Criada a Instância de Governança do Pólo Turístico da Floresta dos Guarás

Foi criada nesta terça-feira (05), na cidade de Mirinzal, a comissão provisória da Instância de Governança Regional do Pólo Turístico da Floresta dos Guarás. Foram eleitos Marcos Dominici, Turismólogo e coordenador de Turismo do município de Guimarães, para presidente e Gilberto Fonseca, secretário de Meio Ambiente e Turismo do município de Cururupu, como vice-presidente.

O evento contou com a participação de secretários, coordenadores, agentes de desenvolvimento, representantes do Sebrae da Unidade Regional de Pinheiro e das instituições ligadas à atividade turística dos municípios de Bequimão, Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal e Porto Rico do Maranhão, que discutiram a criação da Instância de Governança do Pólo Turístico da Floresta dos Guarás.

A partir de 2019 para integrar o Mapa do Turismo Brasileiro, só serão reconhecidas como regiões turísticas aquelas que contarem com Instância de Governança Regional, Conselhos Municipais de Turismo ativos e, pelo menos um, prestador de serviço inscrito no serviço de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que prestam serviços no Turismo (Cadastur). A ideia é estimular a participação da sociedade na definição, implantação e acompanhamento das políticas públicas do turismo, por meio do Programa Nacional de Regionalização do Turismo (PRT), do Ministério do Turismo, que seguem o princípio da gestão descentralizada.

As Instâncias de Governança Regionais são constituídas por um conjunto de municípios de uma mesma região, com afinidades culturais, sociais e econômicas que se unem para organizar e desenvolver a atividade turística regional de forma sustentável, por meio da integração contínua dos municípios, consolidando uma atividade regional.

A próxima etapa é de sensibilização e mobilização dos interlocutores estaduais e gestores municipais para adequação das novas regras para atualização do Mapa do Turismo Brasileiro.

Fotos: Rodrigo Martins

Anúncios

Bequimão participa do I Seminário de Turismo da Floresta dos Guarás

Durante dois dias (16 e 17 de agosto), Representantes dos diversos segmentos da atividade turística do município de Bequimão participaram do I Seminário de Turismo da Floresta dos Guarás que aconteceu na cidade de Cururupu, no Litoral Ocidental Maranhense. O seminário foi promovido pelo Sebrae Maranhão, através da Unidade Regional de Pinheiro, com o apoio da Prefeitura Municipal de Cururupu-MA.

Cerca de 21 empreendedores dos segmentos de meios de hospedagem, alimentação, transporte e artesanato que integram a cadeia produtiva do turismo, como também técnicos do poder público do município de Bequimão participaram do evento.

O seminário foi idealizado com o intuito de discutir e apontar alternativas reais para a promoção da região como um destino turístico sustentável, explorando as diversas potencialidades existentes e estimulando políticas públicas de incentivo, onde foram abordados diversos temas fundamentais para o desenvolvimento do turismo no litoral ocidental maranhense.

O turismólogo e coordenador da Sala do Empreendedor de Bequimão, Rodrigo Martins, responsável pela articulação e mobilização dos participantes do município no evento, destacou a importância do seminário para a região. “Já temos um grande potencial para o turismo, isso graças à natureza exuberante que a região conta. Precisamos agora saber tirar proveito do que o turismo oferece de melhor e o seminário comprovou o potencial que temos, através das exposições nos stands com produtos artesanais da cultura local, mostrando nossa riqueza e diversidade e também, pela quantidade expressiva de participantes no evento, cerca de aproximadamente 700 pessoas”.

O evento contou com a participação de prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais de turismo e do governo do Estado, dos representantes de Sindicatos de Guias de Turismo do Maranhão (SINDEGTUR-MA), Associação Brasileira de Indústria Hoteleira (ABIH), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), Associações Comunitárias, Universidades, e Empresários do setor de turismo.

 

Fotos: Rodrigo Martins

Prefeitura e Sebrae discutem projetos no setor de turismo e cultura em Bequimão

Aconteceu na última quinta-feira (28), a reunião de discussão das ações do projeto de turismo e artesanato do Sebrae/Ma, através do projeto de Desenvolvimento Econômico e Territorial (DET) – Litoral Ocidental Maranhense a ser aplicado no município de Bequimão.

