Sebrae apresenta projeto de Desenvolvimento Territorial em Bequimão

A apresentação foi feita pelo diretor superintendente da instituição e também tratou  dos impactos socioeconômicos da obra ponte sobre o Rio Pericumã

 

 

 

Em Bequimão, a apresentação do projeto DET Litoral Ocidental Maranhense, do Sebrae, foi feito pelo diretor superintendente da instituição, João Martins

Em Bequimão, a apresentação do projeto DET Litoral Ocidental Maranhense, do Sebrae, foi feito pelo diretor superintendente da instituição, João Martins

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, apresentou o Projeto de Desenvolvimento Econômico Territorial (DET) Litoral Ocidental Maranhense para empresários, sociedade civil organizada, lideranças comunitárias, produtores rurais e poder público municipal de Bequimão em uma reunião na Escola Bequimãoense.

O intuito da ação foi apresentar o projeto, que tem por objetivo promover um ambiente favorável a pequenos negócios, estimular a inclusão produtiva, dinamizar a economia dos 11 municípios envolvidos no DET Litoral Ocidental Maranhense.

O programa DET é uma estratégia do Sebrae de promoção do desenvolvimento, focado na melhoria do ambiente de negócios, fomento e fortalecimento de atividades produtivas e geradoras de renda.

“O estimulo o empreendedorismo com base nas oportunidades e vocações locais é uma maneira de gerar novos negócios, emprego e renda para os 11 municípios integrantes do Litoral Ocidental, uma das regiões do estado com baixos índices socioeconômicos. Queremos contribuir decisivamente para reverter este quadro e por isso conseguimos recursos para investir neste território”, afirmou Martins.

O prefeito de Bequimão, José Martins, disse que há parcerias exitosas com o Sebrae. “A Expocapril, que é uma feira de ovinocaprinocultura, é um bom exemplo. Acontece no município em novembro e movimenta a economia local”, explicou.

 

PROJETO

O projeto será executado entre 2016 e 2018 e como primeira ação foram mapeadas as potencialidades e os segmentos empresariais com maiores chances de dar resultado em curto e médio prazo.

“O projeto já está em andamento e as ações são baseadas no diagnóstico apresentado, que detalha, por exemplo, as vocações econômicas da região. No entanto, é importante que contemos com o apoio do empresariado local, das entidades de classe e das lideranças, bem como, com a colaboração e o engajamento de todos para que tenhamos o resultado esperado”, observou João Martins.

Segundo os estudos do Sebrae no ambiente rural, as atividades mais promissoras são mandiocultura, ovinocaprinocultura, hortifruticultura, piscicultura, meliponicultura, apicultura e turismo rural. No ambiente urbano as atividades econômicas mais promissoras mapeadas foram comércio varejista, hotelaria bares, restaurantes, turismo e feiras livres.

Além disso, foram levantadas as necessidades de implantar o empreendedorismo nas escolas e trabalhar projetos de formação de jovens empreendedores, como forma de garantir resultados de longo prazo.

Diversas iniciativas já foram executadas como a formação de agentes de desenvolvimento local para as prefeituras da região, cursos de melhoria de produtos que já existiam na região e de estímulo ao empreendedorismo e do programa Negócio Certo Rural.

 

Durante a apresentação do projeto DET Litoral Ocidental Maranhense, o prefeito de Bequimão, José Martins (em pé), disse que a atuação do Sebrae na região está preparando a cidade para receber a obra da Ponte sobre o Rio Pericumã 

Durante a apresentação do projeto DET Litoral Ocidental Maranhense, o prefeito de Bequimão, José Martins (em pé), disse que a atuação do Sebrae na região está preparando a cidade para receber a obra da Ponte sobre o Rio Pericumã

PONTE

Na ocasião, além de apresentar o DET Litoral Ocidental Maranhense, também foi apresentado o calendário de ações previstas para a região no âmbito do Projeto e o estudo de Impacto sócio-econômico da construção da ponte sobre o Rio Pericumã, que ligará Central do Maranhão a Bequimão. “Este é um empreendimento âncora, que criará condições para economia se desenvolver rapidamente em um curto espaço de tempo”, observou o diretor superintendente do Sebrae.

Para o secretário de Indústria e Comércio, Ademar Costa, o apoio do Sebrae está sendo fundamental para preparar a cidade para as mudanças que a conclusão da obra da ponte sobre o Rio Pericumã provocará na região. “A atuação do Sebrae está nos ajudando a preparar o município para os impactos deste empreendimento“, disse Costa.

O prefeito de Bequimão afirmou que alguns impactos já ficaram claros para o poder público municipal. “Com esta ponte, Bequimão se tornará a porta de entrada da Floresta dos Guarás, e para que isso se torne de fato uma vantagem, precisamos preparar a cidade para não deixar este cavalo selado passar. É o que estamos fazendo com apoio do Sebrae e outras instituições”, afirmou José Martins.

A ponte sobre o Rio Pericumã, ainda está em fase de licitação, porém as primeiras projeções mostram que ela terá 589 metros de cumprimento e será necessário agregar tecnologia à obra por causa da natureza do terreno e da velocidade da correnteza do curso d’água que será transposto.

“Serão três canteiros de obra, serão gerados 800 empregos a um custo de R$ 72 milhões, com recursos do BNDES. Terá um impacto grande na região não só pela movimentação e pessoal como pelo potencial de aquisição de produtos e serviços no comércio local”, explicou o diretor superintendente do Sebrae.

“Uma das funções do DET litoral Ocidental é preparar o mercado local para tirar vantagem dessa nova situação”, finalizou.

 

PARA ENTENDER…

DET atenderá 11 municípios

O DET Litoral Ocidental Maranhense foi lançado no município de Mirinzal, no final de maio. Na oportunidade foi apresentado o diagnóstico da pesquisa feita pela Fundação Josué Montelo, que mapeou as informações socioeconômicas da região.

Sete municípios de Bequimão, Central, Mirinzal, Guimarães, Serrano do Maranhão, Porto Rico do Maranhão e Cedral já aderiram ao projeto e outros quatro – Apicum Açu, Alcântara, Cururupu, Bacuri – fazem parte do território onde o projeto DET Litoral Ocidental Maranhense será executado.

Esse diagnóstico baseia as ações do projeto que será executado por três anos (2016 – 2018), tanto na zona urbana quanto rural dos municípios integrantes da Litoral Ocidental e Polo Turístico Floresta dos Guarás.

As palestras estão sendo realizadas nos 11 municípios que integram o projeto de forma gradativa.  Durante a apresentação, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins irá demonstrar os principais pontos do projeto, suas estratégias, pontos de impacto e resultados almejados.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s