesquisa, e empresários.

Evento de lançamento contou com plateia de lideranças empresariais, representantes de órgãos governamentais e de fomento à pesquisa, e empresários.

SÃO LUÍS – O papel da inovação e dos negócios sustentáveis para o desenvolvimento da Região Nordeste será discutido em São Luís, em novembro, na 1ª edição do TECH NORDESTE – Fórum de ciência, tecnologia e inovação sustentáveis para o desenvolvimento da Região. O evento foi lançado na última quinta-feira (06), pelo Sebrae no Maranhão e contou com a presença de parceiros, apoiadores, estudantes e imprensa. O lançamento foi feito simultaneamente em oito estados participantes. No Ceará, o lançamento acontecerá no dia 11, durante um café da manhã, com a presença do Diretor técnico do SEBRAE no Maranhão, José de Ribamar Morais.

O evento é uma realização do Sistema SEBRAE no Nordeste, tendo a participação dos nove estados da região, sob a coordenação do SEBRAE-MA. Com o objetivo de discutir a importância da ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para o Nordeste.

Segundo a Diretora de Administração e Finanças do Sebrae no Maranhão, Rachel Jordão, que representou a instituição na solenidade de lançamento, o evento irá proporcionar um espaço referencial para a geração e difusão de conhecimentos científicos, tecnológicos e inovadores na Região. “Ao final do fórum iremos propor como produto propostas de políticas públicas e de projetos de conteúdos qualitativos de soluções aplicáveis ao dia a dia dos pequenos negócios e da sociedade nordestina como um todo”, explicou.

A diretora de administração e finanças do Sebrae no Maranhão, Rachel Jordão e os parceiros do SEBRAE no Maranhão, na realização do evento.

A diretora de administração e finanças do Sebrae no Maranhão, Rachel Jordão e os parceiros do SEBRAE no Maranhão, na realização do evento.

Durante o lançamento, o Coordenador Técnico do evento, João Berto Ferreira apresentou detalhes da programação, parceiros, eixos-temáticos e infraestrutura do evento. “Estamos realizando o TECH NORDESTE em um esforço conjunto das unidades do SEBRAE nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e de vários parceiros. Nosso interesse é construir um espaço que irá discutir problemas e encontrar soluções viáveis. O evento irá percorrer os estados do Nordeste, sendo realizado a cada dois anos em uma unidade federativa”, afirmou João.

Durante o TECH NORDESTE serão abordados cinco eixos-temáticos: Energia Limpa; Mobilidade no Estado do Maranhão; Recursos Hídricos; Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC e Resíduos; que foram definidos em um fórum interinstitucional que ocorreu no auditório do SEBRAE em duas sessões com a participação de várias entidades parceiras do Sebrae na realização do evento.

“São temas bastante pertinentes, que estão na pauta das universidades e governos como desafios de desenvolvimento sustentável, e acreditamos que a melhor forma de aplicar essas soluções é levando-as para o mercado e estimulando o investimento de pequenos negócios em gestão pautada na inovação e sustentabilidade, porque isso traz também desenvolvimento socioeconômico”, avalia o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

A Reitora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Nair Portela falou da importância da instituição fazer parte do evento. “As questões que serão debatidas durante o TECH NORDESTE são de extrema relevância para a região. A UFMA tem muito a contribuir, pois tem um grande potencial intelectual na área da inovação, tecnologia e soluções sustentáveis”, disse.

Além da UFMA, são parceiros confirmados do evento no Maranhão, a Universidade Estadual do Maranhão (Uema); o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA); a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA; o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Enova e Twigoal.

 

Diretores superintendente e técnico do Sebrae-MA, João Martins e José Morais

Diretores superintendente e técnico do Sebrae-MA, João Martins e José Morais

Inovação em crescimento no Nordeste

O TECH NORDESTE aproveita o momento de destaque da região, que vem apresentando um crescente desenvolvimento na inovação e se torna ambiente de incentivo a novas ideias e criatividade. Áreas como softwares e hardwares têm tido crescimento expressivo e impulsionado a economia dos nove estados da região. O Processo recente de dinamização é marcado pela presença, na maioria dos estados, de novos empreendimentos, como as startups, e de grandes grupos nacionais e internacionais.