Durante a reunião foram explanados o esboço do projeto que contempla ações direcionadas para orientar, elaborar e criar a Lei Municipal de Turismo, o Conselho, o Fundo e o Plano Municipal de Turismo, instrumentos essenciais para desenvolver e promover a atividade turística de uma determinada região. E também, o projeto da oficina de criatividade a ser desenvolvido com o grupo de artesãs de tecelagem de algodão do povoado de Centro dos Câmaras que produzem e confeccionam redes, mantas, tapetes e outros produtos oriundos das peças de teá.

Participaram da reunião os secretários municipais, Edimilson Pinheiro (Adjunto de Meio Ambiente e Turismo), Dinha Pinheiro (Cultura), Rodrigo Martins (Coordenador da Sala do Empreendedor), Marcelo Medeiros e Fernanda Ramada (Consultores do Sebrae/Ma), e os técnicos da Sematur (Nhô da Colônia e Rosiney) e da Sala do Empreendedor (Valdeci Amorim).

Fotos: Rodrigo Martins

Sebrae vai roteirizar atrações turísticas do Litoral Ocidental

Reunião em Guimarães marcou uma das primeiras ações da instituição para elaborar um plano de desenvolvimento da cadeia turística na região.

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

As ilhas das reentrâncias maranhenses foram uns dos pontos escolhidos para entrarem no roteiro turístico do Litoral Ocidental.

  

Com o apoio da sociedade civil organizada do Litoral Ocidental, o Sebrae no Maranhão iniciou os primeiros trabalhos em prol de uma roteirização turística da região, envolvendo os 11 municípios que integram o Projeto de Desenvolvimento Econômico Territorial – DET Litoral Ocidental. Uma reunião técnica em Guimarães, recentemente, com a participação de 50 atores locais, dentre eles representantes do poder público, foi realizada pela instituição para definir as ações prioritárias do plano de trabalho que culminará na estruturação da cadeia produtiva do turismo, levando em consideração os atrativos naturais dos municípios da região – inseridos no Polo Floresta dos Guarás.

 

“Foi um trabalho extremamente válido, principalmente porque estivemos reunidos com os atores locais, que sabem das potencialidades da região e anseiam por uma mudança da realidade do Litoral Ocidental, com mais oportunidades para todos. A ideia do Sebrae, além do desenvolvimento regional da cadeia turística, é estimular a criação de novos negócios e expandir os já existentes, ampliando e qualificando serviços e equipamentos turísticos na região e, principalmente, ajudando, com a sua expertise, na geração de emprego e renda para quem vive na região”, ressaltou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

 

Martins destaca, ainda, que a roteirização turística do Litoral Ocidental também considera as oportunidades de negócios que serão abertas com a inauguração da Ponte sobre o Rio Pericumã, extensão da MA 211 que ligará os municípios Bequimão e Central do Maranhão.

 

João Martins, diretor superintendente do Sebrae-MA

João Martins, diretor superintendente do Sebrae-MA

“Quando estiver concluída, a ponte encurtará distâncias para o Litoral Ocidental, facilitando o acesso aos municípios e abrindo inúmeras possibilidades para o surgimento de empreendimentos diversos e crescimento dos já existentes. O Observatório Sebrae – que é uma plataforma virtual de inteligência de mercado, já está concluindo estudos socioeconômicos nessa área, justamente para dar maior embasamento para as ações empreendedoras que estamos idealizando por meio do projeto DET Litoral Ocidental e para que possamos orientar de maneira mais eficaz os potenciais empreendedores e empresários locais”, indicou.

 

Na reunião em Guimarães, o Sebrae apresentou o que já está realizando na região em prol da estruturação da atividade turística, por meio do projeto DET – Litoral Ocidental Maranhense, executado pela Unidade Regional de Pinheiro. De acordo com o gestor do projeto, David Filipe Amorim, a instituição está em vias de finalizar o diagnóstico de informações qualificadas sobre o setor do turismo e o aplicativo GuarasTour.

 

“O aplicativo funcionará como um canal de comunicação para o empreendedor, uma espécie de vitrine onde poderá inserir seus estabelecimentos por categoria, destacar produtos e serviços, valores e demais informações relevantes para potenciais clientes e turistas. O aplicativo também permite pesquisar roteiros com a indicação de empresas de transporte legalizadas, assim como pousadas, restaurantes, pontos turísticos e comerciais da cidade, dados importantes quem quer visitar a região”, sinalizou o gestor.

 

Como informações prévias, os participantes ainda assistiram duas apresentações: a do turismólogo vimarense, Marcos Aurélio Dominici, sobre o cenário atual da atividade turística no Polo Floresta dos Guarás e a da consultora credenciada do Sebrae, Marisol Modolo, que falou sobre o trabalho executado pela instituição para roteirizar a Rota das Emoções que, hoje, integra 15 municípios dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará.