De acordo com o diretor técnico do Sebrae no Maranhão, José de Ribamar Morais, “as mudanças na estrutura produtiva do Nordeste – associadas à modernização nos três setores econômicos – promoveram importantes avanços na base de Ciência, Tecnologia e Inovação da região, viabilizando um melhor cenário de inovação, onde a  competitividade regional foi alçada a novo patamar, permitindo aos estados da região vislumbrarem a possibilidade de acessar novos mercados, inclusive no exterior, exemplo desse crescimento do Nordeste é o número de micro e pequenas empresas, que crescem  cerca de 30% ao ano”, declarou.

Programação

Durante o evento de lançamento, o Sebrae também apresentou o site institucional que concentrará as informações e novidades do fórum. O endereço é www.technordeste.com.br.

No endereço eletrônico já está disponível a prévia da programação técnica, informações sobre data, horários, local e organização do evento. Também já é possível fazer o credenciamento gratuito no evento, que é gratuito.

Sebrae entrega premiação à Prefeitos Empreendedores

Ao todo foram premiados sete prefeitos na IX edição do PSPE, promovido pelo Sebrae. Todos estão classificados para etapa nacional

 

Sete prefeitos foram premiados na 9ª edição do PSPE

Sete prefeitos foram premiados na 9ª edição do PSPE

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão entregou os troféus aos sete vencedores do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (PSPE). A solenidade de entrega dos prêmios aconteceu no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no Cohafuma, nesta quinta-feira (31).

Os premiados foram: Juscelino Oliveira e Silva, de Açailândia, na categoria Desburocratização e Formalização; pelo projeto “O Avanço de Açailândia em Desburocratização em Desburocratização das MPE’s”; Cicero Neco Morares, de Estreito, na categoria Implantação e Institucionalização da Lei Geral, com o projeto “Estreito é referência Nacional em Lei Geral”; Juran Carvalho de Souza, de Presidente Dutra, na Categoria Inovação e Sustentabilidade, com o Projeto “Quebrando Paradigmas com Inovação e Sustentabilidade”; Eric Costa, de Barra do Corda, na categoria Municípios integrantes do G-100, com o projeto “Humanizar o ambiente do comércio varejista no centro da cidade”; Jairo Madeira Coimbra, de João Lisboa, com o projeto “Mudanças que trouxeram saúde e desenvolvimento para João Lisboa”; Edvaldo Holanda Braga Júnior, de São Luís, com o projeto “Fomento aos pequenos Negócios no Campo” e Iracema Cristina Lima Vale, de Urbano Santos, com o projeto “Campos Agrícolas: um caminho para melhorar a vida”.

Também receberam certificados os demais finalistas que concorreram nas sete categorias do PSPE: João Jorge Lobato, de Santa Helena; Dulcilene Belezinha, de Chapadinha; júnior Otsuka, de Grajaú; Luiza Rocha, de São João do Sóter, e Adalberto Nascimento, de Belágua.

O prefeito de Estreito, Cicero Neco Moraes, recebeu seu terceiro prêmio estadual das mãos do superintendente do Sebrae, João Martins e do secretário de estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo

O prefeito de Estreito, Cicero Neco Moraes, recebeu seu terceiro prêmio estadual das mãos do superintendente do Sebrae, João Martins e do secretário de estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo

Segundo o diretor superintendente do Sebrae, João Martins, o PSPE foi criado como forma de reconhecer as iniciativas municipais que apoiam as micro e pequenas empresas. “As principais premissas desta premiação são a disseminação da cultura empreendedora com estímulo de políticas públicas de desenvolvimento e a difusão de ideias criativas que fomentam e apoiam os pequenos negócios nos municípios. Todos os projetos finalistas têm estes aspectos”, afirmou.

“A vitória é das populações destes municípios que recebem como prêmio um cenário mais propício para os negócios e, consequentemente, a oferta de condições reais para melhoria da qualidade de vida, geração de emprego e renda”, completou Martins.

Para o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae e presidente da Fiema, Edilson Baldez da Neves, o PSPE explicita as boas práticas e os frutos advindos dessas iniciativas. “Aqui foram premiados e reconhecidos os gestores que sabem definir o que é mais favorável para os seus territórios e sua gente; que acreditam que o cidadão pode viver com mais dignidade, que pode trabalhar, usufruir do que ganha, investir e ainda ajudar o seu município a crescer”, disse.

 

PREFEITOS

O prefeito de Estreito, Cicero Neco Morais, ganhou o PSPE estadual pela terceira vez e elogiou a parceria com o Sebrae. “Prefeito inteligente faz parceria com o Sebrae, porque a instituição é uma grande ferramenta para o desenvolvimento dos municípios para incentivar os pequenos negócios que geram emprego e renda”, comentou.

A prefeita de Urbano Santos, Iracema Cristina Lima Vale, disse que o projeto que inscreveu beneficiou 900 famílias que vivem da agricultura familiar. “São 40 polos rurais que receberam apoio. E fizemos tudo isso com apoio do Sebrae, Embrapa, Senar e governo federal”, disse a prefeita.

O prefeito da capital, Edvaldo Holanda Braga Júnior, disse que empreendedorismo é uma estratégia de desenvolvimento adotado em sua gestão. “Fomentar o empreendedorismo é trabalhar para fazer o melhor pela cidade. Esta conquista também é de trabalhadores que vivem a  realidade do campo e atuam pela alimentação saudável em São Luís”, observou.

O prefeito de Açailândia, Juscelino Oliveira e Silva, disse que ficou emocionado ao receber o prêmio. O prefeito de Presidente Dutra, Juran Carvalho de Sousa, afirmou que, com a premiação, teve certeza que sua administração está no caminho certo. Já o prefeito de João Lisboa, Jairo Madeira de Coimbra, parabenizou o Sebrae por ajudar os prefeitos a desenvolverem os municípios.

O prefeito de Barra do Corda, Eric Costa, disse que não foi fácil ganhar o prêmio, que envolve os pequenos comerciantes no projeto e que o município já faz 86% das aquisições municipais junto aos pequenos negócios instalados na cidade.

 

PRÊMIO

Esta é a nona edição do PSPE, que é realizado bienalmente. Ao todo, foram inscritos 61 projetos de 58 prefeituras. Deste total 37 projetos foram considerados habilitados e participaram da fase de julgamento e pré-seleção executadas em fevereiro e março. Para a fase final da etapa estadual do PSPE foram selecionados 16 projetos de 13 prefeituras. Agora, todos os sete prefeitos maranhenses que vencedores estão classificados para a etapa nacional, cuja premiação será realizada

O objetivo do Prêmio é reconhecer e valorizar os gestores municipais que colocam o empreendedorismo na pauta de seu programa de governo, como forma de promover o desenvolvimento socioeconômico de seus municípios.

A premiação é execução pela Unidade de Políticas Públicas do Sebrae com apoio de parceiros regionais como Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Tribunal de Contas do Estado do maranhão (TCE-MA); Vigilância Sanitária (Visa); Junta Comercial do Maranhão (Jucema); Associação Comercial do Maranhão (ACM) e Universidade Federal do maranhão (UFMA), além de parceiros no âmbito nacional.

Estiveram o secretário chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, que representou o governador Flávio Dino; o secretário estadual de Indústria e Comércio, Simplício Araújo; os deputados estaduais Levi Pontes e Edvaldo Holanda, o prefeito de Alcântara, Domingos Santana Júnior, o “Araken”; o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Maranhão, Raimundo Coelho, a presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) Socorro Noronha; a Presidente da Associação Comercial do Maranhão, Luzia Rezende; o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas São Luís (CDL), Fábio Ribeiro; o chefe geral da Embrapa Cocais, Valdemício Souza; o presidente da Jucema, Sérgio Sombra e o Superintendente de Negócios Varejo e Governo do Banco do Brasil, Ingo Kobarg Junior.