 

“Uma diferença perceptível entre o trabalho realizado nos anos de 2005 e 2006 no território da Rota das Emoções e este que se inicia no Litoral Ocidental é que a população daqui está mais engajada e anseia a mudança advinda através do turismo. Este fator é crucial para que os resultados sejam mais rápidos”, analisou a consultora.

 

Trabalho em grupo define ações prioritárias

 

Extinto na maior parte do país, o guará – com sua bela plumagem vermelha – é o símbolo do polo turístico e das Reentrâncias Maranhenses, uma das belezas que encanta quem visita o Litoral Ocidental Maranhense.

Extinto na maior parte do país, o guará – com sua bela plumagem vermelha – é o símbolo do polo turístico e das Reentrâncias Maranhenses, uma das belezas que encanta quem visita o Litoral Ocidental Maranhense.

Após as informações preliminares para contextualizar o trabalho em grupo, os participantes discutiram quais seriam as ações prioritárias para serem levadas em consideração quando da elaboração do plano de roteirização turística do Litoral Ocidental. As ações foram destacadas em quatro núcleos: infraestrutura, qualificação de mão de obra, roteiros turísticos e turismo na baixa estação.

 

No núcleo de Infraestrutura as ações escolhidas pelo grupo para serem trabalhadas foram a melhoria dos serviços telefônicos, de internet e a sinalização turística. Para a Qualificação da Mão de Obra, além de capacitações sobre a gestão dos pequenos negócios, o grupo ressaltou a importância do resgate histórico e cultural do Litoral Ocidental a ser feito por todos os que estarão envolvidos direta ou indiretamente com o segmento turístico, assim como a necessidade dos empreendimentos do setor de Alimentos e Bebidas capacitarem os seus funcionários nos programas de alimentos seguros e, os que trabalham com hospedagem, buscarem mais informações sobre infraestrutura hoteleira.

 

Quanto às definições do núcleo Roteiro, alguns atrativos naturais e culturais foram colocados no primeiro plano, além do artesanato da região, tais como: os balneários de Bequimão,  as Praias de Araoca e Recreio (Guimarães), restingas e reentrâncias maranhenses  – uma parte do litoral semisselvagem e preservado, extremamente recortado por uma infinidade de ilhas, enseadas, baías, golfos, furos, penínsulas, rios e estuários que fazem parte da seleta lista das Zonas Úmidas de Relevância Planetária (RAMSAR) e da Rede Hemisférica de Reservas para Aves Limícolas. Ainda neste núcleo, um dos destaques dos participantes do grupo foi o resgate à história de Maria Firmina dos Reis, liderança negra feminina e escritora abolicionista que fundou uma escola gratuita e mista, em 1880, que causou escândalo no povoado de Maçaricó, em Guimarães.

 

Já para as soluções de Baixa Estação foram elencadas alternativas de roteiros, como a Rota da Cachaça – com a proposta de visitas aos inúmeros alambiques artesanais da região, principalmente nos municípios de Guimarães, Central do Maranhão e Mirinzal.

 

31ª Tradicional Regata de Outeiro

 

O evento, realizado em Cedral, reúne anualmente um número cada vez maior de participantes e de turistas, a maioria dos municípios vizinhos.

O evento, realizado em Cedral, reúne anualmente um número cada vez maior de participantes e de turistas, a maioria dos municípios vizinhos.

O Sebrae realizou uma Jornada Empresarial itinerante na 31ª Tradicional Regata de Outeiro, no município de Cedral. O objetivo da ação, foi estimular os empreendedores do município a se qualificar para atender a demanda de turistas que a cada ano cresce por ocasião do evento.

 

Durante a Jornada Empresarial foram realizadas orientações quanto ao registro de empresa, noções de controles financeiros, atendimento ao cliente e marketing para os empresários e empreendedores do município. Além disso, foram ofertadas oficinas gastronômicas para os proprietários e colaboradores de empresas do ramo de alimentação da cidade.

 

“Esta ação marca o início das prévias da segunda edição do Festival Gastronômico Delícias do Mar, que vai acontecer em dezembro, no município de Alcântara, com a finalidade de fomentar a inovação gastronômica, fortalecendo a cadeia produtiva do turismo interno nos Polos São Luís e Floresta dos Guarás, através do estímulo à melhoria nas técnicas de culinária, à sustentabilidade no que tange a integração do processo de produção com os recursos utilizados”, finalizou a gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Rosa Amélia Borges.