 

Vencedores do IX Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

 

Categoria Desburocratização e Formalização

Juscelino Oliveira e Silva – Açailândia

Categoria Implantação e Institucionalização da Lei Geral  

Cicero Neco Moraes – Estreito

Inovação e Sustentabilidade

Juran Carvalho de Souza – Presidente Dutra

Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária

Jairo Madeira de Coimbra – João Lisboa

Municípios Integrantes do G-100

Eric Costa – Barra do Corda

Pequenos Negócios no Campo

Edvaldo Holanda Braga Júnior – São Luís

Melhor Projeto

Iracema Cristiane Lima Vale – Urbano Santos

Sebrae inicia articulações no estado para comemorar 10 anos de Lei Geral

Parceria com Assembleia Legislativa é uma das primeiras ações do ano no sentido de ampliar a criação de políticas públicas no estado em favor dos pequenos negócios.

 

Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho, recebeu diretor superintendente do Sebrae, João Martins, para tratar de desenvolvimento dos pequenos negócios no Maranhão.

Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho, recebeu diretor superintendente do Sebrae, João Martins, para tratar de desenvolvimento dos pequenos negócios no Maranhão.

O diretor-superintendente do Sebrae, João Martins e o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Humberto Coutinho, estiveram reunidos na última esta semana para definir os rumos da parceria que pretende ampliar as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas do Estado. Este ano, o Sebrae comemora os 10 anos de criação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e a maior proximidade com o legislativo maranhense é uma das primeiras ações comemorativas desta data.

 

A Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, sancionada em dezembro de 2006, trouxe inúmeros benefícios aos pequenos negócios no Brasil, promovendo uma verdadeira revolução ao criar elementos legais para propiciar um ambiente de desenvolvimento e sustentabilidade para os pequenos negócios.

 

“E essa revolução é local, é dentro dos municípios, que devem ter a legislação regulamentada e implementada para usufruto de seus benefícios pelos empreendedores. Lembramos que é nos municípios que tudo acontece e cremos, como instituição que trabalha diretamente no apoio à micro e pequena empresa, que os pequenos negócios podem mudar a realidade do nosso estado por favorecer trabalho, renda e movimentar a economia”, destacou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

 

O executivo fez, no entanto, uma ressalva. “A Lei Geral só terá efetividade se houver vontade política dos gestores públicos e estes possam fazer a sua parte. Assim sendo, certamente, poderemos vivenciar dias muito melhores, com uma economia fortalecida em uma base ativa e produtiva, formada por milhares de empreendedores, incluindo os microempreendedores individuais, as microempresas e as empresas de pequeno porte”, completa.

 

Este ano, o Sebrae vai estar com uma forte campanha para comemorar a primeira década da Lei Geral e incentivar os gestores municipais que ainda não regulamentaram e/ou implementaram a legislação. Dos 217 municípios, 153 deles já possuem a sua Lei Geral e 93 a tiraram do papel.

 

“Já estamos com uma parceria com o Tribunal de Contas do Estado no sentido de fiscalizar esse processo de maneira mais próxima e, agora, com a Assembleia Legislativa, buscamos criar uma parceria institucional para que essa e outras políticas públicas possam ser elaboradas e venham a fortalecer os pequenos negócios estaduais”, sinaliza Martins.

 

Setores produtivos

Durante a visita à Assembleia Legislativa, além de conversarem sobre o contexto da crise na economia do país e que já atinge os estados, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão recebeu o convite do presidente Humberto Coutinho para que a instituição participe das comissões parlamentares, essencialmente as que dizem respeito aos setores produtivos da economia.

 

“Com todo o seu conhecimento e atuação, o Sebrae tem muito a contribuir com esta Casa, apoiando as comissões em seus respectivos trabalhos e ajudando-nos a criar mecanismos legais que promovam desenvolvimento dos pequenos negócios maranhenses, para que possamos ter mais oferta de trabalho e geração de renda, o que fortalecerá a nossa economia e promoverá qualidade de vida para as nossas famílias”, acredita o presidente.